Huawei MateBook E 2019 – Lançamento e Ficha Técnica





Conheça aqui mais detalhes sobre o Huawei MateBook E 2019

A Huawei apresentou neste mês de abril um novo dispositivo: trata-se do Huawei Matebook E, o seu notebook com o processador Snapdragon 850. O dispositivo integra a linha de notebooks da empresa, que já conta com outros bons aparelhos.

O Matebook desembarca no mercado trazendo uma versão do Windows 10 dedicada exclusivamente para processadores ARM, apresentado há algum tempo pela Microsoft. Como um aparelho 2 em 1, ele tem a possibilidade de ser usado tanto como notebook quanto como tablet, já que possui uma tela de toque.




Por falar em tela de toque, o display apresentado pela Huawei é de 12 polegadas, com resolução de 2160×1440 pixels. São 400 nits de brilho em um notebook que pesa incríveis 690 gramas e chega a ser finíssimo com uma espessura de incríveis 8,5 milímetros.

O Matebook traz em suas entranhas como processador um Snapdragon 850, combinado com duas versões: uma de 4GB e outra de 8GB, já no padrão de memórias DDR4 e 128 GB ou 256 GB de armazenamento interno, a depender da variante escolhida pelo consumidor.


A lista de especificações segue com a presença de suporte a redes sem fio de alta velocidade, possibilidade de conexão com redes móveis 4G além de um sensor de digitais. Destacam-se também a presença de uma câmera frontal e outra traseira além da porta USB-C e a saída para fones de ouvido que se mantém aqui já que este é um recurso cada vez menos presentes.

Snapdragon 850

O grande destaque deste notebook é o processador em suas entranhas: o Snapdragon 850 foi pensado e projetado para dispositivos como estes apresentados pela Huawei.

Este traz os mesmos oito núcleos daqueles presentes nos smartphones, com frequência elevada: o 850 traz um clock de 2,95 GHz se aproximando muito daquele encontrado em computadores de mesa. O processador traz também uma GPU encontrada nos celulares topos de linha e a possibilidade de conexão em redes 4G com velocidades podendo chegar a 1,2 Gigabits por segundo.

Windows 10

A Microsoft projetou o Windows 10 para rodar no máximo de dispositivos possíveis e isso se tornou realidade em aparelhos rodando sob processador Snapdragon com o suporte do sistema operacional para este tipo de processador.

Em 2016, a Microsoft apresentou uma versão totalmente completa do Windows 10 capaz de ser executado em dispositivos com o processador Snapdragon. O primeiro a receber suporte foi o 820, projetado apenas para smartphones, mas que executou as tarefas no Windows de forma suave.

Como o Snapdragon é um processador ARM, esta versão do Windows recebeu a possibilidade de executar através de emulação os programas básicos do dia-a-dia. Na época, foi capaz de executar sem grandes problemas o Photoshop CC. Programas como a suíte office também não devem apresentar quaisquer problemas para serem utilizados em um aparelho com Snapdragon.

O Windows 10 com processador Snapdragon promete trazer uma duração de bateria bastante prolongada com a presença dos processadores ARM. A ideia é que com os dispositivos cada vez mais finos e o pouco espaço sendo ocupado pelo processador, as fabricantes possam colocar mais bateria para uma utilização ainda mais prolongada longe da tomada.

Em 2016 com o protótipo apresentado, pode-se ganhar uma duração de energia em torno de até 22 horas. Se o laptop ou tablet estiver em repouso, pode-se chegar até quatro dias de automação de bateria.

Em uma conferência no ano de 2017, a Microsoft disse que o código do sistema operacional foi totalmente reescrito para que tanto aqueles apps da loja quanto aqueles comuns que já consagram o ambiente Windows possam rodar sem quaisquer problemas em aparelhos com Snapragon

Huawei Matebook E chega quando?

Ainda não sabemos se ele chegará no mercado internacional, mas na China ele já desembarcou e pode chegar a 3.999 yuans.

Por Leandrinho de Souza

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *