Intel vai lançar em 2014 novos processadores



  

Esse ano será cheios de novidades para as pessoas que amam tecnologia e tudo o que é relacionado com o mundo dos computadores. O grande barato, todavia, é que a Intel vai lançar, ainda esse ano, novos processadores cheios de modernidade. A empresa, por sua vez, prometeu construir novos chips com a tecnologia Haswell. Seja bem como for, a verdade é que essas novidades estão previstas para  o segundo trimestre. 

No entanto, para alertar nossos leitores, tudo isso são conversas, boatos que ainda não ganharam caráter oficial, mas que, mesmo assim, já despertam o interesse de todos os que estão ansiosos por mudanças tecnológicas e práticas no âmbito dos processadores, a chamada alma do computador

No mais, de acordo com pesquisas e de uma investigação por meio de fontes de natureza internacional, a questão é que a Intel vai atualizar e melhorar seus processadores Intel Core, Pentium e Celeron. Serão construídos, por seu turno, 20 modelos com tecnologia Haswell.

Essa nova arquitetura será para os modelos Core i3, i5 e i7. Assim sendo, por meio dessa expectativa, um pormenor parece certo: os computadores poderão, num futuro nem tão distante, adquirir seus processadores de alto desempenho como o Core i3-4360, Core i5-4590 





O Core i5-4690K e o devem ser lançados provavelmente no final de julho de 2014.  Assim, com promessas de novas placas mãe, novos processadores mais modernos e com tecnologia Haswell, A Intel promete aumentar ainda mais seus lucros e conquistar ainda mais clientes fiéis para essa nova temporada que se aproxima.

Seja lá como for, apesar da presente informação ser extraoficial, tudo indica que a Intel está sim trabalhando muito para revolucionar ainda mais o mundo dos processadores de alto nível. Assim, caso tudo isso seja confirmado, os fãs de computadores e tecnologia de forma geral já podem comemorar essas novidades que serão para o segundo trimestre do ano em vigor.

Agora esperar para ver se, na verdade, a Intel vai mesmo atualizar as linhas de seus componentes e investir em novos processadores. 

Por Juan Wihelm



Compartilhar:

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *