Versão antiga do Sistema Operacional da Microsoft deixará de receber suporte.

Você usa o Windows Vista? Então é necessário migrar para outra versão, pois a empresa Microsoft encerrou o suporte para o sistema operacional. Desta fora, consumidores não terão mais acesso às atualizações de segurança e de suporte técnico, e assim podem colocar em risco a integridade do computador.

Além disso, devido ao fim do suporte, a Microsoft também não fará correções automáticas, atualizações ou dar assistência técnica online. Por isso, é fundamental que as pessoas migrem para uma versão mais recente do software como, por exemplo, o Windows 10, que começou a ser liberado em julho de 2015.

O Windows Vista foi lançado no mercado no ano de 2007.Já as vendas dos computadores que tinham ele como software instalado foram encerradas em 2011. O próximo suporte a ser finalizados pela Microsoft é o do Windows 07, que está previsto para janeiro de 2020.

Outra novidade anunciada pela empresa é a atualização do Windows 10, que deve chegar gratuitamente a cerca de 400 milhões de computadores, a partir do dia 11 de abril. A nova versão, que é chamada de atualização para criadores, tem muitas novidades com foco central em notebook: telas sensíveis ao toque e reformulações do sistema como, por exemplo, a versão 3D do Paint.

O seu computador é mais antigo? A nova versão tende a proporcionar várias melhorias no sistema, ajustes de desempenho, correção de bug, entre outros. O novo Windows ganhou reforço no quesito segurança devido à atualização do programa de proteção Windows Defender, que simplificou os controles de segurança, a fim de ajustar e melhorar o firewall e também melhorou o gerenciamento de instalação de programas e controle de acesso a páginas indevidas por crianças. Desta forma, tudo foi reunido em um único comando, o que facilitará o acesso pelos pais, por exemplo.

Na gestão de abas, o Microsoft Edge foi melhorado, para facilitar a rotina e a organização do dia a dia dos usuários durante o trabalho. E em relação a games, o novo sistema operacional tem um modo jogo e, assim, a pessoa pode fazer uma transmissão ao vivo ou uma gravação com mais facilidade e rapidez. A nova ferramenta é ativada com o atalho do teclado Windows + G.

Por Babi


Sistema Operacional do Google ultrapassa Windows.

O sistema Android superar o Windows? Já era esperado! Desde seu lançamento em 2008, com o aumento do uso dos smartphones e o crescimento do acesso à internet, esta marca era uma tendência natural.

Esta informação foi dada pela empresa Statcounter, responsável pela pesquisa sobre o uso dos sistemas operacionais. Segundo a pesquisa realizada pela empresa, no mês de Março, os usuários do sistema Android tinham 37,93% da parcela de atividade do uso da rede enquanto o Windows possuía apenas 37,91%.

A diferença é pequena! Sim, porém é um marco na história, é a primeira vez que o sistema Windows, desde quando foi lançado na década de 80, é superado.

A tendência

Como já citei, a tendência com o uso dos smartphones demonstra qual é o rumo do mercado. O crescimento do uso mobile é constante, no entanto, o uso dos notebooks e desktops segue uma aparente instabilidade.

O Android é produzido pelo Google e desde 2012 vem apresentando um crescimento espantoso, sendo que ocupava apenas 2,4% do uso da internet no mundo cinco anos atrás e segundo comentário em nota do presidente da Statcounter, Aodhan Cullen, “Esse é um marco histórico na história da tecnologia e o fim de uma era”.

A quebra dos paradigmas não é apenas em relação ao Android superar o Windows e sim algo mais global. As pessoas que fazem uso desta tecnologia estão consumindo mais conteúdo em seus smartphones do que nos computadores e notebooks tradicionais.

Isso explica o porquê da queda nas vendas de Pcs e Notebooks e o aumento das vendas dos smartphones.

Sobre o sistema número 1 do mundo – Android

O sistema Android foi lançado em 2008, exatamente há 8 anos e o Google é o responsável pela sua produção.

O Android é baseado no núcleo Linux e desenvolvido em linguagem C, C++, Java e também um modelo de código aberto.

Está na Versão 7.0 Nougat, lançado em 22 de agosto de 2016, é um sistema multilinguagem, com aproximadamente 63 idiomas. É possível saber um pouco mais em seu site oficial www.android.com.

Sistema Popular

As empresas de tecnologia buscam por um software de baixo custo e personalizável, o Android oferece estas possibilidades.

A interface de usuário é intuitiva e as respostas dos comandos são bem rápidas. Além disso tudo, pode ser personalizável, ou seja, o usuário tem a possibilidade de criar suas interfaces da forma como preferir.

Google Play Store

A loja de aplicativos permite aos seus usuários baixar, atualizar e comprar aplicativos que foram desenvolvidos pelo Google ou por terceiros gratuitamente. Com uma marca que passa os bilhões de aplicativos tem como diferencial a variedade de soluções para seus usuários.

Marcio Ferraz


Wallpapers foram disponibilizados através da última atualização do sistema.

Na última sexta-feira, dia 29 de julho, o Windows 10 completou, entre várias críticas e elogios, o seu primeiro aniversário. E como a maioria sabe, logo que a Microsoft lança uma nova versão, o software já vem minado com novos modelos de papéis de parede, os chamados wallpapers.

Com isso, há wallpapers que se tornam verdadeiros modelos para cada versão. No modelo 10 não foi diferente, uma vez que o logotipo da Windows com raios de luz na cor azul já é a marca da edição.

Porém, com a chegada do primeiro ano da versão, o aniversário trouxe a sua maior atualização, nomeada de Anniversary Update. Trazendo vários recursos que já garantem mais segurança e um software mais moderno, a atualização também encerra a possibilidade do download gratuito do Windows 10.

Todavia, conforme divulgado pela Microsoft, o update somente terá liberação a partir desta terça-feira, dia 2 de agosto, e chegará então a mais de 350 milhões de aparelhos. Com o atraso, a empresa ofereceu, como um simbólico pedido de desculpa, quatro novos papéis de parede para marcar o importante dia. Com a possibilidade de que estes sejam baixados para o desktop, cada um tem uma singularidade, que com certeza agradará os usuários.

Sendo assim, o primeiro dos papéis liberados é caracterizado por balões e bolos de aniversário que remetem à comemoração do sistema. Muito diferente dos demais já lançados pela Microsoft, o mesmo mostra o nome do sistema para referenciar o wallpaper.

Já o segundo papel de parede faz uma referência sobre o primeiro aniversário com o número 10, brincando com a numeração e com a imaginação dos usuários. Para o fundo foi utilizado a mesma imagem do tema principal da versão. Seguindo na mesma linha do anterior, o terceiro é considerado o modelo mais simples de wallpaper dos criados e divulgados. O mesmo cita somente o número 1, remetendo ao aniversário da versão. Apesar de modesto, é um dos modelos mais harmônicos, ou seja, não peca pelo excesso e, por este motivo, a tendência é que este seja um dos mais utilizados.

E o último, mas não menos interessante, brinca novamente com os números. Porém, neste o 1 se torna uma vela de aniversário.

Apesar de ser uma estratégia simples de conquistar os usuários, a Microsoft tornou os modelos criativos e muito bonitos. Sendo assim, para quem perdeu o download gratuito do Windows 10, precisa saber que este ainda poderá fazê-lo, porém, na modalidade paga, desembolsando entre R$ 400 e R$ 1.100 para baixar o sistema.

Kellen Kunz


Confira aqui algumas dicas de como encontrar o sinal de internet no Windows 10.

Encontrar redes sem fio no Windows 7 era simples, bastava clicar no pequeno ícone pequeno de intensidade do sinal na barra de tarefas.

Já no Windows 10 essa tarefa não parece tão fácil assim, muitas pessoas reclamam que não conseguem encontrar esse recurso, mas ele está lá!

Para a função, o Windows 10 tem sua própria versão da lista de redes sem fio, esta lista pode ser aberta a partir da área de notificações da barra de tarefas. Outra maneira de ver a lista é clicando no ícone de rede na própria área de notificações, no lado direito da área de tarefas do Windows 10. A rede sem fio aparece com um símbolo como de uma onda de rádio que ventilam para fora. Caso o ícone não seja localizado, verifique a área de ícones ocultos, ela pode estar lá. Para acessar basta clicar na seta apontada para cima na barra de tarefas, após busque o ícone de rede, então basta arrasta-lo novamente para área de notificações.

A partir dai toda vez que você clicar no ícone de rede, você verá uma lista de redes sem fio que estão próximas a você. Ao invés de aparecer as barras verdes, conhecidas na versão anterior do Windows 7, agora a intensidade do sinal será medida pelo número de ondas de rádio medidas no ícone ao lado do nome de cada rede. Você terá informações adicionais, como se a rede é protegida ou aberta, caso seja protegida, será necessário conhecer a senha de acesso, do contrário não conseguirá conexão. Tenha cuidado ao adicionar redes sem fio abertas, elas podem colocar a segurança dos seus dados em risco.

Há mais uma maneira de visualizar as redes disponíveis no Windows 10, é através da Central de Ações, que nada mais é que uma coleção de atalhos para configurações comuns para App’s e notificações. Para chegar clique no ícone que fica ao lado da hora e data na barra de tarefas, visualize o ícone rede, após clique sobre ele, você será direcionado para a lista de redes na caixa de configurações de WI-FI.

Se após todas estas operações o sistema não indicar nenhuma rede, pode ser que esteja em uma área que não disponibiliza este serviço, assim, a recomendação neste caso é ir até um local onde haja suporte.

Roberto Linck Pontes


Novo sistema operacional da Microsoft agrada e promete apagar o fracasso do Windows 8.

A ideia de unir computador e celular já existe há bastante tempo na Microsoft, desde o anúncio do Windows Mobile a empresa já visava integrar o programa que rodava no PC com o Smartphone, mas recentemente ela resolveu apostar na proposta que parece bem interessante para muitos usuários que demandam praticidade com os diversos aparelhos móveis.  Com o anúncio do Windows 10, a Microsoft ratifica a ideia da proximidade entre os dois sistemas, ampliando a possibilidade de angariar cada vez mais clientes que aguardavam por esta tecnologia há muito tempo.

O sistema para desktop tradicional, desde a versão do Windows 8, possui uma loja integrada de aplicativos que permite o download seguro de programas úteis e jogos. A principal jogada da Microsoft era que os usuários conhecessem as live tiles posteriormente integradas ao menu iniciar do Windows 10, que adotou um sistema inteligente de “modo tablet”. Quando posicionado para esta função, o OS permite que se tenha maior facilidade de controle através de uma tela de toque como acontece atualmente nos tablets que já possuem o sistema e torna-se bem prático para usá-lo no dia a dia.

A empresa responsável pelo sistema sempre adotou mistérios por trás do Windows, na versão XP, trazia uma música chamada ‘Title’ que ficava escondida na pasta system32, a pasta de arquivos de configuração do Windows. A música era tocada somente durante a instalação do sistema e depois não era mais possível executá-la ao menos que o usuário procurasse utilizando de conhecimentos básicos de computador.

Agora novamente a Microsoft causou mais uma dúvida nos usários, desde 2009 com o lançamento do Windows 7 e logo depois com o lançamento do Windows 8 e 8.1, esperava-se que a mesma continuasse os projetos chamando assim o sucessor de Windows 9, mas não foi o que aconteceu e o Windows 10 passou por mudanças radicais através da atualização gratuita do sistema, até mesmo para usuários piratas. A resposta da companhia foi de que devido ao sistema ser desenvolvido com base nas versões Windows 98 e 95, poderia conflitar arquivos com a denominação “9”, o que causaria constantes erros no sistema, seria mais um erro de algoritmo.

Bom, parece que desta vez a Microsoft acertou, desde o sucesso do Windows XP e 7, além dos fracassos do Windows Vista e 8, integrando os pontos positivos destas versões, ela produziu o sistema operacional que foi a maior atualização já feita na história da empresa para usuários antigos desde o Windows 7.

Em mais de 30 anos de carreira, o Windows obteve mais de 50 versões, algumas jamais lançadas como o misterioso Windows Longhorn ao qual atribui-se o surgimento do estilo “Aero” das janelas e ícones muito populares posteriormente no Windows 7. Essa versão jamais lançada foi modificada e assim surgiu o fracasso Windows Vista, cujo maior problema era a instabilidade do sistema, que permitia graves erros de falha na segurança. Atualmente a Microsoft conta com suporte apenas para o Windows 7, 8, 8.1 e o mais recente Windows 10.

Gabriel Tirado


Muitos usuários assustam quando o Windows trava e exibe a famosa "tela azul da morte". Esse problema acontece por causa de algum problema no hardware ou software e o sistema operacional desliga para tentar recuperar os arquivos guardados nele.

A primeira coisa que o usuário precisa fazer é mudar alterações usando a ferramenta de restauração do sistema. Também há a opção de usar a central de ações do Windows para verificar o relatório criado pelo sistema quando ocorrem falhas de software ou hardware. Normalmente o Windows Update pode ter atualizações recentes da Microsoft que precisam ser iniciadas.

Outra forma de rever esse problema é verificar os drivers. Caso tenha instalado um dispositivo de hardware, é necessário verificar se o driver é o mais recente. O usuário também pode iniciar o computador no modo de segurança. Se o PC tiver apenas um sistema operacional instalado, pressione a tecla F8 repetidamente enquanto a máquina reinicia o sistema.

É importante o usuário verificar o disco rígido e a memória do computador, já que um desses dois podem causar problemas ao computador e fazer aparecer a tela azul.

Existem outras alternativas também, só que estas que serão tratadas aqui são mais difíceis de serem resolvidas. A primeira é o uso do reparo de inicialização para detectar e corrigir problemas que possam impedir que o Windows inicie. O recurso inicia automaticamente se forem detectados problemas, mas também pode ser executado manualmente.

Outra forma, ainda complexa, é a restauração do computador usando um backup de imagem. Remova CDs e DVDs do computador e reinicie a máquina apertando repetidamente o F8. Vá até a tela de opções de inicialização avançadas, escolha “Reparar” o computador.

Outra alternativa é a reinstalação do Windows. Essa é a opção mais drástica, tentativa usada para o último caso. A nova formatação pode ser feita com pen drive USB ou CD de instalação do software.

Por Carolina Miranda

Foto: divulgação


Mais de uma década. Esse foi o tempo em que o sistema apresentado em 2001 por Bill Gates obteve suporte por parte da Microsoft. O segundo sistema mais usado do mundo, ficando atrás apenas do WINDOWS 7 deixará de ter suporte da empresa nesta semana, ou para ser mais exato na terça-feira (08/04).  As últimas duas atualizações de segurança marcam o último prego no caixão do querido Windows XP.

A primeira falha de segurança que será corrigida diz respeito a uma falha no Internet Explorer, navegador tão criticado por todos e que reinou soberano nos primeiros anos do XP no mercado, afinal não existia concorrente naquela época. Esse update vem desde o IE 6 até o IE 8 e é uma atualização para tapar uma vulnerabilidade crítica, segundo a Microsoft.

A segunda atualização e não menos importante é para corrigir uma falha no Office 2003, suíte de segurança que também deixa de receber suporte no mesmo dia que o sistema criado pela Microsoft. Uma falha é crítica e outra é grave, ou seja, recomendável atualizar quando o update estiver disponível.

No presente momento, o número de usuários do XP chega a 20% de toda a fatia referente aos sistemas operacionais para computadores. No Brasil a maioria dos bancos privados utiliza o Windows XP em seus terminais. Por mais que houve uma acomodação, os esforços para atualização são gigantescos. Mas nem tudo está perdido. A suíte de segurança da Microsoft ficará atualizada até 2015. Após isto, nem as atualizações de definições de vírus serão disponibilizadas para a plataforma XP.

A partir de agora, o XP não terá mais nenhum suporte em segurança. Todas as falhas que existirão para o sistema não serão mais corrigidas ou reparadas deixando os usuários à mercê dos aproveitadores, que agora tem total liberdade de fazer qualquer estrago no sistema. Há um medo muito grande que parte deles que estão estocando falhas para atacar após o final do suporte, programado para o dia 8 de abril.

Por Leandro de Souza

Windows XP

Foto: Divulgação


A marca Microsoft quer ampliar seus serviços de tecnologia. A empresa quer fazer com que o seu sistema operacional Windows seja um programa que atenda também o funcionamento de robôs, canecas inteligentes e até mesmo ursos de pelúcia. O comunicado aconteceu de forma acidental em um dos sites que a empresa sustenta. A Microsoft pretende fazer o anúncio oficial desse novo investimento em outros segmentos nesta semana, entre os dias 2 e 4 de abril, na Conferência para Desenvolvedores Build 2014, em São Francisco, nos Estados Unidos.

Na manhã desta quarta-feira, um dos sites da Microsoft, o portal Windows on Devices publicou um texto contendo algumas informações sobre a pretensão da marca sobre a ampliação de desenvolvimento em outros ramos, porém o comunicado foi retirado do ar longo em seguida.

Algumas instituições de ensino estão usando um hardware da Microsoft para a graduação de engenharia e a companhia pretende agora usar esse mesmo dispositivo – o chip Galileo da Intel – para sua nova empreitada.

Esse chip será analisado e reformulado para o lançamento de um kit de desenvolvimento nos próximos meses, com o objetivo de realizar atualizações regulares para ativação de suporte para serviços de nuvem e outras ferramentas que a Microsoft quer trabalhar. O site em que o comunicado apareceu sem querer – windowsdevices.com – agora não consegue ser acessado, redirecionando o usuário para um portal do Windows Azure.

Há alguns rumores que a Microsoft também pretende entrar no mundo de alta tecnologia. Ainda não se tem certeza se o “Windows on Devices” será alimentado para trabalhar em equipamentos como o smart watches ou os óculos inteligentes como o Google Glass. O seu concorrente Google investe em novas tecnologias, em relógios compostos com programas de celular e óculos tecnológicos e o boato é de que a Microsoft planeja entrar nesse segmento também.

A marca do sistema Windows aparece querendo desenvolver novas tecnologias após o Google revelar planos para o Android Wear, um sistema para aparelhos vestíveis. 

Por Carolina Miranda

Microsoft

Foto: Divulgação


Para quem costuma acompanhar o mundo da tecnologia, em especial o setor de que envolve os computadores, já sabe que de uns tempos para cá a indústria que envolve o mesmo não anda muito bem. O lançamento e o barulho causado pelo Windows 8 e os investimentos cada vez maiores em tablets com display touch com o foco de se aumentar as vendas não conseguiram mudar o rumo das coisas. Para falar a verdade a situação piorou.

No ano passado houve uma retração de 10% na área. Entretanto, a Intel parece não estar muito a fim de “chorar o leite derramado” e se depender dela isso vai mudar. De acordo com informações divulgadas por meio do site The Verge, a empresa anda trabalhando com o objetivo de apresentar uma nova marca de computadores com um diferencial que irá chamar muito a atenção: os aparelhos deverão ser capazes de rodar Android e Windows ao mesmo tempo.

Conforme as informações divulgadas a companhia que construiu bases sólidas como fabricante de chips já estaria implementando acordos com diversos fabricantes de computadores com o intuito de tornar viável a fabricação do novo dispositivo. Caso tudo ocorra bem não será preciso esperar muito para vermos os resultados. A Intel estaria planejando apresentar a nova linha de computadores ainda na Consumer Electronic Show 2014 (CES), que acontece em Las Vegas.

O protótipo do dispositivo foi batizado de “Dual OS”. O Android irá rodar virtualizado dentro do Windows. Isso vai permitir que o usuário do aparelho tenha acesso tanto a aplicativos do Windows quanto do Android ao mesmo tempo. Uma boa sacada, já que assim não será preciso que a pessoa reinicie a máquina para trocar de sistema.

Mesmo sendo uma ideia interessante ela não é de todo nova. Vale lembrar que no passado a Samsung já havia lançado um notebook híbrido, o AtivQ, baseado no Windows 8 e no Android. A Asus também já deu sinais que estar trabalhando em algo parecido.

Por Denisson Soares

Intel deve lançar computador híbrido

Foto: Divulgação


O Windows 8 parece ter sido a nova menina dos olhos verdes para muitas fabricantes. O sistema possibilitou a inclusão de inúmeros aparelhos com o sistema da gigante de Redmond. E uma dessas empresas é a DELL, que aproveitou a versatilidade e a usabilidade do sistema que tem como alvo os computadores de tela de toque, dando uma repaginada no atual formato dos computadores de Mesa.

A empresa acaba de oferecer aos clientes, um All In One com tela sensível ao toque. Isso quer dizer que o usuário vai poder aproveitar todo o  poder do Windows 8 na parte do processamento, com um sistema mais leve do que o antecessor e os novos recursos pra quem quer usar e abusar das telas sensíveis ao toque. Além disso, pode usufruir da Windows Store com os milhares de aplicativos disponíveis, seja para compra, seja para download gratuito.

Mas pra quem achou que a DELL iria esquecer-se de dar uma atenção especial na tela, ficou enganado. O DELL P27l14T não peca no painel. Com uma resolução de 1080X1920, com tecnologia PLS, a concorrente da IPS, o equipamento torna as cores muito mais vivas e mais vibrantes, graças á tecnologia embutida.

Porém, um PC não vive somente de tela. Suas conexões são variadas darão uma opção bem interessante para quem precisa usar a trabalho, mas não abre mão dos benefícios da tela de toque. O usuário que adquirir o equipamento pode aproveitar das portas USB, Display Port – o que é uma novidade boa, afinal poucos equipamentos trazem a conexão, dando um ar de acréscimo ao aparelho – e também uma HDMI. Sem esquecer-se da P2 de áudio e, é claro, de uma VGA.

Um fato bem interessante é que o ângulo de inclinação também foi lembrado pela empresa. Para os doidos que adoram isso, 180º é a variação de ângulo, ou seja, uma boa inclinação para um bom All In One.

Por Leandro de Souza

Foto: Divulgação


A nova versão do Windows 8 é o que você está esperando e, provavelmente, o que você vai querer.

Do Facebook ao Outlook, da versão moderna do Internet Explorer 11 para o novo logotipo do Bing, agora você pode obter quase todas as promessas do Windows 8.1.

Nós ainda estamos esperando para as versões de toque dos aplicativos do Office, mas essa é a maneira como as coisas funcionam no mundo da Microsoft "desenvolvimento contínuo".

O botão Iniciar está de volta e você pode iniciar a área de trabalho e usar a mesma imagem para sua tela inicial como em sua imagem de fundo no desktop.

Como instalar o Windows 8.1:

Se você já tem o Windows 8, a atualização para o Windows 8.1 é muito simples. Será o primeiro aplicativo que você verá cada vez que você abrir o Windows Store e a instalação acontece muito rapidamente.

Você não tem que reinstalar seus aplicativos de desktop ou seus aplicativos da Windows Store, e todos os seus arquivos ainda estão lá (como as bibliotecas e os ícones fixados para a sua barra de tarefas).

Se você se inscrever com uma conta Microsoft que você não tenha usado antes, você precisará usar um código da Microsoft ou textos para confirmar que é você que trabalha naquele PC.

Windows 8.1

Foto: Divulgação

Se você tiver o Windows 7 (ou versões anteriores), você terá que instalar o Windows 8 (o mesmo processo quando saiu o Windows 8) e, em seguida, atualizar para o Windows 8.1.

Se você não pode reverter o Windows 8, você ainda fará a atualização do Windows Store e seus arquivos vão ficar no sistema, mas você vai ter que reinstalar os programas de desktop.

Uma vez que você entrou no mundo do Windows 8 e 8.1, as atualizações tornam-se quase perfeitas. Você apenas tem que chegar lá, além de que a Microsoft tem trabalhado incessantemente na melhoria do seu software “queridinho”.

Por Jaime Pargan


A Microsoft anunciou nesta quarta-feira, 26 de junho, que está disponível para download a prévia da versão 8.1 do Windows 8. Por enquanto a atualização está disponível para o uso do sistema somente no PC.

Uma das novidades da atualização é a volta do botão “Iniciar”, que desapareceu na versão anterior do Windows 8, que poderá ser visualizado com uma simples passada de mouse no canto inferior esquerdo da tela. Outra novidade é que o usuário não precisará mais atualizar seus aplicativos, uma vez que o próprio sistema do Windows 8.1 realizará as atualizações automaticamente.

O Windows 8.1 apresenta uma maior integração com a nuvem da Microsoft, o SkyDrive, o que facilita a utilização do usuário permitindo, inclusive, o acesso aos seus dados no modo offline. O usuário que desejar testar a nova versão pode baixar o programa no site da Microsoft http://windows.microsoft.com/pt-br/windows-8/preview, onde também está disponível um vídeo com maiores informações sobre a nova versão.

A Microsoft afirmou também que a atualização não será cobrada do usuário que já possuir o Windows 8, mas ainda não há prazo para o lançamento do Windows 8.1.

Por Joana Junqueira borges


De acordo com informações divulgadas pelo site The Verge, a Microsoft divulgou algumas de suas vagas de trabalho e com isso acabou “confirmando” os rumores sobre a existência do Windows Blue.

Os rumores que vem sendo divulgados apontam o Windows Blue como um upgrade do Windows 8 para modificar a interface e a experiência de uso do sistema operacional, e não a nova geração da plataforma.

Com as vagas divulgadas, onde a Microsoft anunciou alguns cargos que são direcionados para a área de desenvolvimento na busca do aprimoramento da experiência de uso do usuário, o rumor de que o Windows Blue seria um upgrade foi supostamente confirmado.

Ainda segundo informações do site Gizmodo, o Windows Blue servirá tanto para PCs como para tablets e smartphones. Além disso, o upgrade será utilizado nas plataformas Windows Phone, Windows Server 2012 e também no Skydrive e no Hotmail.

Com a iniciativa do Windows Blue, é visível que a Microsoft tenta seguir os passos da Apple e do seu OS X, pois provavelmente liberará atualizações frequentes do sistema operacional para melhorar a experiência de uso entre vários dispositivos, usando uma plataforma integrada.

Por Guilherme Marcon





CONTINUE NAVEGANDO: