Microsoft deverá liberar nova atualização em outubro de 2017.

A gigante dentre as empresas do ramo de informática, a Microsoft, anunciou que o seu mais recente sistema operacional receberá uma grande atualização no dia 17 de outubro.

Algumas alterações já estão certas de que farão parte deste pacote oferecido pela Microsoft, contudo, dois deles são os mais expressivos e que prometem mexer com o usuário do sistema.

A primeira, é o fato de que a Microsoft está incorporando em seu S.O. uma ferramenta denominada como “Fall Creators” e explorará ferramentas conhecidas como “Mixed Reality” ou “Realidade Misturada” em português, que propõe uma combinação interessante entre a nossa realidade e a realidade virtual, misturando cenas entre os dois mundos e proporcionando ao usuário uma experiência totalmente diferenciada de interagir com suas aplicações em seu computador.

Podemos entender como realidade virtual, todo ambiente totalmente elaborado por computadores, podendo representar algo real ou não, dependendo da pretensão da aplicação, já a realidade propriamente dita são basicamente o que nossos olhos tem a possibilidade de ver trivialmente sem a necessidade de qualquer artefato para interação e, toda e qualquer interação existente é feita fisicamente através do contato a qual se é possível ter. A “Realidade Misturada” vem trazer um novo conceito de realidade a qual ainda não desfrutamos com facilidade, pois como imaginamos, é um conceito novo e com tecnologia ainda em pleno desenvolvimento pelos profissionais da área e companhias de tecnologia da informação.

A aposta da Microsoft é a de que trazendo este novo recurso para seu atual sistema operacional, a interação entre o usuário e seu computador possa se tornar mais realística, inovando o modo de como se trabalhar com o sistema e garantir uma satisfação maior por parte de seu público.

Outra grande mudança virá de uma ferramenta que está inserida no contexto do Windows desde sua primeira versão lançada em 1985, que é o Microsoft Paint, aplicação que tem como finalidade a criação de desenhos e que até então possuía capacidade limitada de poder de edição, mas possibilitava um poder imaginativo interessante ao usuário. Inicialmente desenvolvido pela ZSoft Corporation, o Paint suportava apenas gráficos monocromáticos com 1 bit e que com o passar das versões do Windows foi recebendo novas ferramentas e melhorias de hardware até que no Windows 3.0 chegou a ter capacidade de ler outros tipos de arquivos como o JPEG e o PNG, deixando de ficar travado apenas em sua extensão nativa, o BMP ou Bitmap.

Com a nova atualização da Microsoft, o Paint como conhecemos será descontinuado e entrará em cena sua nova versão, o “Paint 3D”, que é um novo conceito para a aplicação, pois trará a possibilidade de criar e editar objetos 3D. Com o intuito de dar ao usuário a possibilidade de manipulação de objetos em 3 dimensões com um ferramenta de fácil manuseio, que não exija grande nível de conhecimento por parte do utilizador.

Estas e outras atualizações foram mostradas ao mundo pelo vice-presidente da Microsoft, Terry Myerson em seu anúncio dia 1º de Setembro em evento da IFA em Berlim, uma das maiores feiras de eletrônicos do mundo.

Estas atualizações poderão ser utilizadas juntamente com óculos especiais para realidade virtual, que serão fabricados por diversos fabricantes e também lançados na mesma data.

Os preços serão variados, contudo, estima-se valores na casa de U$299 para as versões mais básicas do equipamento.

Com estas medidas, a gigante Microsoft espera alavancar ainda mais a utilização de seu sistema operacional. Segundo suas estimativas, hoje existem mais de 500 milhões de dispositivos (entre computadores e smartphones) que utilizam o Windows 10, que por conta destes números, já é o Windows de maior utilização de todos os tempos criado pela empresa.

Rodrigo Loura Ferrara Perina


Novo notebook irá concorrer com MacBook e Chromebook.

Para os amantes da informática e de todas as suas vantagens, que não são poucas, esse artigo traz mais uma façanha da gigante Microsoft. O mais novo lançamento da detentora do sistema operacional mais famoso do mundo, é o Surface Laptop, que é o primeiro notebook da Microsoft que vem equipado com sistema operacional Windows 10 S. Trata-se de uma versão um pouco mais amena do Windows e promete uma briga dura com os concorrentes Chromebooks e Macbooks.

O lançamento se difere de todos os outros modelos Surface por causa de não ter a tela destacável do teclado. Mas a novidade mantém o discreto acabamento premium com o tradicional alumínio.

O laptop tem previsão de chegada nos Estados Unidos e Europa a partir de 15 de junho e vai custar cerca de U$ 999,00, ou seja, aproximadamente R$ 3.160,00 em terras brasileiras. Na verdade, o Windows 10 S é um sistema operacional de baixo custo usado em escolas profissionalizantes, mas o Surface Laptop não segue a simples proposta e traz um bonito acabamento com saída de som totalmente acoplada ao teclado. Portanto, a caixa de áudio não fica visível pelo usuário e o visual fica despojado, pois todos os detalhes foram pensados.

O Surface Laptop vem equipado com tela FULL HD de 1080 pixels de 13,5 polegadas touchscreen, com proporção 3:2, tecnologia PixelSense e o resistente vidro Gorilla Glass 3. Na parte interna, o laptop traz o moderno processador da marca Intel Core i5 ou i7 de sétima geração, memória RAM de 16GB e com capacidade de armazenamento de até 512 GB pelo modo SSD. O peso do laptop é de apenas 1. 250 gramas e conta com portas USB-C e com um mini display, além de uma entrada para o cartão SD. A bateria de longa duração garante até 15 horas de trabalho com carga 100% completa, pois segundo a fabricante, o sistema operacional é de pouco consumo de energia. O desempenho é bastante superior ao Macbooks e fica no empate com alguns modelos de Chromebooks. Vamos ver se essa disputa vai dar o que falar.

Rodrigo Souza de Jesus


Versão antiga do Sistema Operacional da Microsoft deixará de receber suporte.

Você usa o Windows Vista? Então é necessário migrar para outra versão, pois a empresa Microsoft encerrou o suporte para o sistema operacional. Desta fora, consumidores não terão mais acesso às atualizações de segurança e de suporte técnico, e assim podem colocar em risco a integridade do computador.

Além disso, devido ao fim do suporte, a Microsoft também não fará correções automáticas, atualizações ou dar assistência técnica online. Por isso, é fundamental que as pessoas migrem para uma versão mais recente do software como, por exemplo, o Windows 10, que começou a ser liberado em julho de 2015.

O Windows Vista foi lançado no mercado no ano de 2007.Já as vendas dos computadores que tinham ele como software instalado foram encerradas em 2011. O próximo suporte a ser finalizados pela Microsoft é o do Windows 07, que está previsto para janeiro de 2020.

Outra novidade anunciada pela empresa é a atualização do Windows 10, que deve chegar gratuitamente a cerca de 400 milhões de computadores, a partir do dia 11 de abril. A nova versão, que é chamada de atualização para criadores, tem muitas novidades com foco central em notebook: telas sensíveis ao toque e reformulações do sistema como, por exemplo, a versão 3D do Paint.

O seu computador é mais antigo? A nova versão tende a proporcionar várias melhorias no sistema, ajustes de desempenho, correção de bug, entre outros. O novo Windows ganhou reforço no quesito segurança devido à atualização do programa de proteção Windows Defender, que simplificou os controles de segurança, a fim de ajustar e melhorar o firewall e também melhorou o gerenciamento de instalação de programas e controle de acesso a páginas indevidas por crianças. Desta forma, tudo foi reunido em um único comando, o que facilitará o acesso pelos pais, por exemplo.

Na gestão de abas, o Microsoft Edge foi melhorado, para facilitar a rotina e a organização do dia a dia dos usuários durante o trabalho. E em relação a games, o novo sistema operacional tem um modo jogo e, assim, a pessoa pode fazer uma transmissão ao vivo ou uma gravação com mais facilidade e rapidez. A nova ferramenta é ativada com o atalho do teclado Windows + G.

Por Babi


A Microsoft apresentou o all in one Surface Studio, primeiro computador de mesa da empresa que tem alto desempenho.

A Microsoft quer roubar a cena e chamar a atenção dos designers, artistas e profissionais da criação visual.

A apresentação de um computador de alto desempenho, no dia 26 de outubro, o Surface Studio que vem concorrer de frente com o iMac e o Mac Pro da Apple.

Neste artigo iremos apresentar todos os detalhes deste lançamento da gigante americana da informática do seu primeiro computador de mesa.

Estúdio sobre a mesa:

Quando se fala em editores de vídeo, designers, a imagem que temos é de um Macbook ou iMac com suas telas enormes sobre as mesas desses profissionais.

E para mudar esse cenário, a Microsoft quer fazer parte deste nicho de mercado e revolucionar.

Superfície Studio, esta é a tradução para o novo dispositivo Surface Studio. Totalmente desenvolvido para o processo criativo, tudo em um, conta com uma tela Ultra HD de 28 polegadas de 4,5K de resolução, com sensibilidade ao toque. Propondo mais possibilidades aos usuários.

Trabalho vertical:

Posiciona sua tela na vertical para editar fotos, desenhar ou pintar. É possível deixá-lo deitado e transformar em uma mesa de desenho. Dessa forma as possibilidades são variadas.

Ideias saltam da tela:

Tamanho que surpreende e ultrafino, com 13,5 milhões de pixels de cor e clareza, as ideias criativas podem ser assistidas e saltar a tela com a qualidade de imagem imersiva.

Desempenho:

Com processador Core i7 com 4 núcleos, da Intel, o Surface Studio é composto por 32GB de memória RAM, 2TB de armazenamento e placa de vídeo Geforce GTX 980M. Esses componentes de hardware projetam ao computador da Microsoft uma alternativa para os profissionais de ilustração e design.

Pré-venda:

Com sistema operacional Windows 10 e suporte a todos seus recursos, a pré-venda, já está disponível nos Estados Unidos com previsão de entrega a partir do dia 15 de dezembro. O modelo não tem previsão de lançamento no Brasil.

Abaixo destacamos os preços de pré-venda:

· US$ 2.999 (R$ 9.393) com processador Intel i5, 1TB SSD de armazenamento, 8 GB de memória RAM, placa de vídeo Gforce GTX 956M de 2GB.

· US$ 3.499 (R$ 10.959) com processador Intel i7, 1TB SSD de armazenamento, 16 GB de memória RAM, placa de vídeo Gforce GTX 956M de 2GB.

· US$ 4.199 (R$ 13.151) com processador Intel i7, 2TB SSD de armazenamento, 32GB de memória RAM, placa de vídeo Gforce GTX 980 com 4GB.

Desvantagem:

O novo Surface Studio apresentou alguns pontos que ficam abaixo frente ao concorrente. Em relação às portas de expansão, com 4 portas USB 3.0, leitor de cartões, Ethernet e saída Display Port.

No entanto, não apresenta Thunderbolt (conexão de transferência de dados superveloz), USB-C e HDMI.

Por Marcio Ferraz

Microsoft Surface Studio


Novo update está está sendo liberado para participantes do Programa Insider no Fast Ring.

Na última quinta-feira, dia 11, a Microsoft resolveu liberar a build 14901 destinada para o Windows 10 em PCs. A título de curiosidade, esta é a primeira depois da atualização de aniversário que foi recebida recentemente. A atualização também marca o início dos trabalhos envolvendo o Redstone 2. De acordo com as informações divulgadas até o momento, o novo update irá começar primeiramente para os membros participantes do Programa Insider no Fast Ring. Como curiosidade, essa build traz uma alteração muito importante: Com ela, a partir de agora, o Explorador de Arquivos passará a exibir notificações para os usuários do Windows 10.

Segundo foi noticiado, esses alertas serão exibidos na tradicional forma de banners. Eles devem aparecer para o usuário logo acima do conteúdo exibido pelo Explorador.

Há pouco tempo, Dona Sarkar, a responsável pela liderança do programa de testes da Microsoft, divulgou um exemplo da questão. Na imagem foi possível observar que uma boa parte da janela acabou ficando tomada pela mensagem que se referia a atualização de aniversário. O intuito da divulgação era apenas o de servir como orientação para que os usuários iniciantes nas novidades apresentadas pelo sistema aprendessem um pouco mais sobre como usá-las.

Por outro lado, caso você não queira ver os tais alertas, é perfeitamente possível fazer a desativação deles. Para isso basta ir até o menu de opções do navegador e procurar pela opção "Show sync provider notifications". De qualquer forma, a respeito das notificações, a fabricante fez questão de ressaltar que elas são fundamentais para que de certa maneira exista uma maior agilidade no processo de se fornecer informações de um jeito rápido e fácil sobre o que o usuário poderá fazer com os novos recursos que vão sendo oferecidos para contar com uma experiência melhor com o sistema.

Agora uma coisa que chamou a atenção de algumas pessoas mais atentas foi a questão de que o número de bugs que foram encontrados na versão de testes foi relativamente menor.

E quanto ao Windows 10 Mobile? Bom, por enquanto ele ainda segue fora da Atualização de Aniversário lançada pela companhia e claro que isso deixa os fãs cada vez mais ansiosos. Mas, segundo a própria Microsoft, a espera deverá durar pouco. Via Twitter, Sarkar informou que a equipe está bem próxima de concluir o update. Com isso, nada mais normal que a primeira build da Redstone 2 também venha chegar um pouco mais tarde para o Windows 10 Mobile.

Por Denisson Soares


App promete converter extensões já existente para Chrome em outros compatíveis com o Microsoft Edge.

Praticamente no mês de março deste ano uma notícia tomou conta da mídia especializada. O fato em questão noticiado é a possibilidade de fazer com que as extensões do Chrome possam se tornar compatíveis com o atual Edge, o mais recente navegador da Microsoft. Depois disso, o tempo foi passando e nada de surgir algo novo a respeito. Um silêncio absoluto.

Sendo que nesse período os únicos privilegiados eram os usuários do programa Insider, que possuíam a liberdade de fazer uso das tais extensões no Edge. Só que a coisa mudou um pouco com a chegada do período em que será feita a atualização comemorativa de aniversário do Windows 10.

A função já foi colocada a disposição de todos e tem mais: Com a chegada de um aplicativo na Windows Store dá a entender de que a companhia pretende deixar mais fácil o transporte das extensões do Chrome para o seu próprio navegador.

Mas o que isso tudo significa?

Bom, o tal aplicativo foi chamado de "Microsoft Edge Extension Toolkit" e de acordo com as informações constantes em sua descrição, ele basicamente é um kit constituído de ferramentas que permitem que os desenvolvedores interessados possam converter alguma extensão presente no Google Chrome para que estejam aptas a rodarem no Microsoft Edge. Isso está previsto para a atualização de aniversário do Windows 10. Ainda segundo a companhia, a ferramenta possibilita a criação de entradas de manifestos JSON necessárias, bem como das pontes para o Chrome.

Ao que aparece o app ainda está fase de testes, uma vez que a Microsoft não se manifestou oficialmente a respeito do assunto. Mas pelo que foi visto até agora, tudo já está perfeitamente em estado “funcional”. Sendo assim, possivelmente podemos encontrar novas extensões que podem estar disponíveis a qualquer momento.

Se você se interessou por esse tema no final desta matéria, disponibilizamos um link para que você possa baixar o app.

De qualquer forma, até agora quem usa o Edge já conta com as atualizações de “aniversário” do Windows 10. Bom, talvez o mais interessante e importante para o público em geral é que a AdBlock já pode ser baixada bem como o Evernote Web Clipper, Office Online, Amazon Assistant e o LastPass.

O link para o download direto da Microsoft é o seguinte: Download do Microsoft Edge Extension Toolkit.

Por Denisson Soares


Wallpapers foram disponibilizados através da última atualização do sistema.

Na última sexta-feira, dia 29 de julho, o Windows 10 completou, entre várias críticas e elogios, o seu primeiro aniversário. E como a maioria sabe, logo que a Microsoft lança uma nova versão, o software já vem minado com novos modelos de papéis de parede, os chamados wallpapers.

Com isso, há wallpapers que se tornam verdadeiros modelos para cada versão. No modelo 10 não foi diferente, uma vez que o logotipo da Windows com raios de luz na cor azul já é a marca da edição.

Porém, com a chegada do primeiro ano da versão, o aniversário trouxe a sua maior atualização, nomeada de Anniversary Update. Trazendo vários recursos que já garantem mais segurança e um software mais moderno, a atualização também encerra a possibilidade do download gratuito do Windows 10.

Todavia, conforme divulgado pela Microsoft, o update somente terá liberação a partir desta terça-feira, dia 2 de agosto, e chegará então a mais de 350 milhões de aparelhos. Com o atraso, a empresa ofereceu, como um simbólico pedido de desculpa, quatro novos papéis de parede para marcar o importante dia. Com a possibilidade de que estes sejam baixados para o desktop, cada um tem uma singularidade, que com certeza agradará os usuários.

Sendo assim, o primeiro dos papéis liberados é caracterizado por balões e bolos de aniversário que remetem à comemoração do sistema. Muito diferente dos demais já lançados pela Microsoft, o mesmo mostra o nome do sistema para referenciar o wallpaper.

Já o segundo papel de parede faz uma referência sobre o primeiro aniversário com o número 10, brincando com a numeração e com a imaginação dos usuários. Para o fundo foi utilizado a mesma imagem do tema principal da versão. Seguindo na mesma linha do anterior, o terceiro é considerado o modelo mais simples de wallpaper dos criados e divulgados. O mesmo cita somente o número 1, remetendo ao aniversário da versão. Apesar de modesto, é um dos modelos mais harmônicos, ou seja, não peca pelo excesso e, por este motivo, a tendência é que este seja um dos mais utilizados.

E o último, mas não menos interessante, brinca novamente com os números. Porém, neste o 1 se torna uma vela de aniversário.

Apesar de ser uma estratégia simples de conquistar os usuários, a Microsoft tornou os modelos criativos e muito bonitos. Sendo assim, para quem perdeu o download gratuito do Windows 10, precisa saber que este ainda poderá fazê-lo, porém, na modalidade paga, desembolsando entre R$ 400 e R$ 1.100 para baixar o sistema.

Kellen Kunz


Microsoft prepara nova atualização com novidades para o sistema operacional.

A Microsoft anunciou a atualização de aniversário do Windows 10. A partir do dia 2 de agosto, ela estará disponível para todos os dispositivos que a comportam, de forma gratuita. Após sucesso anterior, a companhia decidiu manter essa estratégia, porém, no mês seguinte, a atualização passará a será paga. Segundo seu site oficial, as mudanças trarão mais rapidez e eficiência para todos os usuários, tendo inclusive alterações específicas para clientes empresariais. A ideia, nesse caso, é garantir maior segurança de informações a dados corporativos.

Para realizar login, esses clientes poderão obter acesso através de autenticação biométrica, ou seja, o uso de senhas parecer ficar cada vez mais extinto. Isso será possível através do Windows Hello, recurso de acesso a dispositivos que oferece reconhecimento facial e da íris. Ultrabooks como o Surface Pro 4 e o Surface Book possuem esse tipo de leitura.

O Windows Defender passará a ter buscas automáticas ou programadas, de forma periódica, fornecendo notificações e relatórios sempre que houver alguma ameaça ou que finalizar uma varredura. Já o Windows Information Protection evitará vazamentos de dados acidentais.

A assistente digital Cortana também receberá atenção, de forma que terá maior capacidade de armazenamento e sincronização de informações. Além disso, o acesso a esse recurso ficará logo acima da tela de bloqueio, de forma que não haverá necessidade de fazer login para interagir com ele.

Será possível, por meio do Windows Ink, colocar ideias e anotações diretamente em um dispositivo, utilizando uma caneta. Ele estará, ainda, integrado ao Office e diversos aplicativos. Seria o início do fim do uso do papel e caneta?

Com o Windows Edge, o objetivo será o de reduzir o consumo de energia e memória RAM. Enquanto padrões modernos da web, como HTML 5, CSS3 e ARIA, terão maior suporte. As páginas ganharão melhor contraste, o que facilitará a sua visualização.

Os usuários de games também poderão vibrar com essas atualizações, uma vez que com o Xbox Play Anywhere poderão comprar algum jogo e jogá-lo em um computador ou notebook que contenha o Windows 10 ou Xbox One. Dessa forma, seu progresso poderá ser disponibilizado e salvo. A assistente Cortana ficará encarregada de indicar novidades e localizar buscas.

Bom, nota-se que serão várias mudanças e agosto não está tão distante. Até lá poderemos preparar os nossos dispositivos e aguardar essas novidades!

Camilla Silva


Estudo foi realizado pela Microsoft e levou em consideração diversos fatores.

Você utiliza o seu notebook e a bateria dura pouco ou menos do que deveria durar? E você se pergunta o porquê disso? Pois bem, de acordo com testes realizados pela Microsoft, o navegador mais popular do mundo, o Google Chrome, pode ser um dos grandes causadores do excessivo consumo de bateria do aparelho.

A realização das provas foram feitos em quatro unidades de Surface Book, da Microsoft, além do Chrome, Edge, Opera e Firefox, como forma de medir o consumo de energia destes que são os principais navegadores existentes no mercado. O primeiro foi realizado em um laboratório controlado, onde foi medido o comportamento de cada navegador enquando o usuário acessava sites frequentemente usados por pessoas na internet. O segundo teste, um pouco mais complexo que este, mediu o tempo que cada navegador aguentava enquanto fazia streaming de vídeos em HD.

Em 4h19 a bateria do notebook utilizando o Chrome terminou. Em segundo lugar, o Firefox desempenhou um tempo um pouco melhor, terminando após 5h09. Na sequência ficaram: Opera, com 6h18 de bateria; E O Edge, o grande campeão, com 7h22 de duração, totalizando em porcentagem 70% a mais que o Chrome, 43% superior ao Firefox e 17% em relação ao Opera.

Para a análise do teste, a Microsoft disponibilizou um gráfico com o consumo médio da energia que foi utilizada pelos três principais navegadores do mercado. Para sua análise, é preciso levar em conta que quanto menor o número, mais eficiente o produto. Sendo assim, a Edge liderou novamente em relação ao Firefox e Chrome.

Apesar dos dados mostrarem o fraco desempenho do Chrome, muitos devem se perguntar o motivo da realização dos testes, uma vez que o navegador tem sido usado em todo mundo, se tornando o queridinho das pessoas. O fato é que o Microsoft tem tentando colocar no mercado o seu produto, o Edge, uma vez que o Internet Explorer já não corresponde mais às expectativas de seus usuários. Sendo assim, a comparação foi a maneira encontrada de mostrar o quão excelente é o navegador da organização, caso seu problema seja relacionado à duração da bateria. Quem quiser, pode acessar o relatório completo do teste, em inglês, clicando aqui e entendendo melhor sobre ele.

Kellen Kunz


Confira aqui algumas dicas de como encontrar o sinal de internet no Windows 10.

Encontrar redes sem fio no Windows 7 era simples, bastava clicar no pequeno ícone pequeno de intensidade do sinal na barra de tarefas.

Já no Windows 10 essa tarefa não parece tão fácil assim, muitas pessoas reclamam que não conseguem encontrar esse recurso, mas ele está lá!

Para a função, o Windows 10 tem sua própria versão da lista de redes sem fio, esta lista pode ser aberta a partir da área de notificações da barra de tarefas. Outra maneira de ver a lista é clicando no ícone de rede na própria área de notificações, no lado direito da área de tarefas do Windows 10. A rede sem fio aparece com um símbolo como de uma onda de rádio que ventilam para fora. Caso o ícone não seja localizado, verifique a área de ícones ocultos, ela pode estar lá. Para acessar basta clicar na seta apontada para cima na barra de tarefas, após busque o ícone de rede, então basta arrasta-lo novamente para área de notificações.

A partir dai toda vez que você clicar no ícone de rede, você verá uma lista de redes sem fio que estão próximas a você. Ao invés de aparecer as barras verdes, conhecidas na versão anterior do Windows 7, agora a intensidade do sinal será medida pelo número de ondas de rádio medidas no ícone ao lado do nome de cada rede. Você terá informações adicionais, como se a rede é protegida ou aberta, caso seja protegida, será necessário conhecer a senha de acesso, do contrário não conseguirá conexão. Tenha cuidado ao adicionar redes sem fio abertas, elas podem colocar a segurança dos seus dados em risco.

Há mais uma maneira de visualizar as redes disponíveis no Windows 10, é através da Central de Ações, que nada mais é que uma coleção de atalhos para configurações comuns para App’s e notificações. Para chegar clique no ícone que fica ao lado da hora e data na barra de tarefas, visualize o ícone rede, após clique sobre ele, você será direcionado para a lista de redes na caixa de configurações de WI-FI.

Se após todas estas operações o sistema não indicar nenhuma rede, pode ser que esteja em uma área que não disponibiliza este serviço, assim, a recomendação neste caso é ir até um local onde haja suporte.

Roberto Linck Pontes


Aparelho deverá utilizar processadores Intel de sétima geração e contará com teclado para ser utilizado como Notebook.

Os rumores envolvendo o lançamento do novo Surface Pro, da Microsoft, ganharam mais informações. Agora, especula-se que a empresa americana deverá lançar seu novo tablet ainda este ano. Pelo que tudo indica, o Surface Pro 5 deverá ser apresentado ao público no mês de setembro, custando a partir de US$ 899 em sua configuração menos potente. Como era de se esperar, o tablet será equipado com o Windows 10 e muito provavelmente terá um teclado para poder utilizá-lo como um notebook.

A versão Redstone 2 do Windows 10 deverá trazer grandes avanços de software que deixarão o Surface Pro 5 ainda mais atraente para o mercado. A promessa, de acordo com os rumores na web, é de que o hardware seja bastante potente, superando qualquer concorrente do segmento. O processador utilizado no dispositivo seria a recém lançada sétima geração da Intel, com a arquitetura Kaby Lake. Com isso, o tablet da Microsoft deverá contar com poder de sobra para o processamento de qualquer programa, aplicativo ou jogos.

A tela do Microsoft Surface Pro 5 terá resolução 4K (3840 x 2160 pixels), também conhecida como Ultra HD. Haverá opções com preços mais em conta, com resolução de 2K. O tablet também contará com até 16 GB de memória RAM, com a possibilidade de redução de acordo com o modelo. A placa de vídeo utilizada ficará por conta da NVIDIA Pascal ou AMD Polaris.

Seguindo a tendência de mercado, a Microsoft optou por utilizar o conector USB Tipo-C. Uma nova caneta Sytlus, chamada de Surface Pen, estará presente com pequenos ajustes que irão melhorar a escrita e a integração com o equipamento. As câmeras também receberão melhorias, assim como a bateria. O modelo de US$ 899 seria equipado com o processador Intel Kaby Lake i5, enquanto a versão mais cara contaria com o Intel Kaby Lake i7, custando US$ 1.599.

O Surface Pro 5 será lançado no mercado para concorrer diretamente com o iPad Pro. Visto que o sistema operacional utilizado é o mesmo de laptops e desktops, o equipamento da Microsoft tem tudo para ser adotado não só pelo segmento corporativo, mas também pelos consumidores tradicionais. Suas especificações também o fazem atraente até para os usuários mais exigentes. Ainda não há qualquer rumor sobre os países que receberão o novo tablet da Microsoft.

Por William Nascimento


Novo sistema operacional da Microsoft agrada e promete apagar o fracasso do Windows 8.

A ideia de unir computador e celular já existe há bastante tempo na Microsoft, desde o anúncio do Windows Mobile a empresa já visava integrar o programa que rodava no PC com o Smartphone, mas recentemente ela resolveu apostar na proposta que parece bem interessante para muitos usuários que demandam praticidade com os diversos aparelhos móveis.  Com o anúncio do Windows 10, a Microsoft ratifica a ideia da proximidade entre os dois sistemas, ampliando a possibilidade de angariar cada vez mais clientes que aguardavam por esta tecnologia há muito tempo.

O sistema para desktop tradicional, desde a versão do Windows 8, possui uma loja integrada de aplicativos que permite o download seguro de programas úteis e jogos. A principal jogada da Microsoft era que os usuários conhecessem as live tiles posteriormente integradas ao menu iniciar do Windows 10, que adotou um sistema inteligente de “modo tablet”. Quando posicionado para esta função, o OS permite que se tenha maior facilidade de controle através de uma tela de toque como acontece atualmente nos tablets que já possuem o sistema e torna-se bem prático para usá-lo no dia a dia.

A empresa responsável pelo sistema sempre adotou mistérios por trás do Windows, na versão XP, trazia uma música chamada ‘Title’ que ficava escondida na pasta system32, a pasta de arquivos de configuração do Windows. A música era tocada somente durante a instalação do sistema e depois não era mais possível executá-la ao menos que o usuário procurasse utilizando de conhecimentos básicos de computador.

Agora novamente a Microsoft causou mais uma dúvida nos usários, desde 2009 com o lançamento do Windows 7 e logo depois com o lançamento do Windows 8 e 8.1, esperava-se que a mesma continuasse os projetos chamando assim o sucessor de Windows 9, mas não foi o que aconteceu e o Windows 10 passou por mudanças radicais através da atualização gratuita do sistema, até mesmo para usuários piratas. A resposta da companhia foi de que devido ao sistema ser desenvolvido com base nas versões Windows 98 e 95, poderia conflitar arquivos com a denominação “9”, o que causaria constantes erros no sistema, seria mais um erro de algoritmo.

Bom, parece que desta vez a Microsoft acertou, desde o sucesso do Windows XP e 7, além dos fracassos do Windows Vista e 8, integrando os pontos positivos destas versões, ela produziu o sistema operacional que foi a maior atualização já feita na história da empresa para usuários antigos desde o Windows 7.

Em mais de 30 anos de carreira, o Windows obteve mais de 50 versões, algumas jamais lançadas como o misterioso Windows Longhorn ao qual atribui-se o surgimento do estilo “Aero” das janelas e ícones muito populares posteriormente no Windows 7. Essa versão jamais lançada foi modificada e assim surgiu o fracasso Windows Vista, cujo maior problema era a instabilidade do sistema, que permitia graves erros de falha na segurança. Atualmente a Microsoft conta com suporte apenas para o Windows 7, 8, 8.1 e o mais recente Windows 10.

Gabriel Tirado


Campanha de lançamento da Microsoft desafia usuários do MacBook a trocarem seus aparelhos pelo Surface Book.

A campanha lançada este mês pela Microsoft desafia os usuários de MacBook a terem uma nova experiência! Dessa vez o lançamento Surface Book da Microsoft chegou para despertar os usuários de MacBook!

O lançamento da Microsoft chega com tudo no mercado americano, fazendo com que os amantes de tecnologia tenham uma nova experiência e um novo conceito de tecnologia. A campanha lançada este mês, foi uma ótima maneira de instigar a curiosidade pelo produto ofertado, pois que tecnologia seria ousada demais para sugerir uma troca pelo MacBook?

A campanha chega de maneira informativa, levando os interessados a uma página virtual (www.microsoft.com/en-us/switch/mac-surface), onde há um passo a passo de como realizar essa transação.

A publicidade conta com informações e esclarecimentos de possíveis dúvidas e oferece todo o suporte que o usuário precisa ter, levando ao público uma segurança maior em relação à troca.

Vale dizer que o Surface Book da Microsoft é o primeiro notebook realmente fabricado pela dona do Windows e vem com a promessa de oferecer tudo o que há de melhor no sistema operacional. Recentemente na divulgação do produto, em um evento no início deste mês, foi afirmado que o Surface Book é duas vezes mais rápido que o novo MacBook Pro da Apple. Essa afirmação agitou os internautas, fazendo com que muitos realizassem pesquisas, testes e comparações sobre os dois produtos.

Assim como sua campanha de lançamento, o Surface Book da Microsoft já está sendo reconhecido pela sua ousadia e eficiência, quando comparado com os fortes concorrentes.

E você o que acha? Você trocaria seu MacBook pelo lançamento da Microsoft?

A novidade ainda não tem previsão para chegar ao Brasil, mas o que tudo indica é que vem aá mais um avanço tecnológico, enquanto isso nos resta esperar para ver. Não é mesmo?

Por Denise de Almeida Silva

Surface Book

Surface Book

Fotos: Divulgação


Lançamentos são mais dois modelos de smartphones, nova pulseira fitness e Surface Book.

Cada vez mais usuários optam pelo novo sistema operacional Windows 10. E de olho nessa migração em massa (já são quase 110 milhões de usuários em todo o mundo), a Microsoft lançou uma nova uma linha de produtos com compatibilidade para o sistema operacional Windows 10 em um evento que ocorreu na última quarta-feira, dia 10 de outubro.

A empresa também aproveitou o evento para anunciar novos aplicativos voltados exclusivamente para o Windows 10, tais como Box, Instagram, Facebook, Uber, Candy Crush e Flipagram.

Os novos produtos que foram anunciados durante o evento são mais dois modelos de smartphones, a nova pulseira fitness e o Surface Book, o que a companhia espera que seja a reinvenção do notebook.

Satya Nacella, que é diretor executivo da Microsoft, afirmou na ocasião que com o novo sistema operacional Windows 10, o usuário passa a estar no centro de experiências mágicas e que o movimento da empresa é fazer com que as pessoas ao invés de precisar, escolham o novo sistema operacional e passem a amá-lo. Segundo ele, os novos dispositivos serão capazes de aumentar o entusiasmo dos usuários e ampliar as oportunidades no ambiente Windows.

Mas a novidade do evento ficou mesmo por conta do Surface Book, que é um híbrido de tablet com notebook. O modelo vem equipado com tela de 13,5 polegadas, uma caneta especial e poder de armazenamento superior a grande parte das máquinas disponíveis no mercado atualmente, fazendo assim com que seja diferente tanto de um tablet como de um notebook.

As opções de processador disponíveis são o Core i5 ou o i7, ambos fabricados pela Intel. A bateria do dispositivo dá autonomia de uso de cerca de 12 horas. A semelhança com os tablets fica por conta de seu teclado é removível. Uma GPU que pode ser opcional traz um processamento melhorado dos gráficos. O preço do Surface Book nos EUA ficará a partir de US$ 1.499.

Por Rodrigo Silva

Microsoft Surface Book

Foto: Divulgação


Mais de uma década. Esse foi o tempo em que o sistema apresentado em 2001 por Bill Gates obteve suporte por parte da Microsoft. O segundo sistema mais usado do mundo, ficando atrás apenas do WINDOWS 7 deixará de ter suporte da empresa nesta semana, ou para ser mais exato na terça-feira (08/04).  As últimas duas atualizações de segurança marcam o último prego no caixão do querido Windows XP.

A primeira falha de segurança que será corrigida diz respeito a uma falha no Internet Explorer, navegador tão criticado por todos e que reinou soberano nos primeiros anos do XP no mercado, afinal não existia concorrente naquela época. Esse update vem desde o IE 6 até o IE 8 e é uma atualização para tapar uma vulnerabilidade crítica, segundo a Microsoft.

A segunda atualização e não menos importante é para corrigir uma falha no Office 2003, suíte de segurança que também deixa de receber suporte no mesmo dia que o sistema criado pela Microsoft. Uma falha é crítica e outra é grave, ou seja, recomendável atualizar quando o update estiver disponível.

No presente momento, o número de usuários do XP chega a 20% de toda a fatia referente aos sistemas operacionais para computadores. No Brasil a maioria dos bancos privados utiliza o Windows XP em seus terminais. Por mais que houve uma acomodação, os esforços para atualização são gigantescos. Mas nem tudo está perdido. A suíte de segurança da Microsoft ficará atualizada até 2015. Após isto, nem as atualizações de definições de vírus serão disponibilizadas para a plataforma XP.

A partir de agora, o XP não terá mais nenhum suporte em segurança. Todas as falhas que existirão para o sistema não serão mais corrigidas ou reparadas deixando os usuários à mercê dos aproveitadores, que agora tem total liberdade de fazer qualquer estrago no sistema. Há um medo muito grande que parte deles que estão estocando falhas para atacar após o final do suporte, programado para o dia 8 de abril.

Por Leandro de Souza

Windows XP

Foto: Divulgação


A partir do dia 1º de julho, a Microsoft vai bloquear e monitorar os softwares que se alojam nos computadores sem autorização dos usuários para exibirem propagandas. Esses programas, conhecidos como adwares, se instalam no equipamento do usuário sem que ele saiba para mostrar insistentemente vários anúncios. Os desenvolvedores para dispositivos móveis que incluem também as propagandas em seus aplicativos também terão que seguir novas regras criadas pela fabricante do Windows. Os programas que farão esse bloqueio e monitoramento são os mesmos já conhecidos, o Microsoft Security Essencial e o Microsoft Forefront.

O problema dos adwares é que eles não apenas se instalam no computador do usuário sem a permissão dele, como muitos invadem dados pessoais e transmitem essas informações aos criadores das propagandas. Além disso, abrem janelas em formato pop-up no meio de qualquer navegação realizada pelo usuário e diminui a velocidade da conexão. O que deveria ser um marketing positivo para os usuários acaba se transformando em um recurso em que as pessoas mais repelem, além de se mostrar suspeito de espionagens.

Nessa versão atual dos programas de segurança da Microsoft o usuário é alertado de que existe um adware instalado em seu computador e questiona se o internauta quer eliminá-lo ou não. Com a atualização desses programas, o usuário não terá a possibilidade de escolher e o conteúdo será removido imediatamente com o intuito de preservar a segurança dos dados da pessoa e de evitar casos de espionagens.

Além do bloqueio imediato, a Microsoft vai entrar em contato com os desenvolvedores de softwares para o Windows para que eles adaptem seus programas e retirem códigos que inclui algum adware. A companhia informou as novas regras que vão ser instauradas em breve em um comunicado oficial. Até julho a empresa quer colocar em prática esse bloqueio e monitoramento de adwares.

“Programas que promovem produtos ou serviços fora de sua interface podem interferir na sua experiência”, explica a Microsoft. A marca só vai permitir o aparecimento de anúncios nos computadores se elas tiverem uma maneira simples de serem fechadas e incluírem o nome de quem criou aquilo. Os anúncios também não podem prejudicar a conexão do usuário e precisa dar possibilidade de fácil desinstalação.

Por Carolina Miranda


O pacote Office, suíte de aplicativos de escritório da Microsoft, é um dos principais programas da companhia. Recentemente, foi anunciado que os usuários de iPad finalmente poderiam utilizar o Word, Excel e PowerPoint em seus dispositivos portáteis. Entretanto, especialistas dizem que o anúncio foi feito bastante tarde, o que resultou em uma perda considerável clientes em potencial, já que diversos outros apps semelhantes e de qualidade já dominam as lojas de aplicativos tanto da Apple quanto do Google. Um dos motivos para essa demora seria o temor de oferecer um programa que até então era exclusivo apenas para dispositivos Windows, desde o seu lançamento.

A grande verdade é que a Microsoft jamais se preocupara em criar um pacote Office exclusivo para a nova geração Multi Touch. Mesmo após o surgimento do Windows 8 e dos dispositivos Surface, o Office se manteve basicamente inalterado em termos de design e facilidade de uso em telas sensíveis ao toque. Esse detalhe pode parecer irrelevante, mas a geração atual praticamente obriga que os aplicativos sejam facilmente controlados por toque, apesar de o mouse continuar sendo bastante útil em alguns casos.

A Microsoft ainda não revelou oficialmente quando o novo Office deve chegar para o Windows. Sabe-se, porém, que a data deve estar bastante próxima já que a CEO Satya Nadella disse que os usuários do Windows irão saber mais sobre os planos da empresa para o Office “Touch” na conferência para desenvolvedores que acontece nesta semana em São Francisco, Califórnia. Outro assunto importante que deve fazer parte da empresa são os planos de assinatura e utilização da nuvem por aplicativos da companhia. Atualmente o Office está disponível para iPad através de uma assinatura anual U$ 99 e passa a ser gratuito em Tablets Android.

Com a novidade, a Microsoft visa desbancar o domínio de outros serviços, principalmente o Google Docs, que oferece uma ótima suíte de aplicativos de escritório tanto para tablets quanto para smartphones.

Por Ebenezer Carvalho

Pacote Office para iPad

Foto: Divulgação


A marca Microsoft quer ampliar seus serviços de tecnologia. A empresa quer fazer com que o seu sistema operacional Windows seja um programa que atenda também o funcionamento de robôs, canecas inteligentes e até mesmo ursos de pelúcia. O comunicado aconteceu de forma acidental em um dos sites que a empresa sustenta. A Microsoft pretende fazer o anúncio oficial desse novo investimento em outros segmentos nesta semana, entre os dias 2 e 4 de abril, na Conferência para Desenvolvedores Build 2014, em São Francisco, nos Estados Unidos.

Na manhã desta quarta-feira, um dos sites da Microsoft, o portal Windows on Devices publicou um texto contendo algumas informações sobre a pretensão da marca sobre a ampliação de desenvolvimento em outros ramos, porém o comunicado foi retirado do ar longo em seguida.

Algumas instituições de ensino estão usando um hardware da Microsoft para a graduação de engenharia e a companhia pretende agora usar esse mesmo dispositivo – o chip Galileo da Intel – para sua nova empreitada.

Esse chip será analisado e reformulado para o lançamento de um kit de desenvolvimento nos próximos meses, com o objetivo de realizar atualizações regulares para ativação de suporte para serviços de nuvem e outras ferramentas que a Microsoft quer trabalhar. O site em que o comunicado apareceu sem querer – windowsdevices.com – agora não consegue ser acessado, redirecionando o usuário para um portal do Windows Azure.

Há alguns rumores que a Microsoft também pretende entrar no mundo de alta tecnologia. Ainda não se tem certeza se o “Windows on Devices” será alimentado para trabalhar em equipamentos como o smart watches ou os óculos inteligentes como o Google Glass. O seu concorrente Google investe em novas tecnologias, em relógios compostos com programas de celular e óculos tecnológicos e o boato é de que a Microsoft planeja entrar nesse segmento também.

A marca do sistema Windows aparece querendo desenvolver novas tecnologias após o Google revelar planos para o Android Wear, um sistema para aparelhos vestíveis. 

Por Carolina Miranda

Microsoft

Foto: Divulgação


A Microsoft, maior empresa de informática do mundo, e também responsável por criar o universo da informática conhecido mundialmente, mostrou estar preocupada com alguns problemas que a web vem causando nos últimos tempos.

Em mais uma de suas invenções, a empresa apresentou um novo benefício para os amantes da internet segura: um centro para combater crimes cibernéticos. Chamado de Cybercrime Center, o escritório reunirá sócios e clientes da gigante da informática para estudar e solucionar casos, utilizando seus próprios recursos. Tudo que envolva a segurança na web.

Com a evolução cada vez mais rápida dos computadores e da internet, tanto para o benefício quanto para o transtorno, nos deparamos com diversos especialistas em prejudicar a vida de pessoas comuns até grandes corporações. E foi isso que a Microsoft, preocupada em oferecer mais segurança aos usuários, anunciou na última quinta-feira, dia 14 de novembro de 2013.

O novo centro ficará responsável por resolver crimes de softwares maliciosos que, consequentemente, cometem roubos de propriedade intelectual, mais conhecidos como delinquência organizada e fraude eletrônica, e também, crimes que envolvem exploração infantil e pornografia. A intenção é diminuir o número de boletins de ocorrência relatando casos cibernéticos. Assunto que vem recebendo mais atenção das autoridades por causar transtornos em diversos usuários em todo o mundo.

No entanto, ainda não se sabe se investigadores do governo americano também se envolverão e, também, quais regiões serão estudadas nesse primeiro momento. No evento, David Finn, da Unidade de Delitos Digitais da companhia, declarou que o centro localizado no próprio campus da Microsoft, na cidade de Redmond, em Washington, nos Estados Unidos, também inclui um espaço para funcionários terceirizados (que não trabalham diretamente para eles), para auxiliar e ficar à disposição dos especialistas, mas esses tipos de funcionários não foram detalhados.

Basta agora aguardar até que possamos de fato verificar se haverá efetividade das ações.

Por Jaime Pargan


No dia 23 de setembro foram anunciados pela Microsoft as últimas versões dos tablets Surface 2 e Surface pro 2. Apesar de terem sido anunciados a pouco tempo, a empresa fundada por Bill Gates já pensa em novas versões para o dispositivo.

De acordo com o site especializado GeekWire, Panos Panay, que é o vice-presidente do Surface na Microsoft declarou que já prepara novos modelos do dispositivo para serem lançados em breve. As versões do tablet viriam em tamanhos diferentes, Além disso, o executivo também anunciou que a Microsoft planeja lançar em breve uma versão do Surface 2, já no início do ano que vem.

O Microsoft Surface 2 é o sucessor do original, que foi apresentado pela Microsoft como o tablet mais produtivo já desenvolvido. No entanto, o modelo antigo não teve sucesso nas vendas e deixou uma imagem negativa na linha.

Dessa forma, esse novo aparelho busca resolver os problemas apresentados. Segundo o vídeo comercial do produto, ele está mais fino, mais leve e mais poderoso. De fato, um dos detalhes que mais chamam a atenção realmente é o design do produto que possui um apoio na parte de trás e vem com um teclado que facilita a sua utilização como um notebook.

Por Ebenézer Carvalho


A Microsoft lançou a nova geração dos tablets Surface, o Surface 2 e o Surface Pro 2. Com diferenças no hardware, os aparelhos têm maior potência de processamento e duração da bateria.

Os aparelhos chegam para a Microsoft fazer frente ao domínio da Apple e do Android no mercado de tablets. Eles vêm instalados com o Windows 8.1, contam com agenda Outlook e possuem vários aplicativos pré-instalados.

O Surface 2 possui resolução Full-HD, porta USB 3.0 e processador Tegra 4. Já o Surface Pro 2 tem um processador mais potente, o Intel Core i5 de quarta geração (Haswell), com desempenho gráfico 50% superior.

Os acessórios também vêm cheios de novidades. A capa de proteção para o tablet “se transforma” em um teclado portátil. Há também opções de capa com bateria e um novo dock especial.

O Surface 2 chega aos EUA custando cerca de US$ 449. Já o Surface Pro 2 estará à venda com preços a partir de US$ 899. Após o lançamento nos Estados Unidos e na Europa, a China será o país seguinte a receber o lançamento. O Brasil ainda não tem previsão de data de estreia dos novos tablets da Microsoft.

Por Jorge Souza


Microsoft SurfaceA empresa fundada por Bill Gates emitiu um comunicado na última semana se dizendo insatisfeita com o desempenho de vendas que o seu tablet Surface vem alcançando nos últimos meses.

A empresa não quis revelar o número exato de tablets comercializado até o momento. No entanto, relatórios fornecidos aos órgãos fiscais dos Estados Unidos apontam que a linha de tablets gerou um montante que chega à casa dos US$ 860.000.000,00, somente em vendas do produto, descartando outras fontes de capital que o tablet gerou. Vale ressaltar que embora o valor seja exorbitante é muito provável que a insatisfação da Microsoft se deva ao fato dela não ter lucrado com essas vendas, afinal esse é um valor bruto que não desconta custos de envio e nem os de manutenções.

Outro fator que também desanima diante do valor exorbitante é que os US$ 860 milhões são um acumulado que vem desde outubro do ano passado até o dia 30 de junho de 2013 e que o valor ainda engloba tanto a versão RT quanto a versão PRO.

A mídia especula que ao menos 900 mil unidades foram encaminhadas às lojas somente nos primeiros 3 meses deste ano.

Por Fernando Setoue


Devido à baixa nas vendas, a Microsoft anunciou no dia 15 de julho (segunda-feira) a diminuição de 30% no valor do principal tablet da marca: o Surface, que era vendido a US$ 499 e passou para o valor de US$ 349 nos Estados Unidos.

A grande disponibilidade de tablets no mercado foi o principal responsável pela diminuição do valor. A redução promete melhorar as vendas do aparelho, que foi lançado no ano passado com Windows 8 e com a difícil tarefa de competir com os modelos da Apple e da Samsung.

O Surface apresenta duas versões, com 16 ou 32 GB de armazenamento. O modelo possui ainda duas câmeras, uma frontal e outra traseira.

O tablet da Microsoft sempre foi considerado caro demais, sobretudo por conta das características e limitações.

Em decorrência da competitividade, outras marcas também reduziram os preços dos tablets. Uma delas foi a Amazon, que está cobrando US$ 170 (nos Estados Unidos) e 140 Libras (no Reino Unido) pelo Kindle HD. Outra empresa a diminuir o valor foi a Barnes & Noble, que passou a vender o Nook por US$ 129.

Por Robson Quirino de Moraes


A empresa Microsoft revelou na ultima quarta ( 15/05) que o novo modelo de seu tablet hibrido, o Surface Pro chega aos mercados do Reino Unido dia 23 deste mesmo mês. O novo gadget da empresa chega com várias novidades, como várias versões.

O lançamento do produto também deve ser palco para que a empresa lance sua série de acessórios exclusivamente para o novo Surface, como capas de proteção e etc. A empresa ainda anunciou que mesmo o lançamento oficial chegar apenas para o Reino Unido, outros países europeus podem esperar que até o dia 30 já devem começar a vender e comprar o novo tablet

Alguns locais já foram confirmados, como Áustria, Bélgica, Dinamarca, França, Finlândia, Alemanha, Luxemburgo, Holanda, Noruega, Espanha e Portugal. Porém alguns outros países já podem conferir a novidade a partir dessa sexta feira (17/05) como Nova Zelândia e Austrália.

O preço do dispositivo vai variar de acordo com seu armazenamento interno, o modelo com 64 GB chega por £ 719 e o modelo com maior capacidade, 128 GB chega por £ 799 no mercado europeu. Para os mercados americanos, nenhuma previsão de lançamento foi feita ainda.

Por Henrique Nicolau 


Depois do lançamento do iPad Mini, várias empresas começaram a preparar seus lançamentos de tablets com telas menores. Agora, após diversos rumores a respeito, a Microsoft confirmou que também vai “entrar na onda” e lançar seus próprios tablets “pequenos”.

A confirmação da Microsoft veio por meio de Peter Klein, diretor executivo da companhia, que falou a respeito da intenção da empresa em lançar o seu Surface com telas de 7 ou 8 polegadas, para competir diretamente com o iPad Mini e com o Nexus 7.

Para chegar nesse patamar, a Microsoft primeiramente diminuiu as exigências para que um gadget possa rodar com o Windows 8, principalmente em questão da resolução da tela, que antes era exigido no mínimo 1.366 x 768 pixels e agora passou para 1.024 x 768 pixels, facilitando a utilização do Windows 8 em aparelhos com telas de 7 ou 8 polegadas. Só pelo fato de isso ter acontecido já era provável que a própria Microsoft estava planejando um novo tablet com um display menor.

Além disso, o diretor contou que a dona do Windows vem trabalhando com várias fabricantes na produção dos seus novos tablets, porém, não ficou claro se o gadget pode ser o Surface Mini.

Outra intenção da Microsoft em lançar um tablet com display menor é baixar o valor de venda, pois seus concorrentes conseguem chegar a preços mais baixos, como o Nexus 7, que é vendido por US$ 199.

Por Guilherme Marcon


Durante as últimas semanas diversos rumores de que a Microsoft lançaria tablets com tela menor e com Windows 8 esteve presente em diversos meios de comunicação, mas somente na última sexta-feira, 19 de abril, foi que a notícia se confirmou.

Peter Klein, diretor executivo da Microsoft, informou que a companhia realmente tem planos de lançar um tablet com tela de 7 ou 8 polegadas para poder competir com o Nexus 7 e o iPad Mini.

No final de março, a Microsoft fez uma diminuição nos requisitos para usar o Windows 8. Antes a resolução mínima da tela para poder ter o sistema tinha que ser 1.366 x 768, mas com a mudança a resolução mínima passou a ser 1.024 x 768. Essa alteração facilita a instalação do sistema em aparelhos menores e acabou revelando os planos da companhia de desenvolver tablets menores.

O diretor executivo afirmou que a companhia está com várias parcerias para poder produzir novos aparelhos. Porém, ele não garantiu de que se trata necessariamente de um Surface com tela menor. Além de diminuir o tamanho do aparelho, a ideia da companhia é deixar que esse tablet seja mais acessível ao público.

Desta forma, os produtos lançados pela Microsoft conseguirão ter mais forças para poder disputar de forma direta com seus concorrentes.

Por Felipe Santos Bonfim


A Microsoft revela estar desenvolvendo uma nova linha de seu mini tablet, o já conhecido Surface. O novo produto terá uma tela de 7 polegadas – uma grande mudança se comparado com a atual versão do produto, de 10,6 polegadas – e sua fabricação está programada para o fim de 2013.

Aparentemente, os consumidores de dispositivos móveis vêm criando uma certa preferência por aparelhos menores. A consultoria IDC apontou que metade dos tablets vendidos em 2012 eram menores que 8 polegadas. Esses dados possivelmente explicam a maior popularidade adquirida pelo iPad Mini, de 7,9 polegadas, e do Google Nexus, de 7 polegadas.

A IDC também apontou uma queda de 14% na venda de computadores pessoais no primeiro trimestre de 2013. Como os PCs rodam em sua maioria o sistema operacional Windows, da Microsoft, a baixa afeta diretamente os negócios da empresa. Só nesta quinta-feira, dia 11, as ações despencaram mais de 5%.

Em resposta, a multinacional procura expandir seus horizontes e começa com a iniciativa do novo Surface para competir com as atuais empresas líderes no mercado de tablets, Apple e Google, respectivamente. 

Por Davi Pizelli


Depois de uma sessão com membros da imprensa, cresceu a expectativa de que a Microsoft lance um novo acessório que atue na vida útil da bateria.

Conforme o que foi dito no encontro, o vice-presidente do Surface, Panos Panay, deixou claro que existe a possibilidade de que seja lançado um extensor para o tablet, que atuaria diretamente na bateria, garantindo mais tempo para a sua vida útil.

O executivo explicou que para a criação de um acessório assim é necessário que exista um conector diferenciado, porque ele precisa ser capaz de transferir corrente elétrica entre o gadget e a bateria, que já existe na nova versão Pro do Surface, mas que acabou ficando de lado na geração anterior, que rodava com Windows RT.

Com isso, a expectativa é de que a Microsoft lance um dispositivo que seja capaz de prolongar a vida útil da bateria e talvez até permita que a bateria tenha carga que dure por algumas horas a mais que o normal. Além disso, outra especulação que surgiu é que talvez a companhia lance uma fonte secundária que mantenha a carga da bateria por mais tempo, o que entusiasmaria os usuários.

Por Guilherme Marcon


No final de dezembro do ano passado, alguns boatos sobre o possível sucessor do Windows 8 surgiram na mídia internacional.

Conforme as divulgações, parece que a Microsoft tem planos de começar a disponibilizar atualizações ano a ano do seu sistema operacional, tal qual é feito com os principais smartphones do mercado, como o iPhone 5 e o Samsung Galaxy S3, pois assim seria possível proporcionar novidades na estrutura da plataforma com mais agilidade.

Se os boatos divulgados forem realmente confirmados, na metade deste ano surgirá o novo sistema operacional da Microsoft, o Windows Blue. Nele, viriam diversas atualizações, todas baseadas nos sistemas operacionais de dispositivos portáteis, amplificando o que foi feito com o Windows 8 ao trazer a experiência dos tablets para os notebooks e ultrabooks. Ainda, de acordo com o site PCBeta, o Kernel que a Microsoft utiliza no Windows seria alterada, pois o novo modelo deixaria a plataforma muito mais dinâmica, fluida e leve.

Entretanto, nada foi comentado pela Microsoft sobre o assunto. Logicamente isso não acontecerá tão cedo, a menos que realmente a nova plataforma seja lançada até a metade deste ano, pois senão as vendas do novo sistema operacional podem ser afetadas.

Por Guilherme Marcon


A Microsoft deverá investir cerca de R$ 200 milhões em pesquisa e desenvolvimento no Brasil.

O anúncio, que foi realizado no início de novembro deste ano, visa o investimento em uma série de iniciativas para promoção da pesquisa no país. A maior parte dos investimentos será destinada ao estabelecimento de um Laboratório de Tecnologia Avançada da Microsoft Research.

O laboratório será a quarta unidade mundial com o objetivo de aumentar a produção nacional de conhecimento, através da combinação da capacidade local de inovação tecnológica e engenharia avançada com o conhecimento em pesquisa aplicada.

Nesse mar de novidades também está a criação de uma empresa de investimentos no Brasil, além da fundação de uma aceleradora de negócios focada em startups de tecnologia e a abertura de um centro de desenvolvimento da Bing, a plataforma de busca da grande Microsoft.

O presidente da Microsoft, Michel Levy, acredita que as ações da empresa dialogam com a intenção do governo brasileiro de estimular a geração de oportunidades na área de Tecnologia da Informação.

Não podemos negar que essa “parceria” irá contribuir muito para tornar o nosso Brasil uma referência em tecnologia e inovação

Por Dayane Garcia


Parece que o lançamento do Surface foi apenas o começo para a Microsoft, pois ao que tudo indica a companhia pretende ampliar sua linha de tablets. Segundo Steve Ballmer, presidente da Microsoft, o objetivo da empresa é aumentar sua linha de produtos muito em breve.

Steve afirmou que o lançamento do Surface marca o início dos futuros lançamentos da Microsoft. O diretor executivo disse que a companhia sempre que observa uma oportunidade para poder estabelecer um padrão, ela investe nisso.

Claro que após a declaração de Steve, diversos rumores começaram a aparecer na mídia. Um grande exemplo disso, foi o site ZDNet, que disse que o próximo aparelho da Microsoft será um tablet com 7 polegadas. O boato referente ao tamanho do próximo tablet da fabricante surgiu depois da equipe de desenvolvimento do Surface ter se negado a responder se a companhia pretendia lançar uma versão menor de seu atual tablet para poder concorrer com o iPad Mini da Apple.

Além disso, informações apontam para outra possibilidade, aparelhos com o nome de Surface Phones, ou seja, smartphones produzidos pela própria Microsoft podem estar nos planos da empresa. Porém, não há nada que confirme essas hipóteses, principalmente se for levado em consideração que a empresa está investindo e apostando alto no novo Windows Phone 8, que conta com a parceria de várias fabricantes, como a HTC e a Nokia.

Por Felipe Santos Bonfim


O sistema operacional mais utilizado no mundo está sempre em ritmo de atualizações. Garantindo ao usuário mais segurança e um melhor desenvolvimento nos computadores a Microsoft lançahoje o sistema operacional Windows 8 no Brasil.

O valor de venda sugerido pela empresa Microsoft é R$270,00, mas o valor não pode ser assegurado, afinal os varejistas podem variar o preço. Desde o primeiro lançamento em 1985, época em que o programa ainda era uma extensão do sistema DOS, o Windows caiu na preferência dos consumidores.

Uma das ambições do novo Windows 8 é concorrer com o sistema operacional Android, muito utilizado em tablets. A atualização do sistema proporciona o uso em aparelhos com teclas sensíveis ao toque. Para poder instalar o novo sistema o computador necessita ter algumas configurações mínimas como: memória RAM de 1GB para Windows de 32 bits ou mais de 2GB para 64 bits.  

Placa de vídeo com Direct X 9 com driver WDDM e processador de 1 GHz ou superior, também são pré-requisitos para a funcionalidade do Windows 8. Há boatos de que algumas lojas online já começaram as vendas.

Por Dayane Garcia


A data oficial do lançamento do novo sistema operacional da Microsoft, o Windows 8, já está marcada: dia 26 de outubro de 2012. Entretanto, já há alguns modelos de notebooks disponíveis para compra com o novo SO.

Conforme o site The Verge, a varejista Home Shopping Network colocou à venda os primeiros notebooks com Windows 8 do mercado. As marcas dos aparelhos são Acer e Gateway e, apesar da promessa de entrega imediata, as pessoas que compraram os notebooks receberam uma mensagem alertando que é apenas uma pré-venda (pois todas as lojas precisam respeitar a data de 26 de outubro para poderem enviar de fato os produtos com W8).

Os valores dos notebooks variam entre US$ 699 e US$ 999, equivalente a R$ 1.400 e R$ 2.000. A previsão da entrega dos aparelhos comprados na Home Shopping Network é no início do mês de novembro.

Na lista dos aparelhos da Acer, já constam alguns com tela touchscreen, mas todos os modelos disponíveis são equipados com Windows 8, não havendo nenhum, ainda, com Windows 8 Pro.

Para conferir todos os dispositivos à venda na Home Shopping Network, basta acessar o site oficial da loja e efetuar uma busca por “Windows 8”.

Por Guilherme Marcon


Mais rumores surgiram sobre o primeiro tablet da Microsoft, o Surface. Dessa vez, são informações sobre o modelo para Windows RT, que foram baseadas em uma divulgação feita pela própria fabricante sobre como os aparelhos com o RT devem ser.

As únicas informações oficiais divulgadas pela Microsoft apontam que o Surface RT deverá ter bastante vantagem em questão da duração da bateria, pois ele será capaz de executar vídeos em HD entre 9 e 13 horas ininterruptas.

Entretanto, tendo em vista as especificações listadas, é provável que a Microsoft lance o seu tablet com os itens mais potentes e atrativos. Sendo assim, conforme as medidas disponíveis na tabela oficial, o tablet em sua versão mais fina deverá ter espessura e peso inferiores ao Novo iPad e ao Galaxy Tab. Porém, isso é só um rumor que se baseia nos dados divulgados pela dona do Windows.

Até então nada foi confirmado pela Microsoft, que se mantém misteriosa. Ainda assim, outros boatos apontam que o investimento da empresa no seu tablet será grande, para que ele assuma um ótimo patamar no mercado. E também, os valores comentados na internet para o custo do Surface chegam a variar entre US$ 199 e US$ 1.000.

Por Guilherme Marcon


Na última quarta-feira, 15 de agosto, a Microsoft liberou uma versão gratuita do Windows 8 Enterprise. Os usuários terão 90 dias para usar e avaliar a nova versão do sistema operacional.

Esta versão foi desenvolvida para profissionais de T.I e desenvolvedores que necessitam avaliar o Windows 8 para companhias. Após o prazo de 90 dias, o sistema expira e não tem como fazer o upgrade para a edição comercial.

Os usuários que tiverem interesse em instalar a versão teste da plataforma será necessário realizar o cadastro e ativá-lo através da internet para conseguir usar. São duas versões disponíveis a de 32-bit e a de 64-bit, que estão disponíveis através de imagens ISO em vários idiomas.

De acordo com a Microsoft, todos que decidirem instalar esta versão deverão possuir um CD de instalação do sistema operacional utilizado anteriormente no computador. O motivo disso é que após expirar, a plataforma ficará indisponível e para retornar a versão anterior será necessário restaurar o sistema.

A Microsoft irá lançar o Windows 8 oficialmente no dia 26 de outubro e a companhia irá disponibilizar alguns pacotes para upgrade da nova plataforma com preços reduzidos. Além disso, graças ao Windows Upgrade Offer,  todos os consumidores que comprarem algum computador com o Windows Seven pré-instalado a atualização para o Windows 8 Pro custará 29 reais.

Por Felipe Santos Bonfim


Preocupada com o grande índice de pirataria do seu último sistema operacional, o Windows Seven, a Microsoft resolveu alterar a política de ativação para o novo Windows 8.

A medida veio para evitar que o SO sofra com a pirataria excessiva e, sendo assim, a partir de agora as fabricantes “originais” de aparelhos não terão a permissão para utilizar a mesma chave do produto para ativar diversas cópias do aparelho.

Com o anúncio da nova política, todas as OEMs (Original Equipment Manufacturer, como são chamadas as fabricantes de produtos com Windows pré-instalado) deverão atrelar a ativação do Windows 8 à BIOS de cada um dos computadores e notebooks. Ainda, os códigos de registro deverão ser adquiridos diretamente com a Microsoft, pois foi a forma que a companhia encontrou para evitar que uma só chave seja vendida para utilização múltipla. Contudo, essa nova política implantada pela Microsoft não vai afetar o consumidor final, com exceção de quem não quer pagar para ter uma licença original.  

Ainda assim, essa nova regra que a Microsoft impôs não bloqueará a pirataria no futuro, mas impedirá que os números das vendas do novo sistema operacional acabem sendo prejudicadas demais.

Por Guilherme Marcon


A Microsoft irá lançar o tão aguardado Windows 8 em outubro deste ano, porém uma versão final do sistema operacional vazou para a internet e está circulando pela rede. O download da plataforma pode ser feito através de torrent e instalada por qualquer um. Vale lembrar ao usuário que não é recomendado instalar essa versão do Windows por não se tratar de uma versão oficial do sistema.

O vazamento da plataforma aconteceu antes da sua chegada aos consumidores da TechNet e MSDN, que deverão recebê-la somente no dia 15 deste mês. Espera-se que as outras versões do sistema sofram o mesmo destino, ou seja, chegando aos usuários por meio de pirataria antes se serem comercializadas oficialmente.

Atualmente a versão do Windows 8 disponível foi marcada como edição N do produto, que não traz o Windows Media Player. Esta versão da plataforma foi feita após a decisão da União Europeia, na qual foi decidido que a Microsoft  deveria oferecê-lo sem o famoso reprodutor multimídia. Ao ser procurada pelo site The Verge, a companhia informou que estão discutindo sobre o assunto no momento e que ainda não há uma decisão definitiva.

Por Guilherme Marcon


A Microsoft anunciou que o pacote Office 2013 não será compatível com o Windows XP e com o Windows Vista. Sendo assim, apenas os usuários que tiverem o Windows Seven, Windows Server 2008 R2, Windows Server 2012 ou o novo Windows 8 poderão adquirir o software.

A nova suíte do Office foi apresentada na última segunda-feira, dia 23 de julho, e já ganhou uma página oficial, onde a companhia confirmou a informação sobre a compatibilidade do pacote.

Além de ter que possuir os sistemas operacionais citados acima, o computador deverá contar com processador de no mínimo 1 GHz, 1 GB de memória RAM, 3 GB de espaço livre no disco rígido e placa de vídeo capaz de gerar resolução 1024×576 pixels, para que o usuário consiga usufruir de maneira satisfatória do novo Office 2013.

A Microsoft espera que o Windows Seven consiga assumir o topo do marketshare do Windows ainda este mês, mesmo que até o momento grande parte dos usuários ainda não atualizou o sistema operacional de seus computadores. A estratégia da companhia é fazer com que os usuários que ainda não atualizaram a plataforma, atualizem para conseguir aproveitar as novidades do pacote Office 2013.

Por Guilherme Marcon


Na última segunda-feira, dia 16 de julho, a Microsoft organizou uma coletiva de imprensa nos Estados Unidos para lançar oficialmente o novo Office 2013. Na ocasião, foram apresentadas as novas funções do pacote de aplicativos, sendo que as principais ficaram por conta da integração com o Skype e com o SkyDrive, além da interface simples para uso em tablets e comunicação com as redes sociais.

Steve Ballmer, CEO da empresa, foi quem introduziu as novidades. Ballmer mostrou o novo Office não como apenas uma suíte de aplicativos para computadores e dispositivos móveis, mas sim como um serviço útil tanto para usuários domésticos como coorporativos. Ainda, como o novo pacote de aplicativos é focado na nuvem, ele será totalmente compatível com o novo Windows 8.

Quem apresentou as novidades de cada programa foi Kirk Koenigsbauer. O primeiro foi o PowerPoint, que ficou mais simplificado e ganhou a funcionalidade de trocar de slides e dar zoom com os dedos. Em seguida veio o Outlook, que foi reformulado focando a leitura de e-mails e na praticidade de escrevê-los, pois agora o usuário poderá anexar um arquivo apenas arrastando-o com o dedo.

O OneNote agora poderá registrar notas do usuário por meio da câmera do tablet, além de ser mais prático na busca de informações. Enquanto isso, o Word veio com a grande novidade que é a capacidade de ler arquivos PDF, sem a necessidade de programas extras ou plug-ins, e também sendo perfeitamente compatível com a nuvem da Microsoft.

Por fim, o Excel ganhou a função FlashField, que permite o preenchimento automático das linhas e colunas por meio de orientações prévias.

Por Guilherme Marcon


No dia 16 de abril a Microsoft lançou um comunicado de que o sistema operacional Windows 8 será lançado oficialmente em três versões, sendo elas: Windows 8, Windows RT e Windows 8 Pro. Este comunicado acabou oficializando a informação que vazou há dois meses, por parte da HP.

A versão básica do Windows 8 com certeza será a mais popular, contando com recursos normais e estando disponível nas opções de 32 e 64 bits. Já o Windows 8 Pro, que também será disponibilizado em versões para computadores de 32 e 64 bits, virá com funcionalidades que a versão básica não possui, como a virtualização de informações e a encriptação de dados. O que, de fato, mostra que essa versão do sistema operacional será uma opção focada em empresas e corporações.

Enquanto isso, a versão RT do sistema operacional será a mais diferenciada de todos os produtos já anunciados pela empresa, simplesmente porque ela funcionará apenas em aparelhos com chip ARM. Sendo assim, ela será utilizada apenas em aparelhos como tablets e smartphones. Além disso, outra novidade é que na versão Windows RT, o Microsoft Office será totalmente formulado para dispositivos com tela touchscreen, firmando a decisão de que o Windows 8 definitivamente será uma plataforma amigável aos aparelhos móveis.

Finalmente, a Microsoft absorveu a ideia de integrar os diversos tipos de dispositivos, o que pode concretizar um conceito de sistema operacional disponível em todos os lugares.

Por Guilherme Marcon


A Microsoft anunciou esta semana que irá lançar no início do segundo semestre uma nova versão do Kinect para Windows. A versão 1.5 do dispositivo vai chegar ao Brasil e também a outros países da América Latina.

Para os jogadores, este lançamento não quer dizer muita coisa, pelo menos em um primeiro momento, porque não vai mudar em nada o que o atual dispositivo já trouxe para o Windows.

A grande diferença do novo Kinect será para os desenvolvedores de games, que terão novas funcionalidades para colocar em prática nos seus games.

Uma das novidades que a Microsoft está trazendo para esta nova versão do Kinect é que o equipamento vai identificar se o jogador está sentado ou em pé. Outra novidade é que o dispositivo está mais sensível e vai poder acusar também os movimentos da cabeça do jogador. Além disso, a atualização também vai permitir que os usuários gravem e editem vídeos de suas performances na frente do videogame.


Depois da parceria de sucesso entre Microsoft e Nokia, com os novos Windows Phone da série Lumia (710, 800 e 900), é possível que apareça no mercado um tablet fruto da expansão da parceria.

Este rumor se intensificou quando Marko Ahtissari, chefe do departamento de Design da finlandesa, afirmou que a empresa vem trabalhando no projeto de um tablet próprio.

Conforme boatos, o dispositivo será um tablet desenvolvido pela Nokia, mas que terá como sistema operacional o Windows 8, que também foi projetado já pensando na sua utilização neste tipo de aparelho.

Ao que parece, o dispositivo terá tela AMOLED de 10 polegadas, câmera de oito megapixels, processador dual-core Qualcomm ARM e conexão 4G e Wi-Fi.

Apesar de não haver confirmação de nenhuma das empresas, os rumores indicam que esse tablet com Windows 8 será lançado ainda neste ano e será produzido pela Compal Electronics.

Como o Windows 8 ainda não foi lançado em sua versão final e não houve pronunciamento algum sobre o tablet, pode ser que as informações não passem de rumores. Se realmente for lançado, provavelmente o aparelho seja um “peixe grande” para competir com o iPad e o Galaxy Tab.

Por Guilherme Marcon


Atualmente a tecnologia de tela de retina vem sendo cobiçada por diversos fabricantes de eletrônicos com o objetivo de atrair vários clientes da nova geração pós HD.

A empresa Microsoft vem observando essa nova tendência, e afirmou que seu novo sistema operacional, o Windows 8, com previsão de lançamento para outubro, está preparado para rodar nas novas telas com super resolução.

Alguns analistas de Redmond fizeram uma pesquisa sobre a grande gama de resoluções e os tamanhos de telas que prometem dominar o mundo tecnológico nos próximos anos. De acordo com as pesquisas foi identificada uma espécie de tamanho ideal para elas: para telas padrão o tamanho será de 1366×768, para telas de HD será 1920×1080 e para as telas quad-XGA o tamanho será de 2560×1440.

Com esses tamanhos de tela os botões não serão nem tão grandes e nem tão pequenos para serem usados com a ponta do dedo.

A boa notícia aos desenvolvedores que têm intenção de criar aplicativos para o novo Windows 8 é de que o sistema terá suporte a arquivos SVG que é usado pelos programadores para ajustar seus aplicativos para que eles possam se adaptar aos diferentes tipos de telas.

Por Guilherme Marcon


O Windows 8 chegará às prateleiras ainda esse ano, essa foi a informação divulgada pelo site especializado em tecnologia Bloomberg.

De acordo com a publicação, a Microsoft irá finalizar o novo sistema operacional até o inverno e ele será instalado em tablets e computadores. O novo Windows deve chegar ao mercado no mês de outubro.

O novo sistema da Microsoft deverá suportar dois tipos de processadores, o ARM (mesmo chip usado no iPad) e o da Intel. Essa será a primeira versão do Windows a utilizar os processadores ARM, esse tipo de processador é encontrado mais comumente em smartphones.

A escolha da data de lançamento visa atingir as compras de natal dos consumidores, nessa época do ano é comum a compra de presentes para comemorar a data.

De acordo com o analista Michael Gartenberg, caso a empresa perca essa data suas vendas em 2012 serão prejudicadas.

A data exata do lançamento deverá ser divulgada durante o evento promovido pela empresa para jornalistas e parceiros, que será realizado em abril, também serão revelados mais detalhes sobre o novo sistema.

A versão de teste do Windows 8 já havia sido liberada em fevereiro, durante o evento Mobile World Congress, realizado na cidade de Barcelona. Segundo a Microsoft, a versão voltada para o consumidor teve mais de um milhão de downloads em apenas um dia.

Por Joyce Silva


Estamos muito próximos de conhecer o Windows 8, o novo sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. E é claro que muitos rumores já estão correndo soltos pelos diversos meios de comunicação.

Pelo que se tem acompanhado na mídia existe uma grande lista de novidades que acompanham o novo sistema operacional, são no mínimo 17 novos recursos relevantes. Entre eles os que mais ganham destaque são: o visual Metro, o gerenciador de tarefas, o painel de controle, e a aparência do Windows Explorer.

O sistema tem alguns resquícios do seu antecessor Windows 7, mas as mudanças na aparência foram drásticas. De acordo com alguns relatos o botão “iniciar” deixará de existir, o sistema não oferecerá suporte para a personalização da área de trabalho, ou seja, sem Wallpapers e o internet Explorer 10 que acompanha o novo Windows 8 pode causar estranheza para os navegantes, pois a forma de navegar pode ser um pouco incômoda, mesmo tendo sido desenvolvido para proporcionar uma excelente experiência ao usuário.

De acordo com algumas notícias o novo sistema operacional foi muito bem desenvolvido para tablets, mas bem ruim para computadores.

Só nos resta esperar o lançamento no Brasil, para que possamos finalmente testar e dar nossa opinião concreta sobre o Windows 8.

Por Guilherme Marcon


É evidente que a Microsoft não pretende ficar para trás no mercado de tablets. Por isso, rumores indicam que será lançada uma versão do Microsoft Office para o iPad.

De acordo com o The Daily, por mais que a Microsoft tenha negado que tenha feito uma proposta, fontes próximas ao jornal afirmam que o aplicativo será enviado à Apple para aprovação em breve.

A interface do suposto aplicativo é semelhante ao OneNote, porém com o mesmo visual do Windows Phone e do futuro Windows 8. Além disso, outras fontes indicam que a Microsoft não está pensando no Office para Android e que uma atualização do OneNote iOS será lançada para refletir a linguagem de design Metro.

Não há datas oficiais para o lançamento dos aplicativos, mas de acordo com o jornal, isso pode acontecer nas próximas semanas.

A Microsoft se pronunciou sobre o assunto em seu perfil no Twitter e disse que as informações do The Daily estão precipitadas e as fontes do jornal estão passando informações falsas. Apesar disso, os jornalistas do The Daily confirmam as informações e disseram que um funcionário da própria Microsoft exibiu o funcionamento do aplicativo para o iPad.

Por Guilherme Marcon


O sensor de movimentos para Xbox 360 que revolucionou a indústria dos games pode ganhar versão portátil em breve, informou o jornal norte-americano The Daily. No começo de janeiro, o chefe-executivo da Microsoft já havia anunciado o lançamento de PCs equipados com o Kinect. Agora, surgem as primeiras especulações em torno dos notebooks adaptados com a tecnologia.

Ainda conforme o The Daily, os protótipos dos laptops possuem uma série de sensores embutidos logo acima da tela e operam com o novo Windows 8. Apesar de ainda não ter sido realizado nenhum anúncio oficial por parte da empresa, uma fonte da própria Microsoft teria confirmado ao jornal a realização de testes do Kinect em notebooks Asus.

Assim como funcionará nos PCs, o sensor terá funções muito além daquelas relacionadas aos jogos nos computadores portáteis. Ele poderá, por exemplo, abrir e fechar programas e controlar a reprodução de áudio e vídeo com movimentos das mãos.

Nos videogames Xbox 360, o sucesso do Kinect foi tanto que as vendas atingiram 18 milhões de unidades em apenas um ano. Atualmente, ele custa cerca de R$ 500 no Brasil.

Por Gabriel Spenassatto


Desde que o primeiro vírus foi detectado nos computadores, há a necessidade constante da atualização do antivírus periodicamente. Desta forma, você usuário da internet deve estar sempre ligado nas notícias recentes sobre os “malwares”.

Uma nova notícia que se destaca hoje, é que a Microsoft fará a atualização do conhecido antivírus Microsoft Security Essentials ainda neste mês (novembro).

Desde outubro de 2010 os usuários do anti-malware aguardam a atualização do mesmo, que será também para os usuários do FCS (Forefront Client Security).

Assim como ocorreu na última atualização do MSE, o antivírus não vai trazer novos recursos ou capacidades, apenas a proteção contra novas ameaças.

De acordo com a Microsoft, a atualização no MSE vai apresentar os seguintes recursos:

  • Novos recursos para detecção e remoção de vírus.
  • O Beta removerá automaticamente certos tipos de infecções.
  • A nova versão trará diversos desempenhos para não impactar negativamente a capacidade do computador.
  • A interface da versão de testes será mais simples e fácil de usar.

O Microsoft Security Essentials é um antivírus gratuito criado para usuários domésticos e pequenas empresas com até 10 computadores. É bom lembrar que nenhum antivírus é totalmente seguro, por isso há a necessidade de atualizações constantes, com também fazer sempre um backup de seus trabalhos para não correr o risco de perdê-los numa manobra de algum vírus não detectado a tempo.

Por Dorcas Rosicler


Mais uma parceria que vai dar o que falar no mundo da tecnologia. Samsung e Microsoft decidiram unir forças e fabricar um novo tablet que terá como plataforma o ainda não conhecido Windows 8.

A informação foi publicada por um jornal da Coreia do Sul que, apesar de não ser nenhum órgão de imprensa de renome, foi suficiente para causar sensação no mundo todo. Mas o fato é que a informação tem mesmo procedência, pois de acordo com o site AFP, o novo dispositivo já tem data para ser apresentado. Será entre 13 e 16 de setembro de 2011, durante a conferência de desenvolvedores da empresa de Bill Gates, a ser realizado na Califórnia.

Segundo alguns críticos, a parceira tem tudo para dar certo, pois  a Samsung já desenvolveu antes outros produtos usando outras plataformas da MS, a exemplo, do Windows Phone 7 e do Bada, para smartphones. O projeto seria, assim, a proposição de uma boa alternativa no processo de retirada de visibilidade do Android, que tem sido uma tarefa cada vez mais difícil.

A chegada desse novo tablet no mercado pode acontecer em 2012 e ambas as empresas se propõem a trazer algo realmente novo para o público.

Que bom se der certo, pois as duas sairiam ainda mais fortalecidas na luta contra o domínio da Apple e do Google.

Por Alberto Vicente Silva

Fontes: TechtudoSidney Rezende


O site Business Insider divulgou novas informações sobre o sistema operacional da Microsoft, o Windows 8. Segundo o site americano a empresa prepara uma demonstração da nova versão do SO desenhada especialmente para rodar em tablets no mês de Junho. A dica teria vindo de uma fonte de dentro da própria Microsoft.

Se isto for mesmo verdade, tal demonstração poderia ocorrer durante a Computex, em Taiwan. A feira de tecnologia é uma das mais importantes da Ásia e foi lá que, no ano passado, a empresa de Redmond demonstrou o Windows Embedded Compact 7, a versão do Windows 7 feita para tablets.

Segundo os rumores, o Windows 8 para tablets deverá trazer a interface Metro, e deve oferecer uma experiência de usuário similar à da Apple no iPad.

O lançamento do Windows 8 está previsto apenas para 2012, segundo o Engadget.

Por Maximiliano da Rosa


A empresa Microsoft disponibiliza a partir desta quinta-feira (30) o download gratuito do Windows Live Essentials 2011, um complemento do sistema operacional Windows Seven.

O serviço promove a integração do Facebook com o Messenger, oferece nova interface da Galeria de Fotos, que poderá se integrar com o Bing Maps, que identifica o local onde a foto foi tirada, entre outras novidades.

Os usuários do Windows Seven podem baixar o download do Live Essentials 2011 através do site www.microsoft.com ou em sites diversos que já liberaram o download do novo complemento da Microsoft, que chega depois de três meses do lançamento do Essentials Beta.

Por Luana Neves


Donos de computadores (desktop ou notebooks) devem estar atentos à uma informação que vem do setor de suporte da Microsoft e que diz respeito ao Windows XP SP2. A partir do dia 13 de Julho de 2010 a empresa não dará mais suporte ao sistema. Portanto, é bom que os usuários façam a atualização do mesmo antes desse período. O bom é que o suporte ao SP3 vai até 2014.

Essa informação pode parecer estranha, mas faz parte do ciclo de vida do software. Afinal, o Windows XP já tem 10 anos de vida, e está mais que na hora dos usuários migrarem para um sistema mais novo e mais seguro. Não custa nada lembrar que há poucos dias vazou na internet informações sobre uma grave falha de segurança no XP.

Uma boa ideia é atualizar o sistema para o Windows 7, que não é muito mais pesado que o XP, e roda bem mesmo em máquinas um pouco mais antigas.

Por Maximiliano da Rosa


Muita gente se pergunta o que ainda pode se esperar do Windows. E enquanto muitos tentam responder essa pergunta, a Microsoft simplesmente trabalha e prepara a nova geração do seu novo sistema operacional.

Novos dados vazados de dentro da empresa indicam que o Windows se prepara para o futuro e prevê a chegada de novas tecnologias e a popularização de outras. Exemplos são o bluetooh e o USB 3.0, duas tecnologias essenciais.

O Windows 8 também deve trazer um sistema que reconhece o próprio dono pela face, e suporte aos vídeos 3D, além de conexão com diversos dispositivos como HDTVs e smartphones.

E para quem acredita que o SO deve ficar cada vez mais lento e mais demorado para iniciar, a expectativa dá conta que o Windows 8 possa ser muito mais rápido que seu antecessor. O tempo de início pode cair poucos segundos.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Computer World





CONTINUE NAVEGANDO: