Windows 10 – Sistema da Microsoft finalmente une Celular e Computador



  

Novo sistema operacional da Microsoft agrada e promete apagar o fracasso do Windows 8.

A ideia de unir computador e celular já existe há bastante tempo na Microsoft, desde o anúncio do Windows Mobile a empresa já visava integrar o programa que rodava no PC com o Smartphone, mas recentemente ela resolveu apostar na proposta que parece bem interessante para muitos usuários que demandam praticidade com os diversos aparelhos móveis.  Com o anúncio do Windows 10, a Microsoft ratifica a ideia da proximidade entre os dois sistemas, ampliando a possibilidade de angariar cada vez mais clientes que aguardavam por esta tecnologia há muito tempo.

O sistema para desktop tradicional, desde a versão do Windows 8, possui uma loja integrada de aplicativos que permite o download seguro de programas úteis e jogos. A principal jogada da Microsoft era que os usuários conhecessem as live tiles posteriormente integradas ao menu iniciar do Windows 10, que adotou um sistema inteligente de “modo tablet”. Quando posicionado para esta função, o OS permite que se tenha maior facilidade de controle através de uma tela de toque como acontece atualmente nos tablets que já possuem o sistema e torna-se bem prático para usá-lo no dia a dia.

A empresa responsável pelo sistema sempre adotou mistérios por trás do Windows, na versão XP, trazia uma música chamada ‘Title’ que ficava escondida na pasta system32, a pasta de arquivos de configuração do Windows. A música era tocada somente durante a instalação do sistema e depois não era mais possível executá-la ao menos que o usuário procurasse utilizando de conhecimentos básicos de computador.

Agora novamente a Microsoft causou mais uma dúvida nos usários, desde 2009 com o lançamento do Windows 7 e logo depois com o lançamento do Windows 8 e 8.1, esperava-se que a mesma continuasse os projetos chamando assim o sucessor de Windows 9, mas não foi o que aconteceu e o Windows 10 passou por mudanças radicais através da atualização gratuita do sistema, até mesmo para usuários piratas. A resposta da companhia foi de que devido ao sistema ser desenvolvido com base nas versões Windows 98 e 95, poderia conflitar arquivos com a denominação “9”, o que causaria constantes erros no sistema, seria mais um erro de algoritmo.





Bom, parece que desta vez a Microsoft acertou, desde o sucesso do Windows XP e 7, além dos fracassos do Windows Vista e 8, integrando os pontos positivos destas versões, ela produziu o sistema operacional que foi a maior atualização já feita na história da empresa para usuários antigos desde o Windows 7.

Em mais de 30 anos de carreira, o Windows obteve mais de 50 versões, algumas jamais lançadas como o misterioso Windows Longhorn ao qual atribui-se o surgimento do estilo “Aero” das janelas e ícones muito populares posteriormente no Windows 7. Essa versão jamais lançada foi modificada e assim surgiu o fracasso Windows Vista, cujo maior problema era a instabilidade do sistema, que permitia graves erros de falha na segurança. Atualmente a Microsoft conta com suporte apenas para o Windows 7, 8, 8.1 e o mais recente Windows 10.

Gabriel Tirado



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *