Confira alguns conselhos no momento que você vai escolher o seu novo notebook. O usuário deverá observar critérios sobre aparelhos que vão do básico até um avançado.

O que fazer quando precisamos de um notebook novo? Pra quem quer praticidade e mobilidade e precisa de algo mais completo do que um tablet ou smartphone, não existe melhor opção do que um notebook. E na hora de comprar como decidir pelo modelo adequado?

Como cada pessoa tem objetivos diferentes e vai usar seu note para diferentes tarefas, o ideal é buscar alguns modelos legais e acessíveis. Outra tarefa é definir também pra que você vai usar a maquina. Existem alguns perfis de notebooks: o básico, intermediário, avançado e gamer. Todos variam nas especificações e nos preços.

O Básico pode ser usado para trabalhar, esses modelos tem um sistema operacional atualizado, alguns já vem o com Windows 10 atualizado. Esse tipo de maquina é indicado para atividades mais simples, como digitar textos, planilhas, navegar na internet, ver vídeos ou ouvir musica. Pode ser utilizado um equipamento básico que variam o preço entre R$ 1.000 á R$ 1.300. Para esse tipo de notebook a configuração básica recomendada é: Processador Core i3 (de preferência 4ª ou a nova 5ª geração); Disco Rígido HD de 500 GB ou mais; Memória RAM de 4GB.

O intermediário pode ser usado para trabalhar também, porem com Corel Draw, PhotoShop, editores de vídeo e musicas de alto nível, com edição de imagens ou gráficos. É um modelo com mais espaço de armazenamento. Variam na faixa de R$ 1.500 a R$ 1.700. As configurações recomendadas são: Processador Core i5 (de 4ª ou 5ª geração); Disco Rígido HD de 750 GB a 1 TB;de 4 a 6 GB de memoria RAM.

O Avançado tem melhor desempenho em jogos pesados, pode ser usado por arquitetos e profissionais que trabalham com editores de vídeo, áudio, desenhos industriais, modelagem em 3D tipo CAD, etc. O preço desse tipo de maquina é um pouco maior, requer um investimento de uma quantia mais elevada. A faixa de preço varia de R$ 2.500 até R$ 4.000. A configuração ideal seria: Processador Core i5 ou i7 (de preferência 4ª geração e a nova 5ª geração); Disco Rígido HD de 1 TB ; Memória RAM de 6 a 8 GB; Placa de vídeo do tipo dedicada com memória de 1 ou 2 GB.

É muito importante também verificar se a marca que você escolheu oferece garantia e assistência técnica, É preciso ficar esperto em relação a cada característica do aparelho, é um investimento e é bom ter um cuidado redobrado na hora da escolha. Se puder dar preferencia para marcas internacionais, melhor. Geralmente essas marcas oferecem componentes de melhor qualidade. As marcas com um menor custo e uma boa qualidade são: Asus; Acer; Lenovo; Samsung; Dell; LG; HP. Já os Apple Macbooks e Sony Vaio, são considerados os topo de linha, porem o preço é pouco acessível de R$ 4,000 a R$ 7.000.

É uma pena que no Brasil pagamos um preço um pouco mais elevado do que nos outros países em produtos de qualidade. E na hora de comprar seu notebook é importante levar em consideração o modelo que atenda a todas as suas necessidades. Compare os preços, as marcas, modelos. Garanta que sua escolha influencie de uma forma boa sua produtividade, desempenho ou diversão.

Texto de Dany Bueno


O Tablet Multilaser M8, apesar do baixo preço, foi classificado na categoria 5 estrelas por seus atuais proprietários. Devido a concorrência, hoje o modelo custa em torno de R$ 349,00 (cerca de 40% mais em conta) e vem despertando a curiosidade de pessoas que procuram por qualidade e baixo preço.

Com o sistema operacional Android 4.1 e tela de 8 polegadas, ele oferece uma capacidade para  4 GB de memória e 1 GB de memória RAM, ideal para quem precisa fazer um uso simples do dispositivo. Além disso, a fabricante está disponibilizando até seis meses de acesso grátis na revista digital que fica a escolha do cliente. As opções são IstoÉ, IstoÉ Dinheiro, IstoÉ Gente, Status, Menu, Motorshow, Planeta e Dinheiro Rural. A IstoÉ e IstoÉ Dinheiro contam com 3 meses de degustação, devido ao seu conteúdo semanal, mas já pode ser um prato cheio para quem não abre mão desses tradicionais veículos de comunicação.

Ao comprar o Tablet Multilaser M8, o cliente vai receber um email de confirmação com o banner da Editora Três para ter o acesso escolhido por três ou seis meses, de acordo com a revista, após um breve cadastro e instalação do aplicativo. O aplicativo poderá ser baixado tanto no iTunes App Store como na Google Play e a Editora Três será a  única responsável por todo o processo de cadastro e disponibilização do conteúdo digital.

Sobre as características do Tablet Multilaser M8, o mesmo vem com revestimento que resiste é oleosidade e impressões digitais deixadas em seu toutch, tela com resolução de 800X600, bateria recarregável de até 72 horas, Processador Dual Core 1.6 Ghz e pesa pouco mais de quinhentos gramas apenas.

Embora simples, a Multilaser já teve qualidade comparada a HP e, apesar de não oferecer uma câmera com excelente resolução (2.0 e 0.3 apenas), o mesmo foi citado como um dos dispositivos de baixo valor mais indicados para a prática de jogos.

Tablets.


Inúmeras são as opções que temos hoje em dia quando o assunto é notebook. Essa tecnologia que veio facilitar nossas tarefas do dia a dia apresenta-se em diversos aparelhos com as mais inúmeras funções e configurações, próprias para o funcionamento de jogos, programas entre outros.

Ao tomarmos uma decisão sobre qual notebook compraremos, devemos sempre estar atentos à configuração deste e se ele será apto para lidar com nossas necessidades. Se será prático o suficiente caso seja sempre levado ao trabalho e local de estudo, ou se será potente o suficiente para o funcionamento de programas profissionais e até mesmo jogos de última geração.

Muitos consumidores, porém, confundem-se ao escolher um bom notebook, até mesmo porque muitas pessoas acabam por não entender as configurações que ele possui. Aqui vão algumas dicas de como comprar um bom notebook e ficar satisfeito com sua escolha:

– Bateria: é importante escolher um notebook que a bateria dure por um bom tempo e não haja necessidade de estar sempre carregando. Os fabricantes raramente divulgam a duração da bateria, mas pode ser encontrada em fóruns na internet sobre o notebook adquirido. Se você optará por um notebook que irá substituir um desktop, a bateria de 2 horas pode ser uma boa escolha. Existem baterias que duram até 7 horas, porém deixam o notebook relativamente mais caro;

– Peso: O peso é um fator importante na escolha de um notebook. Notebooks com a tela menor, naturalmente costumam ser mais leves. Se o consumidor necessita de um aparelho que levará sempre em mãos, deve optar por um modelo mais leve;

– Tamanho da tela: Notebooks comuns e econômicos costumam ter uma tela de em média 14 ou 15 polegadas. O consumidor pode optar também por um notebook denominado “gigante”, com uma tela de 17 polegadas, lembrando que este será mais difícil de transportar. Se for preferível um notebook menor e mais leve, o comprador pode optar pelos ultraportáteis, com tela de 13,12 e até mesmo 11 polegadas;

– Resolução da tela: A resolução da tela afeta a qualidade que as imagens contidas nela serão apresentadas. A resolução mais utilizada e aceitável para aplicações comuns é a de 1024 x 768. Há notebooks que possuem uma resolução de 1280 x 800, sendo próprios para jogos ou multimídia.

Notebooks.


O MSI GX60 chega ao mercado com algumas propostas interessantes. Uma delas é que o notebook pode perfeitamente ser um bom substituto para o seu desktop. O motivo disso é que esse aparelho pesa nada mais nada menos do que 3,4 kg. Quem costuma carregar seu aparelho para lá e para cá vai perceber facilmente que ele não é tão confortável para ficar se carregando. Entretanto, o MSI GX60 chama a atenção em outro ponto: a sua configuração. O aparelho é poderoso o suficiente para rodar jogos pesados sem qualquer tipo de problemas, incluindo os travamentos. Quem é gamer vai gostar dessa parte.

O MSI GX60 conta com 15,6 polegadas e em relação ao hardware do aparelho são 750 GB de armazenamento interno. Para a memória RAM são 8 GB. O que move esse notebook é um processador AMD A10-4600M 2,3 GHz e um chipset Piledriver – Trinity (A70MFCH). A GPU é uma Radeon 7970M, que tem 2 GB de memória DDRS.

Nas avaliações feitas no quesito de configuração, o aparelho apresenta algumas surpresas curiosas. Na análise do PCMark 7  ele obteve 1.691 pontos. Vale ressaltar que esse número é bem menor do que o que foi obtido pelo Razer Blade Pro, que chegou a obter 5.844 pontos. Entretanto, o preço deste último também é bem maior, chegando a cifra de R$ 8.600, enquanto que o GX60 é vendido na casa dos R$ 5.999. O que mais chamou a atenção é o fato de o Avell Titanium B153 ter obtido uma pontuação superior (3.797 pontos) custando um valor relativamente mais baixo : R$2.599.

Em compensação, na avaliação feita pelo 3D mark 11, onde o foco é apenas o desempenho apresentado pela placa de vídeo, o GX60 se saiu bem, obtendo 4.660 pontos. Nessa mesma avaliação, o Razer obteve 4.184 pontos enquanto que o Avell só chegou aos 1.720 pontos.

Outro ponto que vale a pena destacar é sobre o sistema de som do notebook. A reprodução de graves não deixa a desejar e isso sem falar que o MSI GX60 conta com equalização THX TruStudio PRO, o que possibilita um experiência sonora melhorada. As conexões do aparelho estão mais para sobrar do que faltar. São quatro conectores P2, uma entrada USB 2.0, três entradas USB 3.0, leitor de cartão SD, MiniDisplayPort, HDMI, entre outros.

O MSI GX60 apresenta um visual arrojado e uma configuração considerável. O problema do aparelho é basicamente seu alto custo. Mesmo assim, é uma boa saída pra quem quer um dispositivo que apresente performance relativamente boa, um visual atrativo e teclado confortável. Entretanto, se a questão for um aparelho com foco em games, é melhor pagar mais e levar o Razer.

Por Denisson Soares


Desde que foi lançado o Nexus 7 vem existido grande procura pelo gadget  no mercado mundial e, por isso, parece que a Asus tem intenção de lançar um novo produto que seja semelhante a ele.

As informações surgiram do site Tablet.bg, que apontou a intenção da Asus em lançar um novo tablet com preço reduzido e com o Intel Atom Z2420 como processador – que foi apresentado durante a CES que aconteceu neste ano e terá 1 ou 2 GHz.

O processador será o principal diferencial entre o novo tablet e o Nexus 7, que vem com um processador da NVIDIA no modelo Tegra 3, e isso deve fazer a grande diferença de preço entre os dois gadgets.

O novo tablet da Asus vem sendo chamado pelo código de ME371MG e provavelmente terá display de 7 polegadas, memória RAM de 1 GB, sistema operacional Android Jelly Bean 4.1, resolução de 1280 x 800 pixels e capacidade de armazenamento interno em três modelos (que podem ser expandidos via microSD): 32 GB, 16 GB e 8 GB.

Além disso, o ME371MG também terá, possivelmente, uma câmera na parte de trás com 3 MP e uma na parte da frente com 1.2 MP. Apesar de todas essas informações terem sido divulgadas, não há nenhuma confirmação e, portanto, não se sabe quando o aparelho será lançado – caso seja confirmada a sua existência.

Por Guilherme Marcon


Finalmente o iPad 4 e o iPad Mini receberam a autorização para serem comercializados no mercado brasileiro.

A liberação da Anatel para os tablets da Maçã saiu esta semana, mesmo com o modelo de 7,9 polegadas já sendo comercializado em diversas lojas do país, claro que de forma não oficial.

As versões que foram homologadas pela Anatel são para os modelos sem 3G do iPad Mini e do iPad 4.

Ainda não há informações se os aparelhos que possuem conexão 4G conseguirão se conectar a esta rede no país.

O iPad Mini já está sendo vendido em algumas lojas de tecnologia e em leilões no Brasil com valores que variam de R$ 1.300 a R$ 1.700, dependendo da forma de pagamento que o consumidor escolher, lembrando que a opção de parcelamento faz com que o tablet fique mais caro.

Por se tratar de aparelhos importados, a expectativa é que a Apple apresente preços mais atraentes para o público.

Vale lembra que assim como os tablets, a Anatel também homologou o iPhone 5. O processo de homologação foi encerrado em outubro, porém o smartphone ainda não está sendo vendido oficialmente nas lojas do país. 

Por Felipe Santos Bonfim


Recentemente surgiram boatos de que o Google estaria planejando um novo lançamento de um tablet no final deste ano, visando as compras de natal. O aparelho seria uma versão simplificada do Nexus 7 e custaria apenas US$ 99.

De acordo com o site Digitimes, diversas empresas asiáticas estão se envolvendo na produção do novo tablet, em uma preparação para um grande volume de encomendas. Entretanto, a versão de baixo custo do tablet com Android puro do Google teria que ser reformulada, de modo que teria hardware muito mais simples, sendo produzido com processador de um núcleo da WonderMedia, ao invés da Nvidia. Além disso, a tela também seria produzida por outra empresa, neste caso a HannStar Display.

Se este rumor for confirmado, a Asus acabaria ficando de lado na produção da nova versão do tablet. Entretanto, o Google não se pronunciou sobre o assunto e, quando procuradas, a Quanta Computer (que ficaria no lugar da Asus) e a Asus preferiram não se pronunciar também.

Sendo assim, as informações podem não passar de meros boatos para aquecer um pouco o mercado tecnológico. Porém, há algum tempo, antes do lançamento do Nexus 7, informações de um tablet do Google que custaria US$ 99 foram divulgadas na internet.

Por Guilherme Marcon


O dia 23 de outubro foi um momento de vários lançamentos da Apple. No evento realizado nos Estados Unidos, a Maçã apresentou novidades ao mercado mundial. Além do iPad Mini, do iPad de quarta geração, do MacBook Pro de 13 polegadas e do iMac com 5 mm de espessura, a empresa anunciou uma versão atualizada do seu Mac Mini.

A nova versão do Mac Mini trata-se da primeira atualização da linha desde o seu lançamento no ano de 2011. A nova geração conta com processador Ivy Bridge da Intel e seu preço inicial é US$ 599.

O novo Mac Mini foi lançado com o slogan “Ainda mais poderoso. Ainda mais acessível”, pois agora o aparelho está duas vezes mais rápido que sua versão antiga. Além do processador poderoso, o dispositivo possui também entrada Thunderbolt, para conexão de periféricos de alta velocidade, sistema operacional OS X Mountain Lion e o servidor compacto OS X Server. Além disso, qualquer modelo do Mac Mini conta com quatro portas USB 3.0, entrada HDMI e Ethernet, receptor de cabo infravermelho, compatibilidade com Wi-Fi, Bluetooth 4.0 e também a famosa placa gráfica Intel HD Graphics 4000 – tal qual o novo MacBook Pro com 13 polegadas.

Foram anunciados dois modelos para o Mac Mini, que já podem ser adquiridos. A versão mais barata é a que possui processador Core i5 de dois núcleos com 2.5 GHz, 500 GB de capacidade de armazenamento e memória RAM de 4 GB, que sai por US$ 599 (ou R$ 2.499 no Brasil). Já, a versão mais cara sai pelo preço de US$ 999 (ou R$ 3.399 no mercado brasileiro), contando com um processador Core i7 com quatro núcleos e 2.3 GHz, além de dois drives com 1 TB de armazenamento.

Por Guilherme Marcon


A Acer anunciou dois novos ultrabooks, o Aspire M5 e o Aspire V5.

Os modelos foram apresentados pela primeira vez na IFA, que aconteceu no mês passado, e só agora tiveram seus detalhes revelados. Ambos contarão com o Windows 8 como sistema operacional e deverão chegar já no dia 26 de outubro.

O M5 conta com display touchscreen de 14 polegadas com resolução de 1366×768, processador dual-core com 1,7 GHz, memória RAM de 6 GB, drive para DVD, 20 GB de armazenamento SSD e 500 GB de disco rígido. O preço sugerido do aparelho é de US$ 750, aproximadamente R$ 1.500.

Já o V5 possui tela de 14 polegadas com resolução de 1366×768, a mesma usada no M5, porém essa versão não conta com o armazenamento híbrido SSD. A diferença na parte externa entre os dois modelos é o design mais grosseiro do V5, que não conta com o acabamento em alumínio.

O usuário pode escolher entre os processadores Core i3, i5 e i7 e optar por um HD de 500 ou 750 GB.

O V5 tem preço sugerido de US$ 499.

Os dois modelos contarão com o Windows 8 e telas com capacidade tochscreen de até 10 toques. Até o momento, não há informações se os modelos serão lançados internacionalmente.

Por Felipe Santos Bonfim


No inicio deste ano, a companhia japonesa, Fujitsu, apresentou ao público seu mais novo tablet, o Stylistic M532. O aparelho conta com configurações de hardware bastante atraentes, e sem dúvida é uma “mão na roda” para quem precisa ter informação na palma da mão a qualquer momento.

O tablet conta com processador quad-core da NVIDIA, o Tegra 3 T30S, sistema operacional Android 4.0, memória RAM de 1GB, tela de 10,1 polegadas com resolução máxima de  1280×800 pixels, 32 GB de memória interna para armazenamento de dados, conexão Wi-Fi e Bluetooth V 3.0. Além disso, ele traz uma câmera traseira de 8 megapixels com flash embutido e autofoco, e uma câmera frontal de 2 megapixels para realizar videochamadas. A bateria do aparelho tem autonomia de até 8,4 horas de uso contínuo.

Após um grande período de espera, a fabricante finalmente começou a distribuir o tablet em sua loja virtual. O preço do gadget sai por US$ 549, cerca de R$ 1.110 sem impostos.

A Fujitsu ainda não revelou quando o Stylistic M532 chegará às lojas físicas, mas é provável que até o final deste ano o produto já esteja disponível para compra em diversas lojas do mundo todo.

Por Felipe Santos Bonfim


O carro chefe da Microsoft, o Windows, será relançado em mais uma nova versão. A empresa anunciou na última quarta-feira, dia 18 de julho, que o sistema operacional poderá ser atualizado para o Windows 8 e que serão vendidos novos PCs com a versão atualizada, a partir de 26 de outubro.

A empresa já havia informado anteriormente, no começo de julho, que o valor para atualizar o seu Windows para a versão 8 custaria US$ 39,99 (por volta de R$ 80) em 131 países. O valor ainda está na promoção e será válido para quem instalar o novo software até 31 de janeiro de 2013. Já as licenças compradas em lojas da Microsoft custarão um pouco mais: U$ 59,99.

Os usuários do Windows que comprarem a versão 7, a partir de julho deste ano, poderão atualizar para a 8ª por apenas R$ 29. A promoção será válida até fevereiro do próximo ano.

O Windows 8 será lançado em quatro diferentes versões: Windows RT, Windows 8, Windows 8 Pro e Windows 8 Entrerprise. Uma das revoluções do novo sistema operacional é a interface Metro, típica do sistema Windows Phone para celulares.

Conheça mais novidades e lançamentos da Microsoft em seu endereço eletrônico.

Por Tadeu Goulart


O novo MacBook Pro da Apple foi anunciado no dia 11 de junho, segunda-feira, durante a Worldwide Developers Conference 2012, em São Francisco, e já está disponível para compra na Apple Store brasileira. O problema disso é que o novo aparelho pode chegar a quase R$ 16 mil em suas configurações máximas, o que se torna algo extremamente caro para o mercado brasileiro.

O preço inicial do novo MacBook Pro com configurações mais básicas é US$ 2.199 (cerca de R$ 4.400) nos Estados Unidos, sendo que no Brasil o mesmo modelo sai por R$ 9.999.

Logicamente, por mais que seja extremamente caro, o modelo do novo notebook da Apple em suas configurações mais avançadas chama muita atenção, pois ele vem com tela com Retina Display de 15 polegadas, capacidade de armazenamento em SSD de 768 GB, processador Intel Ivy Bridge Core i7 com quatro núcleos e 2.3 GHz, processador gráfico NVIDIA GeForce GT 650M e Intel 4000 com 1 GB de memória GDDR5, e memória RAM de 8 GB. Além dessas configurações, o novo MacBook Pro ainda vem com bateria que dura até 7 horas, slot para cartão SD, conexões HDMI, Thunderbolt e USB 2.0 e 3.0, compatibilidade com Bluetooh 4.0 e Wi-Fi 802.11n.

Independente do modelo escolhido do novo notebook na Apple Store, o frete é grátis para os consumidores brasileiros.

Por Guilherme Marcon


Um dos mais poderosos concorrentes do iPad, da Apple, o Samsung Galaxy Tab, deverá chegar ao mercado consumidor dos Estados Unidos no começo de abril (a partir  do dia 04), custando o valor até módico e muito atraente de 399 dólares.

Muito parecido com a tablet da Apple (agora em sua 2º geração), o Galaxy Tab continua firme no propósito de não ficar atrás da gigante de Steve Jobs em praticamente nada. Alguns de seus componentes, como o cabo utilizado para sincronização de dados é inclusive muito similar ao usado no iPad. Roda o sistema Android 3.0 (diga-se de passagem: tem suporte a flash), da Google e possui uma tela de 10.1 polegadas, com boa resolução, além de duas câmeras (traseira e frontal), item que estava ausente na primeira geração do iPad (já implantadas no iPad 2, claro).

Sem dúvida, esse preço poderá fazer muitos applemaníacos americanos migrarem de plataforma.

Entretanto, conosco não haverá essa pechincha, pois já sabemos que para o nosso mercado o produto chegará com valor bastante inflado. Por sinal, a pergunta que fica é: quando o gadget chegará ao Brasil?

Por Alberto Vicente

Fonte: Engadget


Clientes americanos fizeram filas nas lojas da Apple para comprar o iPad2 a partir do dia 11 de março. Quem conseguiu adquirir seu equipamento, saiu dando pulos de alegria. Só nos Estados Unidos, são 236 lojas da Apple e mais mil lojas da AT&T, da Target, da Best Buy e do Wal-Mart que também comercializam o produto.

Enquanto fanáticos por tecnologia faziam filas do lado de fora das lojas, funcionários faziam demonstrações de como funciona o novo produto de Steve Jobs. O iPad2 é equipado com processador A5 de 2 núcleos, sendo mais rápido que o primeiro.

Agora, como seus concorrentes, também possui duas câmeras: uma frontal e outra traseira, de alta definição. Ele está 4,6 mm mais fino e com menos 90 gramas. Ele ainda possui três eixos, o chamado giroscópio, que cria uma sensação melhor de movimento, principalmente ao executar jogos. Ele também pode transmitir imagens em alta definição para outros aparelhos e a sua bateria dura 10 horas.

O iPad está sendo vendido por preços que partem de US$499,00 e vão até US$829,00. O lançamento do produto em mais 26 países está previsto para 25 de março, mas, infelizmente, ainda não há previsão para a sua chegada ao Brasil.

Por Flávia Yoshitani


Conforme vem sendo anunciada há alguns dias, uma das vantagens dos futuros usuários do iPad 2  reside no preço, pois a Apple resolveu manter praticamente o mesmo valor da primeira geração do tablet. E mais: a empresa ainda ofereceu a opção de reembolso pela diferença no preço do tablet para os que compraram o produto antes do reajuste.

A notícia que esta semana veio a se confirmar foi a de que a partir desta sexta-feira, dia 11, os novos tablets chegam às lojas norte-americanas. Os consumidores mais afoitos puderam acessar a internet e garantir o seu iPad 2 já na madrugada de 10 para 11 de março.

Todos pagarão os seguintes valores: U$499 pela versão com Wi-Fi e, para quem preferir modelos com capacidade de armazenamento variável entre 16 a 64GB, poderá pagar valores entre U$599 e U$699. Usuários que comprarem a versão com conexão 3G pagarão entre U$629, U$729 e U$829, respectivamente (dependendo da capacidade de armazenamento em GB).

Atenção brasileiros: nós ainda não estamos na lista dos países que irão comercializar o dispositivo até o dia 25 de março. Resta-nos esperar ainda mais e prepararmos o bolso, pois podemos prever que o preço será salgado em terras tupiniquins, aonde os produtos da Apple sempre chegam inflados por altos impostos.

Por Alberto Vicente


Ele tem tamanho e todo o jeitão de um computador de brinquedo. Ainda mais por vir com vários adesivos coloridos do Club Penguin da Disney. Mas não se engane. O netbook HP Mini 100e é um computador de verdade. Claro, respeitadas as suas limitações em se tratando de um portátil que sai de fábrica com o Windows 7 Starter.

Recém-chegado ao Brasil, o netbook Mini 100e é a proposta da HP para um laptop educacional. E nisso ele não decepciona. Sua configuração inclui 2 GB de RAM, disco rígido de 160 GB, Wi-Fi, processador Intel Atom N455, webcam, tela LCD LED de 10.1 polegadas, software antivírus e pacote Microsoft Office 2010 com funções limitadas. Pena que o preço não tenha nada de infantil: ele sai por 1.100 reais na loja virtual da HP.

Uma grande vantagem do portátil em relação à outros do seu gênero é a sua blindagem contra as peraltagens das crianças: o Mini 100e pode cair de uma altura de 60 cm sem sofrer danos. Além disso seu teclado também suporta o derrame de líquidos.

Por Maximiliano da Rosa


Uma excelente notícia para quem está ansioso para comprar um Tablet: o governo já planeja reduzir o preço, da mesma forma que fez com os notebooks e desktops.

Atualmente um tablet custa em torno de R$ 1.650,00, e se o governo reduzir os impostos deste portátil,  passarão a custar por volta de R$ 800,00. Ainda assim, é um preço um pouco salgado para a maioria dos brasileiros; principalmente se compararmos com o preço dos netbooks. Mas, para  os aficionados por tecnologia e os que gostam ou precisam de muita portabilidade, vale a pena esperar para ver!

Os tablets com seus aplicativos, os chamados APPS,  podem oferecer um nível de usabilidade muito interessante ao usuário. Há apps para tudo, inclusive para venda e aluguel de imóveis, veja exemplos no site daApple, sobre apps desenvolvidos para o iPad: www.apple.com/br/ipad/apps-for-ipad/.

Por Gilvani de Oliveira


Quando falamos em notebooks de alto desempenho não podemos deixar a linha Alienware de fora, seu novo notebook M17x torna isso ainda mais claro. Em sua configuração ele pode aparecer com um processador Intel Core i7 940XM de 2.13GHz com 8MB de cache, a partir dai se torna um dos melhores notebooks do mercado. 

Ele ainda conta com até 8GB de memoria RAM DDR3 e leitor de blu-ray, suas placas de vídeo saíram em dois modelos ATI HD5870 e NVIDIA GTX285M, utilizando respectivamente o sistema  CrossFirez e o SLI ambas tendo 1 GB. 

Sua tela não o deixa na mão tendo resolução de 1920×1200 com 17 polegadas, esse notebook é perfeito para gamers, rodando os mais atuais jogos sem causar perda na taxa de quadros. O M17x já esta à venda, seu preço estimado é de R$7.999, clique aqui  para mais informações.

Por Oscar Ariel


Quem trabalha em ambientes hostis, com muita sujeira ou pó, precisa ter um notebook que aguente o tranco dos mais variados locais. Para atender a este nicho de mercado, a Panasonic lançou o Toughbook CF-C1. O modelo vem equipado com processador Intel Core i5, 3G, Wi-Fi, 6 GB de memória RAM, 250 Gb de HD e bluetooth.

Além destas configurações “peso-pesado”, o modelo de notebook ainda oferece uma tela giratória touchscreen, teclado selado à prova de líquidos e uma nova tecnologia de alimentação, que permite que se a bateria, com previsão de duração e 10 horas, acabe, possa ser substituída sem que o notebook precise ser desligado.

O preço em libras é 1,709, algo acima de R$5 mil no Brasil.

Por Camila Porto de Camargo

Fonte: Baixaki


A empresa Sony lança no Brasil a linha E de notebooks Vaio. O grande investimento para conquistar os corações e bolsos dos consumidores é a tecnologia HDMI, que possibilita que o usuário veja o conteúdo do notebook numa tela maior e com tecnologia digital. Está nessa capacidade a alternativa da linha E de notebooks Vaio para a atual tecnologia 3D agora presente nos notebooks.

Com tela de 14 polegadas e processador Intel Core i3, a linha E Vaio é fabricada nas cores branca, preta, azul, rosa e verde. Também tem gravador de DVD, memória RAM de 4 GB e HD de 500 GB.

O preço sugerido é de R$ 4.499,00.

Por Jeferson Vainer.





CONTINUE NAVEGANDO: