Saiba aqui qual versão do Linux é melhor para uso em computadores antigos.

Com o avanço da tecnologia, muitas máquinas “consideradas antigas” não conseguem acompanhar o requisito dos novos sistema operacionais. Estes equipamentos, que ainda são funcionais e podem suprir o usuário final em muitas tarefas, são deixadas de lado. A boa notícia é que existem alternativas que podem “ressuscitar” estes, e, ainda servir por um bom tempo, até que sejam substituídas.

Entre as opções, uma é adotar um sistema operacional livre, baseado no kernel Linux. Os “sabores” deste kernel podem cumprir as tarefas mais cotidianas de um usuário comum. Como elas não custam nada, podem ser usados livremente por quem assim desejar, seja em empresas ou em residências.

Um destes “sabores” a se considerar é o Lubuntu, derivado do “Ubuntu” e que usa o kernel Linux. Usando a interface gráfica LXDE, esta se assemelha muito as versões mais antigas com Windows (versões 2000 e XP), com um menu iniciar bastante simples, listando algumas configurações e programas instalados. O mais interessante é que, como os sistemas que usam o kernel Linux são seguros, será menos arriscado infectar a máquina com vírus, se comparando com o Windows, usado largamente e vulnerável.

Softwares inclusos

O Lubuntu traz uma gama de programas já instalados, poupando o usuário de “caça-los” na internet. Destaca-se o Abiword, um programa para visualização e edição de textos rápidos. Extremamente leve, pode ser usado para tarefas que se exige maior agilidade e menor complexidade.

Já na parte de navegação na internet, o Firefox já vem embarcado no Lubuntu, possibilitando a abertura de sites sem a instalação de um software apropriado para isto. O Firefox que já existe para Windows e atualmente figura na terceira colocação entre os browsers mais usados atualmente, oferece uma gama de extensões para uma série de atividades, sendo este o seu maior ponto forte.

Para a reprodução multimídia, o Lubuntu traz consigo o Audacious, um simples, porém excelente reprodutor de música. Com suporte aos principais formatos, o usuário não precisará “caçar” plug-ins (extensões com outros formatos) para reproduzir seus arquivos. O visual remete aos clássicos programas antigos que executavam música, podendo ser personalizado com a skin que o utilizador mais desejar. Para os vídeos, o MPlayer fará o serviço. Outro reprodutor de código livre, que sabe executar os principais formatos. Seja o vídeo gravado com a família, ou aquele que você mesmo grava, eles reproduzirão sem pesquisar outros programas.

Quem deseja abrir arquivos em PDF, poderá usar o Evince. Obedecendo as diretrizes de um sistema leve, este é mais um programa sem muitas “firulas”, indo direto ao ponto na reprodução do formato. A leitura é simples e a abertura do arquivo bastante rápida, muito por conta da leveza do Lubuntu.

Loja de aplicativos

Se o usuário sentir falta de algum software, entre os vários existentes que estão embarcados no Lubuntu, pode usar a loja de aplicativos do sistema. Ela oferece os principais programas para download e utilização.

Para o escritório, é encontrado nesta loja, o Libreoffice, uma suíte completa, usada largamente em universidades e órgãos públicos. Praticamente todas as extensões são suportadas por ele, tornando assim uma opção gratuita e viável ao Microsoft Office. Inclusive, o Libre, consegue abrir os documentos editados no software da Microsoft, nos seus formatos.

O Libreoffice atualmente é mantido por uma comunidade de usuários ao longo do mundo, possuindo um fórum de ajuda mútua, de forma gratuita, em seu site oficial.

O Chrome também está presente, com sua versão de software livre: O Chromium. Ela vem sem os plug-ins proprietários inclusos na versão normal do navegador. Porém, suporta todas as extensões do Chrome e funciona da mesma maneira que seu “irmão”.

As atualizações do sistema são gratuitas e não há exigência de reinicialização do sistema para a instalação delas. No site oficial (https://lubuntu.net/) encontra-se a .iso do sistema, basta baixa-la e instalar, ou, se você não sabe, pedir a seu técnico de confiança. É de graça, leve e você irá se surpreender com sua máquina “nova” de “novo”.

Por Leandrinho de Souza


Confira aqui algumas dicas para escolher o melhor notebook.

Se você está pensando em comprar um notebook, preparamos aqui uma matéria especial com algumas importantes dicas para ajuda-lo a escolher o modelo ideal. A lista contém 10 itens que precisam ser observados para não haver arrependimento, posteriormente:

O Processador

O conjunto total de comandos em um computador depende do processador. Este dispositivo é fundamental para a escolha de um modelo, já que o mesmo é fator determinante para o desempenho da máquina em seu todo.

O Sistema Operacional

Este é o dispositivo que produz a interface entre todas as demais estruturas no interior de uma máquina e organiza todos os arquivos e programas; a memória e demais dispositivos. Conselho aos adeptos do Windows, o melhor e mais atualizado Sistema Operacional no comércio é o Windows 10.

A Tela

Lembre-se, amigo consumidor, nem toda grande tela será a melhor. O display pode se tornar um empecilho para o computador, que se torna maior e pode representar um grande problema para o usuário que necessita transportar o notebook com certa frequência. Além disso, é preciso verificar densidade de cor e a resolução de imagem.

O Formato

Este quesito vai depender muito do gosto de cada consumidor. Modelos ultrafinos ou mais robustos; mais discretos ou coloridos; tipos fixos ou dobráveis. Notebooks próprios para os gamers são bastante pesados, munidos de telas maiores e, por conseguinte, nada práticos de se carregar.

O Disco rígido

O consumidor que necessite armazenar uma grande quantidade de arquivos deverá focar neste item: o disco rígido. Tudo pode variar entre 128 GB e 2 TB. Outro fator de grande importância a ser considerado é a possibilidade de se agregar os SSDs que, em geral, são muito mais resistentes e portam programas e aplicativos com a garantia de maior velocidade.

A Bateria

O consumidor que necessite utilizar seu notebook de modo que o mesmo esteja desconectado do cabo de energia, a melhor alternativa está em buscar por aparelhos que estejam munidos de bateria com maior poder de autonomia mínima, no sentido de garantir um conforto a mais para o usuário. Normalmente, quatro horas constitui tempo aceitável, embora existam alguns modelos que suportam um período de até 10 horas, sem necessitar de qualquer fonte de conexão em energia elétrica.

O Teclado e o Touchpad

Embora este dispositivo não necessite de muita atenção, ele, de fato, consiste em um grande diferencial para o usuário, no sentido de garantir ao mesmo uma experiência de qualidade. O usuário que necessita escrever constantemente precisa de maior eficiência em termos de teclados. O tipo de Touchpad ajuda a melhorar a qualidade de navegação.

A Webcam

Neste caso, a resolução, o ajuste de brilho e a captação de áudio são tudo. Para quem utiliza muito os dispositivos de videoconferência, uma boa câmera faz grande diferença. Se um notebook não vem com webcam de qualidade embutida, será possível e até melhor adquirir outra, avulsa, e conectá-la ao Note, para garantir melhor qualidade na imagem ao longo de uma reunião ou outros eventos.

As Conexões

Atualmente, nem todo consumidor assiste a vídeos ou ouve músicas somente via CD ou DVD. Neste caso, verificar, antes da compra, todas as entradas em USB e, de preferência, a de tipo HDMI. Quanto mais, melhor, dado que muitas vezes será necessário conectar um mouse externo, ou uma impressora, algum carregador de celular e o Pendrive. Verificar conexão de tipo Bluetooth e a qualidade da entrada de Wi-Fi, além da gaveta de cartões SD.

A Memória RAM

Essencial para qualquer computador, a memória Ram interpreta todos os documentos e os programas, no instante em que os mesmos são abertos, de modo não sequencial. Portanto, quanto mais memória RAM, maior será a capacidade do Notebook poder utilizar vários programas, ou mesmo várias abas no navegador da internet, ao mesmo tempo.

Paulo Henrique dos Santos


Saiba aqui como descobrir a senha da Internet que você está usando no PC ou Celular.

Ao contrário do que muitas pessoas costumam pensar, é possível descobrir a senha do Wi-Fi que estamos usando tanto via PC quanto por meio do celular.

Quem usa um computador com o sistema operacional Windows tem um trunfo extra: o SO armazena as senhas das redes W-Fi nas quais o computador já foi conectado.

A principal finalidade desse recurso é tornar mais prática a vida do usuário no caso de futuras conexões, pois não será preciso que nenhum código de segurança seja digitado novamente naquele aparelho em específico.

Entretanto, toda essa facilidade faz com o usuário esqueça facilmente a senha no futuro, especialmente se ela for difícil de lembrar.

De qualquer forma, há uma maneira muito simples para descobrir a senha do Wi-Fi sem precisar restituir as configurações de fábrica do roteador.

O passo a passo a seguir mostra como você pode descobrir a senha de uma rede por meio do computador. Aliás, esse processo foi feito no Windows 10, mas as dicas podem funcionar com Windows 7 e Windows 8. Confira!

Primeiro passo: Com o botão direito do mouse dê um clique no ícone do Wi-Fi e em seguida na opção "Abrir Central de Rede e Compartilhamento". Ele está localizado na parte inferior direita de seu computador.

Segundo passo: Dê um clique na opção “Alterar configurações do adaptador” situado do lado esquerdo do monitor.

Terceiro passo: Aqui basta que o usuário dê um clique com o botão direito do mouse sobre o ícone do adaptador de rede e no menu que surgir clicar sobre a opção “Status”.

Quarto passo: Dê um clique na opção “Propriedades de Conexão Sem Fio”. Depois, basta apenas acessar a aba “Segurança” e selecionar a caixa “Mostrar Caracteres”.

Pronto! Seguindo somente esses passos simples já é possível você descobrir qual é a senha da rede Wi-Fi na qual seu computador está conectado.

Pelo Celular

Saber a senha pelo celular é um processo um pouco mais chato, até porque não é possível fazer isso de forma direta. Aqui vamos citar um dos modos mais práticos: usando o aplicativo LastPass. Acompanhe!

Primeiro passo: baixe e instale esse app em seu celular.

Segundo passo: Acesse o menu lateral e dê um toque na opção “Notas seguras” para que uma lista com todas as redes que já foram usadas no aparelho sejam listadas.

Terceiro passo: acesse qualquer uma das redes disponíveis para obter mais detalhes sobre elas. Na sequência, basta apenas tocar no ícone de olho situado ao lado da opção “Senha” para poder ver aquela que é específica da rede.

Viu? Tanto no PC quanto pelo celular os processos são relativamente simples. Vale a pena dar uma olhada e testar, assim você já estará por dentro de tudo quando precisar descobrir a senha de sua rede Wi-Fi.

Dicas para manter sua internet segura

Além de cuidar de seu equipamento, algumas dicas simples e básicas podem ajudá-lo a aumentar o nível de segurança de sua internet.

A primeira e mais simples de todas é simplesmente atualizar a senha de seu roteador. O motivo é claro: normalmente esses aparelhos já saem de fábrica com uma senha padrão (simples até demais), que são de conhecimento de muitos espertinhos no mundo digital.

Em outras palavras, manter a senha padrão do roteador seria o mesmo que dar a chave de seu carro para que o criminoso entre e leve o veículo sem nenhum tipo de empecilho.

Outro ponto que você deve cuidar de tempos em tempos é conferir se o firmware de seu dispositivo está devidamente atualizado. Além disso, nada de sair divulgando a senha de sua rede Wi-Fi ou seu endereço de IP para pessoas que não sejam de muita confiança ou simplesmente conhecidas (incluindo os amigos).

Basta ficar atento para evitar muitas dores de cabeça!

Por Denisson Soares


Confira dicas de como criar senhas seguras e de como não ter problemas com elas.

Muitas pessoas sofrem com o assunto “senha”. Hoje em dia é muito necessário ter senha para acessar diversas coisas como:

– Internet Bank;

– E-mail;

– Redes sociais;

– Aplicativos;

– Acessos a sites em geral.

E como a segurança dos nossos dados pessoais são muito importantes, até mesmo para evitar algum tipo de crime, o ideal fazer as escolhas das senhas corretamente. Isso pode parecer muito fácil para algumas pessoas, mas nem todo mundo acha isso tão simples assim. Alguns erros em fazer senhas podem causar problemas sérios também, por isso é bom seguir as dicas dadas aqui nesse texto.

Dicas para quem tem a mente esquecida

Algumas pessoas simplesmente esquecem das senhas que fazem para alguns acessos importantes. Para esse tipo de pessoa a dica é apenas uma: Use uma senha para a mesma coisa e ela tem que ser uma coisa extremamente importante na sua vida. Não use data do próprio aniversário ou de pessoas ligadas a você. Mas pode ser a data de um acontecimento especial que ninguém saiba, como o dia que conheceu o seu primeiro amor ou algo do tipo. Dessa forma você não esquece e também não corre o risco de pessoas enxeridas descobrirem também. Essa dica é ótima para senhas de redes sociais.

Use senhas mais compridas

Outra forma de criar senhas mais seguras para acessos importantes é com senhas mais compridas. Muitas pessoas preferem as senhas curtas que são as mais fáceis de serem descobertas. O ideal é escolher uma senha maior, pois assim a segurança da mesma fica maior.

Guarde as senhas na nuvem e fique seguro

Outro erro muito comum de algumas pessoas, é o costume de anotar senhas secretas em papeis, cadernos ou no bloco de notas do celular ou computador. Essa é uma atitude muitos arriscada, pois qualquer pessoa que já tem maldade para isso pode descobrir. A melhor forma de guardar a senha sem ter risco é usando a nuvem. E mesmo assim evite guardar senha de banco nesse local, faça isso apenas com as senhas de rede social e E-mails.

Use senhas com letras e números

Alguns sites já exigem em seu cadastro a senha que tenha letras e números. Essa é uma forma muito prática de manter sua senha ainda mais segura e difícil de ser descoberta. Evite usar informações que outras pessoas saibam. Escolha algo extremamente pessoal e que ninguém saiba.

Troque sua senha a cada 2 meses

Essa é uma prática que poucas pessoas fazem. Pois bate preguiça e acomodação. Mas as senhas devem ser trocadas de tempos em tempos, justamente para dificultar o roubo das mesmas. Porém, esse costume deve ser evitado por pessoas que se esquecem com facilidade. Ela não deve ser usada em redes sociais, pois isso pode pôr em risco a sua conta e ela pode ser bloqueada.

Escolha armazenar as senhas em um único aplicativo com nuvem

Para quem quiser armazenar as senhas em aplicativos de gerenciamento de senha em nuvem, a dica é suar apenas um aplicativo. Evite usar vários ao mesmo tempo. Pois o risco de perder esses acessos é muito grande e consequentemente o problema será também.

Evite exagerar nos caracteres

Uma das dicas mais importantes na hora de elaborar uma senha, é o uso de caracteres. Mas para que o tiro não saia pela culatra, é preciso não exagerar na quantidade usada, pois o risco de esquecer a senha é muito grande. Se souber usar da maneira certa, o caractere pode deixar uma senha muito secreta.

Como vimos nesse artigo, ter senhas é uma coisa indispensável hoje em dia. Por isso, é importante usar uma forma simples de fazer a mesma e ter esses dados guardados em local seguro, de preferência na mente.

Por Cristiane Amaral

Senha internet


Confira alguns itens que devem ser levados em consideração antes de comprar um bom notebook.

Na atualidade, onde a maioria das atividades profissionais e estudantis está relacionada ao uso da tecnologia e internet, ter um notebook é indispensável para a maioria das pessoas. No entanto, na hora de escolher o melhor modelo de computador portátil é necessário analisar se o produto possui características que atendem às suas necessidades.

Memória grande e boa velocidade, esses são apenas alguns dos fatores que devem ser estudados na hora de comprar o seu notebook para usar no seu dia a dia tanto para trabalho quanto para estudo.

Confira abaixo o que você precisa avaliar para comprar um bom notebook!

Escolha um processador potente

Se você quer fazer as suas atividades sem enfrentar travamentos, o ideal é escolher um notebook com processador potente. Os melhores modelos são aqueles que apresentam recursos para economia de energia, como as versões produzidas pela linha Intel Atom.

A vantagem desses processadores é o fato de serem baratos e pouparem energia enquanto os aplicativos estão sendo usados, impede que o aparelho esquente excessivamente, o que faz a bateria durar mais tempo. Para quem necessita de um notebook mais rápido para realizar tarefas pesadas, as melhores alternativas são as que possuem Intel Core i3 e AMD Athlon X2 Dual Core.

Prefira uma memória RAM com boa capacidade de armazenamento

Antes de escolher a memória RAM do notebook, é importante avaliar o padrão utilizado no mercado. Por exemplo, para rodar uma versão do Linux ou Windows 10, você precisa ter, no mínimo, 2 GB de memória RAM, que é capaz de comportar todos os recursos disponibilizados pelo sistema operacional.

Além disso, quanto maior for a memória do computador, consequentemente, com mais facilidade as aplicações irão rodar, de modo a garantir um bom desempenho geral. Você usa o notebook para trabalhar? Isso significa que vai exigir mais da máquina, recomenda-se optar por um modelo com 4 GB.

Analise a duração da bateria

Já pensou estar trabalhando em uma atividade importante e de repente o seu notebook desligar por falta de bateria? Apesar de o tempo de duração das baterias de smartphones e notebooks ainda não ser tão prologando, analisando com cuidado é possível escolher um modelo que acrescente mais durabilidade e permita que o aparelho funcione por mais horas sem ser recarregado.

Para fazer uma seleção mais segura, o mais recomendado é recorrer às baterias de íons de lítio, que geralmente têm uma carga bem mais duradoura que as demais, além de terem uma vida útil maior e não tornam o notebook mais caro.

Caso faça uso do computador pela bateria frequentemente, indica-se comprar uma versão cujo fabricante venda baterias de forma separada, possibilitando que você sempre tenha uma de reserva. Também vale considerar a aquisição de uma bateria com seis células, ou seja, mais resistente.

Cuidado com o tamanho da tela

Se o usuário quer uma boa visualização, tem que escolher uma tela maior. Porém, quando a tela é grande, o tamanho do notebook também aumenta, elevando o consumo de energia. Por isso, é preciso tomar cuidado com o tipo de tela a ser escolhido.

A sua intenção é utilizar o notebook em casa e não precisa economizar espaço? Nesse caso, pode-se apostar em um modelo maior com tela de 15 ou 16 polegadas. Mas, se você vai usar o aparelho para estudar ou trabalhar e tem que transportá-lo em uma mochila ou bolsa, procure uma máquina com uma tela menor, que pode ser de 11 ou 13 polegadas, o que é perfeito para economizar espaço físico.

Para comprar um bom notebook não basta apenas prestar atenção no preço ou marca, analisar os seus recursos é essencial para optar pela versão que supra as suas necessidades.

Por Simone Leal

Comprar notebook


Veja os procedimentos que devem ser feitos antes e durante a formatação para ter sucesso em todo o processo.

Atualmente muitos notebooks, ultrabooks e até netbooks não utilizam mais drives de CD, DVD RW para leitura e gravações de arquivos. Há pouco tempo atrás este era o método mais utilizado para formatar computadores e notebooks.

Com os novos modelos isso já não é mais cogitado. No entanto, é possível formatar um notebook ou pc que não possuam leitor óptico, existem outros meios de formatação que são utilizados para instalar programas e sistemas operacionais.

Se o seu notebook está lento, com vírus e precisa ser formatado, continue lendo este artigo que vamos apresentar outros meios que você pode utilizar para formatar seu equipamento.

Como era feito antigamente

Antes de ser lançado os notebooks, os sistemas operacionais inicialmente eram instalados através de disquetes, quem viveu esta época vai lembrar da quantidade de disquetes que eram necessários para dar o boot no computador e iniciar o processo de instalação, um método bem demorado.

Anos depois foram utilizados os Cds e logo em seguida os DVDs. Nos dias de hoje, não se escuta mais que é preciso usar um CD ou DVD para instalar, o pendrive via porta USB é a forma mais utilizada para inicialização do sistema.

Os notebooks e pcs da atualidade possuem uma opção na BIOS que permitem a inicialização via USB que pode ser um simples pendrive ou um hd externo.

Preparação antes da formatação

Antes de formatar seu notebook é importante estar atento a algumas informações. Muitas pessoas sem experiência assistem vídeos e tutoriais na internet ensinando como formatar e instalar o sistema operacional, porém, muitos não tomam alguns cuidados necessários para que sua formatação seja feita com segurança.

Muitos são os casos de arrependimento pós-formatação. Por quê?

Porque não se atentou a um checklist que deve ser feito antes de formatar, principalmente, com arquivos salvos e informações do fabricante do notebook que por muitas vezes o sistema operacional não reconhece alguns drives como placa de rede, som, vídeo e o aparelho não funciona corretamente.

Para que isso não ocorra com você, preparamos um pequeno checklist que vai te guiar e ajudar antes de começar realmente a formatar seu notebook. Veja a seguir o que você precisa saber antes de apagar tudo do seu hd.

Checklist de Segurança

O checklist que vamos apresentar é necessário para você ter uma completa segurança sobre os dados que existem em seu aparelho, tendo em vista que em alguns casos o processo de formatação e exclusão dos arquivos podem ser irreversíveis, causando danos aos proprietários com a perda de dados valiosos.

1.Verificar as informações do Notebook

O objetivo aqui é você identificar algumas informações do seu equipamento. Na parte externa, normalmente embaixo do notebook existem algumas informações do fabricante que detalham um pouco mais sobre o modelo do seu aparelho e que podem ser úteis no processo de instalação do sistema e no reconhecimento de alguns drives importantes.

As informações que geralmente são encontradas são: modelo, número de série, produzido por, alimentação como a tensão e corrente do equipamento.

2.Verificar informações no Sistema

Antes de formatar, dentro do sistema, no painel de controle na opção Sistema e Segurança você vai encontrar as informações básicas sobre o seu notebook.

Nesta seção você vai encontrar a edição do seu sistema, versão, arquitetura 32 ou 64 bits, processador, memória e identificação de ativação do seu sistema. Outro ponto importante é você ter em mãos a chave-key que habilita e ativa seu sistema para instalação e outras funcionalidades.

3. Verificar informações no site do fabricante

No site do fabricante procure pela opção suporte, neste local é possível identificar e baixar drives de placas que possam não ter sido instaladas automaticamente pelo sistema. Basta apenas informar o modelo ou códigos dos drives que estão presentes em seu notebook.

Verifique o serial number, model number entre outras informações que podem estar também no manual que acompanha seu equipamento, ou seja, quanto mais informações você tiver em mãos, mais fácil será para resolver possíveis conflitos ou falhas na instalação.

Iniciando a Formatação

É uma característica muito comum dos notebooks, não apresentar a tecla de atalho para iniciar o setup ou acessar a tela da bios para efetuar algumas configurações mais avançadas, isso é feito por medida de segurança.

Para isso, você vai precisar saber o modelo do seu notebook e pesquisar na internet qual é a tecla de atalho para acessar o Menu de Boot ou Setup. Normalmente as teclas se alternam do Esc ao F12.

Alguns fabricantes informam na inicialização a tecla para setup e bios ou boot menu, é preciso estar atento logo ao iniciar e procurar estes dados.

Ordem de inicialização

Você vai precisar criar um pendrive habilitado para instalação com boot de sistema. Para isso busque por tutoriais que ensinam como utilizar ferramentas que salvam a imagem .iso do sistema no pendrive bootável.

Após esse passo, dentro do setup procure pela opção boot e selecione a opção USB como inicialização principal, em alguns casos a ordem está diferente com inicialização pelo DVD.

O programa que você pode usar para criar o pendrive de boot que é muito utilizado é o Windows USB DVD Tool que fará esta tarefa rapidamente.

Faça um Backup de Drivers

No site do fabricante, após informar o modelo, selecione o sistema que você vai instalar e baixe o pacote de drivers (todos) do seu notebook e armazene em outro pendrive para posterior instalação, caso o sistema não instale automaticamente.

Preparar HD e Iniciar instalação pelo Pendrive

Verifique se seu hd não está particionado e faça um backup dos seus dados antes. Após isso basta apenas inserir o pendrive com boot automático do sistema, reiniciar com a opção de inicialização pelo USB e deixar a tarefa para o próprio instalador do Windows ou Linux se encarregar de preparar o sistema.

Siga os passos solicitados pelo instalador do sistema, clique na opção instalar agora em em seguida preencher os dados solicitados como chave-key e dados pessoais para a criação de conta.

Neste link é possível assistir a um vídeo com mais detalhes sobre a instalação, neste caso é o Windows 7: https://goo.gl/sBymyg.

Por Marcio Ferraz

Formatar notebook


Confira o que fazer para melhorar o sinal do seu Wi-Fi.

Em um mundo totalmente interligado, onde a maioria das pessoas parece estar conectada de alguma forma, ficar sem internet é, com toda a certeza, um enorme pesadelo. Principalmente para aqueles que estão acostumados a mexer na internet constantemente.

Com a evolução dos aparelhos celulares, superando inclusive os PCs tradicionais, esta distância diminuiu ainda mais, abrindo portas para que qualquer pessoa se conecte a internet, de qualquer lugar, a qualquer hora. As próprias operadoras de telefonia vêm trabalhando fortemente para popularizar suas redes e fornecer o serviço para os usuários de smartphones.

Se antes era preciso uma “paciência de Jó” para poder acessar a internet, utilizar os computadores ou notebooks, atualmente basta um simples clique para descobrir todas as redes de WI-FI disponíveis onde você está. A verdade é que está ficando cada vez mais fácil manter-se conectado.

Além das operadoras de celular estarem trabalhando para facilitar a vida dos seus clientes, ainda existe uma infinidade de empresas dentro do mercado, todas elas fornecendo a instalação de franquias de internet dentro de casa, no trabalho, em shoppings e outros lugares públicos. O certo, é que nunca foi tão fácil entrar na internet.

Neste contexto, a rede de Wi-Fi, serviço fornecido através da instalação de internet por uma empresa, onde o sinal é distribuído através de um aparelho, conectado a linha de transmissão da empresa e tem como função repetir o sinal recebido para os aparelhos móveis. O problema é quando esta transmissão possui algum problema ou não transmite o sinal corretamente.

Para tentar ajudá-lo a resolver o problema, elaboramos algumas dicas que poderão auxiliar na melhora do desempenho na hora de utilizar a rede Wi-Fi.

A seguir, 5 dicas para melhorar o Wi-Fi:

1. Confira o seu plano de internet

O primeiro cuidado a ser tomado é procurar saber se a sua franquia de internet atende as suas necessidades. Antes de contratar é indispensável se informar quanto à velocidade do seu pacote e o seu limite de utilização. Lembrando que para cada tipo de atividade é necessário um pacote de internet diferente.

Portanto, é importante responder algumas questões como: a internet será utilizada na empresa ou em casa? Caso seja corporativa, que tipos de atividades serão realizadas? Para a internet caseira, será utilizada apenas para acesso comum a web ou o cliente deseja assistir filmes, entrar em salas de jogos virtuais, dentre outras atividades que demandam a contratação de uma franquia melhor?

Responder estas questões é primordial no ato da contratação, pois ajudará a resolver problemas futuros. Infelizmente, muitos contratam planos sem observar estes fatores e depois acabam tendo problemas na transmissão, visto que utilizou toda a sua franquia.

2. Cuidados com o Roteador

Como dito acima, o aparelho responsável por retransmitir o sinal recebido da empresa é o roteador. Para que você tenha a certeza quanto ao sinal, procure saber qual a distância máxima que o seu aparelho suporta enviar o sinal. Em ambientes muito grandes pode ser necessário utilizar um roteador mais potente ou instalar um repetidor de sinal.

Também é imprescindível manter o aparelho atualizado. Quanto mais novo o roteador, melhor o seu desempenho. Checar qual aparelho se adéqua melhor ao ambiente é fundamental. Outro cuidado é conferir qual a frequência do roteador antes de comprá-lo. Quanto menor a frequência, pior o sinal.

3. Em caso de lentidão, reinicie o aparelho

Você está utilizando a internet normalmente, seu aparelho até então funcionava muito bem, mas, de repente, o sinal começa a ficar fraco, o acesso se torna cada vez mais lento e você não consegue identificar o porquê. Uma atitude simples como desligar o roteador por 10’ e religá-lo em seguida pode resolver tudo.

Aliás, esta é uma etapa muito utilizada pelas empresas de telefonia quando os clientes ligam fazendo reclamação por falta ou lentidão de sinal do Wi-Fi. Parece simples, mas ajuda bastante.

4. Cuidados com a Segurança

Assim como você, milhões de pessoas estão à procura de uma rede Wi-Fi neste exato momento. Não sei se já reparou, mas quando se coloca para pesquisar a rede disponível, aprece uma lista centenas de nomes. A maioria está protegida por senha. Entretanto, até o mais leigo pode baixar um aplicativo para tentar descobrir qual a senha do seu Wi-Fi.

Uma das formas de minimizar este problema é tornando a sua rede oculta. Desta forma, quando as pessoas procurarem por algum sinal, a sua linha de transmissão não será relacionada. É claro que existem programas voltados para descobrir redes ocultas, todavia esta incidência é menor.

5. Velha e boa dica caseira

Ao realizar todas as etapas e a sua internet continua lenta, apele para uma solução mais amadora, mas que muitas pessoas utilizam e dizem dar certo. Embora não tenha nenhuma comprovação técnica em relação a isto. Coloque um alumínio atrás do roteador, os “especialistas amadores” garantem que esta é uma das melhores opções para melhor o sinal do Wi-Fi.

Por Juanito Carvalho

Wi-Fi


Saiba aqui o que fazer pra evitar que sites minerem Bitcoin e Monero em seu Computador.

Um dos maiores problemas da atualidade, na era digital, em que a maior parte da população está constantemente conectada na internet ou mesmo trabalhando por meio dela, são certos tipos de sites de procedência duvidosa, na web, que utilizam scripts para garimpar Bitcoins e Moneros, parasitando os computadores dos usuários que acessam tais sites.

Esse tipo de atividade tem intenção de utilizar as aplicações digitadas no JavaScript, o qual é a linguagem de programação entre as mais propagadas na Web, no sentido de tirar proveito da potência de processamento, contida nos computadores das pessoas que os acessam, para que seja possível sugar desses mesmos PCs funções de Criptomoedas tais como os Bitcoins, o Monero, o Ethereum, o Litecoin, entre outros tipos de funções virtuais.

Portanto, experimentalmente este tipo de movimento não é perigoso para o computador do usuário, porém, além de ser uma invasão, configurando crime cibernético, esta manobra virtual causa sobrecarga no processador que parasita e eleva o consumo de energia do mesmo. Essas práticas invasoras, que visam minerar funções do computador alheio para seu próprio proveito, com frequência, são muito abusivas em termos de processamento.

Portanto, o computador do usuário que se torna vítima desse tipo de prática acaba funcionando com dificuldade e lentidão, sendo que a funções mais importantes acabam tendo um funcionamento secundário. Geralmente, o site nem mesmo possui notificações automáticas, que deveriam informar os usuários sobre esta situação, além de que, nem sequer existe autorização para isso, pois os responsáveis por este procedimento sabem que isso não é correto, não é seguro e muito menos honesto.

Conforme informações divulgadas pela Avast, em situações como esta frequentemente os dados minerados são os Moneros, muito mais do que os Bitcoins. Os invasores, nomeados "mineradores de ponta", fazem uso de certas espécies de computadores que mantém uma significativa garantia em relação aos usuários que procedem do mesmo modo por meio de computadores mais comuns. Na China existem regiões que são as chamadas “fazendas de Bitcoin”, nas quais galpões estão repletos de monitores, com intensa atividade 24 horas por dia. Mais ou menos 70% dos mineradores no mundo estão naquela região. De acordo com a opinião qualificada do analista de sistemas computacionais Alexej Savčin, o algoritmo próprio de mineração do Monero havia sido elaborado e projetado para funcionar especialmente nos PCs mais comuns.

Algumas dicas são importantes para ajudar proteger os computadores dos usuários. Trata-se de um tipo de prática que não tem como ser ocultada. Os tipos de sites atuantes nesse procedimento provocam um intenso aumento do consumo de energia de funções da CPU que parasitam; como resultado o computador passa a operar muito lentamente. Para justificar-se, os desenvolvedores usam do subterfúgio de não promoverem uma sobrecarga de anúncios ao visitante, ou seja, supostamente isentando-o dos anúncios abusivos nas páginas. Porém, isso tem um preço: o computador do usuário fica submetido, cativo, produzindo um benefício não permitido para o site.

Felizmente métodos preventivos foram desenvolvidos, no sentido de bloquear esse procedimento parasita, oriundo de determinados sites, os quais sugam energia e utilizam ferramentas de computadores alheios, buscando apenas renda virtual. Não é difícil compreender o procedimento que faz garimpo Bitcoin. No site TechTudo os usuário podem encontrar um tutorial com passo a passo sobre o procedimento a adotar, no sentido de proteger os seus computadores. Para ser possível bloquear as atividades ilícitas de um determinado site na Web, que parasite a potência de um PC para explorar os Bitcoin ou outras funções que sobrecarreguem suas máquinas, os usuários podem seguir esse esquema:

O procedimento pelo acesso do Chrome e por meio dos links provenientes do mesmo, ou seja, Opera, Vivaldi, Edge, os quais estão adaptados às extensões dentro do navegador do Google, é do de realizar uma instalação de Plugins bloqueadores da invasão e da mineração de Criptomoedas processados pelos sites acessados pelos usuários. Por meio do Chrome, se faz pelo No Coin e pelo No Mining, que são ferramentas próprias para essa função. Também existem os seguintes esquemas: as extensões que produzem bloqueios na totalidade dos scripts, como no caso do NoScript dentro do Firefox. Também por meio dos Via Adblock Plus, pois esta função Adblock Plus barra as atividades do navegador impedindo que o mesmo mude as informações via URL, bloqueando a mineração dos Bitcoins ou por meio do Tor, além de muito outros navegadores na Internet centrados na segurança e na privacidade dos usuários, barrando a invasão dos scripts, impedindo que os mesmos funcionem de modo padrão, garantindo maior segurança aos navegantes, entre outros recursos.

Paulo Henrique dos Santos


Saiba aqui como remover o Hao123 do seu computador.

Praticidade na hora de fazer downloads na internet é um característica nos dias de hoje. Em tudo, é necessário dedicarmos um pouco de atenção e não cairmos em armadilhas, principalmente na hora de realizar o download de algum software. Muitas vezes, optamos por escolher os softwares que estão gratuitos, porém, é importante ficar atento caso não quisermos encher o nosso computador de programas que reduzam o desempenho e que, muitas vezes, são indesejados, porém, aos nossos olhos parecem inofensivo. Outra forma que muitos infelizmente adquirem é ao acessar um site de downloads e escolherem um instalador que não seja do site oficial do desenvolvedor.

Um destes que podem vir embarcado em alguns programas cujo download realizamos são os famosos programas adicionais, ou extensões, que podem dar uma dor de cabeça e mudar toda a configuração do navegador. São recursos que não precisamos e que tornam a navegação mais demorada e também menos segura, pois muitos destes podem redirecionar as buscas ou a navegação a sites fraudulentos e o desempenho do computador fica comprometido. De diversas delas, a que mais incomoda é o agregador de sites Hao123.

Desenvolvido pela equipe do Baidu, esse componente vem embarcado em diversas instalações de programas gratuitos. Muitas vezes, estes estão marcados e passam despercebido pelo usuário. O grande problema é que após reiniciar o navegador, a página inicial e configurações acabam sendo modificadas, gerando dor de cabeça e muitas pesquisas para remover o agregador do navegador.

Se você é uma das pessoas que foram “contempladas” e está com o Hao123 em seu computador, alguns passos na remoção são necessárias. A primeira delas é ir até o painel de controle (você pode utilizar a busca do Windows no Menu Iniciar) para localizar esta funcionalidade do Windows ou navegar até o Painel de Controle e escolher a opção de Desinstalar ou alterar um programa, seleciona o Hao123 e escolher a opção desinstalar.

Feito isso, caso você use o Google Chrome, navegue até o menu de configurações, escolha inicialização e clique em configurar páginas. Feito isso, modifique para a página ao qual você quer que abra ao iniciar o navegador e confirme clicando no OK. Agora, será preciso fechar o navegador, ir na área de trabalho e clicar com o botão direito no ícone do Google Chrome. O último passo para eliminar o Hao123 é apagar o endereço do mesmo no campo de destino na aba atalho.

Já no Firefox, o processo é um pouco diferente, mas muito fácil. Abra o Firefox e vá até opções. Chegando nesta parte, escolha a aba geral e mude a página inicial para o website ao qual você deseja ou escolha a opção de restaurar o padrão para usar a página inicial do Firefox que permite as buscas pelo Google. Para concluir, repita o mesmo processo descrito com o Google Chrome, só que desta vez acesse as propriedades do Firefox na área de trabalho, vá até a aba atalho e apague o endereço do Hao123 e confirme clicando em OK.

Para finalizar, é necessário o remover também do Internet Explorer. Abra o navegador e no menu com uma engrenagem escolha as opções de internet. Na opção home page, mude para a que você estava usando anteriormente e clique em OK. Para remover por completo, acesse as propriedades do Internet Explorer na área de trabalho, vá até a aba atalho e apague o endereço do Hao123 e confirme clicando em OK.

Viu como é fácil? Agora você pode navegar mais tranquilo e seguro. E desmarque as caixinhas de instalações adicionais nos programas e baixe sempre o software do site oficial do desenvolvedor. Boa sorte.

Por Leandrinho de Souza


Saiba aqui como fazer para desinstalar o Baidu, Babylon e Ask do Computador.

Quando utilizamos nosso computador e estamos precisando instalar algum software ou aplicativo importante para solucionar algum problema, instalamos seguindo o passo a passo sem problema algum.

No entanto, é nessa hora que devemos estar atentos. Em seguida, ao acessar a internet, somos surpreendidos por diversos banners, propagandas de publicidade, várias janelas se abrindo sem parar.

Isso já aconteceu com você?

Até para os mais experientes da informática, com certeza já ocorreu. O que acontece é que durante o processo de instalação, outros programas indesejados, por distração, são instalados em conjunto com aquele programa que instalamos inicialmente.

Mas afinal, o que são estes programas indesejados e como evitar que isso ocorra?

E se ocorrer, o que fazer para identificar se existem outros já instalados? Ficou interessado no assunto? Quer saber o que fazer? Continue lendo este texto até o final e aprenda como fazer isso e não ser mais surpreendido por estes pequenos programas indesejados.

Programas adicionais ou Adwares

Os programas adicionais ou adwares é um método de distribuição muito comum e eficiente que são instalados sem que perceba, principalmente se o usuário é inexperiente ou distraído.

Esses programas são instalados e passam a atuar em conjunto com o navegador de internet, um exemplo, são aquelas barras de ferramentas do Baidu, Ask e Babylon, que por sinal, são bem dificeis e chatas de serem removidas.

O objetivo destes adwares é ser instalado no computador sem o conhecimento ou consentimento consciente do usuário, ou seja, é usado de forma invasiva para difusão de mensagens publicitárias, conhecidas como as janelas de pop-up, que atrapalham e aborrecem qualquer usuário.

Díficil de desinstalar

Pelo fato de serem instalados sem autorização do usuário, estes programas são armazenados em locais dentro do computador que são dificeis para localizar. Uma questão um pouco complexa para aqueles que não tem experiência com informática.

É muito complicado para alguns usuários ir até o painel de controle na opção adicionar/remover programas e identificar em uma extensa lista quais são os programas que emitem as publicidades indesejadas e causam lentidão do navegador.

Em alguns casos o equipamento está tão infectado que é preciso até formatar para eliminar estes softwares “agarrados”, principalmente se os softwares que foram instalados são aplicações gratuitas.

Aumentam consumo de memória RAM

Estes pequenos aplicativos de publicidade que ficam nos navegadores de internet, que são adicionais indesejados, nem sempre são úteis, é preciso ter muita atenção na hora de instalar pequenas aplicações gratuitas que possuem este tipo de adwares em seus pacotes de instalação.

Um fator preocupante é que podem comprometer o desempenho do seu computador, a navegação da internet fica mais lenta e compromete o acesso aos sites importantes, além disso, podem aumentar e muito o consumo da memória RAM durante a navegação do computador.

É por isso que muitas pessoas reclamam que o seu computador está muito lento, em alguns casos um problema causado justamente por estes programas adicionais.

Como evitar a instalação de Adwares

Para evitar a instalação desses programas indesejados de publicidade que podem comprometer o desempenho do seu computador, na hora de instalar alguma aplicação, principalmente se ela for gratuita, preste atenção nas caixas de seleção que aparecem normalmente junto com os termos de aceite para a instalação dos aplicativos.

Alguns softwares destes adwares são opcionais e em outros já vem incluso no pacote de instalação. Fique atento neste momento e não selecione estas checkbox que irão adicionar em seu navegador estes programas de publicidade.

Como remover estes adwares

Para remoção destes adwares que comprometem a navegação na internet vamos apresentar um programa gratuito que tem o objetivo, em poucos cliques, remover da barra de ferramentas do seu navegador qualquer outro tipo de programa indesejado, é o AdwCleaner.

Para ter acesso ao instalador do AdwCleaner acesse este link: https://www.bleepingcomputer.com/download/adwcleaner/dl/125/. Após instalar, execute o software.

O AdwCleaner tem a função semelhante aos Antivírus que instalamos em nossos computadores, ou seja, ele executa uma varredura em seu computador e procura por programas indesejáveis.

Quando efetua a varredura, o AdwCleaner busca por programas que comprometem a inicialização do sistema, arquivos que podem ser excluídos e algumas informações inconsistentes que ficam aramazenados nos registros do PC.

Ao finalizar a varredura ele oferece uma lista com a opção de selecionar individualmente os itens para remoção, basta apenas escolher quais programas deseja excluir e clicar em “limpar”.

Pronto! Seu computador já melhorou seu desempenho e você ficou livre daquelas pop-ups que atrapalham sua navegação na internet.

Marcio Ferraz


Dicas de como formatar um Notebook.

Muitas pessoas já passaram pela seguinte situação: o Notebook está travando, cheio de erros e fica visível que precisa ser formatado. Porém, a maioria das pessoas acha que formatar um Notebook é algo de outro mundo. Já posso adiantar de antemão que isso não é verdade.

Qualquer pessoa com um pouco de conhecimento e paciência pode formatar um Notebook. Basta seguir as dicas abaixo:

Salvar todas as informações importantes do Notebook

Muitas pessoas esquecem de salvar as informações importantes que existem em seu Notebook e isso gera um grande problema depois. É muito comum guardar várias coisas importantes no Notebook pessoal. Fotos, documentos, vídeos, senhas e muitas outras informações sempre permanecem em um computador. E para não perder nenhuma dessas informações, é preciso ter uma mídia para Backup. Essa mídia serve para guardar todas as informações importantes do seu Notebook.

Escolha entre as opções mais comuns, que são:

DVD – Essa é uma das opções mais usadas para guardar tudo que for importante em sua máquina.

Pendrive – O Pendrive é muito prático para salvar qualquer coisa. Só que se tratando de Backup, o ideal é que ele comporte todas as informações a serem salvas, se ele tiver espaço suficiente, pode ser a opção mais adequada para quem não entende muito de formatação.

HD Externo – Essa opção é mais indicada para quem tem muitas informações a serem salvas, como filmes e músicas, além das outras opções citadas anteriormente.

Descubra o modelo do seu Notebook para iniciar a formatação

Para facilitar a formatação do seu Notebook, verifique o modelo correto na parte de trás do mesmo. Se ainda tiver o manual do seu aparelho, lá dentro vai conter informações precisas de como iniciar a formatação do seu Notebook.

Procure informações do sistema para começar a formatar seu aparelho

Vá para o painel de controle e procure pela opção sistema e segurança. Depois disso abra a opção “sistema” e lá você vai encontrar as informações mais importantes do seu Notebook.

Procure pelas opções:

Tipo de sistema, Windows, memória do seu Notebook, Processador e ativação do Windows.

Descubra todas as informações do seu Notebook no site fabricante

Vá até o site fabricante do seu aparelho e lá você vai encontrar todas as informações detalhadas do seu Notebook e assim facilitar na formatação. Dentro do site, você vai encontrar a barra de pesquisa, é só colocar o nome do modelo do Notebook ou o código que se encontra na parte de trás do aparelho.

Depois vá para área de suporte e procure por manuais, documentos, drivers e arquivos.

Procure a Tecla Menu de Boot

Essa opção pode ser encontrada também com o nome de Ordem do Boot. Mas não se preocupe, elas fazem a mesma coisa dentro do seu sistema. Essa tecla serve para alterar o sistema do seu Notebook. Ela vai iniciar as seguintes funções: HD, DVD, pendrive e rede.

Escolha o sistema a ser instalado no seu Notebook

Existem várias opções de sistema que podem ser instalados no seu Notebook, entre elas estão: Windows 7, Windows 8 e Windows 10. Faça o download da imagem no formato .iso.

A próxima etapa é salvar a imagem em um Pendrive ou DVD, assim localizar a mesma com facilidade.

Verificação de Drivers

Procure ver no site do Fabricante os modelos de Drivers disponíveis para seu notebook, depois disso é só baixar a versão certa para seu aparelho.

Instale o sistema no seu notebook

– Confirme o idioma e depois a configuração do teclado.

– Vai para a opção instalar Windows e clique instalar.

– Escolha a arquitetura e a melhor versão do sistema.

– Aceite os termos de licença sem se preocupar com ele.

– Na página de instalação, clique na opção personalizada.

– Escolha o Windows a ser instalado e espere concluir a instalação até o final.

– Seu aparelho será iniciado pela primeira vez.

Com essas dicas, vai ser muito simples formatar qualquer Notebook. Boa sorte.

Por Cristiane Amaral

Formatar notebook


Confira as 5 melhores lojas virtuais para comprar produtos diversos por bons preços.

Com a globalização e a internet hoje é possível comprar qualquer objeto em qualquer parte do mundo, com um click e sem sair de casa. Pois, fazer compras é um dos maiores prazeres das pessoas. Existem, atualmente, milhões de lojas online que vendem centenas de produtos dos mais variados tipos, tamanhos, funções, dentre outras características. Conheça agora as cinco melhores lojas internacionais para fazer compras:

1- Ebay

Fundada em meado dos anos 90 nos Estados Unidos, o Ebay é um dos primeiros sites que as pessoas pensam ao pensar em compras online. A loja virtual é considerada hoje a maior loja online do mundo. No Ebay é possível comprar e vender diferentes artigos, desde roupas a produtos eletrônicos, livros, utensílios de cozinha, peças de decoração, acessórios e muito mais. O faturamento da loja gira em torno de 1 bilhão de dólares. Para conhecer a loja basta acessar: www.ebay.com.

2- Amazon

Também oriunda dos Estados Unidos, a Amazon foi fundada no ano de 1994, sua sede é em Seattle. Pode-se dizer que a Amazon é a concorrente direta do Ebay, pois, ambas as lojas seguem o mesmo seguimento: oferecem milhões de produtos diversificados com excelentes preços e atraem milhões de compradores todos os anos. Compradores esses do mundo todo. O faturamento da Amazon também passa da casa de 1 bilhão de dólares. Para conhecer a loja basta acessar: www.amazon.com.

3- AliExpress

Quando se pensa em roupas, acessórios, sapatos, vestuário em geral barato se pensa em AliExpress. Fundada na China e pertencente ao Grupo Alibaba, o AliExpress é um santuário para a moda, pois, no site você acha tudo o que desejar a um preço muito baixo. Milhões de pessoas compram no site todos os dias devido a essas características. O faturamento do AliExpress também passa da casa de 1 bilhão de dólares. Para conhecer a loja basta acessar: https://pt.aliexpress.com/br_home.htm.

4- Sephora

Quando se pensa em produtos de maquiagem, cabelo, perfume se pensa em Sephora. Criada há mais de 40 anos na França, a Sephora possui lojas virtuais e físicas em todo o mundo. A Sephora oferece aos seus clientes uma variada gama de produtos e marcas é possível agradar a todos os bolsos. A liquidação da loja costuma causar uma verdadeira comoção popular. O faturamento da loja de cosméticos é de 1 bilhão de dólares. Para conhecer a loja basta acessar: www.sephora.com.br.

5- Urban Outfitters

A Urban Outfitters é também uma loja norte-americana. A loja além de vender peças de vestuário é uma das maiores lojas online de decoração. Tudo que é vendido na loja é sucesso, devido à elegância das peças e o bom preço.

Fundada nos anos 70, a Urban Outfitters possui mais de 300 lojas pelo mundo. Outro ponto que chama atenção quando se fala da Urban Outfitters é que ela sempre faz parcerias com nomes famosos, criando coleções incríveis com um preço ótimo. O faturamento da loja é na casa de milhões de dólares. Para conhecer a loja basta acessar: www.urbanoutfitters.com.

Por Isabela Castro

Compras online


Cofira aqui algumas dicas para porteger o seu PC de Vírus.

O acesso à internet, sem dúvida difundido no mundo inteiro, é algo hoje em dia que demonstra mais facilidade com smartphones e tablets. Contudo, os ataques cibernéticos também aumentam com normalidade devido a quantidade de informações colocadas na rede. Os diversos modelos de vírus e hackers também se aperfeiçoam e aumentam seus alvos, e obviamente agem na ilegalidade. Com isso, se faz necessário um aperfeiçoamento na segurança de seus aparelhos digitais e na forma como você deve gerenciá-los. Com essas dicas espero ajudar a protegê-lo do mundo tecnológico e perigoso que a globalização permite.

1º dica: Esteja protegido contra Spywares.

Esses spywares são softawares, ou seja, programas que hackers costumam colocar na rede. Eles são como bisbilhoteiros no seu computador, ficam à procura de informações que possam lhe comprometer. Por isso é indispensável a utilização de Antispywares para se manter protegido.

2º dica: mude suas senhas

É muito importante que você não use uma única senha para todas as redes sociais e sites de compra que você possui. Pois se algum hacker descobre essa senha, ele terá acesso a todas suas contas, e-mails, dados bancários, etc. Elabore uma senha difícil, com números, letras maiúsculas e minusculas e símbolos, não se esqueça de trocá-la de tempos em tempos, para manter-se atualizado e mais seguro.

3º dica: mantenha seu sistema atualizado

A terceira dica é sobre o sistema operacional. Mantenha-o sempre atualizado, isso o torna mais eficiente e seguro com novas recomendações do fabricante e nova roupagem. Além disso, um sistema operacional desatualizado está mais vulnerável a ataques externos e desprotegido.

4º dica: cuidado com links desconhecidos

Com certeza você já deve ter caído na tentação de clicar em um botão enorme escrito “Baixar” para fazer o download de seu arquivo, não foi? Acredito que sim, e esse é o principal meio pelo qual as pragas digitais penetram em seu computador. Só porque o nome do seu filme está escrito em algum link não significa que ele seja seguro para assistir. Os hackers adaptam seus vírus as páginas nas quais estão inseridos e isso pode confundir as vezes o internauta, porém, tome cuidado com o exagero visual que esses links dão, pois ali está o perigo.

5º dica: instale um antivírus

Por mais óbvio que pareça, o antivírus ainda é a maneira mais eficiente de se proteger. Ele e o Firewall devem estar sempre ativados e conectados com a internet, além de atualizados. Ambos indicam quando uma ameaça é encontrada e em que sites você pode entrar.

Porém, obviamente, estes não são os únicos meios de proteção. Você deve estar atento no que está clicando e nos sites que está realizando alguma pesquisa. Fique atento! Cuidado!

Jean Carlos Weber Andrades


Confira aqui o que fazer para trocar o idioma e configurar o teclado do computador.

Quem já passou por uma situação de ter o teclado do PC desconfigurado provavelmente quebrou muito a cabeça para tentar resolver o problema. Isso, claro, considerando o fato de que é algo que não temos muito o hábito de ficar mexendo. Bom, deixando isso de lado e partindo da hipótese de que você não conseguiu configurar corretamente o teclado, ou, que por algum motivo, o equipamento está dando problema, ensinaremos aqui como resolver o teclado desconfigurado e consequentemente poder fazer login no Windows 10.

Fazendo login

Caso sua conta possua senha, pode ser que você não vá conseguir fazer login no sistema para poder fazer a configuração do teclado. Para dar a volta nesse probleminha, é possível selecionar o layout do teclado que se quer usar ou ainda usar o teclado virtual.

Windows 10

Passo 1: Comece clicando sobre o botão que fica à esquerda do ícone que representa a rede, logo na tela de login do Win 10, para que seja possível alterar o layout do teclado. Na sequência, tente digitar sua senha novamente.

Passo 2: Se não conseguir fazer login, a outra alternativa é usar o teclado virtual. Para fazer isso dê um clique sobre o ícone indicador de acessibilidade (à direita do ícone de rede) e depois clique em “Teclado Virtual’.

Passo 3: Dê um clique nos campos de senha e utilize o mouse para clicar nas teclas e inserir sua senha.

Para configurar:

Clique no botão “seleção de idioma” ao lado do relógio > clique no idioma atual e depois em opções > clique em adicionar um teclado.

Para remover um idioma é só clicar sobre ele e depois clicar em “Remover”.

Se você quiser alternar entre os layouts de seu teclado é só ir até o menu de seleção de idioma. É o botão que fica logo à esquerda do relógio. Porém, é bom lembrar que se caso você configurou apenas um idioma, essa opção não deverá ser exibida.

Depois de realizar as configurações que apontamos, abra um aplicativo qualquer de texto e teste se está tudo funcionando com você queria.

E pronto. É só isso! Usando essas dicas você conseguirá fazer o login em seu sistema e configurar o teclado.

Por Denisson Soares


Confira aqui agumas dicas do que fazer para deixar o seu computador mais rápido.

Com o passar do tempo os computadores, assim como todos os outros equipamentos eletrônicos, vão ficando mais lentos e acabam dificultando o uso nas atividades do dia a dia. Isso pode acontecer por diversos motivos, falta de limpeza no sistema, HD lotado, programas rodando em segundo plano, entre outros.

Para ajudar a melhorar o desempenho do seu computador e resolver um pouco seus problemas separamos uma lista com algumas coisas que podem ser feita para deixar seu computador mais rápido sem ter que instalar nada. Confira:

1) Limpeza de Disco/Cache

É muito recomendado que se faça a limpeza com uma frequência regular do sistema do computador, uma vez que ele costuma acumular muitos arquivos temporários quando acessamos a internet, além de cache e relatórios de erro que podem encher ainda mais o espaço interno.

No Windows você pode fazer isso clicando em “Acessórios” , “Ferramentas do Sistema” e depois “Limpeza do Disco”. Após a análise, marque os itens que deseja limpar e conclua em “Ok”.

2) Desinstalar programas

Desinstalar programas pode ajudar a deixar o computador mais rápido. Acesse o “Painel de Controle”, “Programas” e procure pelos itens que quer desinstalar, depois disso é só clicar em “Desinstalar”.

3) Limpar pastas de arquivos inúteis e esvaziar lixeira

O computador tem certas pastas que nem sempre nos lembramos de ver o que tem nelas. Um exemplo é a pasta de “Downloads”, geralmente ela guarda coisas que nem usamos mais. Por isso, se tiver um tempinho dê uma olhada nessas pastas e apague o que não é mais útil. No final não se esqueça também de esvaziar a lixeira.

4) Verificar Tamanho do HD Livre (e usar HD Externo)

Em muitas situações programas e outros arquivos requerem mais espaço do que o HD suporta. Nesse caso compre um HD externo para “aliviar” o disco do computador. Quanto menos coisas tiver nele, melhor ele trabalhará.

5) Desfragmentação de Disco

A desfragmentação de disco ajuda o disco a trabalhar de maneira mais fluída. O processo reorganiza os dados para que o sistema responda melhor. Para desfragmentar o disco no Windows é só ir até a pasta “Acessórios”, “Ferramentas do Sistema “ e “Desfragmentador de Disco”.

Por Denisson Soares


Saiba como baixar vídeos do YouTube de maneira simples e rápida por meio de sites e aplicativos.

O YouTube sempre foi um site famoso pela quantidade de vídeos disponíveis para rápida e fácil visualização, mas que necessita obrigatoriamente de conexão com a internet para ser acessado. Tendo isso em vista, os usuários começaram a enfrentar problemas, pois às vezes querem assistir um vídeo, um filme ou até mesmo escutar uma música e não conseguem. A fim de resolver esse problema, diversos meios foram criados para disponibilizar uma forma de ser feito download desses vídeos, alguns simples, outros mais complicados.

As formas mais fáceis de se baixar vídeos diretamente do YouTube são através de sites e aplicativos. Um site muito utilizado é o www.youtubecomtomp3.com/pt, ele traz uma utilização rápida e completa. Para efetuar um download por meio dele, é preciso como primeiro passo acessar o vídeo no YouTube, e copiar a URL (tudo que está escrito na barra de endereços do navegador) por meio do comando CTRL+C. Após isso, deve-se entrar no site citado e inserir a URL copiada, por meio do comando CTRL+V, no espaço destinado a ela e apertar a tecla ENTER. Feito isso irá aparecer as opções sobre o formato do download, nos quais se recomenda escolher MP3 para músicas e MP4 para vídeos. Então é só aguardar e o download começa a ser feito diretamente para o diretório estabelecido pelo navegador, podendo ser acessado por meio de outro comando, CTRL+J.

Se o usuário estiver utilizando um smartphone também é possível fazer pelo modo explicado a cima, porém existem aplicativos que fazem isso de forma mais fácil e organizada. Um exemplo desses é o ITube, disponível para IOS e Android, que apresenta uma interface fácil e autoexplicativa. Através dele é possível pesquisar os vídeos do YouTube e ao clicar o download já é feito, ficando armazenado no histórico do aplicativo. Ele também traz outras funcionalidades como playlists compartilhadas pelo mundo, um comando que busca a letra da música que está sendo reproduzida no momento e até sincroniza sua conta do YouTube para acessar suas próprias playlists.

O processo parece complicado, mas não é, basta seguir os passos e em pouco tempo o usuário já se acostuma e consegue fazer com muita facilidade.

Por Rodrigo Souza de Jesus

YouTube


Confira aqui algumas dicas de segurança para seu Celular e Computador.

A cada dia que passa nos deparamos com notícias sobre os ataques hackers. A questão é que eles estão se tornando muito comuns e não estão longe do nosso dia a dia. Os crimes virtuais tem crescido de forma exponencial e o problema é que estão se aprimorando cada vez mais. Com isso, qualquer pessoa que esteja conectada à internet acaba por se tornar um alvo em potencial.

No meio disso, vamos encontrar os mais variados tipos de crimes virtuais: roubo de informações, de dados e podem acreditar, até dinheiro conseguem roubar virtualmente!

No mundo da internet temos os chamados malwares, softwares maliciosos que basicamente são projetados para roubarem dados dos usuários tais como as informações relativas ao seu cartão de crédito e senhas bancárias. Nesse terreno temos também os chamados ransomwares. Essas “coisinhas” praticamente sequestram o PC infectado e exigem que o dono pague para que ele seja desbloqueado.

Com tantos problemas nessa área selecionamos algumas dicas que poderão te ajudar a se proteger melhor no meio desse tumulto todo, aumentando a segurança de seu aparelho e das contas que você usa. São orientações simples, mas é bom deixar claro que elas não resolvem todos os problemas. Na verdade, no que diz respeito aos crimes virtuais, quanto mais antenado a pessoa estiver em formas de como se proteger, melhor será.

Então vamos a algumas dicas:

– Faça a atualização de seu navegador: As atualizações que as equipes de desenvolvimento lançam não são apenas para incrementar um pouco o navegador que você usa. Com elas aparecem também novas APIs, bem como correções de segurança.

– Verifique as extensões: Na área dedicada as chamadas “Extensões” de seu navegador, é sempre bom dar uma olhada por lá. Claro que é para saber exatamente o que está instalado. Caso tenha alguma extensão que foi adicionada sem querer ou que geralmente nem é usada, desinstale a mesma. Se não confia na extensão também é recomendado a desinstalação. Também é bom tomar cuidado naquelas que instala. Muita gente deixa tudo muito “profissional” justamente para poder enganar os usuários.

– Ative as verificações de segurança de suas contas:

De uma forma geral a maior parte das contas de e-mail, redes sociais e por aí vai, permitem que o usuário adicione mais de um passo para a segurança das mesmas, ou seja, tornar o acesso por intrusos mais complicado. De acordo com sua conta, procure entre as configurações aquela que diz respeito à segurança delas e do dispositivo e ative as mesmas.

Por Denisson Soares


Existem ferramentas que se tornarão úteis para que você controle de forma cada vez mais eficaz suas estruturas de rede e de forma gratuita.

Como diz um ditado bem antigo e que se aplica ao nosso cotidiano, em que é necessário ser visto para ser notado, e isso na mesma proporção se aplica a estrutura de redes online. A chave para administrar uma boa estrutura de redes é com certeza a visibilidade que a mesma terá.

É que embora muitos estejam sem dinheiro para realizar investimentos nesta área, especialistas indicam a possibilidade de gastar pouco ou quase nada e ainda assim adquirir esta visibilidade tão desejada. Através deste artigo mostraremos algumas ferramentas que se tornarão úteis para que você controle de forma cada vez mais eficaz suas estruturas de rede e de forma gratuita.

Entre os sistemas mencionados na lista, alguns poderão ser baixados gratuitamente e outros irão requerer componentes de hardware e periféricos, que por serem pagos tornam a solução ainda mais efetiva.

Smokeping – O sistema mede o tempo de resposta e reação, além de registrar as perdas ao longo do tempo e poder revelar as mudanças a serem feitas e os planejamentos que devem ser seguidos. A tecnologia faz isso através de disparos constantes de pacotes de alertas, em intervalos regulares. Os disparos guardam as respostas e indicam através de gráficos possíveis problemas para contribuir na investigação e solução de erros.

Cacti– Ao longo de um período de tempo ele coleta valores SNMP e traz um panorama sobre a utilização do dispositivo. A tecnologia é útil em diversas situações, como descobrir os dados de temperatura de um ambiente.

Nfdump– recebe através do fbrope informações e registros, para que sejam lidos e usados para demonstrar os dados em relação a base de ranking dos principais usuários. Pode ser utilizado em problemas que envolvem o congestionamento em picos de tráfego.

Nmap– É uma ferramenta de descoberta poderosa para rede, serviços e dispositivos, que varre estruturas e ativa auditorias de segurança. Através de uma varredura em diferentes portas do sistema ele consegue descobrir e determinar pontos onde é necessário aumentar a proteção.

TCPTraceroute– Assim como o software citado acima, este também trabalha com varreduras. Em questão este precisamente descobre os bloqueios de tráfego, como os firewalls que muitas vezes barram partes que deviam estar ativos.

Por Denisson Soares


Algumas ações podem ser feitas para recuperar um computador que foi molhado.

Mesmo com a gente sabendo que aparelhos eletrônicos e líquidos são inimigos mortais os acidentes acontecem. Até mesmo quando observamos o máximo possível para ter cuidado uma simples distração pode ser fatal. Quando por acaso derramamos algum tipo de líquido em algum aparelho, como os computadores, por exemplo, a maior probabilidade é que uma grande parte dos circuitos eletrônicos seja danificada. Além disso, você pode levar um choque bem sério se não tomar as precauções devidas.

Nesse artigo vamos fazer algumas observações que você poderá colocar em prática caso um eventual acidente ocorra. Mas vale lembrar que nada dispensa a análise de um profissional.

Assim que o líquido é derramado no equipamento a primeira coisa a se fazer é garantir que o botão Power esteja completamente seco. Se não estiver seque-o, é claro. Depois desligue imediatamente o computador. E aqui nada de usar o processo convencional. Mantenha o botão Liga/Desliga pressionado para que o PC desligue por completo.

Na sequência o que vamos fazer é remover qualquer tipo de fonte de eletricidade. Desconecte o adaptador de energia e se a bateria for removível retire a mesma.

Agora que retiramos os principais riscos que poderiam causar algum acidente com choques vamos desconectar qualquer outra coisa que esteja ligada ao computador. Tudo mesmo: Mouse, teclado, pendrives e outros dispositivos. Abre o PC e retire qualquer componente que seja removível como a RAM, o SSD e o HD.

Se o líquido derramado no PC for do tipo que fique grudento ou pegajoso como refrigerantes e bebidas alcoólicas a alternativa mais certa é mesmo a procura por um profissional. Esses líquidos dificilmente saem fácil ou prejudicam menos. Mas se for só agua talvez por conta própria seja possível resolver a situação.

Seque a parte externa do computador com uma toalha o máximo possível. Depois em uma superfície plana, uma mesa, por exemplo, abra uma toalha seca e abra o notebook em cima o máximo que der de forma que a tela e o teclado fiquem no mesmo plano. Eles devem ficar voltados para baixo. Deixe o equipamento na posição por algumas horas e dê tempo para água escorrer e se secar.

Em casos simples esse procedimento pode resolver a situação. Conecte tudo novamente e veja se o equipamento funciona como era antes.

Mas como dissemos no início certifique-se de que esteja tudo bem levando a um profissional de sua confiança.

Por Denisson Soares

Teclado molhado

Foto: Divulgação


Confira aqui o que fazer com seu notebook ou computador caso derrame algum líquido em cima dele.

Não é novidade nenhuma o fato de que líquidos e aparelhos eletrônicos são inimigos. Quando por algum motivo se juntam o líquido começa seu trabalho de destruição de grande parte dos circuitos eletrônicos. Além disso, pode ocasionar possíveis descargas elétricas caso você não tenha cuidado.

Antes de mais nada, a melhor coisa a se fazer é deixar o computador de lado enquanto ele estiver molhado.

Mas vamos ao que interessa: Logo depois que (presumindo que seja acidente e não vingança) o líquido for derramado, a primeira coisa a se fazer é ter certeza de que tanto suas mãos quanto o botão Power do aparelho estejam bem secos. De qualquer forma, use uma toalha para prevenir.

Depois desligue o computador… Isso não envolve desligar o Windows da maneira tradicional. Apenas mantenha pressionado o botão Power. Dentro de cinco segundos no máximo sua máquina será desligada.

O próximo passo é remover do equipamento qualquer tipo de fonte de eletricidade. Desconectar o adaptador de energia e até mesmo remover a bateria se for o caso.

Com isso você está livre de acabar levando uma descarga elétrica. Na sequência desconecte os periféricos do computador: mouse, teclado, pendrive ou o que mais que estivesse usando.

Depois disso, abra sua máquina e faça a remoção de qualquer coisa que possa ser removida de forma fácil. Como exemplo, o HD, a RAM e SSD.

Caso o líquido que tenha sido derramado no PC seja algo um pouco difícil de sair como coisas grudentas tipo bebidas alcoólicas e refrigerantes, não tem outro jeito a não ser mandar a máquina para um profissional que conta com equipamentos específicos para a limpeza nesses casos.

Mas se for apenas água é bem provável que você consiga lidar com a situação por conta própria. Mas fica um aviso: Se você não tem a mínima idéia de como é dentro de sua máquina é bom nem inventar. Pode acabar danificando ainda mais ela.

Mas vamos lá tratar da água. Comece secando toda a parte externa com uma toalha. Certifique-se de estar secando bem. Depois sobre uma mesa limpa estenda uma toalha seca. Abra seu aparelho o máximo possível (essa parte é mais fácil com um notebook) de forma que a tela e também o teclado fiquem virados para baixo. Deixe o seu notebook por lá até que a água possa pingar e secar.

Depois é bem simples: Basta reconectar tudo no computador e ver se ele “volta a vida”. Caso contrário a assistência técnica é o único destino possível.

Por Denisson Soares


Confira alguns conselhos no momento que você vai escolher o seu novo notebook. O usuário deverá observar critérios sobre aparelhos que vão do básico até um avançado.

O que fazer quando precisamos de um notebook novo? Pra quem quer praticidade e mobilidade e precisa de algo mais completo do que um tablet ou smartphone, não existe melhor opção do que um notebook. E na hora de comprar como decidir pelo modelo adequado?

Como cada pessoa tem objetivos diferentes e vai usar seu note para diferentes tarefas, o ideal é buscar alguns modelos legais e acessíveis. Outra tarefa é definir também pra que você vai usar a maquina. Existem alguns perfis de notebooks: o básico, intermediário, avançado e gamer. Todos variam nas especificações e nos preços.

O Básico pode ser usado para trabalhar, esses modelos tem um sistema operacional atualizado, alguns já vem o com Windows 10 atualizado. Esse tipo de maquina é indicado para atividades mais simples, como digitar textos, planilhas, navegar na internet, ver vídeos ou ouvir musica. Pode ser utilizado um equipamento básico que variam o preço entre R$ 1.000 á R$ 1.300. Para esse tipo de notebook a configuração básica recomendada é: Processador Core i3 (de preferência 4ª ou a nova 5ª geração); Disco Rígido HD de 500 GB ou mais; Memória RAM de 4GB.

O intermediário pode ser usado para trabalhar também, porem com Corel Draw, PhotoShop, editores de vídeo e musicas de alto nível, com edição de imagens ou gráficos. É um modelo com mais espaço de armazenamento. Variam na faixa de R$ 1.500 a R$ 1.700. As configurações recomendadas são: Processador Core i5 (de 4ª ou 5ª geração); Disco Rígido HD de 750 GB a 1 TB;de 4 a 6 GB de memoria RAM.

O Avançado tem melhor desempenho em jogos pesados, pode ser usado por arquitetos e profissionais que trabalham com editores de vídeo, áudio, desenhos industriais, modelagem em 3D tipo CAD, etc. O preço desse tipo de maquina é um pouco maior, requer um investimento de uma quantia mais elevada. A faixa de preço varia de R$ 2.500 até R$ 4.000. A configuração ideal seria: Processador Core i5 ou i7 (de preferência 4ª geração e a nova 5ª geração); Disco Rígido HD de 1 TB ; Memória RAM de 6 a 8 GB; Placa de vídeo do tipo dedicada com memória de 1 ou 2 GB.

É muito importante também verificar se a marca que você escolheu oferece garantia e assistência técnica, É preciso ficar esperto em relação a cada característica do aparelho, é um investimento e é bom ter um cuidado redobrado na hora da escolha. Se puder dar preferencia para marcas internacionais, melhor. Geralmente essas marcas oferecem componentes de melhor qualidade. As marcas com um menor custo e uma boa qualidade são: Asus; Acer; Lenovo; Samsung; Dell; LG; HP. Já os Apple Macbooks e Sony Vaio, são considerados os topo de linha, porem o preço é pouco acessível de R$ 4,000 a R$ 7.000.

É uma pena que no Brasil pagamos um preço um pouco mais elevado do que nos outros países em produtos de qualidade. E na hora de comprar seu notebook é importante levar em consideração o modelo que atenda a todas as suas necessidades. Compare os preços, as marcas, modelos. Garanta que sua escolha influencie de uma forma boa sua produtividade, desempenho ou diversão.

Texto de Dany Bueno


Confira aqui algumas dicas de como encontrar o sinal de internet no Windows 10.

Encontrar redes sem fio no Windows 7 era simples, bastava clicar no pequeno ícone pequeno de intensidade do sinal na barra de tarefas.

Já no Windows 10 essa tarefa não parece tão fácil assim, muitas pessoas reclamam que não conseguem encontrar esse recurso, mas ele está lá!

Para a função, o Windows 10 tem sua própria versão da lista de redes sem fio, esta lista pode ser aberta a partir da área de notificações da barra de tarefas. Outra maneira de ver a lista é clicando no ícone de rede na própria área de notificações, no lado direito da área de tarefas do Windows 10. A rede sem fio aparece com um símbolo como de uma onda de rádio que ventilam para fora. Caso o ícone não seja localizado, verifique a área de ícones ocultos, ela pode estar lá. Para acessar basta clicar na seta apontada para cima na barra de tarefas, após busque o ícone de rede, então basta arrasta-lo novamente para área de notificações.

A partir dai toda vez que você clicar no ícone de rede, você verá uma lista de redes sem fio que estão próximas a você. Ao invés de aparecer as barras verdes, conhecidas na versão anterior do Windows 7, agora a intensidade do sinal será medida pelo número de ondas de rádio medidas no ícone ao lado do nome de cada rede. Você terá informações adicionais, como se a rede é protegida ou aberta, caso seja protegida, será necessário conhecer a senha de acesso, do contrário não conseguirá conexão. Tenha cuidado ao adicionar redes sem fio abertas, elas podem colocar a segurança dos seus dados em risco.

Há mais uma maneira de visualizar as redes disponíveis no Windows 10, é através da Central de Ações, que nada mais é que uma coleção de atalhos para configurações comuns para App’s e notificações. Para chegar clique no ícone que fica ao lado da hora e data na barra de tarefas, visualize o ícone rede, após clique sobre ele, você será direcionado para a lista de redes na caixa de configurações de WI-FI.

Se após todas estas operações o sistema não indicar nenhuma rede, pode ser que esteja em uma área que não disponibiliza este serviço, assim, a recomendação neste caso é ir até um local onde haja suporte.

Roberto Linck Pontes


Confira aqui uma lista de programas que ajuda a melhorar o desempenho de seu computador.

Existem alguns programas para o sistema operacional Windows que vão ajudar ao seu PC para que não travem e ganhem velocidade. Confira abaixo uma lista de bons aplicativos:

Airy Memory Cleaner

Com esse app você consegue uma otimização da sua memória RAM. Com ele, é possível realocar endereços da memória que estejam vazios e isso vai evitar que aconteça um consumo exagerado da memória RAM. O programa pode ter a ativação automática da otimização da memória quando a mesma chega em 90%, ou então, clicando em “Optimize Memory Now”.

Auslogics Disk Defrag

Com esse programa você conseguirá desfragmentar os discos do Windows. Ele se apresenta como uma alternativa melhor em relação ao desfragmentador do sistema operacional.

AVG Web TuneUp

Ele se encontra disponível para navegadores como o Chrome, Firefox e Internet Explorer. O programa apresenta uma opção para o usuário não ter problemas com rastreadores ocultos e outras ameaças. Ele é gratuito e adiciona o seu plugin de maneira automática para o navegador padrão.

CCleaner

Esse programa é um dos mais conhecidos para usuários com sistema operacional Windows. Porém, ele também apresenta versões para Android e Mac OS. O aplicativo vai fazer a limpeza dos arquivos que são desnecessários e estão armazenados no seu computador. O seu intuito é a liberação do espaço no disco rígido. Desta maneira, você poderá fazer o armazenamento em maior número de suas músicas, vídeos, fotos, entre outros. O programa é gratuito, mas há opção de uma versão paga.

Wise PC 1stAid

Esse programa é totalmente gratuito e é voltado para os computadores com sistema operacional Windows. A promessa dele é a correção de maneira automática frente a problemas do computador por meio de um processo inteligente. Ele vai apresentar para o usuário uma lista com várias soluções para diversos problemas. É como se fosse um “primeiro socorro” para computadores, como o seu próprio nome diz.

Com isso, o usuário pode buscar em diversos sites (seguros) que tenham esses programas e fazer o download daquele que mais lhe oferece benefícios. O seu computador também pode precisar de um upgrade na máquina para ter um melhor desempenho. Algumas peças podem estar ultrapassadas e necessitam de troca. Para isso, leia nossa matéria sobre Upgrade no seu Computador.


Confira aqui algumas dicas e cuidados na hora de fazer o upgrade de seu computador.

Quando você pensa que seu computador está um pouco ultrapassado, o upgrade do mesmo pode ser uma boa saída. O PC deverá ficar mais rápido para suas funções sem eventuais engasgos. Porém, você terá de observar quais as peças que podem trazer um bom ganho em termos de performance.

O que eu devo trocar no meu computador?

O primeiro passo é identificar qual é o seu perfil de uso para o PC, para que então seja possível apontar quais peças devem ser alteradas.

Se a necessidade é para acesso à internet, música e edição de documentos, por exemplo, a memória RAM é um bom ponto a se aumentar. Se você tem menos que 2 GB de memória RAM, pense numa elevação para esse quesito.

Caso o computador é utilizado para jogos ou edição de vídeos, o upgrade é necessário para a placa de vídeo e também para o processador. É importante verificar qual é a compatibilidade da placa-mãe antes da compra das peças novas. Outro ponto importante é observar se o disco rígido conta com uma operação com mais de 80% frente a sua capacidade. Se isso acontece, é bom considerar a compra de um novo.

O cuidado para fazer o upgrade devem ser muito grande, uma vez que os componentes do seu computador vão funcionar com a troca de informações entre si. Caso um componente seja mais rápido que outro, a performance do seu computador vai ficar limitada através do componente que se apresenta mais lento.

Um bom exemplo é quando uma placa de vídeo fica limitada frente a sua performance quando o usuário conta com um processador muito antigo. Se você comprar um SSD, essa peça não vai funcionar se o seu desktop conta com uma memória RAM de apenas 512 MB.

Ou seja, antes que você parta para o upgrade é necessário que seja verificado a configuração atual do computador para a identificação das peças que são mais antigas e podem não atuar bem com as novas.

Evite os chamados gargalos (quando a peça antiga atrapalha a nova) com a verificação destes detalhes. As dicas que o texto trouxe a você serve para priorizar o seu perfil de uso para as peças que forem trocadas e evitar também gastos muito altos sem necessidade.


Quando é preferível o PC para jogos ao invés de um vídeo game, o consumidor deve ter em mente que se deseja um computador potente o suficiente para rodar todos os jogos desejados não poderá economizar muito.

A princípio, deve-se conferir o Sistema Operacional do computador. O Windows tem uma variedade de jogos compatíveis, diferente do Mac da Apple. Um requisito que muitos jogos recentes exigem para seu funcionamento é o DirectX 11, que está embutido no Windows 7. O Windows 8 também não perde, tendo uma versão mais atualizada do DirectX, sendo o DirectX 11.1, aumentando ainda mais o desempenho dos gráficos em jogos.

Muitos jogos ultrapassam de 20GB ultimamente, visto que o consumidor desejará instalar vários jogos. Por isso, é preciso escolher um HD de no mínimo 500 GB, assim evitará problemas com espaço para instalar os jogos. Deve-se verificar também a velocidade de rotação, que quanto mais alta mais rápida será a taxa de transferência. O consumidor pode dividir o HD em duas partes, para assim instalar em uma os jogos e na outra o sistema operacional.

Os processadores Core i7 e AMD Phenom são extremamente potentes, sendo este uma peça importante para o bom desempenho dos jogos. Os processadores Intel costumam ser muito bons, assim como também os da AMD, que geralmente são mais baratos do que o da Intel.

Para evitar que a máquina trave a todo momento que estiver rodando um jogo “pesado”, é importante escolher uma boa placa de memória RAM de no mínimo 6 GB e DDR3, que costuma ser mais rápida.

A placa de vídeo é de extrema importância para que os gráficos dos jogos sejam aproveitados ao máximo. É aconselhável que tenham no mínimo 1GB de memória de vídeo não compartilhada com a placa mãe, ou seja, uma placa Off-Board. É importante lembrar que o consumidor pode optar por combinar as configurações de seu computador, se por exemplo optou por um processador Intel, pode escolher uma placa de vídeo Nvidia GeForce.

Por Luiz Guilherme Feliciano Palazzo


O Google Drive nasceu com o objetivo de auxiliar os usuários na criação de textos, desenhos, planilhas e apresentações online. O que muitos não sabem é que o dispositivo pode funcionar também no modo off-line, ou seja, sem conexão com a internet. Essa opção leva a confirmação de que o Google quer ter uma outra alternativa para o pacote Microsoft Office e valorizando os Chromebooks.

Para usar o Google Drive off-line é preciso ativar o Google Chrome como navegador. No quadro de inserção de endereços, digite drive.google.com e clique em ‘Mais’ no menu à esquerda. Depois em ‘offline’. Aperte em ‘Obter aplicativo’ para baixar o dispositivo Google Chrome. Uma janela pop-up vai abrir para confirmar a instalação. Depois disso, é preciso clicar em ‘Ativar offline’. O sistema irá sincronizar todos os documentos no computador para off-line. Enquanto isso, o usuário tem que aguardar a conclusão do processo. O progresso pode ser acompanhado na linha acima da lista de arquivos.

O Google Drive, após s sincronização, irá criar uma seção chamada ‘Offline’, que nada mais é que uma interface que reúne todos os documentos que são compatíveis com o aplicativo desconectado. O usuário pode verificar isso na tela, em que estarão todos os itens disponíveis para acesso sem necessidade de uma conexão à internet. O Drive no modo off-line pode ser acessado no espaço de aplicativos do Chrome.

Depois de realizar esse processo, o usuário poderá criar, visualizar e editar planilhas, documentos e outros recursos no modo off-line. As planilhas off-line, porém só vão funcionar com a versão mais recente do aplicativo. Compartilhar, fazer download e imprimir só poderão ser feitas em modo online.

O usuário poderá trabalhar no modo off-line usando as disponibilidades que o serviço oferece. Quando estiver conectado, as mudanças e criações feitas serão sincronizadas com a versão guardada nos servidores do Google.

Os sistemas operacionais Android e iOS ainda não tem disponibilização para edição de arquivos em off-line, mas os arquivos disponíveis poderão ser visualizados e ter modificações sincronizadas do mesmo jeito.

Por Carolina Miranda

Google Drive

Foto: Divulgação


Épocas de chuvas chegam e algumas pessoas lembram-se de desligar os aparelhos eletrônicos. Contudo, não é só nessa estação do ano que se deve preocupar com isso. A rede elétrica está, a qualquer momento, exposta a possíveis “apagões” e nesses picos de tensão é que os equipamentos elétricos podem ser danificados.

Muitos usuários pensam que o uso de estabilizados e no-breaks oferecem uma proteção eficaz contra raios e descargas elétricas, porém não é isso que acontece. Esses equipamentos funcionam como consolidares das correntes elétricas de pequenas variações. A dica mais correta é esta: durante a queda ou variação do fornecimento de energia elétrica, desligue todos os equipamentos. Principalmente aqueles mais propensos a queimar, como TVs, DVDs, Computadores e etc.

E, para solucionar de vez esses problemas quando a descarga elétrica é grande por causa de raios, o Brasil atualmente obriga que exista o aterramento da fiação elétrica em residências. Ele funciona na instalação de um cabo de cobre na terra, com a função de atrair o descarregamento dos raios para o solo. Além de facilitar o funcionamento de dispositivos de proteção, como disjuntores.

Esse protetor se chama DPS. A grande maioria das pessoas opta por colocar o DPS próximo à caixa de distribuição, protegendo assim, todas as tomadas de energia da casa de uma única vez. Contudo, ninguém pode fazer isso sozinho, é preciso do trabalho de um eletricista para a instalação. O DPS auxilia os consumidores na hora de chuvas e raios. Nessas horas, o usuário pode utilizar os aparelhos elétricos sem muitas preocupações.

Se o consumidor não sabe se tem em sua casa um DPS instalado ou não pretende fazer um gasto desses neste momento, a melhor solução no momento de temporais é a velha e boa prática de tirar todos os equipamentos importantes da tomada. Um equipamento que está vulnerável as descargas elétricas e que é esquecido pelas pessoas é o modem da linha telefônica. Nem mesmo usar os telefones fixos durante relâmpagos é recomendado, já que além do telefone, a descarga elétrica pode atingir também o usuário.

Por Carolina Miranda

Descargas el?tricas

Foto: Divulgação


Escolher um computador é uma tarefa delicada, que deve ser analisada com paciência pelo consumidor. O item mais importante do equipamento, o processador, é o que deve ganhar mais atenção na hora da compra. E qual escolher: AMD ou Intel?

No quesito desempenho, muitos processadores foram testados e os 30 primeiros lugares são da Intel. Já entre os modelos mais econômicos, a briga é bem competitiva, mas no final, ganha a AMD. Os produtos da AMD, segundo o teste, são fabricados para o público mais básico e os da Intel são mais avançados.

A campeã em desempenho fica para a linha de processadores Xeon, da Intel. Ela possui uma performance até 35% maior do que os outros testados. Outra pesquisa feita nos processadores identificou que as placas gráficas ATI Radeon, da AMD, normalmente são melhores que todas as onboard da Intel, que possuem níveis iguais. A próxima vantagem da AMD fica no preço. Os processadores da empresa normalmente são bem mais baratos do que os equivalentes da Intel.

As duas companhias também já divulgam algumas estratégias para este ano de 2014. A AMD quer manter esse foco de vender bons processadores por um menor preço. Ela quer atender os clientes mais econômicos e intermediários, para isso a companhia deu detalhes da produção da Mantle, sua nova API gráfica que promete sustentar o objetivo da AMD.

A Intel, porém, tem o intuito de investir ainda mais em alta tecnologia e inovar no mundo dos processadores. Ela está fabricando uma nova série de processadores 64-bit e também seu primeiro chip octa-core com suporte a memória DDR4. Além do desenvolvimento de processadores para dispositivos portáteis.

O atendimento das necessidades dos clientes são pontos diferentes da Intel e da AMD. A Intel pretende atender consumidores que necessitam de usos avançados, como tarefas pesadas que pedem hardwares muito potentes. O usuário que usa o computador apenas para navegar na web, checar e-mails, usar o Pacote Office e jogar um game ou outro, consegue ter satisfação com a marca AMD.

Por Carolina Miranda


Não dá, definitivamente, para usar um computador, ver vídeos e jogar games e a placa de vídeo dar problemas no meio da programação. São pequenos atrasos na imagem que dificultam o uso do equipamento. O usuário precisa estar atento a esse processo para não acabar inutilizando o computador em casa.

O problema mais comum para essas infelicidades é o tempo prolongado que o aparelho fica sem limpeza. E a placa de vídeo funciona da mesma forma. Isso acontece quando o cooler – tipo um ventilador existente no computador – está sujo e por essa causa não consegue refrescar a placa de forma correta, ocasionando o superaquecimento do item e a consequência é a lentidão do sistema.

Para limpar o cooler, basta abrir o gabinete e retirar a placa de vídeo, lá estará o ventilador do computador. Utilize um pincel ou jogue uma jorrada de ar em cima dele para asseá-lo.

Se o computador for mais antigo, pode ser outro problema. Uma placa de vídeo pode ocasionar alguns travamentos porque o driver instalado no equipamento é antigo ou é conflitante com a placa. Para verificar se o driver está corretamente instalado, basta ir em “Painel de Controle”, depois em “Hardware e Sons” e logo após em “Gerenciador de Dispositivos”.

Quando o “Gerenciador de Dispositivos” estiver aberto, é preciso examinar se o ícone “Adaptadores de Vídeo” aparece o nome da placa de vídeo corretamente. Caso o texto seja “Driver Genérico para Monitores PnP”, o usuário precisará baixar o driver adequado no site da fabricante.

Caso a última frase seja o que corresponde a situação do computador, será necessário acessar o site da NVIDIA e buscar no setor de suporte pelo modelo 310M para baixar e daí instalar o driver correspondente.

Alguns usuários não sabem o modelo da sua placa de vídeo. Para conseguir essa informação, pode-se baixar um programinha que se chama DriverPack Solution, que irá ajudar a buscar e baixar o driver certo da placa. O sistema escaneia o equipamento e instala os drivers que não foram localizados ou estão com variantes antigas.

Por Carolina Miranda

Foto: divulgação


O roteador wireless se transformou em um aparelho espetacular para a distribuição da internet para várias pessoas. Em curtas distâncias, o equipamento só precisa ser instalado e configurado para começar a atender o seu propósito sem precisar de constante manutenção.

Mesmo sendo fácil de manusear, a compra de um precisa ser pesquisada com atenção para não haver arrependimentos. É necessário conhecer melhor sobre a intensidade do sinal, padrão utilizado entre outros requisitos.

As operações de frequência mais comum das redes sem fio de curta distância são IEEE 802.11 b ou g. Contudo, existem outros padrões que vão de 2.4 Ghz a 5 Ghz. O mais comercializado é o 802.11 b, que sustenta uma velocidade de até 11 Mbps, o padrão g pode oferecer até 54 Mbps. Na realidade, esses padrões não passam de muitas diferenças: as taxas de transferência ficarão entre 3 Mb/s e 6,7 Mb/s.

Para quem deseja padrões de velocidades superiores que as citadas anteriormente pode procurar pelo padrão “N”, que encontrará a solução provavelmente. O padrão 802.11 n, que oferece velocidades de até 450 Mbps. Essas velocidades atendem muito bem aos consumidores de internet doméstica. Para empresas, a indicação vai para o padrão 802.11 ac, que fornece velocidades superiores a 1Gbp.

A pergunta mais frequente é se precisa gastar muito para ter uma rede Wi-Fi de qualidade. Em se tratando de casas menores e apartamentos, os roteadores mais baratos, como os citados padrões “b/g” irão atender a demanda diária do uso de internet do local. Além disso, vale citar que o padrão “N” está em progressiva queda de preço, o que em pouco tempo já vai ficar bem em conta para o uso residencial. Se pesquisar, pode-se encontrar um “N” por R$ 150.

Já o padrão “AC”, como roteador R6300, é dispensável para o uso doméstico. Além do que, esse tipo de roteador não tem um preço agradável, encontra um modelo na faixa de R$ 900 e não haverá diferença caso a internet doméstica tenha uma velocidade inferior a 100 Mbps e a rede Wireless for usada apenas para distribuição da mesma.

Por Carolina Miranda

Foto: divulgação


O consumidor do Brasil está cada vez mais exigente, de modo que o mercado de notebooks está tendo de se reinventar sempre para agradar todos os públicos, gostos e estilos. Seja como for, para que o leitor possa se situar, a verdade é que todos possuem curiosidade quando pensamos em boas marcas de laptops.  Logo, a partir de uma pesquisa aprofundada, nossa equipe chegou ao veredicto sobre as melhores marcas de Notebooks na atualidade e que são, sem sombra de dúvidas, boas opções para o cliente brasileiro, levando em conta, é claro, quais são suas demandas e objetivos.

Samsung: Essa é uma das marcas mais conhecidas e famosas e todos já conhecem sua qualidade técnica e profissional. A Samsung está investindo em uma série chamada Ativ Book, com aparelhos mais finos e portáteis. A empresa possui vários produtos de ordem tecnológica para todos os gostos.

Dell: Nascida nos Estados Unidos, a Dell é uma marca super famosa e com aparelhos práticos e com extrema tecnologia de ponta e qualidade. Seus preços chegam a variar entre R$ 1,6 mil e R$ 9 mil. A marca possui tanto produtos de caráter popular como notebooks tops de linha. No site da empresa, no entanto, os consumidores podem customizar seus laptops.

Sony: Essa é uma marca asiática e bem popular em todo o mundo, devido ao seu arsenal de notes para todos os públicos, ou seja, desde empresários até jogadores de videogame.  Para os amantes do mundo do entretenimento, portanto, essa pode ser a melhor opção de notebook, uma vez que a Sony é conhecida por sua diversidade de recursos e novidades.

Seja como for, o fato é que existem outras marcas que também são muito boas para o público brasileiro. Agora, em todo o caso, cabe ao leitor fazer sua escolha e desfrutar desse vasto universo de notebooks. Aproveite essas dicas.

Por Juan Wihelm


Inúmeras são as opções que temos hoje em dia quando o assunto é notebook. Essa tecnologia que veio facilitar nossas tarefas do dia a dia apresenta-se em diversos aparelhos com as mais inúmeras funções e configurações, próprias para o funcionamento de jogos, programas entre outros.

Ao tomarmos uma decisão sobre qual notebook compraremos, devemos sempre estar atentos à configuração deste e se ele será apto para lidar com nossas necessidades. Se será prático o suficiente caso seja sempre levado ao trabalho e local de estudo, ou se será potente o suficiente para o funcionamento de programas profissionais e até mesmo jogos de última geração.

Muitos consumidores, porém, confundem-se ao escolher um bom notebook, até mesmo porque muitas pessoas acabam por não entender as configurações que ele possui. Aqui vão algumas dicas de como comprar um bom notebook e ficar satisfeito com sua escolha:

– Bateria: é importante escolher um notebook que a bateria dure por um bom tempo e não haja necessidade de estar sempre carregando. Os fabricantes raramente divulgam a duração da bateria, mas pode ser encontrada em fóruns na internet sobre o notebook adquirido. Se você optará por um notebook que irá substituir um desktop, a bateria de 2 horas pode ser uma boa escolha. Existem baterias que duram até 7 horas, porém deixam o notebook relativamente mais caro;

– Peso: O peso é um fator importante na escolha de um notebook. Notebooks com a tela menor, naturalmente costumam ser mais leves. Se o consumidor necessita de um aparelho que levará sempre em mãos, deve optar por um modelo mais leve;

– Tamanho da tela: Notebooks comuns e econômicos costumam ter uma tela de em média 14 ou 15 polegadas. O consumidor pode optar também por um notebook denominado “gigante”, com uma tela de 17 polegadas, lembrando que este será mais difícil de transportar. Se for preferível um notebook menor e mais leve, o comprador pode optar pelos ultraportáteis, com tela de 13,12 e até mesmo 11 polegadas;

– Resolução da tela: A resolução da tela afeta a qualidade que as imagens contidas nela serão apresentadas. A resolução mais utilizada e aceitável para aplicações comuns é a de 1024 x 768. Há notebooks que possuem uma resolução de 1280 x 800, sendo próprios para jogos ou multimídia.

Notebooks.


A possibilidade de se economizar energia nos aparelhos portáteis, embora se pareça uma tarefa difícil pode ser simples. Muitos sabem que a bateria de um notebook pode durar pouco, porém algumas dicas já permitem que o uso da bateria possam se tornar mais constantes.

O primeiro passo é ficar de olho na hora da compra. Verifique junto ao vendedor as principais características e detalhes sobre a bateria que acompanha o notebook. Os modelos mais modernos apresentam baterias compostas por íons de lítio, também chamadas de baterias de lítio.

As baterias de lítio possui uma tecnologia especial que as tornam mais leves e geralmente não costumam "viciar". Não é possível ter uma precisão quanto ao tempo de vida útil de uma bateria e, por mais que seja nova, ela pode variar e sua resistência acaba dependendo do tipo de uso que se faz do aparelho.

O uso simples do notebook como ler e editar textos em máquinas mais básicas, garante que a bateria possa durar mais. Já o uso de programas mais pesados, como editores de imagem e vídeo, ou até mesmo jogos com configurações avançadas, fazem com que bateria durem muito pouco. Por isso é necessário saber avaliar as tarefas que serão executadas em uma máquina portátil, antes de efetuar a compra. 

Seguem algumas dicas para aumentar a vida útil das baterias: Escurecer a tela do notebook ajuda na economia de energia; A opção de energia deve ser personalizada de acordo com cada sistema operacional; Evite não conectar outros dispositivos móveis sequencialmente; Efetuar a limpeza geral nos arquivos do notebook também ajuda (e muito) na economia de energia;

Nunca deixar o equipamento exposto ao sol ou ao calor excessivo é uma ótima preventiva já comprovada; Nunca recarregar a bateria sem que ao menos o sinalizador represente 20% ou 30% restantes: Muitas vezes pecamos em querer prevenir que a bateria se acabe e conectamos o carregador antes do tempo indicado. O procedimento faz com que as garantias de qualquer bateria se tornem inválidas, além de ficarem sujeitas ao vício de eletricidade.

Por Luciana Ávila


Escolher um notebook requer conhecimento sobre suas configurações, e se o aparelho será útil de acordo com as necessidades do consumidor. Aqui mostramos as dicas de como escolher um bom notebook:

Tamanhos do disco: Notebooks mais caros costumam ter cerca de 240 GB de espaço em seu HD, os modelos mais comuns e econômicos têm cerca de 160 GB no HD, o que se mostra suficiente para muitas pessoas. Caso não queira optar imediatamente por um grande espaço interno, o consumidor pode optar pelo aparelho mais econômico e, futuramente, adquirir um HD externo;

Teclado: Modelos ultraportáteis costumam ter as teclas pequenas, o que pode trazer incômodo na hora de digitar. Alguns modelos maiores possuem até mesmo uma pequena versão do teclado numérico. É importante observar se o teclado é estrangeiro, pois, muitos notebooks trazidos do exterior não possuem a tecla “cedilha”. O teclado próprio para a língua portuguesa é o ABNT-2;

Memória RAM: A memória RAM expande a capacidade do notebook de manter mais de um programa aberto ao mesmo tempo e, também afeta no desempenho de jogos. O ideal, é considerar necessário cerca de 2 GB de memória RAM, mantendo em mente que se o usuário pretende fazer uso de programas e jogos mais pesados, deve adquirir um aparelho com 4 GB de memória RAM ou mais;

Memória e placa de vídeo: O usuário que pretende utilizar seu notebook para tarefas simples, como ver e-mails, ler textos e etc, não precisará de memória e placa de vídeo muito potentes. Porém, se utilizado para programas 3D e jogos, a placa de vídeo e a memória de vídeo tornam-se essenciais, devendo possuir uma boa qualidade;

Garantia: Um fator importante é a garantia do seu produto. Por quanto tempo terá a assistência técnica, de preferência em sua região, caso este pare de funcionar. Notebooks comercializados no Brasil de forma legítima costumam ter assistência técnica local. Com um notebook adquirido no exterior é possível que haja dificuldades em relação ao local de assistência do produto.

Por Luiz Guilherme Feliciano Palazzo

Escolher notebook

Foto: Divulgação


Inúmeras são as opções que temos hoje em dia quando o assunto é notebook. Essa tecnologia que veio facilitar nossas tarefas do dia a dia apresenta-se em diversos aparelhos com as mais inúmeras funções e configurações, próprias para o funcionamento de jogos, programas entre outros.

Ao tomarmos uma decisão sobre qual notebook compraremos, devemos sempre estar atentos à configuração deste e se ele será apto para lidar com nossas necessidades. Se será prático o suficiente caso seja sempre levado ao trabalho e local de estudo, ou se será potente o suficiente para o funcionamento de programas profissionais e até mesmo jogos de última geração.

Muitos consumidores, porém, confundem-se ao escolher um bom notebook, até mesmo porque muitas pessoas acabam por não entender as configurações que ele possui. Aqui vão algumas dicas de como comprar um bom notebook e ficar satisfeito com sua escolha:

Bateria: é importante escolher um notebook que a bateria dure por um bom tempo e não haja necessidade de estar sempre carregando. Os fabricantes raramente divulgam a duração da bateria, mas pode ser encontrada em fóruns na internet sobre o notebook adquirido. Se você optará por um notebook que irá substituir um desktop, a bateria de 2 horas pode ser uma boa escolha. Existem baterias que duram até 7 horas, porém deixam o notebook relativamente mais caro;

Peso: O peso é um fator importante na escolha de um notebook. Notebooks com a tela menor, naturalmente costumam ser mais leves. Se o consumidor necessita de um aparelho que levará sempre em mãos, deve optar por um modelo mais leve;

Tamanho da tela: Notebooks comuns e econômicos costumam ter uma tela de em média 14 ou 15 polegadas. O consumidor pode optar também por um notebook denominado “gigante”, com uma tela de 17 polegadas, lembrando que este será mais difícil de transportar. Se for preferível um notebook menor e mais leve, o comprador pode optar pelos ultraportáteis, com tela de 13,12 e até mesmo 11 polegadas;

Resolução da tela: A resolução da tela afeta a qualidade que as imagens contidas nela serão apresentadas. A resolução mais utilizada e aceitável para aplicações comuns é a de 1024 x 768. Há notebooks que possuem uma resolução de 1280 x 800, sendo próprios para jogos ou multimídia.

Por Luiz Guilherme Feliciano Palazzo

Notebooks

Foto: Divulgação


A escolha de um notebook acarreta diversas preocupações, pois, além de uma ferramenta utilizada para entretenimento, o notebook é, em sua grande maioria, utilizado no ambiente de trabalho e escolar.

Ao escolher um notebook para compra é necessário saber se este aparelho será bem utilizado de acordo com as necessidades do consumidor. Uma pessoa que sempre estará ao lado de seu notebook deve escolher um modelo leve, por exemplo. Assim como profissionais que utilizarão diversos programas devem escolher um aparelho com um bom processador e memória.

O essencial é lembrar que, se escolhido um aparelho que não lidará com o que o consumidor necessita, ele desperdiçará seu dinheiro em algo que não utilizará com proveito.

Há notebooks com ótima configuração e também com um bom preço, conheça alguns:

Dell Inspiron 14-2630 – tem o processador Intel Core i5; vem com 750 GB em seu HD e 6GB de memória RAM. Sua faixa de preço é de R$ 1.899,00;

Samsung 500P4C-AD1 – seu processador é o Intel Core i5; tem 500 GB de HD e 4 GB de memória RAM. É encontrado na faixa de preço de R$ 1.800,00;

HP 1000-1460 br – seu processador é o Intel Core i5; possui 500 GB de HD e 4 GB de memória RAM. É encontrado na faixa de preço de R$ 1.799,00;

Asus VX077H – seu processador é o Intel Core i5; vem equipado com o sistema operacional Windows 8; possui 6 GB de memória RAM. Sua faixa de preço é em média de R$ 2.199,00;

Acer V5-471P-6875 – seu processador é o Intel Core i5; possui 500 GB de HD e 6 GB de memória RAM. É encontrado na faixa de preço de R$ 2.999,00.

A grande parte destes notebook apresenta uma configuração ótima para o funcionamento de jogos e programas pesados. Fique atento ao escolher um notebook, pois assim terá a chance de adquirir um bom aparelho que lhe seja útil por alguns anos e atenda a todas as suas necessidades.

Por Luiz Guilherme Feliciano Palazzo

Dell Inspiron 14-2630

Dell Inspiron 14-2630

Foto: Divulgação


É igualmente importante, assim como tempos atrás, ter uma boa impressora, seja para trabalhos profissionais ou para uso doméstico, muitas pessoas utilizam as mais modernas formas de impressão. Ao contrário do que se pensava, mais do que nunca usamos as impressoras diariamente, de forma bastante ampla.

Muitos são aqueles que preferem um material impresso para leitura ou revisão de diversos tipos de textos. Sendo assim, listamos alguns lembretes na hora de comprar a sua impressora.

1) Escolha uma impressora multifuncional. Ela é mais prática e eficiente: junta várias funcionalidades em um só aparelho (impressora, scanner, fax etc.). Já foi o tempo em que se comprava um aparelho para realizar essas funções.

2) A marca deve ser escolhida pelo critério da assistência técnica: Não adianta comprar um produto cuja assistência técnica, suprimentos e acessórios sejam difíceis de encontrar. Você deve procurar praticidade neste quesito.

3) Recarga de cartuchos:  É recomendável usar somente cartuchos originais, a fim de preservar a qualidade de impressão e a garantia da própria impressora. A recarga de cartuchos originais é uma velha prática, tendo em vista que é mais econômico (particularmente, nunca tive problemas com recargas desse tipo).

4) Resolução: Para imprimir textos, o recomendável é o modo de impressão normal ou econômico. Para as impressões de fotos ou documentos coloridos, o ideal é 300 dpi; contudo, se quiser usar mais qualidade, não irá necessitar passar dos 600 dpi.

5) Laser/jato de tinta: As mais comuns são as de jato de tinta, recomendada para trabalhos pequenos. Já as impressoras a laser são recomendadas para trabalhos maiores – por exemplo, quem precisa imprimir um grande volume de cópias por mês.

6) Tipos de conexões: Depende do objetivo. Para uso empresarial, é recomendável que se empregue via ethernet ou USB; para os residenciais, as conexões wi-fi, tendem a ser mais práticas.

As suas necessidades são os melhores indicadores do tipo de impressora que você vai utilizar. Analise bem os conselhos gerados aqui, e tenha certeza de que irá fazer uma boa compra. Aqui estão os conselhos, mas é você quem deverá tomar a última decisão. Tudo de bom em suas compras.

Por Cristiane Gusmão


Seu tablet merece um cuidado especial, sobretudo quando ele é o seu objeto de trabalho. Para que você utilize o máximo de suas funcionalidades, é necessário tomar em alguns cuidados. Iremos falar aqui da bateria do seu aparelho, a qual se torna um item imprescindível, pois de nada adianta ter um aparelho cuja bateria se desgasta rapidamente pelo mau uso do eletrônico. Você tem, pelo menos, um motivo para cuidar da bateria do seu tablet, especialmente se ele é Android – as baterias são menos duráveis neste tipo de sistema, com relação ao forte concorrente Apple.

Desligue todas as funções que não estiverem em uso

Por exemplo, feche os apps que você não estiver usando (apps do registro de chamadas, música, Bluetooth, Wi-fi, GPS, notificações e atualizações automáticas, volumes de toques etc.). Por incrível que pareça, essas funções consomem sua bateria.

Use o modo avião

Para quem usa bastante o 3G e o wi-fi, é interessante empregar esse modo nas configurações do tablet.

Regule os ajustes de imagem

Regule o contraste e o brilho do seu aparelho. Quanto menos brilho, menor o consumo de energia.

Utilize toda a carga da sua bateria, antes de recarregá-la

Você deve aproveitar toda a energia do seu aparelho. A vida útil da bateria está relacionada aos ciclos de carga/recarga. É também recomendado desconectá-la da tomada assim que a carga estiver completa.

Desinstale programas inutilizados

Desinstale programas que você não usa, principalmente aqueles que vêm na instalação de fábrica.

Use aplicativos que economizam energia

Há programas que gerenciam o consumo de energia no aparelho. Utilizar esses tipos de aplicativo fará com que sua bateria renda mais. Um dos indicados aqui é o Easy Battery Saver (Android). Neste programa você pode adaptar às suas necessidades o uso do seu aparelho.

Essas são dicas que farão bem ao seu aparelho. Lembre-se: o seu dinheiro vale muito, não desperdice. Aproveite cada recurso do seu tablet, até o fim.


Sua bateria é um bem muito precioso, seja ela do notebook, tablet ou smartphone, deve ser cuidada com o máximo de atenção, pois você preza o que adquire, especialmente em termos de informática (nem vai querer ficar alimentando a indústria da moda e do consumo, que só quer tirar o seu dinheiro), sem falar que o tempo que ela dura é muito importante. Por isso, selecionamos alguns pontos que devemos prestar atenção quando o cuidado é com a sua bateria.

Primeiramente, você não pode deixar descarregar a bateria. Isso é fato. É necessário cuidar e recarregar logo quando o sistema avisa que ela está se esgotando. Zerar a bateria estraga, e tira a vida útil dela, já que sua durabilidade é medida por ciclos (carregar/descarregar). Usar o notebook sempre que possível na tomada é uma ação que não prejudicará sua bateria. Também, hoje já não se faz necessário descarregar a bateria até o fim, como se fazia com as baterias de antigamente.

Outro item interessante é a vida útil da bateria. Seu tempo é em média 2 anos (isso se for utilizada sempre). Com o tempo, obviamente ela irá mostrar sinais de fraqueza – sinal de substituição. Lembre-se: na reposição de baterias, assim como qualquer outra coisa, use apenas produtos originais. É sempre melhor usar o correto, pois terá a garantia de que o produto não terá problemas – e se tiver, você estará amparado.

Por último, o descarte da bateria é outro assunto de extrema importância, quando se trata de educação ambiental. Baterias inutilizadas não podem ser desmontadas nem descartadas diretamente no lixo comum, tendo em vista que há alguns componentes/substâncias perigosos e tóxicos tanto para o organismo quanto para a natureza. O fabricante é obrigado a informar a forma correta para descartar o produto. Dica: verifique se realmente a empresa fornecedora de sua bateria está fazendo isso.

Tomando esses cuidados, com certeza você terá um produto durável e que não vai te dar muita dor de cabeça, caso perca algum trabalho que está sendo feito no notebook. O meio ambiente é também igualmente importante neste respeito, pois a contribuição para um mundo mais saudável é bom para mim, para você e para as pessoas em nosso redor.

Por Cristiane Gusmão

Bateria de notebook

Foto: Divulgação


Ter um computador ou laptop é mais que um artigo de luxo, é uma necessidade. Com o avanço da tecnologia informática, faz-se necessário utilizar o aparelho em diversos âmbitos, seja pra lazer, trabalho ou estudo – ele está sempre lá, com suas utilizações e funcionalidades. O seu cuidado com o seu companheiro é essencial, para a boa durabilidade e funcionamento. Portanto, separamos aqui algumas dicas elementares para o cuidado do seu notebook:

 – Não comer junto a computadores/notebooks. A primeira coisa que você jamais deve esquecer é essa dica. Muita gente já estragou o notebook derramando líquidos e/ou comidas no notebook, teclado e mouse. Lugar de comer é na mesa, já diz um velho ditado.

Limpe o seu aparelho com um pano seco. Não há necessidade de usar pano úmido, nem produtos de limpeza. Retirar o acúmulo de pó já é o suficiente. Limpe tudo: teclado, mouse, componentes, tela etc. Evite tocar na tela com as mãos, pois corre o risco de manchar ou danificar a tela.

Faça manutenção preventiva. Isto é importante, para evitar travamentos. Não é necessário fazer isso mais do que 1 vez por ano. Se não souber fazer a manutenção, peça a um técnico em informática. Nunca mexa no computador, a não ser que entenda o que está fazendo. Durante a garantia do produto, é melhor levar à assistência técnica autorizada (no caso da dúvida, levar sempre ao técnico).

Cuide da bateria do notebook. É preciso utilizar a bateria corretamente. Nunca use o produto sempre na tomada. Isso é desnecessário. Pelo menos mensalmente, use a bateria até o fim, e recarregue normalmente (ajuda a calibrar o sensor de carga da bateria).

Transporte cuidadosamente o aparelho. Nada de usar no sofá, no colo, na cama etc. – o aparelho precisa “respirar”. Do contrário, ele vai trazer transtornos à sua máquina – superaquecimento e/ou quebra dos componentes, queima do processador, entre outros. Carregue o produto apenas em bolsas adequadas, pois evitará danificar alguma parte do notebook.

Com essas dicas, esperamos que se lembre do quão é importante o seu aparelho. Com a propagação da ideia de preservação do meio ambiente, não é bom destruirmos o nosso bem eletrônico, deixando à mercê das “traças e baratas”. Cuide bem do seu produto, ele é valioso, e a natureza agradece.

Por Cristiane Gusmão

Foto: Divulgação


Assim como qualquer aparelho, é preciso ter um cuidado especial com os seus aparelhos eletrônicos, por diversas razões – seja por causa do valor que você paga por eles ou pela sua durabilidade.

As dicas dadas pelos fabricantes são úteis, caso queira maior durabilidade do produto. Num mundo consumista, é melhor prestar atenção ao que consumimos, pois é melhor cuidar do produto do que ficar trocando a cada lançamento.

A seguir, listamos as dicas que julgamos mais importantes para a boa manutenção do seu tablet (vale também para outros aparelhos):

1) Cuide da bateria do seu tablet. Nunca deixe que o seu aparelho fique com a “bateria arriada”: isso diminui a vida útil dela. Recarregue por volta dos 30%; ao recarregá-la completamente, retire o plug da tomada (evitará gasto de energia desnecessária);

2) Evite utilizar seu aparelho em lugares muito úmidos ou secos. Piscinas, banheiro, praias, exposição ao sol e ao calor, contato prolongado com o colo estão proibidos (isso inclui não usar mãos molhadas e sujas ao manusear o aparelho);

3) Mantenha-o sempre limpo. Não use detergente líquido nem produtos abrasivos (como o álcool). Uma flanela úmida com água já é o suficiente para a limpeza eficaz. Outro tipo de limpeza é o digital – deixe a sua memória mais leve, salvando poucos arquivos e programas no sistema do tablet;

4) Cuide das capas dos tablets. Use capas que não estraguem o produto. Algumas capas podem apertar ou não proteger adequadamente o tablet. Utilize também uma película protetora, evitando arranhões. Além disso, evite deixar a tela voltada para baixo em qualquer superfície;

5) Cuide da tela;

6) Atualize e proteja o sistema do seu tablet. Instale um antivírus para proteger teu aparelho de possíveis ameaças. As atualizações disponíveis para o seu sistema também cuidarão desta proteção.

Tomando esses devidos cuidados, você estará fazendo com que o seu aparelho dure mais, e também o seu bolso e a natureza agradecerão, pois não precisará comprar um novo aparelho por não ter cuidado do seu tablet. Também, caso queira desfazer-se dele – ou quando for comprar um novo aparelho – venderá com mais rapidez, tendo em vista que cuidou do gadget. 

Por Cristiane Gusmão

Tablet

Foto: Divulgação


A maior parte dos consumidores de Tablets deve concordar que a maior preocupação com o produto está na qualidade da tela. Quando se trata de identificar a qualidade dessa característica essencial, há muito o que se avaliar e levar em consideração.

O foco principal está nas altas resoluções e Pixels por polegada, e mesmo que isso seja importante também existem outros pontos a serem levados em consideração. Por exemplo: brilho, níveis de preto, precisão da cor, variedades. Tudo isso influencia a experiência do consumidor com seus jogos, programas, livros e todas as demais interações que são possíveis através de um Tablet.

Como exemplo de bons Tablets em questão de tela, elencamos o Asus Memo Pad HD 7, com 1.28o x 800 pixels de resolução, mas com um esquema excelente de cores na tela. Outro bom exemplo é o Sony Xperia Tablet Z, pois possui design agradavel, é a prova d'água e tem uma tela nítida de resolução 1920 200-pixel.

O Samsung Galaxy Tab 8.0 3, tela de 8 polegadas, cores ricamente saturadas e vibrantes. Nexus 7 (2013), um pequeno tablet, mas com upgrade de 1.920, 200-pixel com densidade alta de resolução. E por último o Apple iPad, considerado o melhor tablet em termos de tela, por seu baixo nível de preto, alto contraste e precisão de cor preciso. O iPad funciona em sua resolução nativa 2048 x1 ,536-pixel. 

Por Fábio G. Santos

 

 

Fonte: http://reviews.cnet.com


Na hora de comprar o seu mouse ergonômico, vai ser preciso levar em consideração as suas necessidades especiais, pois cada indivíduo tem suas peculiaridades, gostos e necessidades diferenciadas. O tempo que se usa o item é também levado em conta na análise de compra de um mouse que se encaixe nas suas necessidades.

Primeiramente, o mouse precisa encaixar-se perfeitamente em sua mão. Portanto, o tamanho do mouse deve ser proporcionalmente confortável ao tamanho da mão. Isso é recomendável por trazer, além de um conforto, maior utilização dos recursos disponíveis no mouse.

O segundo aspecto a ser considerado é o tempo de execução de tarefas relacionadas ao uso do seu mouse. Se você trabalha com computadores, é útil comprar um mouse que seja específico para esse tipo de uso. Se ao contrário, você utiliza esporadicamente, não se faz necessário exigir uma compra mais cara do produto. No primeiro caso, a produtividade será maior, e, relacionado com o que foi dito no parágrafo anterior, o conforto também será indispensável. Para quem usa o mouse por um longo tempo, deve escolher um mouse de textura e um clique mais firme, por exemplo (isso evita o desconforto da transpiração das mãos). Já os usuários menos frequentes ao computador, devem procurar uma textura mais suave.

Portanto, seja qual for a sua necessidade, é importante seguir essas dicas, pois não devemos desperdiçar tempo, e cuidar ainda da ergonomia, que é um aspecto muito importante e levado muita em conta quando se adquire um produto de extrema importância na utilização do computador.

Por Reginaldo Soares


Quando se compra um computador de mesa (o chamado desktop), muitas vezes ele vem com itens que talvez não quiséssemos, ou não dá para fazer um upgrade como gostaríamos – na verdade, comprar um computador em lojas dá muita dor de cabeça, caso pense em fazer melhorias no aparelho. Mas será que vale a pena montar um computador do zero?

Sim, a resposta é afirmativa. Qualquer um que entenda de informática, mesmo que seja o básico, vai entender por que vale a pena pagar para montar uma máquina. Apenas vale lembrar que isso só é vantajoso para quem entende de computador. Caso você não tenha conhecimento o suficiente para montar um, pode contratar um especialista ou algum técnico de sua confiança. Também, apenas para os computadores de mesa isso é viável. É praticamente impossível fazer isso com os notebooks, tendo em vista a complexidade que são os portáteis, sem falar que os notebooks não seguem o mesmo padrão em termos de estrutura/arquitetura.

Um aspecto muito influente em se montar um computador é por escolher as peças para o PC de acordo com suas necessidades. Se você trabalha com operações básicas – editar/ler documentos e planilhas, navegar na Internet, etc – não precisa de tanta performance do PC, ao contrário de quem trabalha com edição de vídeos/áudios.

Nada de pagar caro por um computador recheado de funcionalidades que você talvez não use (sem falar que as vendas desses tipos de máquinas caíram significativamente).

Aqui vai uma ressalva: não vale comprar, neste caso, um computador “montado”, é preciso saber o que se está comprando. Deve-se montar sabendo o que realmente está sendo incluso no PC.

Por Reginaldo Soares


Um notebook é importante atualmente, porque a necessidade de se ter um computador versátil e móvel é grande, a exemplo dos smartphones e tablets – seja para trabalhos, lazer ou status – muitas pessoas adquirem o produto por um desses motivos. Mas é de suma importância saber escolher o tipo que precisará utilizar, pois cada perfil carece de uma necessidade diferente (preço, trabalho, exigência de recursos, etc).

Vejamos algumas dicas norteadoras na hora de comprar o seu notebook/laptop:

– Processador: Ao contrário do que se pensa, não é necessário adquirir o processador mais rápido, mais “potente”, mas sim de acordo com as necessidades – se você trabalha com edição de áudio/vídeo, por exemplo, certamente vai precisar de um processador mais eficiente. A economia de energia também deve ser levada em consideração neste item – normalmente os mais eficientes neste aspecto são os da Intel ou AMD. Outro ponto importante: nada de comprar computadores com processadores ultrapassados (que causará dores de cabeça futuramente);

– Memória RAM: É importante ver as tendências do mercado ao escolher a memória. Dependendo do tipo de sistema operacional, você precisará de memórias de 1GB ou 2GB, por exemplo. Não é recomendável utilizar uma memória RAM de 500MB para rodar o Windows 8, só a título de exemplificação;

– Armazenamento de dados (HD): Compre um computador que tenha um HD compatível com as suas necessidades. Não se faz necessário pagar caro por um HD enorme, e que tão será usado na sua totalidade;

– Energia/Bateria: A autonomia da bateria é de extrema relevância, ainda mais quando se trata de aparelhos portáteis, como o notebook. Quanto maior sua autonomia, melhor a sua utilidade como aparelho móvel;

– Tela: Mais uma vez, a sua necessidade enquanto usuário é a que deve se levar em conta. Telas maiores consomem mais energia, enquanto telas menores não são tão precisas em sua resolução. Cabe você decidir qual tamanho de tela é apropriado à sua situação;

– Conexões: Isso é extremamente importante quando se fala em sincronização do computador com outros aparelhos portáteis. Ao comprar um laptop, tenha em mente aqueles que possuem pelo menos 2 conexões USB, conexão Wi-Fi, uma porta HDMI e provavelmente um leitor de cartões (outros itens são indispensáveis, como a webcam e o leitor de CD/DVD, mas a maioria dos notebooks já vem com esses dispositivos inclusos).

Antes de sair às compras, vale lembrar de uma regra: sempre avalie as melhores opções, de acordo com os seus gostos e necessidades. Se não entende de informática, leve alguém de sua confiança para avaliar a sua compra.

Por Reginaldo Soares


O consumo de tablets no Brasil está em constante crescimento e é o produto apontado como o mais procurado para o Dia das Mães. Mas como escolher um tablet dentre os tantos modelos existentes no mercado? Existem alguns aspectos que devem ser observados: marca, tamanho, sistema operacional, entre outros.

A Apple possui o famoso modelo iPad com iOS, que tem atraído muitos fãs nos últimos anos. Já a Samsung possui vários modelos como os Galaxy Tab e Galaxy Note, que utilizam o Android.

Enquanto o diferencial da Samsung é seu hardware mais “potente” que o da Apple, o iPad possui um melhor acabamento e um sistema operacional mais confiável. Ainda existem modelos chineses com preços mais acessíveis, mas com um desempenho muito ruim para algumas tarefas. 

Geralmente os dispositivos são fabricados entre sete e dez polegadas. O tamanho depende do tipo de utilização do aparelho. Os menores são mais práticos, servem para carregar mais facilmente de um lugar para o outro. Já os maiores são para aqueles que precisam de uma imagem maior e não carregam tanto o aparelho.

Existem dois tipos de conexões de internet: Wi-Fi e 3G. A primeira é para conectar o aparelho a um roteador wireless e utilizar a internet. Já a conexão 3G permite ao usuário acessar a internet via operadora de celular, ou seja, de qualquer lugar.

A escolha é muito pessoal, depende dos recursos financeiros disponíveis, da marca que mais atrai e do desempenho esperado pelo cliente. Portanto, antes de fazer a sua escolha, leia bastante sobre os modelos e procure a melhor opção.

Por BCC


Mesmo que a variedade de marcas de notebooks disponibilizadas no mercado seja um ponto positivo para os consumidores, junto com elas inúmeras dúvidas se avultam? Afinal de contas, qual delas comprar? Segundo pesquisas do setor, quando perguntados a respeito dos mais eficientes notebooks, os consumidores apontaram entre as melhores marcas a Sony, a Apple, a HP, a Dell, a Asus, a Positivo, a LG, a Acer, a STI e a Lenovo.

Bastante conhecida por seus equipamentos, a HP tem preço relativamente acessível e notebooks completos, com design diferenciado e programas já instalados. Apesar disso, a marca possui a desvantagem de apresentar problemas de superaquecimento em alguns processadores e a sua assistência técnica não oferece um bom retorno ao consumidor. 

Já os notebooks das marcas Sony e Dell são de qualidade exemplar e bastante caros.

Os notebooks da Samsung vêm com um design bonito e ergonômico, a duração da bateria é boa e sua tela de LED é bem viável. Apesar disso, os aparelhos não são baratos, apresentam dificuldades de conexão e possuem pouca performance em seu funcionamento.

Já os notebooks da LG não são os mais indicados para rodar jogos e programas pesados. Apesar disso, eles são bem resistentes e possuem um teclado firme e silencioso. Não bastasse isso, os computadores também não possuem problemas com superaquecimento.

Na hora de comprar seu notebook, considere a qualidade da marca, a eficiência de seu suporte técnico, a relação custo benefício e também se ele atende às suas necessidades. Depois de avaliar estas questões, certamente ficará mais fácil escolher qual notebook comprar.

Por Flávia Alves Figueiredo Souza


Uma das principais peças do seu computador é o HD, pois é onde deixamos guardados todos os nossos arquivos como fotos, jogos, filmes e músicas. Com o tempo o espaço do HD vai diminuindo e só temos duas soluções, apagar os arquivos existentes ou aumentar o espaço livre. O primeiro caso nem sempre é viável, pois os arquivos salvos podem ser importantes e não tem como apagar. Para viabilizar esses casos, existem os HDs Externos, que hoje em dia são muito úteis e comuns para todos.

Esses HDs são acoplados ao seu computador através de uma entrada USB e dessa forma, você manterá seus arquivos salvos e terá mais espaço livre na sua máquina. Atualmente no mercado você encontra dois tipos de HD Externo: de mesa e portátil. A função dos dois é a mesma, porém, saber escolher um ou outro vai depender do uso. Se você busca um HD que possa levar com você e evitar andar com vários CDs ou pendrives, o portátil é o mais indicado, ele tem capacidade entre 80 e 250 GB de memória e são ideais para quem precisa ter seus arquivos sempre por perto. Já o HD de mesa tem uma capacidade bem maior, de 250 GB até 2 TB e dará a você praticamente outro computador somente para arquivos.

Os dois equipamentos são bem frágeis e você deve ter bastante cuidado quanto a quedas ou choques, principalmente se o seu HD for de mesa. Para usá-lo você precisa apenas conectar o aparelho no seu computador, através de uma entrada USB do tipo 2.0. Se a entrada USB da sua máquina for menor, o HD rodará, porém, pode apresentar alguns erros, principalmente para arquivos pesados.

No mercado, você encontra esse tipo de aparelho a partir de R$ 200.

Por Monique Belmont


Hoje em dia se tornou uma tarefa extremamente complicada encontrar um notebook ideal para sua necessidade, ainda mais para pessoas que não são muito ligadas ao avanço rápido da tecnologia.

Um dos pontos mais difíceis nessa hora fica por conta dos muitos modelos que existem no mercado e principalmente suas configurações, das mais variadas possíveis.  

Quando se escolhe uma máquina dessas, você tem que ficar ligado em três dos principais pontos: processador, memória e capacidade do HD. Com isso você já consegue comprar uma boa máquina. Os outros pontos são os chamados de "perfumarias", como por exemplo: saída HDMI, placa de vídeo dedicada, tamanho da tela, Bluetooth, entre outras coisas de menor expressão.  

Se você quer um computador voltado exclusivamente ao uso doméstico, sua tarefa é muito simples, foque em um processador dual core, core 2 duo, AMD quad-core. Você também não irá precisar de um HD maior que 250 a 500GB e uma memória RAM entre 2 e 3 GB modelo DDR. Assim, está praticamente montado seu notebook perfeito para o uso doméstico, e certamente ele não irá te deixar na mão.  

Já para o trabalho, precisamos de uma máquina mais potente e confiável  começando por um bom processador Core i3 ou i5, memória RAM de 4 a 6 GB DDR e um HD com capacidade maior ou igual a 500GB e tela LED que economiza muita energia. Com essas configurações você poderá executar varias tarefas ao mesmo tempo sem se preocupar com travamentos e lentidão, além de  rodar com tranquilidade os mais variados programas do mercado. Para uma maior mobilidade escolha aparelhos com bateria de 6 ou 8 células, isso evita surpresas desagradáveis e principalmente que você perca um trabalho muito importante por falta de carga na bateria. Ou seja, vale pesquisar bastante antes de comprar seu notebook, já que, além de diferentes configurações, os preços podem variar muito de loja para loja.

Por isso, fique atendo e compare sempre o melhor custo benefício, assim você poderá comprar o notebook ideal para você!

Por Bruno Mathiuzzo


Os notebooks recentemente se tornaram populares entre os jovens, principalmente entre os estudantes universitários. Alguns computadores portáteis são mais potentes do que os tradicionais desktops. A revista PC Magazine divulgou uma lista dos melhores notebooks que se pode encontrar no mercado brasileiro.

O notebook Asus UX31-RSL8 é o primeiro da lista, pois apresenta um bom desempenho e uma bateria de ótima durabilidade, deixando para trás outras marcas de notebooks.

Mas os campeões em design, tecnologia e sofisticação são os famosos notebooks da Apple: o MacBook Pro e o MacBook Air.

O MacBook Pro é fino e elegante. Ele possui tela de alta definição e utiliza o sistema operacional OS X Lion, última versão do sistema. Este poderoso notebook possui uma placa de vídeo AMD Radeon GPU, que suporta vários games.

Já o MacBook Air é espaçoso, ultra portátil e utiliza o poderoso processador Core i5.

Na lista de notebooks feita pela revista, há ainda outros modelos bem completos. Entre eles estão:

  • Hp Pavilion dv7-6163cl;
  • Asus U56E-BBl6;
  • Acer Travelmate 8481T-6440;
  • Lenovo IdealPad V570-1066JU;
  • Lenovo ThinkPad X220 Tablet;
  • Dell Inspiron 14Z;
  • Lenovo ThinkPad T420s.

Por Guilherme Paixão Campelo


Para aqueles jogadores fanáticos por games de computadores, os desktops são ideais para suportar as placas de vídeo e outros componentes que alguns games exigem. Mas há alguns notebooks que suportam jogos de computadores como os tradicionais desktops.

Há uma lista muito restrita desses aparelhos que podem ser encontrados no Brasil ou no exterior. Começando pelas marcas que se pode encontrar no Brasil, o modelo Sony VPC-Z235GB é um aparelho cujo modelo não suporta executar grandes jogos. A placa que já vem integrada ao aparelho é de baixíssimo desempenho. Mas por outro lado, o notebook permite fazer expansões e melhorar o desempenho dos jogos. Para isso, é necessário adquirir uma placa Radeon HD 6650M. O valor desse modelo de notebook pode chegar a quase R$ 7.000.00.

Um dos notebooks mais utilizados pelos jogadores é o HP Envy 17-2190BR, que pode chegar a custar R$ 9.999. Com esse valor salgado, a configuração desse aparelho não é muito impressionante, mas o diferencial é que este modelo faz parte da linha Premium. Contudo, o aparelho possui uma boa configuração para suportar games modernos e gráficos de alto nível.

Já o modelo internacional SAGER NP9170, que custa em média US$ 4.539, é o notebook mais utilizado pelos jogadores estrangeiros. A marca SAGER é bastante conhecida internacionalmente, tão famosa quanto um notebook HP ou Samsung aqui no Brasil.

O processador desse notebook (Ivy Bridge) é considerado o mais potente da Intel e é excelência em execução de jogos.

Os espaços em disco da SAGER também são impressionantes. Os drives SSD podem passar de 1 TB de espaço, chegando a ser comparado com a potência dos renomados computadores da Apple, que possuem configurações desse nível. Contudo, o valor para ter um aparelho da SAGER não é nada atraente.

Para aqueles que gostam de games e querem adquirir um notebook potente, aqui no Brasil é possível comprar um Samsung Série 7 CHRONOS. O aparelho custa cerca de R$ 3.099.

Quem pretende comprar um notebook ainda mais potente, vale a pena adquirir um aparelho Avell FullRange G1730 D1HJ. O valor de um Avell não é muito astronômico em comparação com os notebooks estrangeiros.

Por Guilherme Paixão Campelo


O notebook é atualmente um dos equipamentos mais usados no mundo, uma vez que o mesmo garante maior comodidade, praticidade e liberdade aos seus usuários. Se você é um empresário, por exemplo, e precisa estar em vários lugares, o laptop é o ideal, uma vez que ele poderá atendê-lo sempre que necessário.

Por ser tão importante na vida das pessoas, o notebook deve ser bem cuidado, uma vez que é sensível e pode ser danificado com facilidade. No entanto, nós temos algumas dicas que ajudarão a você cuidar melhor do seu laptop, garantindo assim um tempo de vida útil muito maior. Confira:

  1. Transporte e guarde o notebook em uma bolsa ou case próprio para isso, pois dessa forma você protege o equipamento de possíveis riscos.
  2. Carregue o seu notebook sempre que necessário, não deixe a bateria chegar ao seu limite, atitudes como essas diminuem o tempo de vida da mesma.
  3. Se for usar o notebook ligado à tomada, retire a bateria ou acabará viciando a mesma.
  4. Tenha cuidado ao manusear o notebook, evite ao máximo trancos e pancadas, pois esses são os maiores vilões de equipamentos desse tipo. Normalmente o HD é a parte mais atingida.

Seguindo essas dicas, com certeza o seu notebook durará muito tempo e será bastante útil. Aproveite. 

Por Gabriel Frigini Reis


Aqueles que trabalham com tecnologia sempre têm suas ferramentas de backup, mas saibam que muitas pessoas ainda se lamentam pela perda de arquivos de seus computadores. Por isso, para quem ainda não conhece, aí vai a dica do Dropbox.

O Dropbox é um sistema de backup automático. Uma forma simples de manter seus arquivos em segurança e, ainda, de possibilitar o acesso a eles através de qualquer computador, por meio de seu usuário e sua senha.

Enquanto seus arquivos originais ficarão guardados em seu computador, você poderá acessá-los até mesmo através de seu smartphone, pois há aplicativos que possibilitam a abertura de fotos, vídeos e documentos do Office ou em formato PDF.

David Pogue, colunista do New York Times, assumiu recentemente que passou 12 anos de sua carreira transmitindo seus arquivos por e-mail, gerando conflito de versões e trabalho além da conta. Seu último livro, entretanto, já foi escrito e compartilhado com os coautores através do Dropbox, otimizando (e muito) o processo.

Assim que instalar o Dropbox, o usuário recebe 2GB de capacidade de armazenamento gratuito. A cada vez que enviar o convite do Dropbox a um amigo, sua capacidade inicial é ampliada em 500MB. Cada usuário pode ter até um total de 8GB, embora seja possível ter uma capacidade de armazenamento ainda maior através do pagamento de uma taxa mensal.

Para conferir mais informações, acesse o site www.dropbox.com.

Por Máximo Santana


Os netbooks estão se tornando cada vez mais populares em nosso país, muitos consumidores querem adquirir essa incrível ferramenta, no entanto muitos ficam em dúvida na hora de escolher o modelo do netbooks, pois esses aparelhos são muitos parecidos. A diferenciação na hora da escolha estão nos pequenos detalhes.

Menor peso, maoir potência, capacidade de armazernamento, melhor autonomia, teclado mais confortável, melhor resolução, suporte 3G, acabamento, personalização, são alguns detalhes que podem "desempatar a competição" na hora da escolha do seu netbook.

Os usuários desse tipo de tecnologia optam por ele, por ser prático, pequeno e, em alguns casos, muito moderno. Sem dúvida o netbook é a escolha para quem quer praticidade para levar o seu computador aonde quiser. A tecnologia continua avançando cada vez mais,  resta saber  qual será a próxima invenção tecnológica.

Por MS

Fonte: www.guiadohardware.net


Com a chegada dos netbooks ou também chamados de mini notebooks, as pessoas começaram a comparar prós e contra na aquisição desse portátil mais leve e menor que o já tradicional notebook.

Ao comparar os dois, nota-se que os valores não são equivalentes ao produto, ou seja, imagina-se que pelo fato do netbook ser um mini portátil e não apresentar especificações como um notebook, ele tenha um valor mais acessível, mas não é essa a realidade. Alguns netbooks chegam a custar mais caros que um notebook de marca conceituada e ótima configuração.

Por isso, deve-se pensar bem nas formas de uso do portátil no seu dia-a-dia. Um netbook, por exemplo, não possui driver de CD/DVD e, nesse caso, você precisará sempre de um pen drive para transferir arquivos e de um micro contendo driver para essa finalidade.

Por: Aline Barbosa

Fonte: G1


Compre um notebook Lenovo com Windows Vista e Ganhe um cooler da Anabell Coolers com capacidade de 24 latas. Sinceramente eu não sei o que uma coisa tem a ver com a outra. Será que é alguma alusão ao fato do Windows Vista ser um porre?  🙂

Brincadeira à parte, o fato é que o Lenovo G530 tem uma boa configuração. O preço, de 1599 reais, também está dentro do esperado, levando em conta os recursos disponíveis: processador Intel Dual Core de 1,6 Ghz, HD de 250 Gb, Memória RAM de 4GB, 4 portas USB, saída HDMI, webcam, gravador de DVD, Bluetooth, wi-fi, tela de 15,4 polegadas.

Um detalhe interessante: o notebook vem com um software chamado VeriFace que permite que o rosto do usuário sirva de senha para acesso ao sistema. Além disso, ele oferece a função de restaurar o sistema automaticamente em caso de pane.

Por Maximiliano da Rosa


Com tanta opção no mercado ficou mais fácil adquirir um notebook por um preço menor e de qualidade.

Para começar temos a loja Ponto Frio com promoções que podem ajudar na sua escolha. Um notebook CCE com um bom processador Intel Core 2 Duo, 4GB de memória RAM, 320GB de HD, monitor de 14 polegadas com sistema operacional Linux custa em torno de R$1.700,00 e pode ser parcelado em até 12 vezes sem juros no cartão.

No Magazine Luiza, a oferta também é interessante. O notebook SIM, Intel Core 2 Duo, 4GB de memória, 320GB de HD, monitor de 14 polegadas e ainda com o novo sistema operacional Windows 7 está pelo valor de R$1.599,00 com parcelamento em até 12 vezes sem juros.

Isso é apenas uma breve dica das inúmeras ofertas que estão pela internet. Basta pesquisar e analisar as especificações de cada produto e, com certeza você fará um ótimo negócio.


Notebooks, como analisar a melhor opção?

Atualmente, podemos encontrar uma gama de notebooks para todos os gostos e de diversos valores. Primeira dica é pesquisar os preços e, se você ainda não pode comprá-lo à vista, avalie os planos de pagamento sem aumentar o orçamento final ou a compra de um sairá pelo preço de dois. Segundo passo é estudar dentre os valores que você pode adquirir o aparelho, quais as configurações e especificações técnicas que o faz ser a opção de compra. Se não tiver conhecimento no assunto, informe-se com um profissional, procure fóruns na internet com críticas e elogios do produto e tire suas dúvidas.

E qual seria a melhor opção? Com os sistemas operacionais existentes no momento, aposte em um bom processador como, por exemplo, Intel Core, Intel Pentium Dual Core, Intel Core 2 Duo entre outros. Mas não se esqueça que o aparelho deve ser analisado como um todo, pois o desempenho não depende somente de um excelente processador, mas também da placa mãe, HD, memória e a utilidade, se é para uso caseiro, rodar games, trabalhos que exigem softwares específicos e ocupam um espaço considerável de memória, além dos cuidados e manutenção do portátil como limpeza de disco, antivírus, atualizações do sistema que fazem uma enorme diferença no manuseio.

Em uma breve pesquisa pelos sites de venda é possível adquirir um Notebook Itautec Intel Pentium Dual Core, HD 160GB, memória de 2GB, sistema operacional Windows Vista Home Basic pelo valor de R$1.799,00 e pode parcelar em até 12 vezes sem juros. Com as opções eletrônicas existentes no mercado, podemos encontrar notebooks ainda mais baratos, com mais recursos e de diversas marcas.


Alguns usuários de notebook não sabem o poder da máquina que tem em mãos, e isso ocorre normalmente quando se compra sem se saber exatamente quais as reais necessidades do dia a dia.

De nada adianta comprar e investir uma pequena fortuna em um notebook que tenha placa de vídeo, placa de som, acelerador 3D, um grande HD e um processador dos mais rápidos do mercado se a utilização dele não for maior que a visualização e edição de arquivos do pacote Microsoft Office, alguns vídeos da internet e para a simples navegação na internet.

Além de gastar mais que o necessário, a velocidade não é muito notada pois os programas são leves e de rápida inicialização.

Procure mais de uma opinião para que o computador seja adequado, nem mais nem menos em eficiência às suas expectativas.

Por José Alberi Fortes Junior.





CONTINUE NAVEGANDO: