Novas placas-mãe serão produzidas para o Ivy Bridge



  

Aproveitando o lançamento dos novos chipsets da Intel, o H77 e o Z77, os fabricantes de placas-mãe começaram a produzir suas placas para o Ivy Bridge. Sendo assim, foram analisadas as configurações dos chips controladores dos modelos da Gigabyte, Asus, MSI, Biostar, Asrock e ECS pelo site AnandTech.

Os nomes dos chips já proporcionam uma análise das suas configurações. São eles o Z77, Z75 e o H77, e os chipsets que iniciam com a letra Z indicam que será possível fazer o overclock no Ivy Bridge. Já o número 77 significa que é um modelo que suporta a tecnologia destinada a sistemas híbridos com SSDs e HDs da Intel, chamada cacheamento inteligente.

A maior novidade para os usuários comuns é que todos os modelos possuem suporte nativo para o USB 3.0, pois até então as placas de processadores Intel necessitavam de um controlador específico para que fossem disponibilizadas portas USB da terceira geração.





Outra configuração descoberta com base nos chipsets é que as placas-mãe também suportarão o PCle 3.0, que são 16 linhas capazes de aumentar o desempenho dos periféricos, principalmente as placas de vídeo. Além disso, os novos chips são compatíveis com processadores mais antigos, como Sandy Bridge.

Alguns dos novos modelos das placas-mãe contendo chipsets do processador Ivy Bridge já estão disponíveis para compra.

Por Guilherme Marcon



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *