App promete converter extensões já existente para Chrome em outros compatíveis com o Microsoft Edge.

Praticamente no mês de março deste ano uma notícia tomou conta da mídia especializada. O fato em questão noticiado é a possibilidade de fazer com que as extensões do Chrome possam se tornar compatíveis com o atual Edge, o mais recente navegador da Microsoft. Depois disso, o tempo foi passando e nada de surgir algo novo a respeito. Um silêncio absoluto.

Sendo que nesse período os únicos privilegiados eram os usuários do programa Insider, que possuíam a liberdade de fazer uso das tais extensões no Edge. Só que a coisa mudou um pouco com a chegada do período em que será feita a atualização comemorativa de aniversário do Windows 10.

A função já foi colocada a disposição de todos e tem mais: Com a chegada de um aplicativo na Windows Store dá a entender de que a companhia pretende deixar mais fácil o transporte das extensões do Chrome para o seu próprio navegador.

Mas o que isso tudo significa?

Bom, o tal aplicativo foi chamado de "Microsoft Edge Extension Toolkit" e de acordo com as informações constantes em sua descrição, ele basicamente é um kit constituído de ferramentas que permitem que os desenvolvedores interessados possam converter alguma extensão presente no Google Chrome para que estejam aptas a rodarem no Microsoft Edge. Isso está previsto para a atualização de aniversário do Windows 10. Ainda segundo a companhia, a ferramenta possibilita a criação de entradas de manifestos JSON necessárias, bem como das pontes para o Chrome.

Ao que aparece o app ainda está fase de testes, uma vez que a Microsoft não se manifestou oficialmente a respeito do assunto. Mas pelo que foi visto até agora, tudo já está perfeitamente em estado “funcional”. Sendo assim, possivelmente podemos encontrar novas extensões que podem estar disponíveis a qualquer momento.

Se você se interessou por esse tema no final desta matéria, disponibilizamos um link para que você possa baixar o app.

De qualquer forma, até agora quem usa o Edge já conta com as atualizações de “aniversário” do Windows 10. Bom, talvez o mais interessante e importante para o público em geral é que a AdBlock já pode ser baixada bem como o Evernote Web Clipper, Office Online, Amazon Assistant e o LastPass.

O link para o download direto da Microsoft é o seguinte: Download do Microsoft Edge Extension Toolkit.

Por Denisson Soares


Estudo foi realizado pela Microsoft e levou em consideração diversos fatores.

Você utiliza o seu notebook e a bateria dura pouco ou menos do que deveria durar? E você se pergunta o porquê disso? Pois bem, de acordo com testes realizados pela Microsoft, o navegador mais popular do mundo, o Google Chrome, pode ser um dos grandes causadores do excessivo consumo de bateria do aparelho.

A realização das provas foram feitos em quatro unidades de Surface Book, da Microsoft, além do Chrome, Edge, Opera e Firefox, como forma de medir o consumo de energia destes que são os principais navegadores existentes no mercado. O primeiro foi realizado em um laboratório controlado, onde foi medido o comportamento de cada navegador enquando o usuário acessava sites frequentemente usados por pessoas na internet. O segundo teste, um pouco mais complexo que este, mediu o tempo que cada navegador aguentava enquanto fazia streaming de vídeos em HD.

Em 4h19 a bateria do notebook utilizando o Chrome terminou. Em segundo lugar, o Firefox desempenhou um tempo um pouco melhor, terminando após 5h09. Na sequência ficaram: Opera, com 6h18 de bateria; E O Edge, o grande campeão, com 7h22 de duração, totalizando em porcentagem 70% a mais que o Chrome, 43% superior ao Firefox e 17% em relação ao Opera.

Para a análise do teste, a Microsoft disponibilizou um gráfico com o consumo médio da energia que foi utilizada pelos três principais navegadores do mercado. Para sua análise, é preciso levar em conta que quanto menor o número, mais eficiente o produto. Sendo assim, a Edge liderou novamente em relação ao Firefox e Chrome.

Apesar dos dados mostrarem o fraco desempenho do Chrome, muitos devem se perguntar o motivo da realização dos testes, uma vez que o navegador tem sido usado em todo mundo, se tornando o queridinho das pessoas. O fato é que o Microsoft tem tentando colocar no mercado o seu produto, o Edge, uma vez que o Internet Explorer já não corresponde mais às expectativas de seus usuários. Sendo assim, a comparação foi a maneira encontrada de mostrar o quão excelente é o navegador da organização, caso seu problema seja relacionado à duração da bateria. Quem quiser, pode acessar o relatório completo do teste, em inglês, clicando aqui e entendendo melhor sobre ele.

Kellen Kunz


Nova funcionalidade do Google Chrome permite que o usuário desabilite o som de uma aba.

Os usuários que estão acostumados a abrir várias abas em seu navegador sabem o quanto é incômodo o som que algumas abas podem emitir. Enquanto você está concentrado em um trabalho, ou mesmo em seus estudos, uma aba em segundo plano pode acidentalmente reproduzir um vídeo, ou mesmo emitir um som quando você recebe uma nova notificação em uma rede social, por exemplo. E isso pode tirar a concentração ou causar algum constrangimento, dependendo do teor da página acessada.

Para evitar esse incômodo, o navegador Google Chrome terá uma nova funcionalidade, que permitirá que o usuário desabilite o som de uma aba. No ano passado o navegador já havia inovado, quando lançou um ícone que indicava aos usuários quando uma aba estivesse emitindo som. Agora com a funcionalidade, os usuários escolherão se querem ou não ouvir o som da aba em segundo plano.

A funcionalidade já havia sendo testada por um ano, e agora está disponível para todos os usuários do navegador. Quem desejar não mais ouvir os sons de uma aba deve clicar sobre ela com o botão direito de seu mouse e escolher a opção “Desativar som da guia”.

Quem ainda não consegue ver a funcionalidade em seu Google Chrome, talvez possa estar com a versão desatualizada. Para verificar sua versão do navegador, clique sobre o menu de opções e selecione a opção “Sobre o Google Chrome”. Lá estará a versão que é rodada atualmente em sua máquina, e se houverem atualizações, haverá a opção para que as mesmas sejam baixadas para sua máquina.

Quem preferir um caminho mais curto para verificar sua versão do navegador pode copiar e colar o código a seguir na sua barra de endereços: chrome://chrome/.

Se sua versão estiver desatualizada, basta clicar em baixar atualizações. Após o processo, seu navegador será reinicializado e você poderá desfrutar da nova funcionalidade do navegador, de silenciar abas em segundo plano.

Por Rodrigo Silva

Google Chrome


Muitos usuários gostariam de usar o leve e simples navegador Google Chrome, mas a sua facilidade de incorporar cookies e outros tipos de invasões preocupam internautas e os mais atentados se afastam do seu uso. Contudo, há outros browsers que tem em sua base a estrutura Chromium, a mesma do Google Chrome, só que com recursos mais personalizados que melhoram a usabilidade e a segurança na hora de acessar a internet.

O CoolNovo Browser oferece um menu com quatro atalhos que facilitam o uso, além de ter comandos de acesso por gestos. Abrir links em novas janelas, dar zoom, limpar histórico e abrir página de downloads são opções rápidas para o internauta. A interface é bem semelhante ao do Chrome e ele possui outras funções extras. O navegador também pode executar abas do Internet Explorer a partir do browser.

O Comodo Dragon tem como principal trabalho fornecer alta segurança ao usuário. O internauta tem opções de privacidade e filtros especializados em certificados SSI. Ele também é bem parecido com o navegador do Google. O Comodo Dragon protege o computador de malware e exclui cookies armazenados.

O SRWare Iron também é voltado para a privacidade e sempre elimina o rastreamento da navegação do usuário. Alguns internautas podem ter problemas durante sua navegação na internet e o browser oferece várias funções para evitar erros. SRWare Iron tem um bloqueador de anúncios e rastreia automaticamente os bugs que aparecem na navegação. A segurança também é um grande diferencial do browser, criando uma identificação única para cada usuário, evitando assim o acesso de terceiros e a privacidade de todos os internautas do navegador.

O Torch Browser tem funções interativas e que conectam com facilidade as redes sociais, sites de vídeos e download de conteúdo. O navegador compartilha mídias de páginas da Internet diretamente na rede social Facebook, além de baixar vídeos que o usuário quiser pelo YouTube. Também tem uma interface parecida com o Chrome, capaz de reproduzir vários conteúdos e baixar mídias de torrent.

Por Carolina Miranda


Parece que os usuários de computador e internet aprovaram a última versão do Windows: com menos de sete meses no mercado, o Windows 7 já representa quase 15% do mercado de sistemas operacionais em todo o mundo. A pesquisa feita pela empresa Janco Partners ainda revelou mais uma curiosidade: o antecessor do Windows 7, o Vista, está presente em apenas 6% dos Pcs ao redor do mundo.

A pesquisa, que obteve seus dados durante o mês de abril, ainda levantou quais os navegadores mais utilizados: a Microsoft vem com liderança no uso com o Internet Explorer, estando em cerca de 68% dos usuários. O Firefox, da Fundação Mozilla, aparece no segundo lugar, com aproximadamente 18% do mercado, enquanto o navegador do Google, o Chrome, chega em terceiro, com 5,4%.

Por Raphael Ramirez

Fonte: G1





CONTINUE NAVEGANDO: