Modelo promete oferecer a mesma experiência do Ubuntu encontrado em PCs.

No ano de 2013, a empresa britânica Canonical apostou em disponibilizar uma experiência completa do Ubuntu utilizado em desktops em dispositivos móveis por meio do Ubuntu Edge. A empresa empenhou grande esforço nessa tarefa, porém o projeto não prosperou devido à campanha de investimentos. Hoje, passados aproximadamente 3 anos, parece que o projeto ainda se mantém na ativa e mais revigorado que da primeira vez.

A companhia realizou o anúncio de um novo tablet, dispositivo esse que tem como promessa a oferta da mesma experiência do Ubuntu no PC, porém para o aparelho móvel. Na realidade o conceito é bem simples, isto é, este sistema operacional móvel deverá utilizar o mesmo núcleo presente no desktop ou, então, um subconjunto que realize a execução dos mesmos apps em dispositivos diferentes. Este aparelho da Canonical é uma variável de um modelo fabricado pela marca espanhola BQ, o Aquaris M10.

O aparelho conta com as seguintes especificações técnicas: uma tela com resolução de 1280 x 800 pixels e de 10,1 polegadas. Internamente, o dispositivo conta com um chip MT8163B da Mediatek, com quatro núcleos funcionando a uma frequência de 1,3 GHz. O tablet conta também com um memória RAM de 2 GB e o armazenamento interno possui 16 GB. De fato, com essas especificações o aparelho não vem para ocupar um espaço no topo do mercado, porém é o necessário para que os apaixonados por sistemas Linux fiquem ainda mais empolgados.

O tablet ainda é equipado com uma entrada USB, a qual permite a conexão de um dispositivo externo como teclado, mouse ou monitor e uma entrada HDMI. Um quesito que chama bastante atenção dos consumidores é a bateria, que possui 7.280 mAh. Este projeto do Canonical, da mesma forma que o Continuum da Microsoft, ainda está no começo. Apesar disso, a companhia está com pensamento positivo quanto a sua biblioteca de aplicativos, que é suficiente para suprir boa parte das necessidades dos usuários. Além do mais, a Canonical possui o Ubuntu Convergence, que permite a execução de aplicativos tradicionais como o Twitter, Google Chrome, Netflix, e diversos outros. Somando esses recursos todos, a companhia quer oferecer uma ótima experiência para a grande quantidade de usuários Linux espalhados ao redor do mundo.         

Por Filipe Silva

Tablet da Canonical com Ubuntu

Foto: Divulgação


Modelo VAIO Fit 15F foi o primeiro a ser lançado. Já o VAIO Z e o VAIO Pro 13G serão lançados até janeiro de 2016.

Quem pensou que os notebooks estavam extintos devido a grande onda dos smartphones, se enganou. O que temos hoje são opções diversificadas. É claro que entre um consumidor e outro, a maioria prefere a praticidade de um smartphone na mão. Mas existe ainda uma minoria que não abre mão de ter um computador em casa. Nesse caso, uma boa máquina supre qualquer necessidade. E foi pensando nisso que a VAIO, uma das marcas mais conhecidas de computadores, lançou uma nova linha de notebooks. Os novos laptops da marca estarão disponíveis para vendas até o final deste ano. O primeiro lançamento do modelo VAIO Fit 15F já aconteceu no dia 16 de outubro, e continuará até meados de janeiro de 2016, mês do lançamento do VAIO Z e do VAIO Pro 13G.

Todos os modelos virão configurados e equipados com processadores da marca Intel Core de última geração, oferecendo alta tecnologia com baixo nível de consumo de energia e diversas opções para customização. O VAIO Fit 15F conta com design preto e branco, e uma tela com 15,6 polegadas, saídas largas com dois subwoofers agregados, um na parte dianteira e outro na parte traseira do notebook para uma saída de áudio perfeita, HD de 1TB, Windows 10, 8 GB de memória RAM, além de dois speakers medindo 2W de potência. O consumidor terá a opção de adquirir este modelo com processadores Intel i3, i5 e i7, com placa HD já inclusa e suportes OpenGl 4.3 ou DirectX 11.2.

Já o segundo modelo VAIO Pro 13G virá com uma tela de 13,3 Full HD, mais três saídas USB, processador i5, saídas HDMI e VGA e Windows 10. Seu peso será de 1 kg, sendo ele bem mais resistente por ter um sistema que inclina o teclado quando o usuário abre o laptop, com estruturas em acabamento de liga de magnésio. Esta inclinação proporciona maior conforto e segurança ao digitar, pois além de ter teclas silenciosas, possibilita ocupar também menos espaço em uma mesa.

O último modelo, o VAIO Z, possui um sistema chamado Instant Go, capaz de transformá-lo em um tablet, e pronto para ser usado em apenas 0,3 segundo. Ele vem com processador Intel Iris i5 e placa de vídeo agregada, que produz vídeos e imagens com maior rapidez, além de um disco de resolução SSD, num peso de 1,34 kg.

Os novos modelos de notebooks da VAIO poderão ser encontrados para vendas em lojas autorizadas em todo Brasil, com garantia de até um ano.

Os preços variam conforme cada modelo, estando entre R$ 2,7 mil e R$ 5 mil.

Por Daniela Almeida da Silva

Vaio Z

Vaio Pro 13G

Fotos: Divulgação

 


Xiaomi lançará seu primeiro notebook em breve. Fabricação está prevista para o primeiro semestre de 2016 e o lançamento poderá ocorrer até o final do mesmo ano.

A Xiaomi, empresa popular da China, está, atualmente, com grande destaque no mercado e conforme dados recentes da Canalys ocupa o sexto lugar na escala mundial do TOP 10 das empresas que trabalham com dispositivos móveis. A companhia executa seus planos com sucesso, já que seus produtos são considerados de alta qualidade e possuem preços que as demais empresas não conseguem chegar.

A Xiaomi, ainda que conhecida, principalmente, pela produção de smartphones, também conta com outros tipos de mercadorias, como, por exemplo, pulseiras fitness. Agora, a empresa está prestes a expandir seus negócios e irá adentrar no mercado de notebooks.

Na quarta-feira, dia 23 de setembro, Richard Lee, presidente da Iventec Corp., confirmou que a Xiaomi, de fato, lançará seu primeiro notebook em breve, conforme dito no site www.wantchinatimes.com.  As negociações estão limitadas entre duas empresas e a produção do notebook está prevista para a primeira metade de 2016, sendo que o lançamento deve ocorrer até o final do mesmo ano.

A parceria da Xiaomi com a Inventec já existe há mais tempo, uma vez que já montaram cerca de 30 milhões de smartphones em 2014 e tiveram envolvimento no comércio de tablets.

Considerada com a “Apple da China”, a Xiaomi poderá trazer novidades ao mercado dos notebooks. Na entrevista mencionada acima, Lee disse que espera que a chegada da Xiaomi no segmento de notebooks traga algo de novo.

As pessoas estão apostando que o aparelho será semelhante ao MacBook e terá como sistema operacional o Linux. Os detalhes acerca das especificações técnicas e do design ainda não foram divulgados. Informações sobre o valor do produto também não foram oficialmente divulgadas, mas se a empresa seguir a mesma estratégia que usou com os smartphones, com certeza podemos aguardar um notebook muito bom e com um preço que deixará as concorrentes em uma situação difícil. Existem especulações na mídia tawanesa de que o valor será a partir de 2.999 yuan, que correspondem a cerca de R$ 1.930 atualmente.

Resta-nos esperar ansiosamente a chegada do produto ao Brasil!

Por Bruna Rocha Rodrigues

Notebook da Xiaomi





CONTINUE NAVEGANDO: