Dell XPS 11 Aproveitando a onda de atualização de seus produtos, a Dell anunciou algumas novidades para o seu híbrido chamado de XPS 11, que é o all in one mais leve da empresa.

O gadget, que é um híbrido entre notebook e tablet, agora tem uma maior capacidade de processamento, mas continua superfino e confortável de se utilizar. Isso, porque um dos maiores problemas dos aparelhos híbridos é que quando coloca-se o teclado atrás do display para transformar num tablet, o dispositivo fica muito grosso e ruim de manusear, mas isso não acontece com o XPS 11.

Além do melhor processador, agora o XPS 11 também tem gráficos integrados e uma resolução de tela mais potente.

As principais características do novo XPS 11 são a resolução da tela com 2560 x 1440 pixels, memória RAM  de 4 GB em DDR3, display de 11,6 polegadas, processador Core i3 ou Core i5, e capacidade de armazenamento em três opções: 256 GB, 120 GB e 80 GB.

O início das vendas do novo XPS 11, que foi  apresentado na Computex 2013, está marcado para o mês que vem no mercado norte-americano e o seu preço deve girar em torno de US$ 1.000, o que equivale a mais que R$ 2.000. 

Por Guilherme Marcon


Durante a Computex 2013, que aconteceu na última segunda-feira (dia 3 de junho) em Taiwan, a Dell apresentou o seu mais novo ultrabook híbrido. O modelo, batizado de XPS 11, transita entre notebook e tablet com muita facilidade, da mesma forma que acontece com o Lenovo Yoga, seu grande concorrente neste segmento.

O ultrabook, que leva a marca XPS para computadores multimídia da Dell, possui tela de 11,6 polegadas (com resolução de 2.560 x 1.440 pixels) e é totalmente sensível ao toque. O painel conta com qualidade IPS, o que será o ponto forte do aparelho, que não irá economizar em hardware, assim como os modelos XPS 12 e 13. Por enquanto, a Dell ainda não divulgou qual será a capacidade de memória e o processador que a máquina irá trazer.

O híbrido é bem mais fino e totalmente leve, resultado da escolha da Dell de utilizar fibra de carbono na modelagem do chassi, o que também contribuiu para deixar os produtos um pouco mais caros. O aparelho foi pensado para rodar o Windows 8, mas ainda não teve seu preço e sua data de lançamento definidos.

Por Felipe Santos Bonfim





CONTINUE NAVEGANDO: