Uma “impressora” de chocolates foi apresentada este ano na CES 2014, um equipamento compacto parecido com uma cafeteira. A chamada ChocaByte é um estilo mesmo de uma impressora de 3D, só que ao invés de sair papel, para alegria de quase todos ela imprime chocolates. O gadget, um produto bastante tecnológico, começou a ser vendido na Austrália e o preço dela, além do trabalho que ela faz, é bem atraente: por apenas US$ 100 pode-se adquirir o aparelho. Convertendo para o real, a média de preço fica entre os R$ 230, sem impostos.

A utilização da ChocaByte é simples e não há dificuldades para a “fabricação” dos chocolates. Ela é reconhecida como um produto semelhante a eletroportáteis vendidos por aí. Qualquer um pode usar e pode ser colocado em um cantinho do balcão da cozinha, sem ocupação de muito espaço. E, por ser de fácil manuseio, ninguém precisa de conhecimentos de softwares específicos para ser guiar o aparelho. O que, mesmo sendo nomeada como uma “impressora”, o equipamento não é de difícil utilização como várias impressoras 3D existentes no mercado.

E as barras de chocolates que a ChocaByte consegue imprimir também não são nada mal. O equipamento é pequeno, mas as barras podem medir 5 cm de altura e largura, por 2,5 cm de espessura. Uma especificação do site oficial do produto diz “basta aquecer o cartucho de chocolate no microondas ou água quente e, em seguida, colocá-lo na impressora e pressionar ‘Start’. Uma impressão de chocolate duro é feia em menos de 10 minutos, pronta para consumir imediatamente”, explica.

De equivalência a impressora, os cartuchos de chocolate também são baratos, podem ser encontrado na Austrália por US$ 10 (na média de R$ 23). O usuário também tem a opção de criar barras de chocolates de outros formatos de sua preferência e, para isso, basta baixar outros modelos de impressão gratuitos disponíveis na internet e colocar a ChocaByte para trabalhar naquele projeto diferenciado de barras de chocolates.

Por enquanto, somente o país da Austrália, mais especificamente na cidade de Sydney o ChocaByte está disponível e, mesmo assim, somente para 500 pessoas de lá. Contudo, para a nossa alegria, o produto deverá chegar a vários mercados no prazo de 1 a 3 meses. 

Por Carolina Miranda

ChocaByte

Foto: Divulgação


Para quem costuma acompanhar o mundo da tecnologia, em especial o setor de que envolve os computadores, já sabe que de uns tempos para cá a indústria que envolve o mesmo não anda muito bem. O lançamento e o barulho causado pelo Windows 8 e os investimentos cada vez maiores em tablets com display touch com o foco de se aumentar as vendas não conseguiram mudar o rumo das coisas. Para falar a verdade a situação piorou.

No ano passado houve uma retração de 10% na área. Entretanto, a Intel parece não estar muito a fim de “chorar o leite derramado” e se depender dela isso vai mudar. De acordo com informações divulgadas por meio do site The Verge, a empresa anda trabalhando com o objetivo de apresentar uma nova marca de computadores com um diferencial que irá chamar muito a atenção: os aparelhos deverão ser capazes de rodar Android e Windows ao mesmo tempo.

Conforme as informações divulgadas a companhia que construiu bases sólidas como fabricante de chips já estaria implementando acordos com diversos fabricantes de computadores com o intuito de tornar viável a fabricação do novo dispositivo. Caso tudo ocorra bem não será preciso esperar muito para vermos os resultados. A Intel estaria planejando apresentar a nova linha de computadores ainda na Consumer Electronic Show 2014 (CES), que acontece em Las Vegas.

O protótipo do dispositivo foi batizado de “Dual OS”. O Android irá rodar virtualizado dentro do Windows. Isso vai permitir que o usuário do aparelho tenha acesso tanto a aplicativos do Windows quanto do Android ao mesmo tempo. Uma boa sacada, já que assim não será preciso que a pessoa reinicie a máquina para trocar de sistema.

Mesmo sendo uma ideia interessante ela não é de todo nova. Vale lembrar que no passado a Samsung já havia lançado um notebook híbrido, o AtivQ, baseado no Windows 8 e no Android. A Asus também já deu sinais que estar trabalhando em algo parecido.

Por Denisson Soares

Intel deve lançar computador híbrido

Foto: Divulgação


A feira de eletrônicos CES continua. Todo dia, novos aparelhos ou tendências aparecem por aquelas bandas. São alguns dias onde as empresas mostram as novidades a cada ano, o que irá disponibilizar para o usuário final e tudo mais. E o interessante é que são produtos para todos os gostos e bolsos.

Inúmeras empresas agregam ao evento mais tecnologia e inovação. Pensando no usuário final, algumas empresas trouxeram um modelo novo que tenta conquistar uma parte do publico final: os híbridos. Eles são tablets que acoplados a um teclado, tornam-se uma espécie de notebook ou ultrabook, para uso corporativo. Alguns modelos oferecem apenas um sistema operacional embarcado de fábrica, geralmente o Windows 8 é o sistema apostado, mas existem outros com Android incluído. E a Asus resolveu trazer para a CES, um ultrabook embarcado, tanto com Windows 8, quanto com Android (a versão escolhida é a 4.1).

O aparelho se chama Transformer Book Duet, com tela de 13,3 polegadas. O usuário terá ainda 4 GB  de RAM para as tarefas um pouco mais pesadas e pode escolher entre Core i3 ou Core i7. Segundo a ASUS, no momento em que você usufruir o brinquedinho, não há uma limitação de sistema operacional, deixando livre ao usuário optar, ou por usar Windows naquele momento, ou pode usar o Android e instalar os aplicativos que vinha usando no antigo tablet ou no smartphone atual. Para quem tem um tablet com processador Atom, da Intel, sabe que o Android deu uma evoluída em compatibilidade com este segmento de processadores.

Não podemos deixar de mencionar o tamanho de armazenamento que a Asus colocou dentro do híbrido. A promessa é que tenhamos para o tablet até 64 GB de armazenamento, começando com 32 GB. Já para a função notebook, o usuário final pode ter até 1 TB de armazenamento dento do aparelho. Lá fora, toda essa modernidade custa em torno de 599 dólares.

Por Leandro de Souza

Asus Transformer Book Duet

Foto: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: