Tem alguns momentos que parece que a internet está mais lenta que o normal e muitas vezes deixando o usuário impossibilitado de usar a sua rede por completa. Contudo, existem algumas dicas que podem mudar essa situação e deixar a internet mais veloz. Para fazer isso, alguns programas fazem esse trabalho e prometem melhorar a velocidade da conexão.

Primeiramente, o usuário precisa fazer um teste para saber se a internet está normal ou lenta, para saber como anda a conexão, o internauta pode fazer uma avaliação aqui http://www.speedtest.net/. Acontece é que com o tempo a navegação vai ficando comprometida por causa de arquivos temporários que o próprio computador vai salvando e não descarta, forçando o próprio usuário a fazer isso manualmente.

Para fazer esta limpeza, o internauta pode acessar as configurações do navegador e jogar no lixo endereços da web que foram visitados (que se encontra no “Histórico”) e até mesmo o cache que guarda diversas informações que aceleram momentaneamente o carregamento das páginas. O programa mais conhecido para realizar este trabalho é o CCleaner.

Caso o usuário perceba pelo teste que sua internet está abaixo do previsto, ele pode baixar os programas Netspeeder e o Download Accelerator Plus que melhoram a conexão. O que acontece é que a navegação pode estar recebendo instabilidades, que podem ser contornadas por esses programas citados. Esses aplicativos fazem pequenas alterações no navegador, como compressão de imagens e do código HTML das páginas.

Alguns internautas têm mais problemas com a visualização de vídeos. Para isso, os programas Speedbit Video Accelerator e Bywifi Video Streaming Downloader atuam como auxiliares no carregamento de vídeos.

Caso os downloads sejam os causadores da lentidão da internet, existem os softwares Orbit Downloader e o Download Accelerator Plus que funcionam como divisores de arquivo em diversas partes, o que pode ajudar a aumentar a velocidade dos downloads.

Depois desses procedimentos, o usuário pode voltar no medidor de velocidade de internet e avaliar se houve uma melhora da conexão. Lembrando que o internauta precisa incluir nesse parâmetro a rotina de uso, velocidade real de conexão e o hardware da máquina.

Por Carolina Miranda

Foto: divulgação


Uma das vantagens de se comprar um computador com a nova geração de processadores da Intel é o ganho de velocidade. Para se ter uma ideia, os chips Intel Core de segunda geração podem ser até 800% mais rápidos que os chips Intel Core 2 Duo.

O impacto sobre a produtividade é grande. Para efeito de comparação imagine o seguinte: duas pessoas são colocadas lado a lado. Cada uma usa um computador diferente e precisam realizar a mesma tarefa. A primeira usa um PC com processador Intel Core 2 Duo; a outra tem a disposição um computador equipado com processador Intel Core de segunda geração.

Segundo a Intel, a segunda pessoa terminaria seu trabalho 8 dias mais cedo. O cálculo é baseado no tempo em que o usuário perde esperando pela resposta do processador no período de um ano.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Baguete


Você já ouviu falar da top500.org? Para quem não conhece, este site simplesmente mostra uma lista com estatísticas dos supercomputadores mundiais.

Ele fornece semestralmente, uma lista dos 500 supercomputadores mais potentes, classificando-os por seu desempenho. Objetivo do site é obter uma lista ordenada dos sistemas em aplicações de alto nível.

No topo da lista, pela primeira vez, está a China, com desempenho de 2,57 Petaflops, nada mais nada menos do que quatrilhões de cálculos de ponto flutuante por segundo.

Entre no site www.top500.org conheça quais países estão ganhando esta "briga". O Brasil só aparece na lista no 29º lugar, chegando a 205 Teraflops.

Por Marcos Tegon





CONTINUE NAVEGANDO: