Intel solicitou a retirada do modelo Basis Peak no mercado



  

Empresa solicitou a retirada imediata dos modelos do mercado devido ao risco de causar queimaduras nos usuários pelo aquecimento de componentes na parte posterior do dispositivo.

No dia 3 de agosto, a Intel realizou uma solicitação onde exigia a retirada imediata dos seus smartwatches do mercado, o Basis Peak, devido ao risco de causar queimaduras nos usuários pelo aquecimento de componentes na parte posterior do dispositivo.

O problema de segurança foi detectado pela empresa, só que o mesmo não conseguiu ser resolvido. A retirada do aparelho do mercado foi imediata e a empresa alertou aos usuários que já haviam comprado o aparelho, para que parassem de usá-lo e irem o mais rápido possível realizar a devolução no ponto mais próximo.

De acordo o vice-presidente da Intel, Josh Walden, que estava decepcionado em relação á desistência da venda do aparelho no mercado, afirmou que a decisão foi tomada pelos engenheiros que construíram o dispositivo e descobriram o problema e que alguns dos aparelhos Basis Peak poderiam superaquecer e trazer riscos ao usuário.

A solicitação de retirada irá afetar todos as unidades vendidas em todo o mundo, mesmo que apenas 0,2% dos aparelhos tenham reportado o problema de queimaduras na pele, sendo assim não haverá nenhuma exceção em relação ao recolhimento do mesmo.

Desde o mês de junho a companhia tinha ciência do problema no dispositivo, pedindo para que os consumidores não comprassem o dispositivo, além de oferecer um reembolso total para aqueles que haviam adquirido o mesmo.





Inevitavelmente a fabricante neste período tentava reverter as causas do aquecimento exacerbado dos componentes, o que não obteve sucesso. A Intel também ofereceu reembolso para aqueles que não relataram ou perceberam problemas no uso do aparelho.

O superaquecimento dos componentes estava relacionado com o LED do monitor de batimentos cardíacos, necessitando de uma atualização no firmware. Diferente de outros smartwatches que simplesmente realizavam a análise cardíaca ocasionalmente, o dispositivo da Intel realizava constantemente o processo na parte posterior, o que causava o aquecimento do mesmo.

E para garantir ainda mais que nenhum usuário sofra com este problema, a Intel afirmou que até 31 de dezembro todos os aparelhos terão suas funções desativadas, descontinuando seus serviços e tornando-os aparelhos inúteis.

De qualquer forma esses dispositivos têm ganhado muitos fãs. Mas ainda assim as fabricantes parecem não terem encontrado um consenso para a segurança

Por Denisson Soares

Intel Basis Peak



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *