A briga judicial entre a Samsung e a Apple finalmente acabou, mas as consequências continuam surgindo, influenciando o mercado e o consumidor. No entanto, desta vez, a nova notícia parece que irá agradar aos fãs da Samsung.

Após o julgamento, a empresa havia sido proibida de vender o Galaxy Tab 10.1 nos Estados Unidos, mas agora esta decisão foi revista e o tablet já está sendo vendido em todas as lojas do país.

O aparelho ficou sem ser comercializado nos Estados Unidos durante três meses, mas agora ele finalmente poderá ser vendido por lá.

O fim da proibição das vendas do Galaxy Tab 10.1 no país foi determinado pela juíza Lucy Koh, a mesma que decretou que a fabricante sul-coreana não poderia mais vender o aparelho no país. A decisão foi tomada após a juíza ter visto que das várias quebras de patentes feitas pela Samsung no Galaxy Tab 10.1, a quebra de patente do desing não fazia parte desta lista. Sendo assim, não havia nenhum motivo para manter a proibição.

Não é somente o fato de a juíza ter voltado atrás e ter retirado a proibição de comercialização do dispositivo que impressionou, o que realmente chamou atenção foi que, Lucy Koh ainda decretou que a Apple deve pagar 2,6 milhões para a Samsung, como prejuízo pelo tempo que o tablet ficou sem ser vendido e para cobrir os gastos do processo.

Por Felipe Santos Bonfim


No dia 28 de fevereiro a gigante Apple enviou um convite para integrantes da mídia, como jornalistas de vários veículos. O convite chamava-os para um evento que a empresa irá proporcionar no dia 07 de março, em  São Francisco (EUA).

Os rumores são em relação ao lançamento do iPad 3. Mas não é para menos, tendo em vista que o convite veio com uma imagem do iPad e com a frase: "Nós temos algo que você realmente precisa ver. E tocar".

Se for verdade, a Apple estará cumprindo com os lançamentos anuais de aparelhos, pois o iPad 2 foi lançado em março de 2011. O bom de tudo é que a Apple lança os aparelhos no mercado muito rápido após anunciá-los para a mídia.

Mesmo a empresa não dando nenhum detalhe sobre o motivo do encontro com a mídia, ela quis dar grandes indícios – já para gerar especulações, é claro – de que é algo relacionado ao suposto lançamento da terceira geração do iPad. Principalmente pelo encontro acontecer onde a Apple já realiza grandes lançamentos: Yerba Buena Center for the Arts, em São Francisco (EUA).

Só nos resta aguardar a confirmação do que será divulgado, faltam poucos dias!

Por Guilherme Marcon


Clientes americanos fizeram filas nas lojas da Apple para comprar o iPad2 a partir do dia 11 de março. Quem conseguiu adquirir seu equipamento, saiu dando pulos de alegria. Só nos Estados Unidos, são 236 lojas da Apple e mais mil lojas da AT&T, da Target, da Best Buy e do Wal-Mart que também comercializam o produto.

Enquanto fanáticos por tecnologia faziam filas do lado de fora das lojas, funcionários faziam demonstrações de como funciona o novo produto de Steve Jobs. O iPad2 é equipado com processador A5 de 2 núcleos, sendo mais rápido que o primeiro.

Agora, como seus concorrentes, também possui duas câmeras: uma frontal e outra traseira, de alta definição. Ele está 4,6 mm mais fino e com menos 90 gramas. Ele ainda possui três eixos, o chamado giroscópio, que cria uma sensação melhor de movimento, principalmente ao executar jogos. Ele também pode transmitir imagens em alta definição para outros aparelhos e a sua bateria dura 10 horas.

O iPad está sendo vendido por preços que partem de US$499,00 e vão até US$829,00. O lançamento do produto em mais 26 países está previsto para 25 de março, mas, infelizmente, ainda não há previsão para a sua chegada ao Brasil.

Por Flávia Yoshitani


Foi apresentada no dia 2 de março, em San Francisco, a nova geração do tablet  mais famoso do mundo, o iPad 2. Steve Jobs apareceu de surpresa durante o lançamento oficial. De acordo com o que foi apresentado, há boas novidades no dispositivo, entre as quais os novos aplicativos para games, as melhorias no navegador Safari, na exibição de vídeos e no iTunes.

Tudo isso em uma nova versão do sistema proprietário (o IOS 4.3) e dentro de uma carcaça mais fina e mais leve. Por outro lado, o iPad terá melhor capacidade de processamento, por conta do novo chip A5 com processador dual-core. Segundo a Apple, de fato, esta geração do tablet virá com funcionalidades visivelmente aperfeiçoadas e foi ressaltado que 2011 será o ano do iPad 2 no mundo.

O aparelho chegará aos Estados Unidos a partir da segunda semana de março, e a boa notícia é que pelo menos no que diz respeito ao preço a Apple reiterou que o tablet continuará girando em torno dos mesmos U$ 500 do modelo anterior.

Foto: Girlspictnet

Por Alberto Vicente


Nos Estados Unidos, a operadora de telefonia  iniciará a venda do tablet da Apple, o iPad, para empresas com conexões Wi-Fi e serviços 3G.

A estratégia da operadora é junto a venda oferecer planos pós-pagos com preços acessíveis. Todos os três modelos de iPad, produzido pelo fabricante Apple serão vendidos pela At&t com pacotes de dados voltados para o mercado coorporativo a partir de US$15,00. A empresa Verizon será a próxima a vendar os equipamentos da Apple, mas somenten nos modelos com conexões Wi-Fi.

Essa nova tendência de aparelhos, terá como consequência uma piora nas vendas de outros não tão completos ou modernos. Um produto que pode perder mercado na área da tecnologia, é o netbook perante a crescente demanda de iPad's.

Por Carla Caldeira


Enquanto alguns proíbem o uso de notebooks em sala de aula, outros exigem o contrário. Nos Estados Unidos a escola Bervely Hills quer que todos os alunos tragam seus próprios notebooks para a sala de aula. E não pode ser qualquer notebook, a exigência é que sejam modelos Macbook da Apple.

A justificativa do superintendente da escola de Ensino Médio é que os cerca de 1200 alunos terrão acesso à rede sem fio para poderem usar o que ele chama de aprendizado colaborativo. O problema é que notebooks baseados em outras plataformas não seriam compatíveis com a rede interna da instituição de ensino.

É claro que muitos pais, que não têm condições de comprar o computador, reclamaram. Afinal, são cerca de 900 dólares para desembolsar. E ao contrário do que muita gente pensa, muitas famílias não possuem condições para isso.

Nesse caso, a escola afirmou que alunos carentes poderão usar computadores emprestados. E haverá também um plano para adquirir o Macbook com prestações bem acessíveis.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Terra


Essa é para ninguém se queimar, literalmente! 🙂

Nos Estados Unidos a Acer optou por fazer um recall de sua linha de notebooks Acer Aspire. O motivo? O produto poderia eventualmente queimar o seu proprietário. Isso mesmo! Um super aquecimento no equipamento pode deixar o notebook quente demais. A princípio um fio do microfone interno é o causador do problema, uma vez que pode provocar um curto-circuito.

Cerca de 22 mil notebooks devem ser alvo desse recall, todos ele com tela de 13.3”.

Veja quais são os modelos atingidos: AS3810TG, AS3810TZG, AS3810TZ, AS3410T, AS3810T e AS3410.

Abaixo uma foto do Acer Aspire AS3410:





CONTINUE NAVEGANDO: