Convocação se deve ao risco de superaquecimento dos dispositivos.

A Hewlett-Packard (HP), uma famosa marca no segmento de tecnologias, anunciou no último dia 24 de janeiro que, por necessidade, irá expandir o seu recall nas baterias de notebooks para a América do Norte e para o Brasil. Os motivos dados pela empresa são importantes, uma vez que foi identificado um superaquecimento nos dispositivos, podendo acarretar, assim, em um superaquecimento nos mesmos, resultando em possíveis danos ou, inclusive, em fogo.

As baterias afetadas possuem os seguintes códigos: 6BZLU, 6CGFQ, 6CGFK, 6CZMB, 6DEMH, 6DEMA, 6DGAL e 6EBVA. Esses estão sempre impressos na parte traseira do notebook.

Foram contabilizados e incluídos no programa, no total, 101 mil baterias comercializadas junto aos laptops da marca, isso entre o período de março do ano de 2013 até outubro de 2016. Esse recall dá continuidade e expande, portanto, o primeiro recall feito pela HP no mês de junho de 2016, quando, no período, foi realizado o reparo de aproximadamente 41 mil baterias em notebooks produzidos pela organização.

Além da marca em questão, foram ainda encontrados defeitos em baterias de outras empresas multinacionais e com grande renome no mercado tecnológico, como é o caso da Compaq, Envy, ProBook, Pavillion e Compar Presario.

Algumas cargas que foram vendidas de forma separada também acabaram sendo afetadas pela falha. Os aparelhos chegaram no Brasil importados e comercializados vindo dos países de origem.

Além dos reparos necessários no País, o mesmo recall ainda está englobando alguns componentes que estão sendo vendidos nos Estados Unidos, sendo que boa parte aparece em outras localidades, como Canadá e México.

Com um recall motivado pelo recebimento de informações e casos de incêndio em laptops no Canadá, além de outros oito outros de superaquecimento e derretimento de baterias nos Estados Unidos, a HP tem enfrentado problemas na justiça com os seus clientes insatisfeitos. É o caso de um pedido de ressarcimento por danos nos EUA, no qual a marca precisou pagar US$ 1 mil ao dono de uma propriedade em que houve danos com o dispositivo.

Contatos e informações importantes para possíveis dúvidas

Se você está em dúvidas sobre se a sua bateria está incluída no recall da HP, acesse o site da HP e baixe o software que foi produzido para a identificação do seu notebook. O endereço eletrônico para esse é http://www8.hp.com/.

Além disso, ainda foram disponibilizados telefones para contato para falar com algum dos atendentes no Brasil. Os números são: 0800-709-7751 ou 4004-7751. O último citado abrange somente a região metropolitana de São Paulo.


HP faz recall de baterias por superaquecimento. Há risco até de pegar fogo

A exemplo do que ocorre no setor de automóveis, a HP acabou entrando na “onda” e anunciou que estará fazendo o recall de baterias dos seus principais notebooks vendidos mundialmente (o que inclui o Brasil). A chamada envolve os produtos fabricados no período entre o mês de março de 2013 e agosto de 2015. De acordo com a fabricante os seguintes modelos poderão estar afetados: HP Pavilion, Compaq Presario, HP ENVY, HP ProBook e HP Compaq.

Entretanto, a marca informa também que os problemas devem ser encontrados em menos de 1% dos modelos adquiridos no período citado acima.

O recall é justificado. De acordo com a HP, as baterias defeituosas poderão correr o risco de apresentar um superaquecimento o que eventualmente pode fazer com que as mesmas peguem fogo e acabem ferindo os usuários dos aparelhos.

A HP divulgou um comunicado avisando que se o problema for identificado o recomendado é que o usuário faça a remoção da bateria defeituosa o mais rápido possível.

Com a finalidade de ajudar os usuários dos aparelhos a identificarem o problema a HP disponibilizou em seu site o chamado HP Battery Program Validation Utility. Para acessar clique aqui.

O software do site da empresa irá fazer uma análise que dura cerca de 30 segundos e informará ao consumidor se sua bateria se encontra entre aquelas identificadas com o problema.

A HP informa que é preciso que o usuário tenha instalado em sua máquina o Microsoft .Net Framework 4.5.2 e HP Software Framework para que a aplicação possa rodar de maneira correta.

Se preferir o consumidor também poderá fazer essa consulta manualmente. Para isso ele deverá informar no formulário de requisição o número de série de seu aparelho e o código de barras da bateria.

Aliás, por meio do mesmo formulário no site da HP o cliente que tiver seu equipamento entre os modelos afetados poderá pedir uma nova peça. Após o preenchimento do formulário ele irá receber um email para confirmação do pedido.

Quando a nova bateria solicitada for enviada ele também receberá uma mensagem que conterá o código de rastreamento para que possa fazer o acompanhamento da remessa.

Por fim, a HP informou também que profissionais que fazem uso de 10 ou mais aparelhos com potencial risco um processo diferente para a validação e também substituição foi criado. Nesse caso específico é necessário entrar em contato por meio do email LABulkBattery@hp.com.

Por Denisson Soares


A HP anunciou está semana que irá fazer o Recall da Bateria dos Notebooks da marca.

O recall atinge os usuários que compraram os notebooks da marca entre agosto de 2007 e julho de 2008.

De acordo com as informações da empresa, a bateria destes notebooks correm o risco de superaquecer e causar incêndios ou queimaduras.

Confira a lista de modelos atingidos:

  • Pavillion: dv2000,dv2700, dv2500, dv6000, dv6700, dv6500, dv9000, dv9700, dv9500, dx6500, dx6000 e dx670.
  • Compaq Presario: A900, F700, C700, V3000,V3700, V3500, V6500, V6000 e V6700.
  • HP Compaq: 6510b,  6520s, 6515b, 6710b,6715b, 6710s, 6715s e 6720s.
  • HP G6000 e G7000.

Mais informações podem ser obtidos no site www.hp.com.br ou pelos telefones (11) 4004-7751 e 0800-709-7751.


Essa é para ninguém se queimar, literalmente! 🙂

Nos Estados Unidos a Acer optou por fazer um recall de sua linha de notebooks Acer Aspire. O motivo? O produto poderia eventualmente queimar o seu proprietário. Isso mesmo! Um super aquecimento no equipamento pode deixar o notebook quente demais. A princípio um fio do microfone interno é o causador do problema, uma vez que pode provocar um curto-circuito.

Cerca de 22 mil notebooks devem ser alvo desse recall, todos ele com tela de 13.3”.

Veja quais são os modelos atingidos: AS3810TG, AS3810TZG, AS3810TZ, AS3410T, AS3810T e AS3410.

Abaixo uma foto do Acer Aspire AS3410:





CONTINUE NAVEGANDO: