Óculos com LEDs de infravermelho barram o reconhecimento facial



  

Muito se tem falado sobre os sistemas de reconhecimento facial, principalmente a utilização do que já foi desenvolvido por empresas que visam à ampliação e facilitação de suas vendas. Temos o sistema que reconhece clientes VIP e alerta o vendedor para realizar a venda, através de um banco de dados no sistema para comparação; também temos o sistema inteligente de anúncios no Japão, que mostram somente propagandas propícias para a idade e sexo do passante que puder ver o anúncio.

Mas agora a novidade vai contra esses sistemas, em busca de privacidade e descrição para o consumidor. São os protótipos de óculos que equipados com LEDs de infravermelho, barram o sistema de reconhecimento facial.

O infravermelho causaria um reflexo na câmera, sem atingir os olhos do indivíduo, e impediria o processo de reconhecimento. Apesar das informações acima, o protótipo ainda não representa uma tecnologia perfeita. Sabe-se também que ainda existem câmeras imunes à interferência de infravermelho, inutilizando a tecnologia proposta pelo óculos.





O protótipo atual não é exatamente de um óculos da moda, mas ainda está em desenvolvimento e acredita-se que pode chegar a ter uma aparência agradável para os consumidores que quiserem fugir do reconhecimento facial, preservando assim sua privacidade e descrição. 

Por Fábio G. Santos



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *