Saiba aqui como remover o Hao123 do seu computador.

Praticidade na hora de fazer downloads na internet é um característica nos dias de hoje. Em tudo, é necessário dedicarmos um pouco de atenção e não cairmos em armadilhas, principalmente na hora de realizar o download de algum software. Muitas vezes, optamos por escolher os softwares que estão gratuitos, porém, é importante ficar atento caso não quisermos encher o nosso computador de programas que reduzam o desempenho e que, muitas vezes, são indesejados, porém, aos nossos olhos parecem inofensivo. Outra forma que muitos infelizmente adquirem é ao acessar um site de downloads e escolherem um instalador que não seja do site oficial do desenvolvedor.

Um destes que podem vir embarcado em alguns programas cujo download realizamos são os famosos programas adicionais, ou extensões, que podem dar uma dor de cabeça e mudar toda a configuração do navegador. São recursos que não precisamos e que tornam a navegação mais demorada e também menos segura, pois muitos destes podem redirecionar as buscas ou a navegação a sites fraudulentos e o desempenho do computador fica comprometido. De diversas delas, a que mais incomoda é o agregador de sites Hao123.

Desenvolvido pela equipe do Baidu, esse componente vem embarcado em diversas instalações de programas gratuitos. Muitas vezes, estes estão marcados e passam despercebido pelo usuário. O grande problema é que após reiniciar o navegador, a página inicial e configurações acabam sendo modificadas, gerando dor de cabeça e muitas pesquisas para remover o agregador do navegador.

Se você é uma das pessoas que foram “contempladas” e está com o Hao123 em seu computador, alguns passos na remoção são necessárias. A primeira delas é ir até o painel de controle (você pode utilizar a busca do Windows no Menu Iniciar) para localizar esta funcionalidade do Windows ou navegar até o Painel de Controle e escolher a opção de Desinstalar ou alterar um programa, seleciona o Hao123 e escolher a opção desinstalar.

Feito isso, caso você use o Google Chrome, navegue até o menu de configurações, escolha inicialização e clique em configurar páginas. Feito isso, modifique para a página ao qual você quer que abra ao iniciar o navegador e confirme clicando no OK. Agora, será preciso fechar o navegador, ir na área de trabalho e clicar com o botão direito no ícone do Google Chrome. O último passo para eliminar o Hao123 é apagar o endereço do mesmo no campo de destino na aba atalho.

Já no Firefox, o processo é um pouco diferente, mas muito fácil. Abra o Firefox e vá até opções. Chegando nesta parte, escolha a aba geral e mude a página inicial para o website ao qual você deseja ou escolha a opção de restaurar o padrão para usar a página inicial do Firefox que permite as buscas pelo Google. Para concluir, repita o mesmo processo descrito com o Google Chrome, só que desta vez acesse as propriedades do Firefox na área de trabalho, vá até a aba atalho e apague o endereço do Hao123 e confirme clicando em OK.

Para finalizar, é necessário o remover também do Internet Explorer. Abra o navegador e no menu com uma engrenagem escolha as opções de internet. Na opção home page, mude para a que você estava usando anteriormente e clique em OK. Para remover por completo, acesse as propriedades do Internet Explorer na área de trabalho, vá até a aba atalho e apague o endereço do Hao123 e confirme clicando em OK.

Viu como é fácil? Agora você pode navegar mais tranquilo e seguro. E desmarque as caixinhas de instalações adicionais nos programas e baixe sempre o software do site oficial do desenvolvedor. Boa sorte.

Por Leandrinho de Souza


Muitos usuários assustam quando o Windows trava e exibe a famosa "tela azul da morte". Esse problema acontece por causa de algum problema no hardware ou software e o sistema operacional desliga para tentar recuperar os arquivos guardados nele.

A primeira coisa que o usuário precisa fazer é mudar alterações usando a ferramenta de restauração do sistema. Também há a opção de usar a central de ações do Windows para verificar o relatório criado pelo sistema quando ocorrem falhas de software ou hardware. Normalmente o Windows Update pode ter atualizações recentes da Microsoft que precisam ser iniciadas.

Outra forma de rever esse problema é verificar os drivers. Caso tenha instalado um dispositivo de hardware, é necessário verificar se o driver é o mais recente. O usuário também pode iniciar o computador no modo de segurança. Se o PC tiver apenas um sistema operacional instalado, pressione a tecla F8 repetidamente enquanto a máquina reinicia o sistema.

É importante o usuário verificar o disco rígido e a memória do computador, já que um desses dois podem causar problemas ao computador e fazer aparecer a tela azul.

Existem outras alternativas também, só que estas que serão tratadas aqui são mais difíceis de serem resolvidas. A primeira é o uso do reparo de inicialização para detectar e corrigir problemas que possam impedir que o Windows inicie. O recurso inicia automaticamente se forem detectados problemas, mas também pode ser executado manualmente.

Outra forma, ainda complexa, é a restauração do computador usando um backup de imagem. Remova CDs e DVDs do computador e reinicie a máquina apertando repetidamente o F8. Vá até a tela de opções de inicialização avançadas, escolha “Reparar” o computador.

Outra alternativa é a reinstalação do Windows. Essa é a opção mais drástica, tentativa usada para o último caso. A nova formatação pode ser feita com pen drive USB ou CD de instalação do software.

Por Carolina Miranda

Foto: divulgação


Usuários que possuem o notebook Vaio Fit 11A, da Sony, precisam ficar em alerta. A marca emitiu um comunicado de emergência alertando que o equipamento corre um grande risco de pegar fogo. Cerca de 25 mil usuários do aparelho híbrido possui um problema grave na bateria que pode fazer o gadget pegar fogo. A companhia informa em seu comunicado que os usuários precisam parar de usar o computador imediatamente. A fabricante contatou os compradores para informar sobre a troca dos produtos defeituosos.

O caso é um acontecimento raro, pois na última década esse tipo de problema quase não acontecia. Há mais de 10 anos os casos eram maiores, só que hoje em dia a segurança dos computadores tende a ser melhor. Há outros casos isolados de recalls por causa da bateria nesses últimos anos, como é o exemplo da Lenovo que, no início deste ano teve a mesma falha na linha ThinkPad com o risco de queimar. O alerta apareceu primeiramente no site de tecnologia The Verge, que recebeu o comunicado da Sony para que os usuários que possuem o híbrido parem de usá-lo e o levem para a troca necessária. “A segurança de nossos consumidores é de maior importância, e por isso estamos aconselhando quem teve modelos afetados a desligar a unidade e não usá-la mais”, diz a Sony.

Esta turbulência acontece em meio a mudanças que a Sony está passando. A marca está em um processo de transição, em que está em momentos finais de vender a sua divisão de computadores para um fundo de investimentos japonês. Os modelos Vaio Fit 11A estão espalhados por várias partes do mundo e, a representação da empresa no Reino Unido, por exemplo, também já emitiu um outro alerta recomendando que os usuários confiram seus aparelhos pelo número de série e, por esse código saber se o notebook correndo o risco de ter o problema ou não. Caso afirmativo, a empresa está tomando as providências a serem tomadas com os usuários. 

Por Carolina Miranda

Sony Vaio Fit 11A

Foto: Divulgação


Após atualizar a EFI (Extensible Firmware Interface) do MacBook com tela de retina, diversos consumidores da Apple relataram em fóruns que houve uma queda na performance do equipamento.

Segundo os consumidores, depois de atualizar o aparelho e realizar tarefas que exigem maior desempenho gráfico o sistema começou a apresentar diversas quedas na taxa de quadros por segundo.

As EFI dos MacBooks são iguais as BIOS dos computadores e, da mesma forma que acontece nas máquinas que trabalham com sistema Linux e Windows, elas servem para regular o funcionamento de diversos hardwares e diretrizes básicas.

O problema que os consumidores da Apple estão enfrentando é com a relação entre o chipset gráfico e a atualização. O bug tem maior frequência nos modelos com tela de retina e processador GeForce GT 650M. O problema acontece geralmente quando os usuários tiram o aparelho do modo de hibernação, usam o Windows em Boot Camp ou jogam games.

Até o momento, não existe nenhum parecer da Apple em relação ao assunto, mas alguns sites, como por exemplo o Electronista, revelam que este problema pode ser proposital. O site alega que a Apple estaria pensando em diminuir o poder dos chips para conseguir baixar a temperatura dos computadores quando os mesmos estão realizando trabalhos mais pesados. Outra teoria revela que a nova EFI não se comunica direito com os sensores térmicos e que por esse motivo eles são desacelerados na hora errada.

Por Felipe Santos Bonfim


No dia 5 de outubro a Sony anunciou que irá suspender as vendas do Xperia Tablet S. A razão para esta decisão foi tomada após a fabricante ter descoberto que há um problema na parte de vedação contra água no aparelho.

A nota oficial emitida pela Sony fala sobre o assunto e explica que a companhia está totalmente comprometida para conseguir oferecer o melhor para todos os seus clientes e por essa razão não acha certo vender o Xperia Tablet S, já que ele não está enquadrado nos padrões de qualidades da empresa.

Reparos, trocas e até a devolução de dinheiro serão feitas e não terão nenhum custo adicional caso os tablets apresentem problemas na vedação. A Sony garantiu que até o final de outubro, todos os procedimentos que os consumidores deverão fazer estarão disponíveis em sua página de atendimento ao cliente.

O Xperia Tablet S não apresenta nenhum tipo de problema que coloque em risco a integridade física do usuário, mas a fabricante recomenda que ele não seja colocado próximo a qualquer fonte de água.

Qualquer usuário que tiver adquirido o aparelho deverá entrar em contato com a Sony para que ela faça uma verificação. No momento, a gigante japonesa está preparando um programa de inspeção no dispositivo para que ele possa voltar a ser comercializado o mais breve possível.

Por Felipe Santos Bonfim


Com o lançamento do novo MacBook Pro dotado de tela de Retina, muitas pessoas foram rápidas ao adquirir um modelo do aparelho. Porém, o problema é que várias delas começaram a reclamar que o display apresenta uma “falha com sombras”. Isso, porque quando o usuário utiliza apps que precisam de alto contraste, após fechá-los, fica uma espécie de sombra na tela representando os contornos do aplicativo encerrado, que só desaparece após cinco minutos.

O novo dispositivo foi lançado há apenas duas semanas e já foram feitas várias reclamações sobre essa sombra que permanece.

O site Apple Insider fez um comentário sobre o problema afirmando que pode ser que ele esteja presente em muito mais máquinas, mas que nem todo mundo percebe, pois em vários casos a sombra é tão sutil que passa despercebida.

Um usuário postou um vídeo no YouTube mostrando o problema acontecendo no seu MacBook Pro. Os relatos de vários consumidores são de que, ao procurar a assistência técnica da Apple, eles receberam um aparelho novo em troca, o que mostra que a empresa está ciente do que vem acontecendo.

Por Guilherme Marcon


Os fabricantes de computadores e os desenvolvedores de sistemas operacionais sempre buscam fazer produtos estáveis e de qualidade. Nesse quesito, a Microsoft vem se empenhando para desenvolver o Windows 8 de forma que ele possa ser usado por vários dias sem precisar ser reinicializado e também que possa inicializar o mais rápido possível.

O único problema da extrema agilidade que o Windows 8 possui na inicialização é que, com isso, não é possível visualizar as mensagens da BIOS que aparecem quando os aparelhos iniciam. Assim, o usuário não conseguirá ver as opções a tempo de interromper o boot e mudar as configurações da máquina. Isso, porque o tempo médio de inicialização de um notebook com configurações normais, por exemplo, é de apenas sete segundos.

A solução apresentada pela Microsoft, através do blog Building Windows 8, foi reunir todas as ferramentas de inicialização em um menu específico, onde estarão os métodos para acessar a BIOS, para solução de problemas e formas para forçar a inicialização do equipamento através de unidades como pendrives ou drives USB. Além disso, foi acrescentada uma função de segurança que faz aparecer o menu de boot, caso o Windows 8 sofra algum problema de inicialização.

Por Guilherme Marcon


Além da preocupação da Apple quanto ao aquecimento excessivo do iPad, agora surgiu mais um problema: a antena Wi-Fi.

Isso porque recentemente foram feitas várias reclamações de usuários com relação à conexão, o que chamou a atenção da fabricante. Conforme um documento que circulou internamente com os funcionários da AppleCare, a própria Apple vai investigar diretamente as reclamações.

Os usuários vêm alegando a lentidão excessiva e a queda de sinal frequente com relação ao Wi-Fi utilizado no novo tablet da Apple, tanto em downloads quanto em uploads. Estes problemas foram reportados por mais de setecentos usuários do iPad, nos fóruns de suporte da Apple.

A mensagem interna, divulgada pelo site 9to5Mac.com, ainda diz que os funcionários das lojas oficiais devem recolher os equipamentos defeituosos e enviá-los para um dos centros de engenharia da fabricante, local onde o hardware será analisado para que se chegue a uma solução.

Não é a primeira vez que algum aparelho Apple mostra problema com conexão à internet, tendo em vista que no ano de 2010 a fabricante informou que o iPhone 4 teria problemas de conexão com o 3G, afirmando que o sistema operacional iOS era o responsável.

Por Guilherme Marcon





CONTINUE NAVEGANDO: