Modelo deverá custar cerca de US$ 79 e utilizará o sistema Remix OS.

Uma das grandes novidades no mercado nos últimos tempos são os chamados Chromebooks, computadores desenvolvidos pela Google com o sistema operacional Chrome OS, extremamente baratos e que visam atingir aqueles usuários que desejam apenas acessar a Internet e realizar tarefas extremamente simples no seu dia a dia. Agora, a Google pode estar ganhando um forte rival neste mercado.

Tudo graças a empresa pouco conhecida Allwinner, que desenvolve chips e aparentemente deverá lançar três versões de uma máquina equipada com o Android em uma variante chamada de Remix OS, que pode fazer com que os dispositivos da empresa se tornem os mais baratos do mundo, com preços que devem começar em apenas US$ 79 ou algo em torno de R$ 300 na conversão atual do dólar, desconsiderando impostos.

O Remix OS possui algumas modificações simples no sistema Android, principalmente para adaptar o sistema para telas bem maiores do que a de um smartphone, permitindo também que usuários que possuem máquinas com a arquitetura de 32 bits possam instalar o sistema em seus computadores e notebooks para testar o sistema operacional.

Uma das vantagens do sistema, são as multijanelas, que permite ao usuário executar diversos apps em conjunto e os redimensionar como acontece em outros sistemas como o Windows.

As configurações, evidentemente são simples, já que o foco não é um aparelho potente, mas sim útil para um público específico. O dispositivo deverá contar com variantes, sendo equipado com o processador Allwinner quad-core com arquitetura de 64 bits ou octa-core mas com 32 bits.

Quanto a tela, deveremos ter versões entre 11,6 polegadas e 14,1 polegadas, contando com uma resolução de 1366 x 768 pixels, sendo que uma das versões deverá vir equipada com uma tela touchscreen e conversível, transformando o dispositivo é um híbrido, podendo ser tablet ou notebook, de acordo com a preferência do usuário.

Quanto ao hardware, a memória RAM deverá contar com 1GB e o armazenamento interno com 8GB em uma versão mais simples, já na versão mais completa, possivelmente teríamos 2GB de RAM com 32GB de armazenamento interno.

O valor mais caro que deve ser cobrado pelos aparelhos é de US$ 120, ou cerca de R$ 430 desconsiderando impostos, não deixando de ser um preço atrativo mesmo no Brasil, embora o dispositivo não deva dar as caras por aqui.

Murilo Couto


Latitude 11 Série 5000 e Latitude 12 Série 7000 chegam ao mercado podendo ser utilizados como Notebook ou Tablet.

Uma das maiores fabricantes de computadores do mundo, a americana Dell, lançou dois novos produtos para o mercado corporativo. Trata-se do Latitude 11 Série 5000 e o Latitude 12 Série 7000. Ambos são focados em aplicações para empresas e são de extrema portabilidade. Os laptops são 2 em 1, ou seja, podem ser utilizados como notebooks ou tablets, conforme a necessidade do usuário.

O menor modelo conta com uma tela de 10,8 polegadas com resolução Full HD. Seu processador é o Intel Core M da nova geração Skylake, o que deve garantir bom desempenho para as tarefas profissionais. Há também portas USB C e USB 3.0, além de uma entrada micro HDMI, conectividade Wi-Fi (802.11 ac) e Bluetooth 4.1. O teclado que o transforma em notebook é vendido separadamente. Já o modelo de 12,5 polegadas possui um processador Intel Core M Skylake e tela de 2160p. Ele também fornece maior suporte para configurações de CPU mais potente. Este modelo conta com o teclado incluso. Ambos os modelos lançados pela Dell contam com duas opções de memória RAM: 4 GB e 8 GB. O armazenamento interno é a partir de 128 GB SSD. Uma caneta óptica, que pode ser utilizada para anotações no modo tablet, é vendida separadamente. Há outros acessórios especiais vendidos para os novos produtos.

A aparência dos tablets lembra de certa forma um de seus maiores concorrentes, o Surface, da Microsoft. Os modelos deverão brigar diretamente com iPad Pro, da Apple, além do Surface. A grande vantagem da Dell é a influência que a empresa tem no mercado corporativo mundial. Certamente será uma tarefa mais fácil inserir seu produto nas mãos de diversos tipos de profissionais que precisam de portabilidade em sua rotina de trabalho. O sistema operacional utilizado de fábrica em ambas as máquinas é o Windows 10.

Os valores dos computadores estão na média do mercado corporativo americano, mas para o Brasil os preços são elevados. O Latitude 11 Série 5000 custa US$ 749 (R$ 2.950), enquanto o Latitude 12 Série 7000 custa US$ 1.049 (R$ 4.130). A Dell não mencionou se pretende vender os modelos na América Latina, portanto, não há previsão de chegada dos dois portáteis para o Brasil.

Por William Nascimento


Aparelho possui excelentes configurações e custa R$ 2.999.

Embarcando na tendência de híbridos, a Lenovo anunciou o lançamento de seu novo modelo híbrido, o Yoga 500, no Brasil. O híbrido vem com Windows 10 e processador de quinta geração Intel Core já de fábrica, além de possuir até 1 TB de armazenamento. Sua fabricação será feita completamente no Brasil, especificamente na cidade de Itu, localizada no interior de São Paulo.

O Yoga 500 possui quatro formas de uso: o tradicional notebook, tenda (especial para a reprodução de conteúdos audiovisuais), apresentação (onde o conteúdo é exibido em tela cheia) e o também já muito conhecido tablet. As formas de tenda e apresentação são a novidade do modelo.

A tela é full HD e touchscreen com 14 polegadas de 1920 x 1080pixels. Além disso, o teclado é retroiluminado, outra tendência no mercado de informática observada em vários modelos de destaque como os modelos da Sony, Dell e Acer. A memória RAM varia de acordo com o modelo, podendo ser de 4 GB ou 8 GB, que podem ser expandidas para até 16 GB pelo usuário posteriormente. Idem com a memória interna, que está disponível em modelos de 500 GB até 1 TB.

A capacidade da bateria, ponto crítico de seu antecessor, o Yoga Pro 3, foi aumentada em 50%, o que garante uma boa autonomia de 8h a 9h ao usuário, apesar do alto consumo do processador Skylake instalado no híbrido.

No Brasil ele já está à venda e custa a partir de R$ 2.999,00, que é o preço sugerido pela Lenovo. As cores disponíveis são preto e vermelho.

Os usuários que pretendam comprar um Lenovo podem gostar desse modelo com um bom visual e bom hardware que garantem alto desempenho e ótima experiência de uso com o Windows 10, sistema que é ainda melhor quando utilizado na versão tablet do equipamento. A carcaça do notebook é de material plástico, garantindo mais segurança e menos escorregões acidentais.

Gizele Gavazzi


Aparelho é voltado para uso profissional e custará cerca de US$ 899.

Há alguns dias, a HP anunciou o lançamento do híbrido HP Elite X2 (voltado para empresas), que por ser híbrido, poderá ser usado como tablet e notebook. O modelo estará disponível no mercado a partir de janeiro do ano que vem, nos Estados Unidos, com pré-venda iniciada no último dia 23. Com tela de 12 polegadas (30 cm), protegida com Gorilla Glass 4, Full HD, espessura de 8,1 milímetros e pesando menos de 1 kg, o novo portátil é indicado para uso de profissionais de empresas e pode ser utilizado tanto na posição vertical como na horizontal, devido a um suporte incorporado com 150 graus de ajustamento. Leve, com design slim e moderno, o novo Elite X2 reúne qualidade, sofisticação e praticidade, facilitando a vida do usuário. O aparelho possui processador Intel Core M vPro, 4 ou 8 GB de RAM e tecnologia SSD com até 512GB.

O híbrido vem com uma caneta HP Active, com sensores de pressão, os quais auxiliam no controle das linhas, no momento de uso na tela. Além da caneta, há também opções de dois teclados, o teclado HP Advanced e o HP Travel, os quais apresentam tamanho normal. O primeiro possui um leitor de cartão inteligente, a fim de aumentar a segurança no início da sessão. Já o segundo é mais fino, como um teclado “para viagem”, sem deixar de ser completo. O usuário, assim, pode escolher usar o teclado de sua preferência, como também optar pela caneta, quando estiver viajando ou considera-la mais viável, o que lhe oferece uma maior comodidade.

Além de todas essas características, o híbrido tem bateria de longa duração, portas para a ligação de dispositivos: como a USB Type-C (com suporte para a tecnologia Thunderbolt) e a USB 3.0, bem como conta com suporte para Wi-Fi 802.11ac e Bluetooth 4.0.

No quesito segurança, o Elite X2 vem equipado com recursos como: o HP Sure Start com Proteção Dinâmica, o HP Client Security, TPM e, de forma opcional, um leitor de impressões digitais ou leitor de cartões inteligente, o qual, como já mencionado, vem inserido ao teclado HP Advanced. Todos esses recursos juntos tem por objetivo a proteção do híbrido, assim como dos dados do usuário.

Além do lançamento previsto para janeiro de 2016, nos Estados Unidos, com preços a partir de US$ 899, o aparelho possivelmente estará disponível na Europa, a partir do dia 7 de janeiro, por 999€, com teclado vendido separado, por 159€.

Por Helem Franco


O mercado brasileiro receberá dois novos notebooks híbridos da HP. Os aparelhos, batizados de HP Split x2 e HP EliteBook Revolve, combinam a praticidade de um tablet com as funcionalidade de um laptop. Os dois dispositivos conta com telas de alta definição, hardware avançado e Windows 8 como sistema operacional. O HP Split x2 já está disponível para compra por R$ 2,9 mil e o EliteBook Revolve chegará em novembro custando R$ 6.599.

Os dois contam com características bem parecidas e foram desenvolvidos para usuários que estão procurando potência e muita praticidade. A grande diferença é a forma de usá-los como tablet. Enquanto que o Split x2 possui tela removível o EliteBook Revolve só precisa ser “dobrado” sobre o seu teclado para virar um tablet.

De acordo com Claudio Raupp, vice-presidente do grupo de impressão e sistemas pessoais da HP, os clientes da empresa, tantos os corporativos quanto os consumidores finais, procuram sempre aparelhos que os ajudem a acessar e compartilhar conteúdos em qualquer lugar que estejam. Raupp disse que os dois notebooks híbridos são aparelhos de uma nova geração e exemplos dos novos compromissos da companhia com a evolução da experiência da computação, pois são capazes de oferecer para os consumidores que eles sejam produtivos no escritório, em casa ou até mesmo no trânsito.

O HP Split X2 conta com processador Intel Core i3 ou i5 de quarta geração, tela de 13, 3 polegadas sensível ao toque, memória RAM de 8 GB, armazenamento interno de 64 ou 128 GB SSD, webcam de 2 megapixels e áudio Beats.

Já o EliteBook Revolve poderá vir equipado com tela de 11,6 polegadas, processador Intel Core i3, i5 ou i7 e SSD de até 256 GB. Sua bateria é capaz de durar cerca de 80% mais que a geração anterior. Mesmo que ele seja mais poderoso a nova versão é mais fina e mais leve que sua antecessora.

Por Felipe Santos Bonfim

HP EliteBook Revolve HP SplitX2

 


A nova tecnologia  Turbo Dock, que reúne funções de notebooks e tablets é a nova aposta anunciada pela AMD, empresa norte-americana de processadores. O projeto da nova tecnologia deve ser apresentado no Mobile World Congress 2013, dentro de uma semana na Barcelona.

A Turbo Dock tem tudo para cair no gosto popular ja que é uma tecnologia que se ajusta conforme as necessidades do público, podendo ser utilizada no modo tablet, ou no modo portátil como notebook com funções mais complexas. Além do fato de ajustar as configurações automaticamente, dependendo do modo que você o utiliza, a tecnologia também compromete menos a bateria, tendo um consumo de energia menor

Os notebooks híbridos com tecnologia AMD Turbo Dock devem chegar no mercado durante o ano de 2013, ainda sem um mês confirmado. 

Não é a primeira vez que a AMD sai na frente para lançar novas tecnologias, em 2004 foi a grande pioneira ao lançar processadores 64 bits no mercado. 

A nova tecnologia, "Turbo Dock", concorrerá com outros dispositovos híbridos que já existem no mercado, porém, a tecnologia da AMD sai na frente por adaptar o desempenho do sistema conforme o modo que o cliente utiliza, funcionalidade quase indisponível no mercado atual de computadores híbridos.

Por Jonathan Alves


A Lenovo apresentou na semana passada o ThinkPad Helix. O novo aparelho fará parte de sua linha de produtos que contam com o novo sistema operacional da Microsoft, o Windows 8. O aparelho possui tela touchscreen de 11 polegadas com resolução Full HD. O ThinkPad Helix possui toda a mobilidade de um tablet unido a praticidade de um ultrabook.

O híbrido foi apresentado na China, onde a Lenovo tem uma sede, porém, a fabricante não revelou se o produto chegará a outros países.

O Helix consegue se destacar de seus concorrentes devido as suas excelentes configurações, pois ele conta com processadores Intel de terceira geração, que atualmente são os processadores mais poderosos do mercado.

Segundo a Lenovo, a opção por um maior desempenho não prejudica em nada a portabilidade e nem o uso do aparelho, uma vez que a companhia garante que a bateria do ThinkPad Helix dura até 10 horas.

Além disso, o híbrido ainda possui suporte para tecnologia NFC e para conexão 3G. Pensando em facilitar a vida dos usuários com o uso do Windows 8, a Lenovo irá vender junto com o aparelho uma caneta Stylus.

O ThinkPad Helix ainda não teve seu preço revelado e como dito anteriormente, ainda não se sabe se ele será comercializado em outros países além da China.

Por Felipe Santos Bonfim


A Lenovo, uma das maiores marcas de notebooks e desktops, está tentando entrar em um novo segmento: o de portáteis híbridos.

O Lenovo ThinkPad X1 Hybrid é um notebook que vai oferecer aos seus usuários duas opções de sistema operacional, fazendo com que a experiência no portátil seja mais dinâmica.

O aparelho conta com o Windows 7 (trabalhando como sistema operacional principal) e com uma versão modificada e personalizada do Android, que fica responsável pela inicialização imediata, sendo utilizada em funções mais simples, tais como: serviço de e-mail, reprodução de mídia e cópias de arquivo.

O notebook também conta com uma boa seleção de hardware, assim seus usuários podem esperar uma boa resposta e eficiência do aparelho. Um dos diferenciais também é o uso da tela Gorilla Glass, que é mais resistente a impactos.

O Lenovo ThinkPad X1 Hybrid chega às lojas norte-americanas no segundo trimestre de 2012, com o preço de US$ 1.599 (cerca de R$ 2.930).

O notebook possui processador Intel Core i5 (e Qualcomm Snapdragon dual-core de 1,2 GHz para o Android); memória RAM de até 8 GB (com 1 GB dedicado ao Android); tela de 13 polegadas (com resolução de 1.366 x 768 pixels) e conectividade Wi-Fi e 3G.

Por Tiago Batista





CONTINUE NAVEGANDO: