De acordo com informações divulgadas pelo site The Verge, a Microsoft divulgou algumas de suas vagas de trabalho e com isso acabou “confirmando” os rumores sobre a existência do Windows Blue.

Os rumores que vem sendo divulgados apontam o Windows Blue como um upgrade do Windows 8 para modificar a interface e a experiência de uso do sistema operacional, e não a nova geração da plataforma.

Com as vagas divulgadas, onde a Microsoft anunciou alguns cargos que são direcionados para a área de desenvolvimento na busca do aprimoramento da experiência de uso do usuário, o rumor de que o Windows Blue seria um upgrade foi supostamente confirmado.

Ainda segundo informações do site Gizmodo, o Windows Blue servirá tanto para PCs como para tablets e smartphones. Além disso, o upgrade será utilizado nas plataformas Windows Phone, Windows Server 2012 e também no Skydrive e no Hotmail.

Com a iniciativa do Windows Blue, é visível que a Microsoft tenta seguir os passos da Apple e do seu OS X, pois provavelmente liberará atualizações frequentes do sistema operacional para melhorar a experiência de uso entre vários dispositivos, usando uma plataforma integrada.

Por Guilherme Marcon


No final de dezembro do ano passado, alguns boatos sobre o possível sucessor do Windows 8 surgiram na mídia internacional.

Conforme as divulgações, parece que a Microsoft tem planos de começar a disponibilizar atualizações ano a ano do seu sistema operacional, tal qual é feito com os principais smartphones do mercado, como o iPhone 5 e o Samsung Galaxy S3, pois assim seria possível proporcionar novidades na estrutura da plataforma com mais agilidade.

Se os boatos divulgados forem realmente confirmados, na metade deste ano surgirá o novo sistema operacional da Microsoft, o Windows Blue. Nele, viriam diversas atualizações, todas baseadas nos sistemas operacionais de dispositivos portáteis, amplificando o que foi feito com o Windows 8 ao trazer a experiência dos tablets para os notebooks e ultrabooks. Ainda, de acordo com o site PCBeta, o Kernel que a Microsoft utiliza no Windows seria alterada, pois o novo modelo deixaria a plataforma muito mais dinâmica, fluida e leve.

Entretanto, nada foi comentado pela Microsoft sobre o assunto. Logicamente isso não acontecerá tão cedo, a menos que realmente a nova plataforma seja lançada até a metade deste ano, pois senão as vendas do novo sistema operacional podem ser afetadas.

Por Guilherme Marcon





CONTINUE NAVEGANDO: