A cada ano, mais e mais usuários são adeptos a internet sem fio para o uso em qualquer parte da casa, local do trabalho ou nas ruas. A sociedade moderna acaba exigindo das pessoas uma interação rápida com soluções e conexão a todo o momento.

Para isso, vários locais já possuem roteador wireless para o compartilhamento da internet com várias pessoas, contudo poucas pessoas sabem que um computador comum, com Windows 7, pode ser transformado em uma rede de wireless.

Nas dicas que seguem no texto, o usuário vai descobrir que é possível fazer do seu computador uma rede de distribuição de conexão para outro dispositivo. Primeiramente, o usuário precisa baixar e instalar o Free WiFi Hotspot.

Quando o processo estiver concluído, o internauta vai abrir o programa e preencher os primeiros campos do quadro com o nome em que deseja para fazer a conexão sem fio e de forma personalizada, além de escolher uma senha para dar segurança a conexão.

Feito isso, o usuário vai escolher uma fonte em que o computador vai obter o acesso à rede, como é o caso da conexão a cabo, o Ethernet, o Bluetooth ou Wi-Fi. Para dar início aos trabalhos, o usuário precisa clicar em “Start”.

Pelo computador, o usuário poderá confirmar se a conexão já está disponível. Contudo, para funcionar corretamente, o computador que criou a distribuição da conexão pelo Free WiFi Hotspot não pode ser conectado como ponto de acesso do programa instalado. Enfim, para realizar o teste da conexão, o usuário precisa fazê-lo em outro dispositivo, como, por exemplo, em um smartphone, tablet ou até mesmo em outro computador.

Concluindo o processo e bem sucedido a conexão, o usuário já sabe como distribuir internet para outras máquinas. O instrumento é bastante útil para casos de aparelhos específicos que têm permissão apenas para conectar a uma rede local.

O Free WiFi Hotspot consegue compartilhar a conexão para outros dispositivos que não são permitidos acessarem a internet por redes externas. 

Por Carolina Miranda


O maior buscador da internet quer ampliar o seu poder de atuação. O Google quer lançar em pouco tempo a sua própria rede sem fio de telefonia. O projeto vem sendo avaliado pelos altos executivos da empresa e pode virar realidade nas áreas que já possuem possibilidade para o serviço. Os locais provavelmente serão onde já existe o Google Fiber, recurso que leva TV a cabo e internet de alta velocidade nos Estados Unidos.

O Google faria um trabalho funcionar como uma operadora virtual e também ser um dispositivo que esteja fisicamente nas residências e locais de trabalho das pessoas. O buscador deseja se transformar em uma MVNO, que aluga a estrutura de outras empresas e proporciona pacotes próprios de internet, TV a cabo e telefone, do mesmo formato de funcionamento da NET aqui no Brasil.

Uma empresa que possui uma rede de fibra ótica, a The Verge, que atua nas regiões do Kansas, Provo e Missouri, já demonstrou seu interesse em viabilizar e expandir o projeto. A empresa entrou em contato com as redes americanas que podem oferecer o serviço e deve, em breve, atender as áreas do Texas, Atlanta, Austin, Portland, Georgia, San Jose, Oregon, Califórnia e outras seis regiões metropolitanas. A empresa vai oferecer o serviço com a própria rede de fibra, usando ponto de acesso de conexão Wi-Fi. Nos locais em que a estrutura sem fio não chegar, a companhia vai contar com o apoio das operadoras.

A ideia vai proporcionar melhorias e mais opções para os usuários americanos, contudo a entrada neste mercado tem concorrentes fortes. A AT&T já iniciou a instalação de sua própria rede de fibra ótica super rápida para rivalizar com o Google. A entrada do gigante da internet já causa preocupação e mexendo com as empresas Verizon e AT&T.

No começo do ano, o Google já tinha deixado uma mensagem que pode ser o próximo operador wireless. Alguns rumores diziam que a marca estaria desenvolvendo um aplicativo para o sistema Android capaz de acabar com cadastros e logins para conexão em hotspots gratuitos e públicos. Agora é esperar para ver. 

Por Carolina Miranda

Google

Foto: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: