Modelo chega com tela de retina e custa mais de R$ 10 mil.

Quem estiver disposto a pagar pouco mais de R$ 10 mil, poderá ter o novo MacBook Air com tela retina e Touch ID da Apple. O modelo com tela de 13,3 polegadas e alta resolução conta com design renovado e muitas novidades tecnológicas. O lançamento aconteceu nesta última terça-feira, dia 30 de outubro, e a nova geração do MacBook Air é um notebook ultrafino, que vem atraindo o interesse de quem é apaixonado por tecnologia.

O leitor de impressões digitais Touch ID foi muito elogiado por quem já testou o equipamento, assim como o áudio, que teve importantes melhorias. Esta é a primeira vez que o modelo usa tela Retina. Todas as novidades foram comemoradas pelos consumidores, afinal, desde 2012 que o laptop não passava por uma atualização e a Apple vinha sendo bastante cobrada, pois nos últimos anos, apenas os processadores tiveram upgrade.

Mas um dos principais destaques é a portabilidade, pois segundo a empresa, a nova versão do MacBook Air foi totalmente montada sobre uma carcaça de alumínio reciclado, pesando 1,25 quilos e tendo 15,6 milímetros de espessura, lembrando que o modelo anterior era de 17,3 milímetros. Alguns detalhes vieram dos outros Macs, por exemplo, a logo sem iluminação que fica na tampa e algumas poucas portas, sendo uma entrada de 3,5 mm para quem desejar usar fones de ouvido e tem outras duas USB-C.

Uma opção que já está presente em outros Macs recém lançados, é a possibilidade de entrar no macOS e usar o Apple Pay para efetuar pagamentos através do leitor de impressões digitais Touch ID, que é comandado por um chip Apple T2.

Com Force Touch, o trackpad está cerca de 20% maior e contando com teclado moderno de 3ª geração, que vem com mecanismo borboleta completamente renovado, não tendo o Touch Bar. Os alto-falantes estão com 25% a mais de volume e o microfone também melhorou.

Um detalhe que pode ser problema para quem precisa sair com o equipamento é a bateria. O laptop continua com sua bateria, que oferece 12 horas de navegação no Wi-Fi, o que é tempo suficiente para uns, mas pode não ser para outros. Cada um terá que analisar seu dia a dia, como e onde irá usar o aparelho, para ver se será ou não suficiente.

O processador do novo MacBook Air é um Intel Core i5 dual-core de 1,6 GHz de oitava geração com GPU integrada. É muito poder, mesmo para quem precisa executar arquivos mais pesados, pois o processador ainda contará com o suporte de 8GB de memória RAM, mais 128 GB de memória flash. E se o usuário achar pouco e quiser ter uma versão ainda mais potente, poderá elevá-lo para até 16 GB de memória e 1,5 TB de armazenamento. Outra boa opção para quem trabalha com fotos e vídeos é poder usar a porta Thunderbolt 3 para exibir as imagens em um monitor 5K.

Desde o dia 30 de outubro que o modelo está em pré-venda nos Estados Unidos, mas será entregue ao consumidor somente a partir do próximo dia 7. Aqui no Brasil, ainda não há previsão de quando será lançado, mas já é certo que o preço ficará em R$ 10.399 para o modelo mais simples e R$ 11.999 para o mais avançado.

O novo MacBook Air com tela retina e Touch ID da Apple de fato é um equipamento com tecnologia de ponta e que tem muito a oferecer, mas o consumidor brasileiro precisará avaliar bem se compensa investir este dinheiro na compra de um. O primeiro passo é definir o perfil, saber o que realmente precisa e depois fazer um levantamento dos equipamentos disponíveis no mercado que possam atender suas necessidades. Por fim, comparar os preços.

A Apple investiu pesado e finalmente trouxe as atualizações tão esperadas. O novo MacBook Air realmente melhorou, só que será preciso pagar um preço alto para contar com todas as novidades.

Por Russel


O preço dos produtos  Apple nunca foi um atrativo, sobretudo no Brasil. Anunciados recentemente os novos MacBook Pro podem chegar até R$ 12.999, isso mesmo quase 13 mil reais. E o que ele oferece para justificar esse valor?

O preço da versão mais simples, ainda é salgado, mais não assuta tanto. O modelo de 13 polegadas com as configurações mais básicas da linha custa R$ 5.999. O modelo vem equipado com a última geração do processador Intel Core i5, 4GB de memória para processamento e 128 GB de armazenamento.

O grande diferencial é a tela Retina, conhecida nos iPad e iPhones com uma resolução que é realmente incrível e enche os olhos do usuário. O Design também deve agradar, a fabricante sempre teve um cuidado especial nesse quesito e com o MacBook air não deve ser diferente, seguindo a identidade visual já consolidada pelos produtos da linha.

Muitos usuário fiéis da Apple juram que o investimento vale a pena, ainda assim as vendas por aqui devem ser pouco expressivas pois a maior parte dos usuários com o poder aquisitivo para tal aquisição  costumam viajar com frequência para o exterior e costumam trazer os seus de lá. 

Foto: Divulgação

O modelo mais caro, aquele de quase 13 mil, é de 15 polegadas, e vêm equipado com processador Intel Core i7, 16 GB de RAM e 512 GB e é equipado com uma placa de vídeio NVIDIA GeForce que promete uma impecável performance.

Achou caro? No fim do ano começa a ser comercializados no Brasil os Mac Pro e o modelo top desta nova linha vai custar quase 18 mil Reais. E você achando o novo PlayStation caro!

Longe dos holofotes há um modelo de MacBook sem tela retina, que também é muito bom e custa R$ 4.799 sendo vendido no meio destes monstros da nova geração. Vai encarar algum deles?

Por Bruno Hardt


O mais recente lançamento de portátil da Apple deixa sensações diversas. Em relação ao anterior, o MacBook Air 2013 mantém a maioria das atualizações e mudou muito pouco na parte de design. A parte boa é  a vida útil de bateria teve uma melhora considerável, tornando-se um instrumento vantajoso para quem precisa transportá-lo por muito tempo sem ter onde recarrega, e ele está sendo comercializado por U$ 100 a menos do que o anterior, tendo 13 polegadas.

O portátil de bateria mais longa, está disponível na Amazon por US$ 1.440 aproximadamente.

Também conhecido como Haswell-generation, o aparelho conta com gráficos HD5000 da Intel, melhorando a qualidade de imagem para quem usa o computador principalmente para jogos. Outra novidade é o Wi-Fi 8002.11 ac, um novo padrão de roteador sem fio que promete um melhor sistema de conexão.

Em relação do Macbook 2011, para o 2013, o nível de entrada de 11 "e 13" SKUs têm as mesmas especificações básicas: 1.3GHz processador Haswell ULT, 4GB LPDDR3 e um SSD de 128GB. A família Air também acrescentou o Thunderbolt e teclados retro iluminados e mudou as webcams para MagSafe 2, USB 3.0 em HD.

O Macbook Ais 2013 mostra-se um portátil com a potência de um verdadeiro computador para todas as necessidades. 

Por Fábio G. Santos

MacBook Air 2013


A conferência anual da Apple, a WWDC, está chegando e diversos rumores vêm surgindo. Agora foi a vez do Macbook Air ser alvo dos boatos. Segundo informações, o notebook da Maçã poderá receber uma atualização de processador durante o evento que acontecerá em junho.

Já era previsto que a Apple iria atualizar sua linha de computadores portáteis com processadores da Intel de quarta geração, mas só agora começou a surgir informações dos comerciantes americanos confirmando que os últimos modelos já estão sendo eliminados. O primeiro a receber o upgrade deverá ser o Macbook Air 13.

Além do processador, ainda há dúvidas a respeito do que a Apple pretende fazer exatamente em sua linha de computadores portáteis. Um ponto que vem sendo bastante discutido é a implantação da tela de Retina nos Macbooks. Porém, a novidade iria aumentar ainda mais o custo do produto, o que acaba não sendo tão interessante para o consumidor final.

Falta pouco tempo para a WWDC 2013 e logo os fãs da companhia poderão saber o que de fato ela preparou. Além da atualização dos notebooks, acredita-se que ainda será apresentada uma versão nova do Mac OS, a OS X 10.9, que contará com uma interface mais integrada com o iOS, deixando os dois sistemas da empresa mais unificado. 

Por Felipe Santos Bonfim


O ano passado foi sem dúvidas um ótimo ano para a Apple, que veio mostrando muita disposição em seus lançamentos.

A última notícia é que, de acordo com algumas fontes ligadas às fabricantes taiwanesas contratadas pela Maçã, os Macbooks poderão receber versões novas este ano. Tudo leva a crer que em junho o mercado receberá as novas versões dos Macbooks Air e Pro.

Os novos notebooks terão mudanças bem importantes na parte estrutural, mas talvez não ganhem uma reformulação em seus designs.

As informações que foram reveladas são que os Macbooks Air ganharão um processador novo, o que significa que teremos um aproveitamento energético e gráfico dos aparelhos muito maior ao apresentado atualmente. Já os Macbooks Pro não possuem grandes informações sobre as novidades que trarão, mas é bem provável que apresentem mudanças no hardware, possivelmente uma substituição da GPU. Mas a maior novidade, e sem dúvida a mais polêmica, está relacionada ao valor que será cobrado pelas versões atuais. De acordo com o site DigiTimes, alguns meses antes de apresentar oficialmente a nova versão dos notebooks, a Apple poderá baixar os preços da versão atual do Macbook Air. 

Por Felipe Santos Bonfim


Tratando-se de notebook sofisticado e altamente poderoso, o MacBook Air, da Apple, é qualidade e excelência em inovação e tecnologia. Considerado um dos melhores notebooks do mundo, a Apple não mede esforços em lançar programas e novos designs para a sua refinada linha de computadores.

O MacBook Air é de alta durabilidade e conta com uma potente bateria que funciona perfeitamente o dia todo. É um notebook fino e muito leve, com design arrojado e muito poderoso internamente.

Outras marcas tentam imitar os modelos da Apple, mas o MacBook Air é completo em todos os sentidos e conta com um teclado luminoso, permitindo aos usuários digitar de forma tranquila em lugares com baixa luminosidade e ainda há um sensor que faz mudanças no teclado de acordo com a iluminação do ambiente.

A Apple constantemente modifica o poderoso MacBook Air, ainda mais se tratando de processadores, que conta com o Intel Core i5 e i7, o que evita travamentos desnecessários do sistema.

O MacBook Air possui o sistema operacional mais potente do mundo – OS X Lion – que agora está com mais elegância e organização. Os programas do sistema OS X Lion são ágeis e executam tarefas incríveis, que na maioria das vezes, o usuário não precisa fazer quase nada, e a novidade é que o sistema é compatível com o Windows e também com os programas como: Word, Excel, PowerPoint e outros softwares mais utilizados.

Por Guilherme Paixão Campelo


Durante a Computex 2012, a empresa THD apresentou em seu pequeno stand um clone do MacBook Air que roda com sistema operacional Android Ice Cream Sandwich, da Google, e custa apenas 149 dólares (mais ou menos 300 reais).

O notebook recebeu o nome de N2-A e estará disponível para compra apenas para distribuidores interessados em comprar no mínimo 500 unidades. O aparelho possui tela LCD com iluminação LED e resolução de 1366×768 pixels, 1 GB de memória DDR3 em um SSD de 8 GB e processador ARM Cortex A8 de 1,2 GHz.

Durante o evento, foi levantada a pergunta se a THD não temia ser processada pela Apple, e uma representante da fabricante disse que não, já que os planos da empresa é comercializar o produto apenas na América Latina, longe das lojas oficiais da Apple.

Mesmo demonstrando confiança em seu discurso, a atitude em relação à imprensa demonstrou o contrário, pois após a repercussão de uma matéria postada por um site americano, a THD não quis nem que o N2-A fosse fotografado.

Agora resta esperar se realmente o produto chegará ao mercado brasileiro, como é a intenção da fabricante.

Por Guilherme Marcon


A Apple anunciou o lançamento das novas versões de sua linha de notebooks Macbook Air. Os novos modelos, conhecidos por sua pequena espessura e leveza ganharam novas opções de processadores Intel Core i5 e i7. A nova linha foi atualizada para oferecer melhor desempenho. Com clocks de até 1,8 Ghz os modelos prometem velocidades 2,5 vezes maiores que as da sua geração anterior.

Os novos Macbook Air já trazem a versão mais recente do sistema operacional Mac OS X (conhecido como Lion). Além disso, a linha traz conexões avançadas como a Bluetooth 4.0 e a nova porta de alta velocidade Thunderbolt (20 vezes mais rápida que a USB 2.0). Outra novidade interessante é o novo teclado retroiluminado, que permite a utilização dos portáteis em ambientes com pouca luz e vem com sensores capazes de ajustar a iluminação das teclas automaticamente.

Os modelos contam ainda com Wi-Fi, slot de cartão de memória, 2 portas USB e webcam para comunicação via FaceTime. A bateria dura cerca de 7 horas.

Disponíveis no Brasil, os novos Macbook Air tem preços a partir de 2.999 reais na loja online da Apple.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Apple


O notebook Macbook Air é um dos mais leves e mais finos do mercado. Muitas empresas tem interesse em produzir um produto à altura. A Sony, famosa por seus notebooks Vaio, é uma delas. E segundo o site Digital Trends a companhia japonesa está trabalhando num notebook para concorrer diretamente com o modelo da Apple.

Além de muito fino, ele deverá ser leve e ter tela de 11.6 polegadas como o seu rival da Apple. Já o sistema operacional do portátil da Sony poderá ser o Chrome OS, do Google. Por se tratar de um sistema leve, baseado na nuvem, o equipamento poderá ter um hardware bem modesto.

Aliás, tão modesto que até parecerá um tablet. Ele terá um 1 GB de RAM e será equipado com um processador Nvidia Tegra 2 dual-core. A bateria promete suportar 8 horas de trabalho longe da tomada. Por enquanto não se sabe a data de lançamento desse novo notebook.

Fonte: DT
Por Maximiliano da Rosa

Quem é dono de um netbook sabe muito bem onde o calo aperta. Se por um lado a mobilidade é uma vantagem, por outro o desempenho é o calcanhar de Aquiles desses equipamentos. Por isso na hora de escolher um computador compacto, é preciso tentar equilibrar um pouco as coisas.

Tarefa que nem sempre é fácil. Mas aí vai uma boa notícia para quem planeja comprar um netbook: os novos modelos de MacBook Air da Apple, recém-lançados tem melhor desempenho em relação á netbooks convencionais.

Rodando o Windows 7, os portáteis da Apple de 11 e 13 polegadas são mais rápidos que qualquer outro modelo de laptop da mesma categoria. Usando o software de Benchmark WorldBench 6, o Macbook Air só perde para um modelo da Asus, o U33jc.

O ponto negativo é que em matéria de bateria, os modelos da Apple tem autonomia menor.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: MacWorld





CONTINUE NAVEGANDO: