Notebook é capaz de analisar o olhar do jogador para direcionar a mira em games de tiro.

A Dell tem novidades para o mercado gamer brasileiro. No início desta primeira semana de setembro a Alienware, a linha da companhia que desenvolve exclusivamente produtos para esse setor, anunciou a chegada por aqui de mais dois novos integrantes de sua linha de notebooks. Dos dois lançamentos, um já ganhou os noticiários dos principais sites especializados pela forma com que se propõe a revolucionar a maneira como jogamos nos computadores.

Para entendermos o motivo de tanto barulho em torno do aparelho, é só observarmos um aspecto do produto: A novidade dispensa o uso do joystick ou do cursor do mouse, no lugar ele analisa o olhar do jogador para poder direcionar a mira nos games de tiro.

A marca batizou a novidade de Alienware 17. Integrado, ele conta com a tecnologia para rastreamento ocular desenvolvido pela Tobii.

Mas como essa tecnologia funciona? Na verdade é bem simples. Primeiro um sensor presente no Alienware 17 identifica os olhos do usuário. Depois ele faz algumas adaptações e só. Agora é aproveitar e usar a tecnologia nos games que possuem suporte para ela. A título de curiosidade vai ter jogos para todos os gostos já que há mais de 30 títulos com suporte.

De fato, em um primeiro momento, usar o olhar para controlar a mira em jogos pode ser um pouco confuso, mas isso logo é superado. É mais uma questão de hábito mesmo.

A tecnologia da Tobii é bem simples de ser usada no novo aparelho da Dell. O jogador basicamente só precisa movimentar seus olhos para a região que quiser. Depois é mirar e atirar, aqui tanto faz se é com o joystick ou com o teclado.

De acordo com olhar do jogador para a tela, uma espécie de bolha surge e se movimenta de acordo com a direção do mesmo. Com isso, o jogador já ficará a par se o jogo em questão conseguiu ou não identificar seu movimento de visão, bem como o local para onde quer direcionar a mira.

Apesar de ter um preço inicial na casa dos R$ 9.300, no site oficial da Dell o Alienware 17 pode ser encontrado até pelo valor de R$ 14.699. Claro que a oscilação nos preços depende das configurações do aparelho.

Em sua versão inicial vamos ter um processador Intel Core (6° geração) i7-6700HQ Quad Core, 8 GB de memória e placa de vídeo NVIDIA GeForce GTX 970M 3GB GDDR5.

Além disso, todas as opções oferecidas podem ser personalizadas.

Por Denisson Soares


Modelo é parecido com o MacBook e deve possuir ótima configuração.

A Xiaomi, uma empresa chinesa fabricante de produtos eletrônicos e com sede em Pequim, na China, está sendo especulada quanto ao lançamento de seu primeiro notebook.

Isso porque, além dos rumores de que a organização esteja investindo na tecnologia para entrar no mercado, o presidente Lei Jun revelou, em sua conta no Weibo, uma rede social famosa no país, que a marca estaria realmente preparando o lançamento do portátil e que este estaria muito próximo de acontecer.

Verdade ou não, a notícia ganhou ainda mais credibilidade nesta sexta-feira, dia 1, ao vazar uma imagem na rede social sobre o que seria um pedaço do computador da Xiaomi, já sendo comparado na aparência com o MacBook da Apple, uma vez que este teria semelhanças quanto ao material utilizado na sua construção.

Além disso, o logotipo da marca estaria centralizado de maneira semelhante entre as duas. Como se sabe, a marca Apple é caracterizada com a maçã com iluminação a LED e, em relação ao novo notebook, já se espera que a companhia chinesa tenha preparado algo semelhante para o design de seu aparelho portátil, como diferencial estratégico e assimilar a qualidade de ambas.

Com aparência fina e leve, tudo indica que o computador virá com especificações fortes, podendo-se citar, de acordo com rumores que surgiram pela companhia nas últimas semanas, o processador i7 de quarta geração e com suporte de placa de vídeo NVIDIA GeForce GTX 760M, além de 8 GB de memória RAM DDR4.

Ainda, outro importante diferencial é que este poderá vir em duas versões, um menor com a tela de 12,5 polegadas e outro maior com 13,3 polegadas, ambos equipados já com Windows 10.

Apesar de a data de lançamento ainda não ter sido anunciada, espera-se que este ocorra já neste mês, uma vez que, de acordo com rumores na área dos portáteis, a chinesa já teria encaminhado convites para evento que irá lançar o primeiro laptop da Xiaomi. Outra especulação é a de que isto ocorra em agosto, mês em que a organização normalmente lança novos produtos na área e que integram o portfólio, sabendo-se que a empresa já está produzindo um novo smartwatch, o novo smarphone Redmi Note 4 e um óculos de realidade virtual.

Kellen Kunz


Notebook posso excelentes configurações e promete agradar gamers e profissionais que precisam de uma máquina de alta performance. Preço do notebook deverá chegar a R$ 15 mil.

A HP lançou o seu novo notebook de alta performance. O gadget foi desenvolvido visando profissionais para os quais se faz necessário um alto investimento para aquisição de configurações top de linha mundiais.

É possível escolher entre cinco sistemas operacionais na compra do ZBook Studio: Windows 7 Professional, Windows 8.1 Pro, Windows 10 Home, Ubuntu Linux e FreeDOS 2.0. O processador preferencial é o Intel Xeon Core i7 quad-core, mas ele também pode ser adquirido com i7 ou i5 dual-core. Para completar o desempenho, o notebook possui chipset Mobile Intel QM 87, memória RAM de 32 GB e opções de placas de vídeo NVidia DDR5 de 1 GB ou 2 GB de memória RAM dedicada. A alternativa a qualquer placa NVidia é a AMD FirePro.

O portátil pode vir em versões com tela de 1920×1080 pixels ou 3200×1800 pixels de resolução 4K, todas de LED e antirreflexo com 15,6 polegadas.

Para todos as modelos, as entradas de série para conectividade são sete, entre elas três portas USB 3.0 e uma 2.0, além de uma entrada VGA e uma saída para fone de ouvido. A webcam HD de 720 pixels também é de série. Assim como o teclado resistente a respingos e com iluminação auxiliar.

A bateria tem autonomia para até 11 horas de uso constante.

A estreia no varejo dos Estados Unidos será no próximo mês, custando a partir de U$$ 1.699, cerca de R$ 6.440. Ainda não foi divulgada uma data para chegada no Brasil, mas provavelmente será no primeiro semestre do próximo ano e o valor deverá ficar entre R$ 8 mil e R$ 15 mil, faixa de preço dos aparelhos equivalentes de Dell, Apple, Microsoft e Samsung.

Mesmo destinado a gamers, engenheiros, designers e todo tipo de profissional que necessita de um notebook potente, a compra da workstation estará diponível para qualquer consumidor. Porém, não recomenda-se gastar milhares de reais em um aparelho cujo uso doméstico não explorará nem 30% da capacidade. Além de existir muitas outras opções domésticas de até R$ 2 mil com bom desempenho doméstico.

Bruno Klein





CONTINUE NAVEGANDO: