Modelos chegam custando entre US$ 349 e US$ 999.

A Acer, conhecida marca de notebooks, que faz sucesso devido a qualidade de seus aparelhos, acaba de anunciar a chegada de novos modelos para a série Aspire. As novidades apresentam desde ótimo custo-benefício até notebooks mais avançados, para quem busca algo mais completo e com altíssimo desempenho.

Considerada a terceira maior fabricante de computadores de todo o planeta, a marca com certeza vai conquistar mais fãs para seus notebooks, que competem com concorrentes de peso, como a Dell.

Confira mais detalhes sobre os três novos modelos que vão fazer parte da série Aspire:

Modelo básico – Acer Aspire 3

O modelo mais básico que entra para a família Aspire é chamado de Aspire 3. Seu foco será o custo-benefício, entregando bom desempenho e configurações com um preço não tão elevado. Sua tela terá três opções de tamanho: 14 polegadas, 15,6 polegadas e 17, 3 polegadas, todas sendo Full HD.

Nas configurações internas, o Aspire 3 terá 16 GB de RAM, disco rígido de HDD 1 TB ou SSD 512 GB.

Indicado para quem gosta de jogos e precisa de melhor desempenho gráfico, os modelos podem ter a placa de vídeo NVIDIA GeForce MX250 ou AMD Ryzen (2ª geração, Radeon RX 540).

Este modelo básico ainda vem com entrada para DVD, algo que anda sendo descartado nos notebooks mais modernos. Além disso, terá uma porta HDMI e processador Intel i7 (8ª geração). A versão do processador ainda não foi confirmada, mas acredita-se que a Acer vá apostar no i7.

Modelo intermediário – Acer Aspire 5

O Acer Aspire 5 é um modelo intermediário, um pouco mais avançado que o Aspire 3. Foi criado para quem gosta de jogar no computador, mas ao mesmo tempo prefere telas menores. O modelo terá 15,6 polegadas no tamanho da tela, também em Full HD. Diferente de seu irmão, não trará outras opções de telas.

Internamente, seu desempenho promete ser ainda melhor. Terá processador Intel i7 (8ª geração), no caso deste, já confirmado. A placa de vídeo é a mesma do Aspire 3, AMD Ryzen Mobile de 2ª geração ou GPU NVIDIA GeForce MX250.

Sobre o espaço do HD ainda não foram divulgados detalhes, porém, acredita-se que siga a mesma ideia do modelo básico: 512 GB SSD ou 1 TB HDD.

A grande diferença – e que faz com que seja considerado um modelo intermediário – está em um sensor de digitais, para realizar o login no notebook. Algo diferente e inovador para aumentar a segurança, garantindo que só usuários autorizados acessem o computador.

Modelo completo – Acer Aspire 7

Considerado o modelo mais completo da família Aspire, o Acer Aspire 7 foi criado especialmente para quem trabalha com produção de vídeos ou mexe com edição de imagem, os chamados criadores de conteúdo.

A ideia é oferecer um computador mais rápido, que consiga funcionar sem travar mesmo enquanto abre programas mais pesados ou realiza várias atividades ao mesmo tempo. Sua memória RAM será de 16 GB e seu HD varia de 1 TB a 2 TB. Sua placa de vídeo é a NVIDIA® GeForce® GTX.

O processador é o mesmo dos irmãos básico e intermediário, o Intel i7 de 8ª geração. Porém, já é comprovado que se trata de um dos mais rápidos, ótimo para jogar ou mexer com edição de vídeos e fotos. Possui também uma entrada HDMI e outra USB 3.1.

Por último, o grande diferencial em relação aos outros modelos é a tecnologia Acer TrueHarmony ™, ligada aos sons do notebook, que ficam com altíssima qualidade.

Quando os modelos chegam ao Brasil?

Ainda não existem informações sobre a chegada dos novos Aspire ao Brasil. O que se sabe é que no mês de maio de 2019, todos chegam ao mercado Europeu e dos Estados Unidos. Os preços ficaram assim definidos:

  • Aspire 3: US$ 349 (R$ 1.349, aproximadamente);
  • Aspire 5: US$ 379 (R$ 1.459, aproximadamente);
  • Aspire 7: US$ 999 (R$ 3.859, aproximadamente);

Por se tratar de um modelo mais avançado e completo, o Aspire 7 é o que chega com preço mais alto.

No Brasil, resta aguardar que a Acer traga a novidade e anuncie se os preços em reais se mantém parecidos com o valor em dólares.

Stephanie Caroline Meyer de Quadros


Conheça aqui mais detalhes sobre o Huawei MateBook E 2019

A Huawei apresentou neste mês de abril um novo dispositivo: trata-se do Huawei Matebook E, o seu notebook com o processador Snapdragon 850. O dispositivo integra a linha de notebooks da empresa, que já conta com outros bons aparelhos.

O Matebook desembarca no mercado trazendo uma versão do Windows 10 dedicada exclusivamente para processadores ARM, apresentado há algum tempo pela Microsoft. Como um aparelho 2 em 1, ele tem a possibilidade de ser usado tanto como notebook quanto como tablet, já que possui uma tela de toque.

Por falar em tela de toque, o display apresentado pela Huawei é de 12 polegadas, com resolução de 2160×1440 pixels. São 400 nits de brilho em um notebook que pesa incríveis 690 gramas e chega a ser finíssimo com uma espessura de incríveis 8,5 milímetros.

O Matebook traz em suas entranhas como processador um Snapdragon 850, combinado com duas versões: uma de 4GB e outra de 8GB, já no padrão de memórias DDR4 e 128 GB ou 256 GB de armazenamento interno, a depender da variante escolhida pelo consumidor.

A lista de especificações segue com a presença de suporte a redes sem fio de alta velocidade, possibilidade de conexão com redes móveis 4G além de um sensor de digitais. Destacam-se também a presença de uma câmera frontal e outra traseira além da porta USB-C e a saída para fones de ouvido que se mantém aqui já que este é um recurso cada vez menos presentes.

Snapdragon 850

O grande destaque deste notebook é o processador em suas entranhas: o Snapdragon 850 foi pensado e projetado para dispositivos como estes apresentados pela Huawei.

Este traz os mesmos oito núcleos daqueles presentes nos smartphones, com frequência elevada: o 850 traz um clock de 2,95 GHz se aproximando muito daquele encontrado em computadores de mesa. O processador traz também uma GPU encontrada nos celulares topos de linha e a possibilidade de conexão em redes 4G com velocidades podendo chegar a 1,2 Gigabits por segundo.

Windows 10

A Microsoft projetou o Windows 10 para rodar no máximo de dispositivos possíveis e isso se tornou realidade em aparelhos rodando sob processador Snapdragon com o suporte do sistema operacional para este tipo de processador.

Em 2016, a Microsoft apresentou uma versão totalmente completa do Windows 10 capaz de ser executado em dispositivos com o processador Snapdragon. O primeiro a receber suporte foi o 820, projetado apenas para smartphones, mas que executou as tarefas no Windows de forma suave.

Como o Snapdragon é um processador ARM, esta versão do Windows recebeu a possibilidade de executar através de emulação os programas básicos do dia-a-dia. Na época, foi capaz de executar sem grandes problemas o Photoshop CC. Programas como a suíte office também não devem apresentar quaisquer problemas para serem utilizados em um aparelho com Snapdragon.

O Windows 10 com processador Snapdragon promete trazer uma duração de bateria bastante prolongada com a presença dos processadores ARM. A ideia é que com os dispositivos cada vez mais finos e o pouco espaço sendo ocupado pelo processador, as fabricantes possam colocar mais bateria para uma utilização ainda mais prolongada longe da tomada.

Em 2016 com o protótipo apresentado, pode-se ganhar uma duração de energia em torno de até 22 horas. Se o laptop ou tablet estiver em repouso, pode-se chegar até quatro dias de automação de bateria.

Em uma conferência no ano de 2017, a Microsoft disse que o código do sistema operacional foi totalmente reescrito para que tanto aqueles apps da loja quanto aqueles comuns que já consagram o ambiente Windows possam rodar sem quaisquer problemas em aparelhos com Snapragon

Huawei Matebook E chega quando?

Ainda não sabemos se ele chegará no mercado internacional, mas na China ele já desembarcou e pode chegar a 3.999 yuans.

Por Leandrinho de Souza


Confira aqui os melhores modelos de notebook com placa de vídeo Nvidia.

Notebooks são dispositivos interessantes: trazem mobilidade para quem não tem muito espaço, muito tempo, além de ser um aparelho extremamente pessoal. Alguns precisam de modelos com configurações básicas para atividades leves e outros buscam configurações mais parrudas procurando um bom desempenho para tarefas que exigem mais, como é o caso de uma edição de vídeo ou algum game, por exemplo. Projetos e rendenizações, bem como a produção de conteúdo, também demandam mais tempo.

No mercado bastante variado no país, os notebooks que mais se destacam são aqueles que vêm com placa gráfica. Muitos usuários gostam de aliar a mobilidade com os seus jogos preferidos. Foi para isto que investigamos e procuramos os melhores preços até o valor de quatro mil reais daqueles que possuem esse componente instalado. Os links para compra estarão no final de cada descrição.

Samsung Expert X40

Começamos com o modelo da Samsung, o Expert X40, que traz de fábrica o Windows 10 Home instalado. A tela é de 15 polegadas com tecnologia LED de resolução apenas HD. A Samsung equipou o modelo em processamento com o Core i5 de oitava geração, que pode chegar até 3,4 GHz de frequência quando acionado. O espaço interno é de 1TB, três portas USB, além de possuir teclado e mouse. A placa NVIDIA deste modelo é a MX110 com 2GB GDDR5, lançado em 2017.

O modelo mais em conta foi encontrado por R$ 2.754,05 à vista no site Ponto Frio. O link para compra é: https://www.pontofrio.com.br/

Acer Aspire E5

Chegamos a um modelo mais parrudo. O notebook fabricado pela Acer traz um Core I7 de quinta geração com o Windows 10 instalado. A tela de 15.6 polegadas acompanha 8GB de RAM e um HD de 1TB. A placa gráfica da NVIDIA é o modelo 920M com 2GB de memória. O desempenho fica abaixo da MX, porém, ainda é uma boa placa gráfica suportando uma boa base de jogos.

O preço mais barato encontrado foi na Casas Bahia por R$3.299,00 à vista ou parcelado no cartão em até 12 vezes. Segue o link caso você se interesse: https://www.casasbahia.com.br

Lenovo Ideapad 320

Modelo fabricado pela Lenovo traz também um processador Core i7 da Intel acompanhado do Windows 10 e uma tela de 15 polegadas. 8GB de RAM e 1TB de HD também segue como padrão nesta máquina.

Segundo a descrição do produto, o que se destaca é a entrada USB-C, Wifi com capacidade para se conectar a altas conexões, além do sistema de som ficando a cargo da Dolby Audio.

O processador de vídeo da NVIDIA é o Geforce 940MX, uma placa com 2Gb de memória que apresenta um desempenho superior ao modelo apresentado anteriormente.

A variação de preços é enorme para este modelo, mas encontramos uma unidade na Amazon Brasil por R$ 3.459,00. O link é este: https://www.amazon.com.br

Aspire AN515-50U2

Chegamos com estilo a uma opção que fica perto dos quatro mil reais. A opção gamer da Acer possui um design que puxa as cores para o vermelho. O teclado iluminado dá uma sensação de conforto em todas as atividades.

Equipado com o Windows 10 e processador I5, o modelo de NVIDIA escolhido pela equipe da Acer é a GTX 1050 com 4GB de memória. Rodando praticamente qualquer game, o modelo ainda possui 8GB de memória RAM com 1TB de HD.

O valor ficou em R$ 3.706,37 à vista no site da Submarino, ao qual você pode conferir neste link: https://www.submarino.com.br

Acer Aspire 5

Mais um modelo da Acer na lista, o Aspire 5 traz o Core I5 como processador, juntamente com 8GB de memória RAM. Seu armazenamento é de 1TB e traz o Windows 10 instalado.

A placa NVIDIA escolhida é a 940MX com 2GB de memória.

O preço é de R$ 2.789,07 no Magazine Luiza. Link: https://www.magazineluiza.com.br

Boa escolha!

Por Leandrinho de Souza


Novos processadores devem chegar ao mercado no segundo trimestre de 2019.

As novidades no mundo dos smartphones não param de pipocar por toda parte, com atualizações nos sites especializados. A companhia Intel fez anunciar, na última quarta-feira, dia 20 de março, ao longo de um evento da Game Developers Conference, GDC, uma grande surpresa.

A empresa em questão fez anunciar algumas estreias, dentro de um pacote de novos produtos, abrangendo software e outros projetos, exibindo uma clara intenção de fazer suspender aquela conhecida dualidade entre o AMD e o Nvidia, no cerne do mercado de games. Esta companhia, a Intel, atingiu o patamar de líder absoluta dentro do segmento das CPUs destinadas a ser PCs; como também em laptops e demais servidores.

Deste modo, a organização apresentou ao público o conjunto de sua nova série de CPUs, voltadas aos notebooks Top de Linha. Outros dispositivos incluem os chamados PCs All in One. O conjunto dos Intel Core Série H, em sua 9ª Geração, estão programados para lançamento oficial no mercado a partir do segundo trimestre deste ano de 2019.

Esta inédita linha apresenta um conjunto de oito núcleos e mais 16 Threads, mantidos sob o mesmo tipo de produção em 14 nanômetros. Toda essa aparelhagem de alta categoria está destinada a atender as prerrogativas dos criadores de conteúdos e para os entusiastas de jogos. Estes profissionais atuam na aparelhagem de diversos tipos de dispositivos de mais alto desempenho, no cerne do segmento das grandes produções, que contará, a partir desta geração de aparelhos, com os chips i9.

Entretanto, até o presente momento, não há confirmação de toda essa equipagem, mesmo assim, os especialistas deduzem com bastante lógica que estes dispositivos farão parte do conjunto dos chips marcados com o codinome Comet Lake. Os especialistas, porém, ainda não conseguiram obter mais dados vazados da Intel. Mas, os mesmos são capazes de intuir algo da arquitetura desses novos processadores.

A intensa propaganda limitou-se a ostentar o vantajoso desempenho dos dispositivos e explicitar parcialmente algumas novas tecnologias desta linha e que serão compatíveis com o seguinte:

1 – A Intel Wi-Fi 6 AX200. Esta é a conexão sem fio de alto desempenho, capaz de diminuir significativamente a latência, sublimando o integral desempenho desta equipagem, sobretudo nas aplicações em games online e nos streaming de conteúdos;

2 – A Intel Optane Memory H10 SSD munida de Novos SSD, as quais operam em conjunto, paralelamente à memória Intel Optane, de modo a sublimar o integral desempenho dos aparelhos, por meio do “pré-carregamento” dos arquivos de softwares constantemente utilizados pelos usuários;

3 – O Thunderbolt 3 em novo padrão para as conexões capazes de manter os conectores de USB-C integrados, além de sua capacidade de manter eficiência de velocidade nas transferências em até 40 Gbps.

Portanto, o IGCC porta uma super interface moderna, inteiramente inspirada e vazada no chamado Adrenalin 2019, oriundo da AMD, mantendo a função evidente em cada recurso, além de um dispositivo a mais, destinado à aplicação sobre os perfis sublimados em cada game, operando automaticamente, que poderá possibilitar uma pré-visualização em tempo real, exibindo todas as alterações efetuadas.

Esta notícia surpreendeu os consumidores, dado que se trata da primeira atualização realizada sobre o IGCC ao longo de um hiato de cinco anos. A Intel Graphics Command Center, ou o IGCC, está dentro do novo projeto da empresa, que pretende fortalecer sua presença e lucro no mercado de games. Portanto, o novo software anunciado consistirá em um dispositivo específico para gerenciamento de drivers e demais funcionalidades dos chips gráficos integrados.

Histórico da organização:

A Intel Corporation consiste em uma cooperativa de tipo multinacional e companhia especializada no ramo de tecnologia, com sede central estabelecida na região de Santa Clara, na Califórnia.

Paulo Henrique dos Santos


Confira aqui algumas dicas na hora de escolher o seu novo computador.

Se você está pensando em adquirir um computador novo, saiba que existem algumas informações importantes que precisa saber antes de comprar qualquer máquina. Tudo varia de acordo com as atividades de cada usuário e quais são suas atividades. Sem contar que também existe a opção entre desktop e notebook, que também pode ser simples, mais barato e interessante.

Pensando sobre o assunto, separamos um apanhado com as dez coisas que você precisa saber, na hora de comprar um computador novo. Se você sempre tem esse tipo de dúvida, ou não sabe exatamente como definir uma máquina ideal e seus componentes, esse artigo é para você. Continue lendo e aprenda como montar um computador novo e ideal para você.

1. Identificando o usuário

O primeiro passo é saber que tipo de usuário você é, e entender qual é a finalidade do computador na sua casa ou empresa. Entender isso é o que de fato irá influenciar na escolha das peças na hora de comprar um computador novo. Para usuários que jogam, por exemplo, é preciso uma máquina com memória RAM maior, assim como a placa de vídeo.

Já para usuários que usam apenas a edição de textos, computadores com uma configuração mais modesta pode ser suficiente, e existem notebooks muito bons no mercado com bom preço que conseguem atender essas pessoas.

2. Entender os componentes

O que você precisa saber antes de comprar um computador, diz respeito aos componentes, ou a parte de hardware. Entender e conhecer o papel de cada componente e o seu funcionamento é essencial para evitar maiores problemas.

O primeiro item a conhecer é o processador, ele é uma das principais peças da CPU e é fundamental para o funcionamento e desempenho da máquina. Você já deve ter ouvido falar na Intel e AMD, que possuem propostas diferentes para uso.

3. Memórias

Um dos modelos de memória RAM mais modernos é o DDR4 e o mais indicado para qualquer tipo de usuário. Esse componente seria o mais ideal na hora de comprar um computador novo, já que ele ajuda na funcionalidade de todos os outros componentes, e depois na hora de fazer qualquer upgrade, também fica mais fácil.

Mesmo com os sistemas operacionais modernos ter uma memória RAM inteligente é sempre uma ótima opção. Mesmo computadores ou Notebooks com uma quantidade razoável de memória já pode ser o suficiente para as atividades do usuário. No caso de usuários jogadores, quanto mais memória melhor.

4. Sistema operacional

Apesar de todas as especificações técnicas servirem como um norte na hora de comprar um computador novo, escolher uma máquina que já venha com o sistema operacional de fábrica pode ser uma economia e tanto. O Windows é bem caro quando comprado por fora, e mesmo com promoções para o pacote Office, ainda sai com gosto bem salgado na hora de adquirir separadamente.

5. Limite de armazenamento

Um dos componentes mais interessantes e resistentes na hora de comprar um computador novo, é buscar por aqueles que possuam a HD SSD, que são mais velozes e prometem ter um desempenho melhor. É válido ressaltar que a sua máquina pode ser atualizada a qualquer momento, podendo aumentar o armazenamento de componentes caso você queira.

6. PC Gamer

Não é porque uma máquina é gamer, que serve apenas para quem joga. Normalmente computadores gamers são usados por quem é exigente em desempenho. As máquinas que possuem essa categoria são aquelas com Hardware mais avançado, possuem preços mais altos e são mais chamativos inclusive. Dell, Samsung e Acer são algumas das marcas mais conhecidas que atendem esse público.

7. PC de entrada

Esses são aqueles computadores encontrados em lojas varejistas, com ofertas para empresas, por exemplo. A linha Inspiron da Dell é um grande exemplo desse tipo de computador, que também possui linha em Notebooks de configurações mais simples, servindo para uma boa produtividade.

8. Comprar por peça ou tudo junto?

Se você tem dúvida entre como comprar um computador novo, se peça por peça ou a máquina completa, isso varia de acordo com os valores disponíveis para gastar. Caso você também não entenda muito bem sobre componentes, comprar um computador novo todo montado pode ser mais fácil.

Já para usuários mais experientes, comprar peças melhores e atualizadas, são ótimas opções na hora de equipar a máquina. Esse tipo de personalização pode custar uma boa parcela do orçamento.

9. Computador ou notebook?

Aqui a dúvida é entre mobilidade e desempenho. Embora não seja uma regra, o alto desempenho em computadores está muito mais voltado para desktops, computadores de mesa, enquanto que a mobilidade é exclusiva dos Notebooks.

10. Fazendo as contas

Escolher um Notebook pode valer a pena em relação a mobilidade, mas se o seu objetivo for um alto desempenho, esse tipo de máquina acaba tendo um valor muito mais alto. Enquanto que comprar um computador novo de mesa, e atualizá-lo peça por peça pode sair mais em conta, levando em consideração também, a busca por um alto desempenho. Vai de cada um escolher o que melhor irá se adequar as suas necessidades.

Por Susan NogArt


Confira aqui as principais novidades sobre o Wi-Fi 6.

Acho que não é conhecido por todos que o Wi-fi desde sua primeira versão disponível é classificado por alguns números e um conjunto de letras. É normal que os usuários comuns só conheçam o Wi-fi por Wi-fi. Deixamos os dados mais avançados para os especialistas!

Bom, a empresa Wi-fi Alliance é um grupo da indústria que define os nossos padrões de rede Wi-fi, decidiu que neste ano vamos conhecer o Wi-fi através de apenas um número que seguirá na sua frente.

Atualmente o Wi-fi 4 e o Wi-fi 5 são redes de navegação confiáveis e muito boas, mas estão sendo deixadas para trás, você sabia?

Wi-Fi

Agora o Wi-fi irá receber sua classificação por um número que irá indicar sua geração! Agora teremos 3 gerações do Wi-fi.

A geração anteriormente conhecida como 802.11n agora será o Wi-fi 4 a geração conhecida como 802.11ac será o Wi-fi 5 e a geração nova 802.11ax será lançada em 2019 como o Wi-fi 6.

O modelo de Wi-fi 4 foi lançado em 2009, o modelo Wi-fi 5 foi lançado em 2014 e teremos um novo lançamento do Wi-fi 6 agora em 2019 que virá ainda mais potente e confiável.

O que é o Wi-fi 6 então?

O Wi-fi 6 foi criado para se conectar com frequências de 2,4Ghz e 5Ghz, que são frequências comuns. Porém, os roteadores atuais como o Wi-fi 4 trabalha somente com frequências de 2.4Ghz e o Wi-fi 5 consegue trabalhar somente com a frequência de 5Ghz. O novo padrão que a Wi-fi Allience está trazendo para o mercado será um modelo de Wi-Fi que pode trabalhar com as duas frequências, aumentando seu desempenho.

O Wi-fi 6 está sendo desenvolvido e aperfeiçoado para tirar das novas tecnologias uma escala mais larga de banda dessas frequências (2.4GHz e 5.0GHz). O Wi-fi 6 irá se concentrar em organizar melhor o funcionamento de vários dispositivos conectados simultaneamente em uma rede, para que as velocidades de banda reais em uma casa com vários dispositivos sejam bem melhores.

Com certeza não será somente nas casas que essa nova geração do Wi-fi fará a diferença, mas em qualquer lugar que tenham vários dispositivos conectados ao mesmo tempo.

A expectativa está grande para ver o desempenho que essa nova tecnologia poderá trazer para as funcionalidades do dia a dia.

E vai aumentar a velocidade da internet?

Melhorar o desempenho da captação de frequências com certeza vai melhorar muito a velocidade e o desempenho da internet nos dispositivos.

A largura total da banda do Wi-fi 6 em um único fluxo será de 3,5 GB/s, mas apenas quatro fluxos podem ser entregues por vez à um dispositivo, isto é o limite de banda será de até 14 GB/s em cada dispositivo.

A promessa principal do Wi-fi 6 além de uma melhora no desempenho da velocidade é que através dessa nova geração a rede entre dispositivos conectados sofrerá menos com interferência entre dispositivos.

Atualmente é muito comum termos conectados ao Wi-fi desde impressoras até smart-Tvs e vários outros dispositivos como ar-condicionado e portas.

O Wi-fi 6 irá trazer uma rede mais confiável para utilizar desde as pesquisas do Google em seu smartphone até o monitoramento e conectividade de todos os dispositivos da casa. Atualmente não é muito comum ainda nas casas termos vários dispositivos Wi-fi. Não teremos como saber da verdadeira eficiência do Wi-fi 6 até que seja mais comum termos mais aparelhos para testar a conectividade.

Quando o Wi-fi 6 chegará ao mercado?

Já em 2018 algumas empresas como a ASUS lançaram modelos de roteador equipados com Wi-fi 6. Em 2019 pode-se esperar ver um grande aumento da nova geração de Wi-fi em nosso mercado brasileiro, agora nos resta aguardar e testar a nova geração Wi-fi 6!

Mauricio Lazarini Bento Junior


Novo e-reader chegam com resistência à água e serviço de assinatura de livros.

A Amazon lança no Brasil a nova versão do Kindle paperwhite. O aparelho resistente à água, será comercializado no valor de R$ 499,00. Além de oferecer uma memória com o dobro da capacidade da versão anterior, a Amazon também oferece três meses de Kindle Unlimited, que permite aos usuários a leitura de quantos livros desejarem, gratuitamente, pelo período de três meses.

As mensalidades do serviço serão cobradas após esse período,como uma espécie de Netflix literária. Veja outros detalhes

Kindle Paperwhite

O novo leitor digital, de acordo com o fabricante, poderá ficar submerso em água doce em uma profundidade de até 2 metros por no máximo 60 minutos. Claro que a proteção IPX8 contida no aparelho, não foi feita para permitir longas horas em mergulho. Ela existe para evitar acidentes, quando estamos lendo aquele e-book e não queremos parar de ler durante atividades que envolvem água, como lavar louça ou ler a beira da piscina.

O conteúdo do catálogo contido no programa Kindle unlimited reúne cerca de 1,5 milhões de ebooks, incluindo toda saga Harry Potter, da autora JK Rowling. Lembrando que a gratuidade de acesso por três meses termina no dia 7 de março, quando a Amazon deixa de oferecer a promoção.Quem adquirir após essa data, tem acesso a um mês gratuito.

Especificações técnicas

O leitor digital tem uma tela alinhada as bordas, com 6 polegadas sendo 300 pixels a cada polegada. Como num smartphone, o design escolhido pela Amazon nesta versão traz à tela plana, mas não cansa a visão como em outros dispositivos eletrônicos.

A iluminação pode ser regulada de acordo com o ambiente e necessidade do usuário. Independente do espaço estar escuro ou apresentar luz solar, a leitura ainda será eficiente.

Também existe a opção claro / escuro, em que o leitor pode inverter as cores, deixando assim as letras brancas e a cor de fundo preta, por exemplo.

Se o usuário desejar ainda uma memória maior para seu aparelho, tem a versão Kindle 32GB no valor de R$ 649,00. A empresa informa que esta capacidade é para atender a demanda dos leitores de mangás e quadrinhos de forma geral, contemplando também os adeptos dos audiolivros. A Amazon, não informa sobre quando irá comercializar o Audible em português, mas está atenta às necessidades dos usuários brasileiros, buscando oferecer sempre um vasto conteúdo.

Sobre E-reader

Existe uma discussão antiga, que teve início com o surgimento dos ebooks, sobre se eles substituiriam os livros impressos.O que podemos observar desde o lançamento dos primeiros leitores digitais, é que os e-readers ampliam as possibilidades de leitura, proporcionando um aumento significativo na quantidade de livros lidos.

O kindle tornou-se o leitor digital preferido das pessoas, por ele ter sido elaborado justamente para conquistar os leitores mais resistentes a esse tipo de leitura.

Assim, o Kindle paperwhite proporciona uma experiência agradável, por sua tela não ser lcd e não cansar a visão. Os usuários encontram uma tela mais próxima o possível de um livro impresso. Também é possível fazer assinatura de revistas e jornais e importar livros e pdf de outros dispositivos.

Com o kindle, os usuários podem fazer marcações, consultar palavras desconhecidas no dicionário em português ou inglês, criando assim uma lista com seu próprio vocabulário extraído das leituras, já que o dispositivos salva todas as suas consultas.

O kindles também calcula seu progresso na leitura, o tempo gasto para ler cada página e quanto tempo falta para terminar o livro com base no seu progresso individual.

É possível também customizar a diagramação dos livros, aumentando a fonte ou trocando o tipo das letras.

FABÍOLA CUNHA S DE MORAES


Novos modelos de computador são ideais para estudantes.

Excelente notícia para os estudantes do mundo todo. A Acer lança seus novos Chromebooks especialmente pensado para estudantes, e que serve tanto para os alunos ainda no fundamental ou colegial quanto para os universitários. E nós vamos te contar todas as novidades desses produtos inovadores.

Mas o que é um chromebook?

É um laptop criado para funcionar baseado completamente na web. Mas que também pode ser usado com pacotes Office e de forma offline, sem conexão web. Os primeiros modelos foram criados pelo Google com sistema de operação OS Chrome.

A diferença ente o Chromebooks e os laptops comuns é que os Chomesbooks são super portáteis e a leveza é o grande diferencial. As pessoas podem transportá-lo com muito mais tranquilidade e segurança. E eles ainda possuem entrada USB para HD externo e pendrives.

Os novos modelos de Chromebooks da Acer são os Spin 311 e Spin 511, apresentados na Bett Brasil Educar que aconteceu em São Paulo. Esse é um evento criado para tratar e mostrar novidades da tecnologia na educação. E é o maior e melhor América Latina.

Veja as principais características dos Modelos Spin 311 e Spin 511:

  • Eles possuem certificação MIL-STD 810, que são uma série de normas rigorosas criadas pelo departamento de defesa dos Estados Unidos para garantir a robustez de todos os equipamentos móveis. Isso quer dizer que os Chromebooks da Acer tem garantia de resistência para quedas de alturas de 122 cm e com até 60 kg de força descendente. Traduzindo, quer dizer que eles foram testados em queda livre com aplicação de força de 60 kg, em posições diferentes e resistiram;

  • Como se a certificação MIL-STD 810 não fosse suficiente, eles também também passaram por certificação de mais dois parâmetros de segurança de brinquedos, o UL/IEC 60950-1 e o ASTM F963-16. Isso garante que mesmo crianças ainda pequenas possam usar os Chromes sem nenhum risco;

  • O processador é mais rápido e a bateria tem autonomia muito maior que os modelos já existentes no mercado;

  • Possui de uma a duas entradas USB 3.0 e de uma a duas entradas USB 3.1, que é a Tipo-C. Essa entrada permite que as transferências de dados sejam mais ágeis, em velocidade de até 5Gbps . E também possibilita que o usuário possa mudar o tipo de saída vídeo;

  • Tela de 11,6 polegadas;

  • Bluetooth de até 5.0

O Acer Chromebook Spin 511 tem como principais diferenciais ser conversível, com dobradiças que podem abrir até 360º. Ele pode ser usado como tablet ou notebook. Permitindo que o usuário utilize conforme suas necessidades do momento. O processador é o ‘Intel Celeron’ e você escolhe entre o ‘dual-core N4000’ ou o ‘quad-core N4100’.

Ele tem tela touch screen antimicrobiótico que confere, além de maior limpeza, maior resistência da tela. Sua tela fica livre de odores por crescimento microbiano e de manchas ou marcas de dedos.

Dispõe também de uma caneta que pode ser adquirida opcionalmente. Trata-se da caneta ‘EMR Wacom’, que serve para fazer anotações e esboços.

Outro opcional é a câmera de 5.0 MP que foca de forma automática para vídeos e fotos.

O Acer Cromebook 311 tem um teclado resistente que suporta até 330 ml de água que for acidentalmente derramada sobre ele, protegendo assim os componentes internos.

Esse modelo traz mais opções, o R721T ou o C721. Você pode escolher entre ter uma tela touch na versão R721T com antibacteriano e as dobradiças 360º ou tela tradicional da versão C721 com uma lente especial grande angular na sua webcam. Ambas vem com processador mais recente, o AMD A4-9120C (dual-core de 1.6GHz), webcam HD e GPU Radeon R4.

Em breve em terras brasileiras, será lançado esse ano na Europa, África, EUA e Oriente Médio, sem preço divulgado até agora.

Cristiana Pereira dos Santos





CONTINUE NAVEGANDO: