API – O Que é e Para Que Serve?



  

Saiba aqui o que é uma API e entenda qual a importância dela.

Uma API em suma é basicamente um conjunto de rotinas e também de padrões de programação com a finalidade de permitir o acesso a um determinado aplicativo ou alguma plataforma baseado na Web. A sigla – API – é apenas uma referência para um termo em inglês: "Application Programming Interface". Em uma tradução para o português livre, isso quer dizer “Interface de Programação de Aplicativos”.

De uma maneira geral uma API é criada quando alguma empresa do setor de tecnologia (ou não) desenvolve um software e tem a intenção de que outros profissionais (geralmente outros criadores) de software possam desenvolver produtos que sejam ligados ao seu serviço. Hoje em dia há uma vasta gama deles que deixam seus códigos, bem como as instruções, para os mesmos com a finalidade de que outros possam usá-lo em sites da maneira que melhor achar que será conveniente para os visitantes.

Quer um bom exemplo na área de API. Temos o Google Maps, por exemplo, por meio de seu código original muitos outros sites e também aplicações podem fazer uso dos dados oferecidos pelo Google Maps. A maior parte das pessoas acabam por adaptá-lo para poder usar o serviço conforme sua própria necessidade. Quando alguém acessa a página de um restaurante para obter sua localização ele poderá verificar através do Google Maps qual a melhor rota para se chegar até o local.

Todo esse procedimento só é possível devido ao uso de uma API na qual os desenvolvedores do endereço eletrônico (entenda-se site) do restaurante usaram o código do Google Maps e o inseriram em uma determinada seção da página eletrônica.





Outra coisa que as APIs permitem é a comunicação de aplicativos entre si sem que para isso o usuário precise ter conhecimento ou algum tipo de interferência. Desta maneira eles baseiam suas funcionalidades por meio da comunicação de vários códigos. Assim é possível definir, por exemplo, comportamentos específicos de algum objeto em uma determinada interface.

Os desenvolvedores de um software principal podem criar uma API específica e depois fornecerem a mesma para outros criadores. Estes, por sua vez, podem trabalhar no desenvolvimento de plugins com vistas para o aumento tanto do potencial quanto da funcionalidade do programa principal.

Resumindo, APIs podem parecer complicadas. Porém, mais complicado seria a nossa vida virtual sem a ajuda delas.

Por Denisson Soares



Compartilhar:

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *