Confira alguns itens que devem ser levados em consideração antes de comprar um bom notebook.

Na atualidade, onde a maioria das atividades profissionais e estudantis está relacionada ao uso da tecnologia e internet, ter um notebook é indispensável para a maioria das pessoas. No entanto, na hora de escolher o melhor modelo de computador portátil é necessário analisar se o produto possui características que atendem às suas necessidades.

Memória grande e boa velocidade, esses são apenas alguns dos fatores que devem ser estudados na hora de comprar o seu notebook para usar no seu dia a dia tanto para trabalho quanto para estudo.

Confira abaixo o que você precisa avaliar para comprar um bom notebook!

Escolha um processador potente

Se você quer fazer as suas atividades sem enfrentar travamentos, o ideal é escolher um notebook com processador potente. Os melhores modelos são aqueles que apresentam recursos para economia de energia, como as versões produzidas pela linha Intel Atom.

A vantagem desses processadores é o fato de serem baratos e pouparem energia enquanto os aplicativos estão sendo usados, impede que o aparelho esquente excessivamente, o que faz a bateria durar mais tempo. Para quem necessita de um notebook mais rápido para realizar tarefas pesadas, as melhores alternativas são as que possuem Intel Core i3 e AMD Athlon X2 Dual Core.

Prefira uma memória RAM com boa capacidade de armazenamento

Antes de escolher a memória RAM do notebook, é importante avaliar o padrão utilizado no mercado. Por exemplo, para rodar uma versão do Linux ou Windows 10, você precisa ter, no mínimo, 2 GB de memória RAM, que é capaz de comportar todos os recursos disponibilizados pelo sistema operacional.

Além disso, quanto maior for a memória do computador, consequentemente, com mais facilidade as aplicações irão rodar, de modo a garantir um bom desempenho geral. Você usa o notebook para trabalhar? Isso significa que vai exigir mais da máquina, recomenda-se optar por um modelo com 4 GB.

Analise a duração da bateria

Já pensou estar trabalhando em uma atividade importante e de repente o seu notebook desligar por falta de bateria? Apesar de o tempo de duração das baterias de smartphones e notebooks ainda não ser tão prologando, analisando com cuidado é possível escolher um modelo que acrescente mais durabilidade e permita que o aparelho funcione por mais horas sem ser recarregado.

Para fazer uma seleção mais segura, o mais recomendado é recorrer às baterias de íons de lítio, que geralmente têm uma carga bem mais duradoura que as demais, além de terem uma vida útil maior e não tornam o notebook mais caro.

Caso faça uso do computador pela bateria frequentemente, indica-se comprar uma versão cujo fabricante venda baterias de forma separada, possibilitando que você sempre tenha uma de reserva. Também vale considerar a aquisição de uma bateria com seis células, ou seja, mais resistente.

Cuidado com o tamanho da tela

Se o usuário quer uma boa visualização, tem que escolher uma tela maior. Porém, quando a tela é grande, o tamanho do notebook também aumenta, elevando o consumo de energia. Por isso, é preciso tomar cuidado com o tipo de tela a ser escolhido.

A sua intenção é utilizar o notebook em casa e não precisa economizar espaço? Nesse caso, pode-se apostar em um modelo maior com tela de 15 ou 16 polegadas. Mas, se você vai usar o aparelho para estudar ou trabalhar e tem que transportá-lo em uma mochila ou bolsa, procure uma máquina com uma tela menor, que pode ser de 11 ou 13 polegadas, o que é perfeito para economizar espaço físico.

Para comprar um bom notebook não basta apenas prestar atenção no preço ou marca, analisar os seus recursos é essencial para optar pela versão que supra as suas necessidades.

Por Simone Leal

Comprar notebook


Confira as 5 melhores lojas virtuais para comprar produtos diversos por bons preços.

Com a globalização e a internet hoje é possível comprar qualquer objeto em qualquer parte do mundo, com um click e sem sair de casa. Pois, fazer compras é um dos maiores prazeres das pessoas. Existem, atualmente, milhões de lojas online que vendem centenas de produtos dos mais variados tipos, tamanhos, funções, dentre outras características. Conheça agora as cinco melhores lojas internacionais para fazer compras:

1- Ebay

Fundada em meado dos anos 90 nos Estados Unidos, o Ebay é um dos primeiros sites que as pessoas pensam ao pensar em compras online. A loja virtual é considerada hoje a maior loja online do mundo. No Ebay é possível comprar e vender diferentes artigos, desde roupas a produtos eletrônicos, livros, utensílios de cozinha, peças de decoração, acessórios e muito mais. O faturamento da loja gira em torno de 1 bilhão de dólares. Para conhecer a loja basta acessar: www.ebay.com.

2- Amazon

Também oriunda dos Estados Unidos, a Amazon foi fundada no ano de 1994, sua sede é em Seattle. Pode-se dizer que a Amazon é a concorrente direta do Ebay, pois, ambas as lojas seguem o mesmo seguimento: oferecem milhões de produtos diversificados com excelentes preços e atraem milhões de compradores todos os anos. Compradores esses do mundo todo. O faturamento da Amazon também passa da casa de 1 bilhão de dólares. Para conhecer a loja basta acessar: www.amazon.com.

3- AliExpress

Quando se pensa em roupas, acessórios, sapatos, vestuário em geral barato se pensa em AliExpress. Fundada na China e pertencente ao Grupo Alibaba, o AliExpress é um santuário para a moda, pois, no site você acha tudo o que desejar a um preço muito baixo. Milhões de pessoas compram no site todos os dias devido a essas características. O faturamento do AliExpress também passa da casa de 1 bilhão de dólares. Para conhecer a loja basta acessar: https://pt.aliexpress.com/br_home.htm.

4- Sephora

Quando se pensa em produtos de maquiagem, cabelo, perfume se pensa em Sephora. Criada há mais de 40 anos na França, a Sephora possui lojas virtuais e físicas em todo o mundo. A Sephora oferece aos seus clientes uma variada gama de produtos e marcas é possível agradar a todos os bolsos. A liquidação da loja costuma causar uma verdadeira comoção popular. O faturamento da loja de cosméticos é de 1 bilhão de dólares. Para conhecer a loja basta acessar: www.sephora.com.br.

5- Urban Outfitters

A Urban Outfitters é também uma loja norte-americana. A loja além de vender peças de vestuário é uma das maiores lojas online de decoração. Tudo que é vendido na loja é sucesso, devido à elegância das peças e o bom preço.

Fundada nos anos 70, a Urban Outfitters possui mais de 300 lojas pelo mundo. Outro ponto que chama atenção quando se fala da Urban Outfitters é que ela sempre faz parcerias com nomes famosos, criando coleções incríveis com um preço ótimo. O faturamento da loja é na casa de milhões de dólares. Para conhecer a loja basta acessar: www.urbanoutfitters.com.

Por Isabela Castro

Compras online


Responsável por 5% das vendas em 2011 e 10% em 2012, os dispositivos móveis estão em alta no Brasil. O barateamento desses dispositivos está fazendo com que as pessoas passem a utilizá-los mais no dia-a-dia, inclusive nas compras online.

De todas as compras realizadas por dispositivos móveis, o iPad (da Apple) é responsável por 51%. Já o seu "companheiro" iPhone é responsável por 20%. Todos os outros dispositivos somados são responsáveis por 29% das compras.

Com um faturamento de R$ 3,1 bilhões no Natal de 2012 (segundo a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico), obteve-se um aumento de R$ 500 milhões entre 2011 e 2012.

Eletrodomésticos, Saúde, Beleza e Medicamentos são os produtos mais comprados pela internet no Brasil. Com destaque para produtos de Moda e Acessórios, Jornais, Revistas e produtos da área de informática. 

A Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico estima que haja cerca de 43 milhões de consumidores online no Brasil. Os R$ 22 bilhões estimados de faturamento é "culpa" dos 20% de crescimento esperado para o ano.

Apesar da tecnologia de internet móvel ainda estar engatinhando no Brasil (ainda não há o serviço 4G), os brasileiros estão aprendendo a comprar mais através da telinha de seus tablets e smartphones. O setor de informática no Brasil (assim como em muitos outros países) caminha a passos largos no desenvolvimento por causa da baixa regulação do Governo no setor.

Por Bruno Rafael da Silva





CONTINUE NAVEGANDO: