Samsung Galaxy Tab 10.1 – Comercialização proibida na Europa



  

E não é que nem sempre as ações judiciais são provenientes das próprias empresas interessadas? Se o Samsung Galaxy Tab 10.1 depender do mercado alemão para ser um sucesso de vendas, a empresa deve mudar seus projetos urgentemente. É que a Justiça alemã acionou a empresa semana passada, acusando-a de vender um tablet imitador do iPad, da Apple. É isso mesmo: as vendas do Galaxy Tab 10.1 foram proibidas na Europa, pois o design do dispositivo é estranhamente semelhante ao que é fabricado pela empresa de Steve Jobs.

O interessante é que, nesse caso, o motivo do "embargo" não tem muita relação com as conhecidas disputas por quebra de patentes, uso de tecnologia ou de softwares proprietários. A Corte Provincial de Düsseldorf levou em consideração apenas o design do aparelho. Para a justiça alemã, a Samsung desrespeitou a distância que deveria ter do modelo de tablet da maçã, segundo a avaliação sentencial dada pela juíza Johanna Brückner-Hofmann. Para ela, outras empresas levaram em conta essa distância legal (a exemplo da Toshiba) e o Galaxy Tab 10.1 poderia ter passado pelo mesmo processo de "formatação".





A punição terá efeito retroativo, pois o anterior  Galaxy Tab 7.7 também será atingido, ficando proibida a sua comercialização naquele país. A empresa coreana, por enquanto, limitou-se a lamentar.

Por Alberto Vicente Silva



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *