Nova linha começou a ser comercializada no Brasil e preços podem chegar a R$ 17.199.

Na última quarta-feira, dia 28, a Apple começou a comercializar no Brasil a última linha de iMacs. Os valores variam entre R$ 8.199 e R$ 17.199. A nova linha chama atenção pelo brilho de sua tela com 500 nits, um aumento de 43% em relação a geração anterior, conseguindo reproduzir 1 bilhão de cores.

São dois modelos diferentes. Sendo o iMac básico com 21,5” chip gráfico do modelos Intel Iris Plus 640. Possui tela 4K com placa de vídeo modelo AMD Radeon Pro 555, memória RAM de 8 GB, disco rígido de 1 TB e processador Intel Core i5. A tela tem resolução Full HD com 1920 por 1080 pixels. O iMac agora suporta até 32 GB de memória RAM.

A versão que possui tela com 27″ e resolução 5K custa R$ 17.199, com placa de vídeo modelo Radeon 570-575-580, 8 GB de memória, processador com frequência de 4,2 GHz, placa de vídeo com 8GB, modelo Radeon Pro 580 e drive que suporta 2 TV. O display é enorme com resolução 5K de resolução 5120 por 2880 pixels e 27 polegadas. O iMac de 27” é ainda mais robusto e suporta 64 GB de RAM.

Além dos recursos que estão disponíveis nos modelos de fábrica, ainda foi destacado pelos representantes da marca durante a WWDC17, que os computadores são personalizáveis.

Esta geração 2017 dos aparelhos da Apple contam com duas portas USB-C, a qual aos poucos vem se popularizando. Estas portas também são compatíveis com Thunderbolt, tecnologia desenvolvida pela Intel, que permite transmitir dados em uma maior velocidade, atingindo 40 Gb/s, representando quatro vezes mais do que o visto na versão USB 3.1.

Um modelo novo de teclado começou também a ser comercializado pela marca e possui botões numéricos, além de teclas de função e de letras. O aparelho é indicado para os indivíduos que trabalham com números frequentemente, como profissionais de finanças, designers, arquitetos e contadores.

O dispositivo é comercializado por R$ 899 e a fabricante ainda continua utilizando o layout dos EUA, isto é, o teclado não tem o padrão ABNT brasileiro, não possuindo a tecla “ç”.

Por Filipe Silva

iMac 2017


Na segunda semana deste mês de abril, a Apple lançou em sua loja online um novo modelo do seu famoso iMac. Dessa vez, o aparelho está sendo vendido com remodelações.

Após terem se passado quatro meses desde o lançamento dos novos iMacs, a Maçã resolveu iniciar as vendas de uma nova versão, remodelada e com 27 polegadas. A principal diferença entre o novo iMac e os lançados há quatro meses é que há uma nova laminação do display que deixa a tela ainda mais fina e com melhor qualidade de imagens.

Além de anunciar a novidade em seu site oficial, a Apple também divulgou que dará descontos de até 15% na compra de novos aparelhos. Com isso, podem ser vistos descontos que variam de US$ 270 a US$ 400, valores que equivalem a R$ 540 e R$ 800, respectivamente.

A versão mais cara do iMac remodelado sai pela quantia de US$ 1.900 (R$ 3.800) e tem memória RAM de 8 GB, processador com 3.4 GHz e placa GeForce da NVIDIA.

Os consumidores que comprarem essa nova versão do iMac terão que esperar somente três dias úteis para a entrega no mercado norte-americano. No Brasil ainda não há informações sobre o lançamento da nova versão.

Por Guilherme Marcon


No último dia 8 de abril a Apple começou a vender pela primeira vez em sua loja online oficial iMacs com tela de 27 polegadas remodelados.

A novidade chegou após quatros meses do lançamento dos modelos originais. A empresa também anunciou que as unidades terão 15% de desconto.

A grande alteração feita nos novos iMacs é o processo novo de laminação da tela para poder mantê-la ainda mais fina e com grande qualidade de imagem, mesmo ela sendo grande.  A loja online conta com vários modelos e os consumidores terão descontos de US$ 270 a US$ 400, aproximadamente R$ 540 e R$ 800 respectivamente, por produto.

A versão mais poderosa, e mais cara, conta com processador de 3.4 GHz, memória RAM de 8 GB e HD de 1 TB. Para completar, o modelo ainda carrega uma placa de vídeo NVidia GeForce proporcionando uma ótima qualidade de imagem e vídeo. Esta versão é vendida no site por US$ 1.900, algo em torno de R$ 3.800. O tempo de entrega dos aparelhos para os compradores dos Estados Unidos é de apenas três dias úteis.

Por Felipe Santos Bonfim


Há certo tempo surgiram alguns rumores de que a Apple estaria pensando em aplicar uma tecnologia própria de processadores nos seus iMacs e MacBooks, tal qual já é feito no seu smartphone (o iPhone) e no seu tablet (o iPad).

De acordo com novos boatos, algumas fontes próximas à Apple informaram que a empresa está buscando formas para aplicar seus processadores nas suas linhas de notebooks e PCs. Além disso, essas fontes afirmaram que os novos processadores já serão utilizados nas próximas remessas de aparelhos com a marca da Maçã.

Desde 2005, a Apple utiliza a tecnologia da Intel em seus processadores, porém, com o passar do tempo os computadores cada vez mais se parecem com smartphones e tablets. Nesse ramo, a Maçã possui muita experiência, além de tecnologia própria, o que poderia impulsionar a criação de tecnologias para os iMacs e MacBooks também. Tendo em vista que a Apple já cria chips com arquitetura ARM, a necessidade seria importa-los aos outros aparelhos.

Além disso, se a Maçã de fato tomar essa atitude, é muito provável que diversas outras empresas também comecem a desenvolver seus próprios processadores, pois a Apple é com certeza uma empresa “formadora de mercado”.

Sobre os rumores, o representante da empresa, Bill Evans, recusou-se a comentar, seguindo a política da companhia de não “responder” nenhum boato.

Por Guilherme Marcon


De acordo com o site DigiTimes, a Apple provavelmente iniciará a produção em larga escala dos novos iMacs ainda neste mês de julho. Isso, porque é muito provável que sua linha seja lançada no máximo até outubro deste ano.

Há rumores na mídia de que a Apple incluirá a tecnologia de Retina Display na nova versão do iMac, devido ao tamanho sucesso das novas telas no iPad e no MacBook Pro, mesmo que neste tenham acontecido alguns contratempos. A Apple, como de costume, não confirmou a informação.

Além disso, ao que parece a Maçã pretende começar a inserir as telas de Retina Display em todos os seus aparelhos para ganhar vantagem competitiva perante a concorrência, pois as outras fabricantes ainda se limitam ao Full HD. Porém, a justificativa que é dada para tal seria o alto custo da tecnologia e a pouca compatibilidade dos aplicativos com altas resoluções, principalmente em questão de games, o que resultaria em um aparelho mais caro com performance pouco “aproveitada”.

Provavelmente se a Apple lançar os iMacs com Retina Display os seus preços subirão, mas com certeza haverá um modelo que mantenha os padrões de valores, mesmo com a tecnologia revolucionária de tela.

Por Guilherme Marcon


A manhã de hoje nos reservou algumas novidades na Apple Store. Depois de uma rápida atualização, a loja disponibilizou os modelos mais rápidos do iMac e do Mac Pro, como já era esperado.

O iMac recebeu um upgrade generoso e agora conta com a linha de processadores Intel Core i3, i5 e i7 e placa ATI Radeon HD 5750. O valor mínimo começa em 1.199 dólares.

Já o Mac Pro dobrou o poder de processamento de cores e já vem com a placa ATI Radeon HD 5750. O usuário também pode optar pelo modelo Radeon HD 5870. A belezura custa nada menos que 4,999 dólares.

Mas as novidades não se resumem apenas aos upgrades: a Apple lançou hoje o , uma plataforma multi-touch desenvolvida para executar trabalhos nos desktops Mac. Usando a mesma tecnologia do touchpad do MackBook , mas com 80% a mais de área de trabalho, o usuário poderá interagir através de dezenas de gestos que tornarão o trabalho mais ágil. O Magic TrackPad custa 69 dólares e usa conexão Bluetooth.

Confira algumas fotos do Magic TrackPad:

Por Antonio Lúcio





CONTINUE NAVEGANDO: