Ad Blocks causam perdas para o setor de publicidade



  

Softwares bloqueiam anúncios, mas empresas já analisam meios de contornar a situação

Recentemente, o navegador Opera fez a adição de um bloqueio para anúncios nativo frente a uma edição para desenvolvedores do browser. Porém, esse recurso agora já pode ser utilizado de maneira geral. Isso auxilia para que as páginas sejam carregadas de uma maneira mais rápida. Por outro lado, os sites em questão não terão os ganhos de publicidade que teriam normalmente.

Esse recurso de bloqueio de anúncios se encontra disponível para o navegador de PC e também para a versão do browser para aparelhos com o sistema Android. Utilizando esse recurso você, além de deixar a velocidade de carregamento da página mais rápida, ajuda também para que sejam eliminados dados que necessitam ser baixados pelos internautas de smartphones para que o site seja visualizado.

Segundo comentários de um porta-voz do Opera, os usuários podem esperar que essa versão geral tenha a mesma performance que tem a build feita para os desenvolvedores. Isso quer dizer: as páginas são carregadas com até 90% mais velocidade em comparação quando os anúncios estão habilitados.

Dados do Opera também dão conta que o bloqueio nativo dos anúncios fez com que o navegador se apresentasse até 45% mais veloz do que a versão estável do navegador Google Chrome com o AdBlock Plus integrado ao browser.

Por outro lado, as editoras devem andar para outros meios para que o dinheiro seja levantado. Isso pode incluir, por exemplo, que seja impossível que uma página seja carregada se a mesma possuir um ad block habilitado. É bom você saber que são os anúncios que deixam as páginas preferidas dos internautas ativas. Com isso, o melhor caminho para que elas ainda caminhem bem é não utilizar o ad block.





Google pede cordialmente que internautas parem de usar ad block.

Você instala o Ad Block em seu Google Chrome e pensa que não terá mais anúncios. Porém, a empresa pode fazer com que você receba um pedido para que deixe de utilizar esse recurso e volte a observar os anúncios.

A maneira como o Google pede é bem cordial e, quando você aceita, o ad block vai adicionar uma gama de sites como exceções. O grande problema dos anúncios é deixar os sites poluídos e bem mais pesados (lentos). O ad block no Chrome conta com mais de 15 milhões de usuários que fazem uso do recurso.

Ainda não se sabe se esse pedido do Google é um recurso que vai ser adotado para todos seus usuários ou apenas um teste, por enquanto.

OSCAR ARIEL COLAÇO



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *